A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EUCALIPTO : PANORAMA EM SÃO PAULO Eduardo Pires Castanho Filho engenheiro agrônomo pesquisador científico.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EUCALIPTO : PANORAMA EM SÃO PAULO Eduardo Pires Castanho Filho engenheiro agrônomo pesquisador científico."— Transcrição da apresentação:

1 EUCALIPTO : PANORAMA EM SÃO PAULO Eduardo Pires Castanho Filho engenheiro agrônomo pesquisador científico

2 AGRONEGÓCIO FLORESTAL AGRONEGÓCIO FLORESTAL PDFS- POTENCIAL ESTOQUE DE TERRAS PDFS- POTENCIAL ESTOQUE DE TERRAS ÁREA FLORESTAL PRODUTORES ÁREA FLORESTAL PRODUTORES CONSUMO UTILIZAÇÃO CONSUMO UTILIZAÇÃO ASPECTOS ECONÔMICOS INFORMAÇÕES SETORIAIS INFORMAÇÕES SETORIAIS

3 componentes de produção/ suprimento componentes de produção/ suprimento floresta nativa/ plantada floresta nativa/ plantada processamento 1ª transformação processamento 1ª transformação Logística: distribuição transporte Armazenagem Logística: distribuição transporte Armazenagem consumo interno externo consumo interno externo madeireira ñ. madeireira ambiental madeireira ñ. madeireira ambiental tangível = valorada intangível = ñ. valorada tangível = valorada intangível = ñ. valorada ambiente institucional terra recursos humanos biodiversidade capital Tecnologia: máquinas equipamentos insumos sementes mudas serviços terra recursos humanos biodiversidade capital Tecnologia: máquinas equipamentos insumos sementes mudas serviços pública privada: c&p chapas serrados energia látex resina óleos constr. Civil ambiental privada: c&p chapas serrados energia látex resina óleos constr. Civil ambiental ensino pesquisa turismo lazer Finanças Comércio serviços ONGs ensino pesquisa turismo lazer Finanças Comércio serviços ONGs indústria c&p indústria chapa serrados energia látex resina óleos constr. civil indústria c&p indústria chapa serrados energia látex resina óleos constr. civil matéria prima: exótica nativa matéria prima: exótica nativa estadual importada estadual importada Suprimento Produção Transformação Suprimento Produção Transformação exportação mercado interno mercado interno AGRONEGÓCIO FLORESTAL

4 APTIDÃO DOS SOLOS DO ESTADO DE SÃO PAULO.

5 Aptidão do solo área(ha) % A 14.758.300 59,37 B 574.300 2,31 C 5.038.100 20,27 D 2.756.700 11,09 E 817.300 3,29 Parques e Estações Ecológicas 914.000 3,67 Fonte: PDFS 1993 TERRAS POR APTIDÃO DE USO 60%20% 10% agricultura pecuária floresta/pecuaria floresta Fonte: PDFS,1993

6 ZONA HIDROGRÁFICA DO PARDO E MOGI

7 0,81 0,77 MILHÕES DE HECTARES 19731989 2000 NATIVA PLANTADA 4,4 3,1 0,67 EVOLUÇÃO DAS ÁREAS DE FLORESTAS 3,45 2009 1,0 privada 1,0 privada 2,45 pública 2,45 pública 1,0

8 Sapucaí/Grande 7.059 91.055,60 1.192 8.977,90 106.265,60 Mogi-Guaçú 10.150 125.112,98 2.116 13.843,90 196.354,78 Baixo Pardo/Grande 2.206 38.944,10 2.372 15.970,90 55.933,70 Pardo 7.663 108.361,56 1.679 9.906,14 166.805,80 TOTAL ZH - 525.359,88 Veg. natural Várzeas Total UGRH UPA Área UPA Área Eucalipto Pinus UGRH UPA Área UPA Área Sapucaí/Grande 670 5.246,00 4 986,10 Mogi-Guaçú 2.184 54.994,80 31 2.403,10 Baixo Pardo/Grande 221 956,10 4 62,60 Pardo 1.885 46.563,40 91 974,70 FLORESTAS -ZONA HIDROGRÁFICA PARDO- MOGI

9 NÚMERO DE UPA S COM ATIVIDADES FLORESTAIS- SÃO PAULO – 2008. Fonte: CATI 1996; CATI 2008

10 CONSUMO APARENTE DE PRODUTOS DE FLORESTAS PLANTADAS- SÃO PAULO 1991 – 2008

11 MILHÕES DE m3 50 45 40 35 30 25 20 15 10 05 PRODUÇÃO CONSUMOPRODUÇÃO INDUSTRIA ENERGIA OUTROS USOS DEFICIT CONSUMO E PRODUÇÃO DE MADEIRA 44.000 PRODUTORES

