A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AULA 4: Sondagem Tipo SPT. MARÇO DE 2013 CONSTRUÇÃO CIVIL I.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AULA 4: Sondagem Tipo SPT. MARÇO DE 2013 CONSTRUÇÃO CIVIL I."— Transcrição da apresentação:

1 AULA 4: Sondagem Tipo SPT. MARÇO DE 2013 CONSTRUÇÃO CIVIL I

2 Investigações Geológica de Subsuperfície „ Métodos Diretos (sondagens) ‰- sondagem a trado (manual e mecânico) ‰ - sondagem a percussão (manual e mecânico) ‰ - SPT (Standart Penetration Test) ‰ - sondagem rotativa - poços e galerias „ Métodos Indiretos (geofísica) -‰ refração sísmica - eletro-resistividade - indução magnética

3 REFERÊNCIAS NORMATIVAS NBR 8036: Programação de sondagens de simples reconhecimento dos solos para fundações de edifícios – Procedimento NBR 6484: Execução de sondagens de simples reconhecimento de solos; método de ensaio.

4 OBJETIVOS Os requisitos técnicos a serem preenchidos pela sondagem do subsolo são os seguintes (Godoy, 1971): Determinação dos tipos de solo que ocorrem, no subsolo, até a profundidade de interesse do projeto; Retirada de Amostra: Determinação das condições de compacidade (areias) ou consistência (argilas) em que ocorrem os diversos tipos de solo; Determinação da espessura das camadas constituintes do subsolo e avaliação da orientação dos planos (superfícies) que as separam; Informação completa sobre a ocorrência de água no subsolo. Resistência do solo (SPT).

5 SONDAGENS É sempre aconselhável a execução de sondagens, no sentido de reconhecer o subsolo e escolher a fundação adequada, fazendo com isso, a redução do custo das fundações. As sondagens representam, em média, apenas 0,05 à 0,005% do custo total da obra (Milito, 2012).

6 PROCEDIMENTO MÍNIMO - NBR 8036:1983

7 LOCALIZAÇÃO DAS SONDAGENS - NBR 8036:1983

8 A distância entre os furos de sondagem deve ser de 15 a 25m, evitando que fiquem numa mesma reta e de preferência, próximos aos limites da área em estudo.

9 PROFUNDIDADE DAS SONDAGENS - NBR 8036:1983

10

11 INTERRUPÇÃO - NBR 8036:1983

12 NBR 6484: Execução de sondagens de simples reconhecimento de solos; método de ensaio. OBJETIVO: Esta Norma prescreve o método de execução de sondagens de simples reconhecimento de solos, com SPT, cujas finalidades, para aplicações em Engenharia Civil, são: a)a determinação dos tipos de solo em suas respectivas profundidades de ocorrência; b) a posição do nível-dágua; e c) os índices de resistência à penetração (N) a cada metro.

13 PRINCÍPIO DA NBR 6484:1980 Perfuração e cravação dinâmica de mostrador- padrão, a cada metro, resultando na determinação do tipo de solo e de um índice de resistência, bem como da observação do nível do lençol freático.

14 Lista de componentes da aparelhagem- padrão - NBR 6484:1980

15 PROCEDIMENTOS - NBR 6484: Locação do furo e quantidades: Quando da sua locação, cada furo de sondagem (ver NBR 8036) deve ser marcado com a cravação de um piquete de madeira ou material apropriado. Este piquete deve ter gravada a identificação do furo e estar suficientemente cravado no solo, servindo de referência de nível para a execução da sondagem e posterior determinação de cota através de nivelamento topográfico. Conforme estudamos!

16 PROCEDIMENTOS - NBR 6484: Processos de perfuração: Trado-concha ou cavadeira manual Trado helicoidal Quando o avanço da perfuração com emprego do trado helicoidal for inferior a 50 mm após 10 min de operação ou no caso de solo não aderente ao trado, passa-se ao método de perfuração por circulação de água, também chamado de lavagem.

17 PROCEDIMENTOS - NBR 6484: Processo de Perfuração. 2- Amostragem e SPT. Antes de se retirar a composição de perfuração, com o trado helicoidal ou o trépano de lavagem apoiado no fundo do furo, deve ser feita uma marca na haste à altura da boca do revestimento, para que seja medida, com erro máximo de 10 mm, a profundidade em que se irá apoiar o amostrador na operação subseqüente de ensaio e amostragem.

18 PROCEDIMENTOS - NBR 6484: Amostragem e SPT: Deve ser coletada, para exame posterior, uma parte representativa do solo colhido pelo trado-concha durante a perfuração, até 1 m de profundidade. A cada metro de perfuração, a partir de 1 m de profundidade, devem ser colhidas amostras dos solos por meio do amostrador-padrão, com execução de SPT. O amostrador-padrão, conectado à composição de cravação, deve descer livremente no furo de sondagem até ser apoiado suavemente no fundo, devendo-se cotejar a profundidade correspondente com a que foi medida na operação anterior.

19 PROCEDIMENTOS - NBR 6484: Amostragem e SPT:

20 PROCEDIMENTOS - NBR 6484: Amostragem e SPT:

21 PROCEDIMENTOS - NBR 6484: Amostragem e SPT:

22 PROCEDIMENTOS - NBR 6484: Término ou paralização do ensaio:

23 PROCEDIMENTOS - NBR 6484:1980

24 RESULTADOS - SPT

25 Detalhamento do Equipamento de Sondagem

26 Amostrador de Solos Tipo SPT (Raymond)

27 ESCOLHA DO TIPO DE FUNDAÇÃO Com os resultados das sondagens, de grandeza e natureza das cargas estruturais e conhecendo as condições de estabilidade, fundações, etc... das construções vizinhas, pode, o engenheiro, proceder a escolha do tipo de fundação mais adequada, técnica e economicamente. O estudo é conduzido inicialmente, pela verificação da possibilidade do emprego de fundações diretas. Mesmo sendo viável a adoção das fundações diretas é aconselhável comparar o seu custo com o de uma fundação indireta. E finalmente, verificando a impossibilidade da execução das fundações diretas, estuda-se o tipo de fundação profunda mais adequada.

28 VISITA TÉCNICA


Carregar ppt "AULA 4: Sondagem Tipo SPT. MARÇO DE 2013 CONSTRUÇÃO CIVIL I."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google