A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CURVELO - FACIC PARASITOLOGIA APLICADA À ENFERMAGEM Prof. Ms. José Oliveira Graduação em Farmácia-Bioquímica pela Universidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CURVELO - FACIC PARASITOLOGIA APLICADA À ENFERMAGEM Prof. Ms. José Oliveira Graduação em Farmácia-Bioquímica pela Universidade."— Transcrição da apresentação:

1 FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CURVELO - FACIC PARASITOLOGIA APLICADA À ENFERMAGEM Prof. Ms. José Oliveira Graduação em Farmácia-Bioquímica pela Universidade Federal de Ouro Preto Mestrado em Saneamento Ambiental pela Universidade Federal de Ouro Preto Diretor-Técnico da Farmácia de Minas – Unidade Presidente Juscelino Diretor-Técnico do Laboratório de Análises Clínicas da Prefeitura Municipal de Presidente Juscelino

2 Parasitos Intestinais Protozoários Entamoeba coli Entamoeba histolytica Giardia lamblia Endolimax nana Iodamoeba butschilii Helmintos Nematelmintos Ascaris lumbricoides Enterobius vermicularis Strongyloides stercoralis Necator americanus Ancylostoma duodenale Trichuris trichiura Platelmintos Hymenolepis nana Hymenolepis diminuta Taenia sp HepáticoSchistosoma mansoni VaginalProtozoáriosTrichomonas vaginalis

3 Introdução –Donné (1836) isolou de uma vaginite –Outras espécies do gênero habitam a cavidade oral (T. tenax) e o trato digestivo (T. fecalis)

4 Trichomonas vaginalis Morfologia: –Não possui a forma cística, apenas trofozoítica –Protozoário muito plástico 9,7 µm comprimento x 7,0 µm de largura Ovalado ou esférico Forma pseudópodes –4 flagelos anteriores livres e no tamanho –Membrana ondulante

5 Trichomonas vaginalis

6 Trichomonas vaginalis Ciclo Biológico

7 Trichomonas vaginalis Transmissão –É uma DST –+ 1 semana sulco balanoprepucial após coito contaminado –Homem vetor –Ejaculação: T. vaginalis é lançado na vagina –Transmissão não sexual é rara –Tricomoníase neonatal feminina durante o parto

8 Trichomonas vaginalis Sintomatologia –Mulher Prurido Irritação vulvovaginal Dores no baixo ventre Dor e dificuldade para o sexo (dispareunia de intróito) Desconforto nos genitais externos DisúriaPoliúria –Homem Prurido Irritação uretral Disúria

9 Trichomonas vaginalis Patogenia –Mulher Vaginite c/ corrimento vaginal –fluido abundante –cor amarelo-esverdeado –Bolhoso –Odor fétido (principalmente pós-menstrual) Prurido Irritação vulvovaginal Uretrite Vagina e cérvice edematosos e eritematosos (Colpitis macularis – aspecto de morango)

10 Trichomonas vaginalis Patogenia: –Relacionados com a gravidez Ruptura prematura de membrana Parto prematuro peso Endometrite pós-parto Natimorto Morte neonatal –Homem Comumente assintomática Uretrite c/ fluxo leitoso ou purulento Hiperemia no meato uretral ProstatiteBalanoprostatiteCistite

11 Trichomonas vaginalis Patogenia: –Relacionados com a fertilidade Infertilidade ~2 x maior em mulheres com tricomoníase Predispõe a doença inflamatória pélvica –Relacionados com a transmissão do HIV As lesões causadas são portas abertas para a entrada do vírus

12 Trichomonas vaginalis Diagnóstico –Laboratorial –15 dias sem uso de medicamentos tricomonicidas (vaginais ou orais) –Exame a fresco da secreção vaginal (swab) –3 dias de abstinência sexual –Não estar menstruada –15 dias sem uso de medicamentos tricomonicidas –3 dias de abstinência sexual –Secreção uretral swab ou alça de platina –1° jato urinário 1 ª urina da manhã centrifugar –Ejaculado

13 Trichomonas vaginalis Epidemiologia –DST não viral mais comum no mundo! –Fatores que influenciam no aparecimento, manutenção e propagação da tricomoníase Idade Atividade sexual Número de parceiros sexuais Outras DSTs Fase do ciclo menstrual Condições sócio-econômicas Técnicas de diagnóstico

14 Trichomonas vaginalis Profilaxia –Mesmas medidas para outras DSTs: –Sexo seguro: Aconselhar a fazer escolhas sexuais apropriadas –Uso de preservativos –Abstinência de contatos sexuais com infectados –Tratamento imediato de sintomáticos e assintomáticos (tratar o(a) parceiro(a)???)

15 Trichomonas vaginalis Tratamento –Metronidazol –Tinidazol –Ornidazol –Nimorazol –Carnidazol –Secnidazol Nota: Em gestantes apenas uso vaginal (cremes, geleias ou óvulos)


Carregar ppt "FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CURVELO - FACIC PARASITOLOGIA APLICADA À ENFERMAGEM Prof. Ms. José Oliveira Graduação em Farmácia-Bioquímica pela Universidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google