A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Exemplificação de bases de dados de briófitos e líquenes Equipa - Cryptomodel Cecília Sérgio, Rui Figueira, Palmira Carvalho, David Draper e Ana Martins.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Exemplificação de bases de dados de briófitos e líquenes Equipa - Cryptomodel Cecília Sérgio, Rui Figueira, Palmira Carvalho, David Draper e Ana Martins."— Transcrição da apresentação:

1 Exemplificação de bases de dados de briófitos e líquenes Equipa - Cryptomodel Cecília Sérgio, Rui Figueira, Palmira Carvalho, David Draper e Ana Martins Jardim Botânico, Museu Nacional de História Natural, CEBV- Centro de Biologia e ecologia Vegetal e Instituto Superior Técnico. Potencialidades da rede GBIF para o utilizador Exemplificação de bases de dados de briófitos e líquenes Equipa - Cryptomodel Cecília Sérgio, Rui Figueira, Palmira Carvalho, David Draper e Ana Martins Jardim Botânico, Museu Nacional de História Natural, CEBV- Centro de Biologia e ecologia Vegetal e Instituto Superior Técnico.

2 Estamos na era da comunicação digital. Estamos na era da comunicação digital. As novas tecnologias de informação e comunicação oferecem numerosas e eficientes oportunidades de serviços voltados para o utilizador. As novas tecnologias de informação e comunicação oferecem numerosas e eficientes oportunidades de serviços voltados para o utilizador. Estes serviços quando visam o conhecimento da biodiversidade, força os cientistas a trabalhar de forma coordenada em sistemas comuns e/ou projectos conjuntos. Estes serviços quando visam o conhecimento da biodiversidade, força os cientistas a trabalhar de forma coordenada em sistemas comuns e/ou projectos conjuntos. No entanto maioria dos utilizador é indiferente em relação a quem oferece os serviços, desde que tenham um acesso fácil, seguro e conveniente. No entanto maioria dos utilizador é indiferente em relação a quem oferece os serviços, desde que tenham um acesso fácil, seguro e conveniente. Provedores de serviço precisam reagir a essa procura, combinando suas ofertas sem por de parte o interesse científico e especialmente as questões ligadas à conservação das espécies e habitats. Provedores de serviço precisam reagir a essa procura, combinando suas ofertas sem por de parte o interesse científico e especialmente as questões ligadas à conservação das espécies e habitats.

3 EXEMPLO DE BASE DE DADOS Brotero – para quê? Na gestão do herbário: Na gestão do herbário: registar material biológico registar material biológico facilitar acessos ao material e tarefas de conservação facilitar acessos ao material e tarefas de conservação gerir empréstimos, ofertas e permutas gerir empréstimos, ofertas e permutas Na gestão da informação Na gestão da informação pesquisar dados sobre a riqueza florística pesquisar dados sobre a riqueza florística pesquisar distribuições geográficas de taxa pesquisar distribuições geográficas de taxa pesquisar datas de colheitas pesquisar datas de colheitas modelação da biodiversidade em todas as vertentes modelação da biodiversidade em todas as vertentes Na disponibilização da informação Global Biodiversity Information Facilitating Na disponibilização da informação Global Biodiversity Information Facilitating

4 Alguns exemplos de aplicabilidade dos dados disponibilizados a partir do Brotero Padrões de riqueza florística Padrões de riqueza florística Estado e evolução do conhecimento a partir das datas de colheitas Estado e evolução do conhecimento a partir das datas de colheitas Preparação de Listas Vermelhas utilizando os critérios da IUCN de avaliação do estado de ameaça Preparação de Listas Vermelhas utilizando os critérios da IUCN de avaliação do estado de ameaça Modelos de distribuição e predição de áreas de ocorrência de espécies Modelos de distribuição e predição de áreas de ocorrência de espécies Trabalhos florísticos ou revisões taxonómicas Trabalhos florísticos ou revisões taxonómicas Brotero – para quê?

5 exemplares de líquenes de Portugal Continental informatizados:

6 Nº de exemplares de briófitos por província exemplares de briófitos de Portugal Continental informatizados:

7 Estado de conhecimento dos briófitos em Portugal Nº de espécies

8 Elaboração de Livros Vermelhos Na resolução do Conselho de Ministros em 2001, que adopta a Estratégia Nacional de Conservação da Natureza e da Biodiversidade, incentivam a elaboração de Livros Vermelhos de grupos taxonómicos especialmente ameaçados (DR 236 Série I-B de 11 de Outubro de 2001). A primeira Lista Vermelha da Península Ibérica foi publicada em 1994 (Sérgio et al.). Desde essa altura, houve uma evolução bastante notória no conhecimento da brioflora Ibérica, tanto no reconhecimento de novas espécies, assim como na actualização da corologia e distribuição de muitos briófitos. Desde 1994, foram inventariadas mais de 70 novas espécies em Espanha e cerca de 35 em Portugal, incluindo algumas espécies novas para a ciência.