12 madeira celulose chapas serrada tratada lenha carvão ñ madeira resina látex palmito óleos sementes med./ arom./ ornam. mel serviços viveiros corte transporte lazer CO 2 SERRARIA PROCESSO ENERGIA USO MÚLTIPLO DA FLORESTA

13 DEMANDA ESTIMADA DE ENERGIA FLORESTAL PARA DOIS CENÁRIOS

14 35/m3/ha/ano 24 t./ha/ano 81Gcal/ha/ano 80/t./ha/ano 6.300 l./ha/ano álcool 20 t./ha/ano bagaço 82 Gcal/ha/ano POTENCIAL ENERGÉTICO LENHA CANA

15 RENDAS BRUTAS NA AGROPECUÁRIA PAULISTA produtos selecionados-2006 ( R$1000,00/ ha) Fonte: IEA

16 VALOR DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA SÃO PAULO - 2009

17 SISTEMA DE INFORMAÇÕES FLORESTAIS revisão entrada das fontes de dados entrada das fontes de dados dados processamento de dados processamento de dados divulgação distribuição entrada análise saída BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS SITE I.E.A. SITE SISFLOR FLORESTAR ESTATÍSTICO SITE I.E.A. SITE SISFLOR FLORESTAR ESTATÍSTICO cadastro de usuários cadastro de usuários cadastro de informantes cadastro de informantes

18 REDE DE INFORMAÇÕES

19 ENTIDADE/ ORGANIZAÇÃO CIDADECONTATO ESTIMATIVA DE PRODUÇÃO DE MUDAS EUCALIPTO PREÇOS/ COTAÇÕES ESTIMATIVA DE PRODUÇÃO DE MUDAS NATIVAS PREÇOS ESTIMATIVA DE NÚMERO DE CONSUMIDORES REGIONAIS TIPOS DE PRODUTOS CARACTERÍSTICAS DOS PRODUTOS CELULOSE/ CHAPAS/ LENHA / ENERGIA/ CONSTRUÇÃO CIVIL/ TRATAMENTO/ SERRARIA TENDÊNCIAS DO MERCADO QUESTIONÁRIO DE CAMPO

20 SECRETARIA DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO DO ESTADO DE SÃO PAULO AGÊNCIA PAULISTA DE TECNOLOGIA DOS AGRONEGÓCIOS INSTITUTO DE ECONOMIA AGRÍCOLA CENTRO DE ESTATÍSTICAS DE PREÇOS PREÇOS MÉDIOS MENSAIS: PRODUTOS FLORESTAIS MÊS DE MAIO DE 2010 Prezado(a) Senhor(a), Estamos enviando a Vossa Senhoria o questionário destinado a coletar os Preços Médios Recebidos pelos Produtores, no Estado de São Paulo. Tem este FINS PURAMENTE ESTATÍSTICOS e será analisado globalmente com outras informações, estando garantido o SIGILO DA FONTE. Uma informação precisa, de sua parte, em muito contribuirá para os estudos de nossa instituição. Para tanto, solicitamos que siga as instruções abaixo relacionadas: Abreviaturas utilizadas no questionário: m3 = metro cúbico; c/c = com casca. Para uma melhor qualidade e aproveitamento dos dados, o questionário deve ser preenchido, assim que for recebido se possível, mas, não deixe de devolver o questionário preenchido até o final do mês. (AS COTAÇÕES DEVEM SER DE PREÇO DE MERCADO, POR FAIXA DE PREÇO E SEM ICMS.) MÊS DE MAIO DE 2010FAIXA DE PREÇO PRODUTO EM R$ DE A Eucalipto c/c (processo/indústria) - m 3 (posto consumidor) Eucalipto c/c (energia) - m 3 (posto consumidor) Atenciosamente, Eduardo Pires Castanho Filho CPDIEA / IEA Telefone: (0**11) 5067 0299 Questionário preenchido por e-mail: telefone: DATA DO PREENCHIMENTO : Reenvio para castanho@iea.sp.gov.br

