A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS Prof. Jorge Marques Aula 9 Instalações Hidráulicas Conceitos elementares Água Fria - introdução Fontes Consultadas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ENGENHARIA DE PRODUÇÃO INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS Prof. Jorge Marques Aula 9 Instalações Hidráulicas Conceitos elementares Água Fria - introdução Fontes Consultadas."— Transcrição da apresentação:

1 ENGENHARIA DE PRODUÇÃO INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS Prof. Jorge Marques Aula 9 Instalações Hidráulicas Conceitos elementares Água Fria - introdução Fontes Consultadas MACINTYRE, A. J. Instalações Hidráulicas BORGES, Manual de Instalações Prediais Hidráulico-Sanitário e de Gás. Ilha, M. S. O. Gonçalves, O. M. – Sistemas Prediais de Água Fria. Texto Técnico – POLI-USP.

2 Conceitos Preliminares

3 Pressão: Princípio de Pascal A pressão exercida em qualquer ponto de um líquido em forma estática, se transmite integralmente em todas as direções e produz a mesma força em áreas iguais. Devido serem os fluidos praticamente incompressíveis, a força mecânica desenvolvida em um fluido sob pressão pode ser transmitida.

4 Teorema de Stevin A diferença de pressão entre dois pontos, situados em alturas diferentes, no interior de um líquido homogêneo em equilíbrio, é a pressão hidrostática exercida pela coluna líquida entre os dois pontos. Uma coseqüência imediata do teorema de Stevin é que pontos situados num mesmo plano horizontal, no interior de um mesmo líquido homogêneo em equilíbrio, apresentam a mesma pressão.

5 Vasos Comunicantes Colocando-se um líquido em recipientes de formas e capacidades diferentes, cujas bases são ligadas entre si, observa-se que, quando o equilíbrio é estabelecido, a altura do líquido é a mesma em todos eles.

6 Definições Pressão Estática É a pressão exercida em um ponto, em fluidos estáticos, que é transmitida integralmente em todas as direções e produz a mesma força em áreas iguais. Pressão Dinâmica É a pressão exercida por um fluido em movimento paralelo à sua corrente, expressa por ρv²/2 Pressão total É a pressão resultante da somatória das pressões estáticas e dinâmicas exercidas por um fluido que se encontra em movimento.

7 Da Equação da Continuidade 0 1 Os termos apresentam a energia do fluido em alturas representativas.

8 Altura Manométrica

9 Altura Manométrica

10 Altura Manométrica

11 Equivalência de pressão do mca

12 Em termos absolutos, a pressão atmosférica média equivale a 101,3 kPa. Então, 1 ATM 10,33 mca

13 Elementos do Sistema Predial de Água Fria Fornecimento: rede pública ou fontes privadas. Abastecimento com sistema elevatório ou usando a pressão da rede. Distribuição por barriletes e ramais.

14 Ilustração de um sistema de água fria predial

15 Classificação dos sistemas Abastecimento direto: sem reservatório, os ramais de distribuição recebem a água diretamente da rede pública. Quando a pressão é insuficiente é necessário instalar uma bomba conectada diretamente à rede de abastecimento. É um sistema que requer continuidade de vazão e pressão da rede pública e, portanto, com riscos de faltar água.

16 Classificação dos sistemas Abastecimento indireto: a rede de abastecimento alimenta um ou mais reservatórios e deste é feita a distribuição aos usuários. Pode ser do tipo: – RS: com reservatório superior alimentado diretamente com a pressão da rede pública (ou com auxílio de bomba). Distribuição por gravidade. – RI: com reservatório inferior e distribuição por meio de bomba – RI/RS: reservatórios inferior (reserva) e superior. Do RI é bombeado ao RS e distribui por gravidade.

17

18 Escolha do Sistema Suprimento da rede pública, – Continuamente disponível, com vazão maior ou igual ao consumo e na pressão necessária de elevação ao ponto de consumo mais alto pode ser sistema direto sem bomba. – Continuamente disponível, a vazão é satisfatória, mas a pressão é insuficiente para elevar até o ponto de consumo mais alto pode ser sistema direto com bomba. – Continuidade não confiável sistema indireto

19 Escolha do Sistema Suprimento da rede pública, – Sistema indireto: Com RI, se a estrutura predial não comportar R$ suficiente. – RI implica necessariamente em bombeamento. Recomenda-se RI em situações em que a pressão é insuficiente para elevar ao RS. Isso evita possível problema de cavitação devido a falta de continuidade do fornecimento.

20 Escolha do Sistema Abastecimento próprio: – Sistema indireto Com R$ Com RI + RS se a estrutura não comportar RS necessário.

21 Exercícios Determine os sistemas possíveis e o mais adequado para cada uma das situações abaixo: 1.Rede fornece vazão de 600 litros/hora, à pressão de 400 kPa. A vazão máxima de consumo é 5 litros/minuto e a altura máxima é 30 metros. 2.Vazão e pressão da rede são 300 litros/hora e 200 kPa respectivamente. O consumo máximo é 6 litros/minuto e a altura máxima 60 metros.

22 Dimensionamento do Consumo Fonte: Ilha & Gonçalves


Carregar ppt "ENGENHARIA DE PRODUÇÃO INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS Prof. Jorge Marques Aula 9 Instalações Hidráulicas Conceitos elementares Água Fria - introdução Fontes Consultadas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google