A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A chuva é, naturalmente, um pouco ácida! Assunto: Tipos de reações químicas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A chuva é, naturalmente, um pouco ácida! Assunto: Tipos de reações químicas."— Transcrição da apresentação:

1 A chuva é, naturalmente, um pouco ácida! Assunto: Tipos de reações químicas

2 Animais, o Homem, ao respirarem, eliminam gás carbônico (CO 2 ) na atmosfera. Sem falar de outros contribuintes mais importantes, podemos dizer que a presença desse gás na atmosfera é natural. Quando chove, ocorre uma reação entre ele e a água da chuva, produzindo ácido carbônico, que deixa a chuva ligeiramente ácida, já que se trata de um ácido fraco. CO 2(g) + H 2 O (l) H 2 CO 3(aq)

3 Óxidos de carbono e fuligem A combustão (queima) do álcool e da gasolina dentro dos motores produz uma mistura de dióxido de carbono (CO 2 ), monóxido de carbono (CO), carvão (C) pulverizado e água. A produção de CO 2 faz aumentar muito a concentração desse gás na atmosfera. Como conseqüência, ocorre o chamado efeito estufa. Já o CO é um gás extremamente tóxico. Não tem cheiro nem cor, mas pode causar desde uma ligeira dor de cabeça até a morte, dependendo da quantidade inalada. O carvão (C) pulverizado é conhecido como fuligem, sendo o principal responsável pela cor escura da fumaça que sai do escapamento de alguns automóveis, caminhões e ônibus e também das chaminés das fábricas. Um dos maiores inconvenientes da presença de fuligem e de outras partículas sólidas em suspensão no ar é o fato de elas causarem irritação na córnea e também problemas respiratórios, como, por exemplo, bronquite.

4 Óxidos de enxofre Uma das principais impurezas que existem nos derivados de petróleo (gasolina, óleo diesel) e no carvão mineral é o Enxofre (S). Formação do SO 2 na combustão do enxofre: S + O 2 SO 2 Transformação do SO 2 em SO 3, que ocorre na atmosfera 2SO 2 + O 2 2SO 3 Reação do SO 3 com água da atmosfera SO 3 + H 2 O H 2 SO 4

5 A água dos rios e lagos se torna ácida e, conseqüentemente imprópria para à vida dos peixes. Corrosão do ferro pelo ácido sulfúrico Fe (s) + H 2 SO 4(aq) H 2(g) + FeSO 4(s) Corrosão do mármore pelo ácido sulfúrio H 2 SO 4(aq) + CaCO 3(s) CaSO 4(aq) + H 2 CO 3(aq) Finalmente, o ácido carbônico produzido nessa última reação, por ser instável, sofre decomposição: decomposição do ácido carbônico: H 2 CO 3(aq) H 2 O (l) + CO 2(g) Assim se origina a chamada chuva ácida. Ela é responsável por inúmeros problemas, entre os quais se destacam:

6 A reação de dupla troca da câmara de gás O gás cianídrico (HCN) (odor de amêndoas amargas) mata por asfixia. É o responsável pelas mortes em câmaras de gás. Pode ser obtido por meio da reação do ácido sulfúrico concentrado e cianeto de potássio (chamado antigamente de cianureto). H 2 SO 4 + 2KCN K 2 SO 4 + 2HCN Como você pode notar, no início o potássio estava combinado como cianeto, e o hidrogênio, com o sulfato; ao final, ambos trocaram de parceito. Esse processo é uma reação de dupla troca com formação de substância volátil.

7 A utilidades do bicarbonato de sódio (NaHCO 3 ) estão relacionadas com as reações de dupla troca. Quando o bicarbonato de sódio reage com um ácido, ocorre a liberação de gás carbônico (efervescência). HX + NaHCO 3 NaX + H 2 CO 3 H 2 CO 3 H 2 O + CO 2 Decomposição do ácido carbônico: Você mesmo pode observar a efervescência adicionando bicarbonato de sódio sólido a uma porção de vinagre ou suco de limão. A reação com ácidos explica por que o NaHCO 3 pode ser usado em fermentos, extintores de incêndio e como antiácido estomacal. Antiácido estomacal: ao ser ingerido, o NaHCO 3 reage com o HCl presente no estômago, combatendo a acidez estomacal e a azia. Fermento para massas: além do NaHCO 3, contém também um outro composto de características ácidas. Na reação entre ambos, que ocorre quando dissolvemos o fermento em água ou leite, ocorre liberação de CO 2, que faz a massa se expandir e ficar fofa. Extintor de incêndio de espuma química: quando o extintor é virado de cabeça para baixo, o H2SO4 contido num recipiente em seu interior entra em contato com o NaHCO 3, produzindo CO2. O CO2 não é combustível e sai misturado com a solução, formando espuma, que é usada para apagar o fogo. A espuma contém íons dissolvidos, portanto conduz a corrente elétrica. Assim, esse tipo de extintor não pode ser usado em equipamento ligado à rede elétrica.

8 Dinâmica de um Extintor de incêndio de espuma química

9 Relacione a coluna da direita (tipos de reação) com os exemplos de reações na coluna esqueda. 1. Reação de adição ou síntese X + Y +... P 2. Reação de decomposição ou análise R X + Y Reação de deslocamento ou simples troca X+ YZ Y + XZ ou X + YZ Z + YX 4.Reação de dupla troca XY + ZW ZY + XW a)S + O 2 SO 2 b)2SO 2 + O 2 2SO 3 c)SO 3 + H 2 O H 2 SO 4 d)Fe (s) + H 2 SO 4(aq) H 2(g) + FeSO 4(s) e)H 2 SO 4(aq) + CaCO 3(s) CaSO 4(aq) + H 2 CO 3(aq) f)H 2 CO 3(aq) H 2 O (l) + CO 2(g)


Carregar ppt "A chuva é, naturalmente, um pouco ácida! Assunto: Tipos de reações químicas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google