9 Critérios adaptados para a Península Ibérica (IUCN)

10 Resultados 2006 Bryophyte Red List (Sérgio et al. 2006) Destacar as DD com cerca de 20%

11 Alguns exemplos de modelos de distribuição Alguns exemplos de modelos de distribuição Espécies contrastantes sob o ponto de vista ecológico e importantes sob o aspecto de conservação a nível Europeu Espécies endémicas da Península Ibérica. Racomitrium hespericum Espécies restritas ao Mediterrâneo Riccia sommieri Espécies de tendência oceânica frequentes em Portugal e consideradas ameaçadas a nível Europeu Cryphaea heteromalla Espécies com interesse biogeográfico, praticamente restritas à Península Ibérica Antitrichia californica Metodologia- Modelação da distribuição potencial Dada a impossibilidade de se utilizar neste tipo de análise, os pontos de ausência, utilizamos nos exemplos apresentados a metodologia que nos deu melhor indicação, como Ecological Niche Factor Analysis (ENFA) (Hirzel et al., 2002), entre outros recentemente implementados para este tipo de análises

12 The total distribution includes Iberian Peninsula, North Africa and some restricted areas in Sardinia, Italy, Greece and Crete but is relatively frequent in Iberian Peninsula. In spite of this it is still rare at European level (ECCB, 1995). All localities have a mostly Mediterranean distribution in Portugal. Riccia sommieri Levier

13 Typical Mediterranean species and the occurrence is throughout the centre and Northeast of Portugal (continental areas), and Centre South of Spain in the mountain belt (Casas et al. 1985). It is a species with a Mediterranean-Californian disjunction, with a distribution area extended throughout the Mediterranean countries from Turkey to Balearic Islands, Spain and Portugal but in spite of this it is rare at European level. Antitrichia californica Sull.

14 Atlantic affinities shows a broader distribution in the coast and absent in the Eastern regions and is rare in mountains. Is an aero-hygrophytic and pollution-sensitive species (Sérgio & Sim-Sim 1998). It is a epiphytic moss frequently fertile, very sensitive to climatic conditions including atmospheric humidity. Results show that it is also sciophytic plant or with preference in moderately illuminated habitats. The altitudinal range preference corresponds m rarely above. Cryphaea heteromalla (Hedw.) D. Mohr

15 Aquatic plant with oceanic affinities, found in areas with warm temperate climates. In Portugal R. hespericum grows in granite regions, in rock crevices and on banks on streams, from 450 m to 1900 m altitude. Is a acidophytic moderately acidic pH 4,9 - 5,6 as R. aciculare. The species occurs also in Spain and is an endemic Iberian taxon. Racomitrium hespericum Sérgio, Muñoz & Ochyra

16 Validação resultados (a partir de dados bibliográficos) - Herbário - Biblografia

17 Outras bases de dados para Briófitos G lobal B iodiversity I nformation F acilitating GBIF-Spain (taray.csic.es)GBIF-Spain (taray.csic.es) Real Jardin Botanico, Madrid (MA-Musci) GBIF-Sweden Provider (www.gbif.se)GBIF-Sweden Provider (www.gbif.se) Mosses (S) Missouri Botanical Garden (digir.mobot.org)Missouri Botanical Garden (digir.mobot.org) Missouri Botanical Garden (MO) Nationaal Herbarium Nederland - Nationaal Herbarium Nederland - Nationaal Herbarium Nederland

18 Exemplo de um caso de estudo Bryum cyclophyllum

19 Bryum cyclophyllum GBIF- Dados totais

20 GBIF- Spain Real Jardin Botanico, Madrid: MA-Musci

21 Novos dados Península Ibérica

22 Potencialidades As colecções de história natural são a base na qual se pode reproduzir o conhecimento da biodiversidade, actual e ao longo do tempo. As colecções de história natural são a base na qual se pode reproduzir o conhecimento da biodiversidade, actual e ao longo do tempo. O conhecimento da distribuição passada, presente e potencial de espécies, facilitam a modelação da estrutura da biodiversidade e das mudanças do ecossistema. O conhecimento da distribuição passada, presente e potencial de espécies, facilitam a modelação da estrutura da biodiversidade e das mudanças do ecossistema. Na monitorização e conservação da biodiversidade tendo em consideração os efeitos de mudanças climáticas. Na monitorização e conservação da biodiversidade tendo em consideração os efeitos de mudanças climáticas.Recomendações A taxonomica necessita adquirir maior dinamismo, actualidade, reconhecida como ciência e ser fiável. A taxonomica necessita adquirir maior dinamismo, actualidade, reconhecida como ciência e ser fiável. A tecnologia informática necessita ser adaptada de maneira a facilitar o trabalho científico e disseminar o conhecimento da biodiversidade com segurança (incluindo a propriedade intelectual). A tecnologia informática necessita ser adaptada de maneira a facilitar o trabalho científico e disseminar o conhecimento da biodiversidade com segurança (incluindo a propriedade intelectual). Adoptar procedimentos padronizados na transmissão e no uso de informações taxonómicas ou sobre colecções, de museus e herbários, jardins botânicos ou colecções com outros recursos biológicos. Adoptar procedimentos padronizados na transmissão e no uso de informações taxonómicas ou sobre colecções, de museus e herbários, jardins botânicos ou colecções com outros recursos biológicos. A regulamentação e disponibilizarão de dados sobre espécies ameaçadas deve ser restrita sobretudo quando se trata de espécies com fins comerciais. A regulamentação e disponibilizarão de dados sobre espécies ameaçadas deve ser restrita sobretudo quando se trata de espécies com fins comerciais. As instituições que têm colecções biológicas terão que investir na formação técnico-científica para dar continuidade aos procedimentos de manutenção e da disponibilizarão das bases de dados. As instituições que têm colecções biológicas terão que investir na formação técnico-científica para dar continuidade aos procedimentos de manutenção e da disponibilizarão das bases de dados.


Carregar ppt "Exemplificação de bases de dados de briófitos e líquenes Equipa - Cryptomodel Cecília Sérgio, Rui Figueira, Palmira Carvalho, David Draper e Ana Martins."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google