21 produtojan/08fev/08mar/08abr/08mai/08jun/08jul/08ago/08set/08out/08nov/08dez/08média energia52,50 45,7551,6054,93 58,76 52,7055,5956,5852,9453,96 processo52,5052,6045,7551,6054,93 58,76 52,7055,5956,5852,9453,97 tratament o70,15 80,0070,15 66,2562,5070,0072,0070,15 serraria122,50 118,78120,00118,78 140,00 122,50126,25120,00 124,17 jan/09fev/09mar/09abr/09mai/09jun/09jul/09ago/09set/09out/09nov/09dez/09média energia54,0055,0753,33 48,1446,5048,4749,2555,2554,5752,1851,0951,77 processo46,5046,9245,6545,5944,9139,80 43,4442,8441,3841,3745,9143,68 tratament o69,5067,0065,0067,17 62,50 69,2567,2569,5060,4264,0066,37 serraria120,00 132,80124,17 109,38109,40133,40127,70131,70120,93127,36122,36 jan/10fev/10mar/10abr/10mai/10jun/10jul/10ago/10set/10out/10nov/10dez/10média energia51,5558,8458,0458,4458,98 57,15 57,41 57,14 processo45,5145,9048,9148,5249,90 50,82 50,71 47,70 tratament o64,0065,5067,5068,0070,8671,00 75,64 67,17 serraria120,83122,86124,06 126,25 121,40 120,85 123,61 EVOLUÇÃO DAS COTAÇÕES DE EUCALIPTO AO PRODUTOR SÃO PAULO

22 200120022003200420052006 20072008 2009% CELULOSE 12,5813,0915,8616,2418,8520,6624,8125,3926,91 CHAPAS 1,81,922,542,773,03,33,543,5 PROCESSO 14,3814,9917,8618,7821,6223,6624,8428,9330,4171,9 PROC.MEC. 4,654,925,25,55,826,166,526,76,5 ENERGIA 12,1612,2512,1212,2712,512,7012,8912,0611,8828,1 TOTAL 31,1932,1635,1836,5539,9442,5244,2547,6948,79 EVOLUÇÃO DO CONSUMO DE MADEIRA DE EUCALIPTO SÃO PAULO

23 Índices/ Ano2000200120022003200420052006 200720082009 Laspeyres100 128,42 157,94 151,97 203,37 349,89 326,60 328,90 354,59 320,33 Paasche100 128,42 157,80 156,10 209,29 356,07 332,18 334,97 360,51 324,07 Fisher100 128,42 157,87 154,02 206,31 352,97 329,38 331,92 357,54 322,20 Índice2009jan/10fev/10mar/10abr/10mai/10jun/10 Laspeyres 320,33 329,08 345,31 358,83 357,66 365,63366,66 Índice2009jan/10fev/10mar/10abr/10mai/10jun/10 Laspeyres 100,00 102,73 107,80 112,02 111,65 114,14 114,46 ÍNDICES PARA SÃO PAULO

24 produtividade 50 st/ha/ano* 40 st/ha/ano* 50% corta-p/ industria 50% reserva p/ 2º corte 50% corta-p/ industria 50% reserva p/ 2º corte 35% corta p/ serraria 65% corta p/ industria 35% corta p/ serraria 65% corta p/ industria madeira produzida madeira produzida exploração 150 m 3 uso industrial 150 m 3 uso industrial 210m 3 serraria+ 210 m 3 uso industrial 210m 3 serraria+ 210 m 3 uso industrial primeiro: 6º anos primeiro: 6º anos EUCALIPTO PARA INDÚSTRIA E SERRARIA segundo: 12º ano segundo: 12º ano MÓDULO 12 HECTARES - plantio de 1ha/ano durante 12 anos cortes INVESTIMENTO EM EUCALIPTO

25 COM ALUGUEL DA TERRASEM ALUGUEL DA TERRA 1 ha12 ha 1 ha12 ha Despesas no Ciclo8.17598.100Despesas no Ciclo5.83570.020 Receitas no Ciclo18.900226.800Receitas no Ciclo18.900226.800 VPL - mil R$9176.869VPL - mil R$9706.484 Taxa alternativa % aa10%Taxa alternativa % aa13% TIR13,8%TIR18,4% Risco Limite¹ 21% de redução na receitaRisco Limite¹ 20% de redução na receita RETORNO DO INVESTIMENTO

26 Cooperação técnica INSTITUTO DE ECONOMIA AGRÍCOLA www.sp.gov.br castanho@iea.sp.gov.br


Carregar ppt "EUCALIPTO : PANORAMA EM SÃO PAULO Eduardo Pires Castanho Filho engenheiro agrônomo pesquisador científico."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google