A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SISMICIDADE E ESTRUTURA INTERNA DA TERRA. AS PRINCIPAIS CAMADAS DA TERRA # A maior parte do interior da Terra é inacessível às observações diretas. Para.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SISMICIDADE E ESTRUTURA INTERNA DA TERRA. AS PRINCIPAIS CAMADAS DA TERRA # A maior parte do interior da Terra é inacessível às observações diretas. Para."— Transcrição da apresentação:

1 SISMICIDADE E ESTRUTURA INTERNA DA TERRA

2 AS PRINCIPAIS CAMADAS DA TERRA # A maior parte do interior da Terra é inacessível às observações diretas. Para conhecer sua constituição interna, é necessário recorrer a métodos indiretos. # A sismologia fornece-nos estimativas para densidades e outras propriedades físicas das rochas do interior do planeta. # A partir das propriedades físicas, e com o apoio de experiências que simulam as condições de temperatura e pressão do interior da Terra, é possível inferir as composições mineralógicas das camadas presentes. # O calor interno da Terra e os processos de sua redistribuição são fatores importantes para entender os movimentos dentre de e entre as camadas da Terra.

3 INVESTIGANDO O INTERIOR DA TERRA # No séc. XIX, cientistas especulavam sobre a constituição interna da Terra. Charles Darwin, por exemplo, depois de testemunhar erupções vulcânicas e terremotos nos Andes, sugeriu que a Terra era composta por uma fina casca (ao redor de uma massa fundida). # Para alcançar as partes da crosta atualmente mais profundas, já foram feitas sondagens tanto nos oceanos como nos continentes. # A crosta continental apresenta espessura variável – desde cerca de Km nas regiões sismicamente estáveis mais antigas (crátons) até Km nas cadeias de montanhas (tais como o Himalaia (na ásia) e os Andes (na américa do sul)).

4 INVESTIGANDO O INTERIOR DA TERRA # Muitas informações sobre o comportamento dinâmico do interior do nosso planeta resultam do estudo de suas propriedades físicas, tais como a gravidade e o magnetismo. Localização, identificação e avaliação do potencial econômico de jazidas de minérios, carvão, petróleo, sal, etc. # O campo magnético terrestre origina-se no núcleo terrestre. A observação na superfície da Terra da forma e variações desse campo magnético permite-nos estudar a dinâmica dessa região da Terra.

5 INVESTIGANDO O INTERIOR DA TERRA # As rochas da superfície terrestre, ao se formarem, registram as informações do campo geomagnético da época. A recuperação dessas informações permite-nos desvendar a história do magnetismo terrestre no passado geológico. # Através das propriedades magnéticas das rochas é possível localizar jazidas minerais e traças os movimentos pretéritos dos blocos litosféricos durante a evolução da Terra.

6 INVESTIGANDO O INTERIOR DA TERRA # Turquia (17 de agosto de 1999) – mortos (meio milhão de desabrigados) # Os terremotos, mais do que qualquer outro fenômeno natural, demonstram o caráter dinâmico da Terra. # O registro de milhares de terremotos em todo mundo define e moldura as várias placas que formam a casca rígida da Terra.

7

8

9

10 AS PRINCIPAIS CAMADAS DA TERRA # O Brasil era considerado assísmico até pouco tempo atrás, por não se conhecerem registros de sismos destrutivos, e os poucos abalos sentidos eram interpretados como acomodações de camadas. # Estudos sismológicos a partir da década de 70 mostraram que a atividade sísmica no Brasil, apesar de baixa, não pode ser desprezada – sendo resultado de forças geológicas que atuam em toda a placa que contém o continente sul-americano. # O lento movimento das placas litosféricas gera tensões em vários pontos próximos de suas bordas. Quando essas tensões atingem o limite de resistência das rochas, ocorre uma ruptura.

11

12

13 AS PRINCIPAIS CAMADAS DA TERRA # O movimento repentino entre os blocos de cada lado da ruptura geram vibrações que se propagam em todas direções. # Os terremotos podem ocorrer no contato entre duas placas litosféricas ou no interior de uma delas. # Hipocentro – ponto onde se inicia a ruptura e a liberação das tensões acumuladas. # Epicentro – projeção do hipocentro na superfície. # Profundidade focal – distância do hipocentro à superfície.

14

15 AS PRINCIPAIS CAMADAS DA TERRA # O movimento repentino entre os blocos de cada lado da ruptura geram vibrações que se propagam em todas direções.

16

17

18

19 ONDAS SÍSMICAS # Quando ocorre uma ruptura na litosfera, vibrações sísmicas se propagam em todas as direções na forma de ondas – as quais podem ser sentidas a grandes distâncias (podendo ser registradas por sismógrafos). # Vibrações longitudinais (P) – as partículas do meio vibram paralelamente à direção de propagação (dilatação e propagação). # Vibrações transversais (S) – o solo é deslocado perpendicularmente à direção de propagação (como num chicote). # A velocidade de propagação das ondas P e S dependem essencialmente do meio por onde elas passam (quanto maior a densidade de uma rocha, maior a velocidade das ondas sísmicas)

20

21 VELOCIDADES DE PROPAGAÇÃO DAS ONDAS P E S # No ar, as ondas P tomam a forma de ondas sonoras e propagam-se à velocidade do som. A velocidade de propagação deste tipo de ondas varia com o meio em que se propagam. Não são tão destrutivas como as ondas S ou as ondas de superfície que se lhes seguem. # As ondas S propagam-se apenas em corpos sólidos, uma vez que os fluidos (gases e líquidos) não suportam forças de cisalhamento. A sua velocidade de propagação é cerca de 60% daquela das ondas P, para um dado material. A amplitude destas ondas é várias vezes maior que a das ondas P.

22

23 ONDA RAYLEIGH (R) ONDA LOVE (L) # Resultante das ondas P e S, mostra-se caracterizada por se propagar gerando uma vibração no sentido contrário à propagação da onda, ou seja, um movimento de rolamento (descrevendo uma órbita elíptica). Sua amplitude diminui rapidamente com a profundidade. # Correspondem a ondas de superfície que produzem cisalhamento horizontal do solo. São ligeiramente mais rápidas que as ondas de Rayleigh e altamente destrutivas

24

25 VELOCIDADES DE PROPAGAÇÃO DAS ONDAS P E S # Vibrações provocadas por explosões artificiais são importantes ferramentas na obtenção de informações sobre estruturas geológicas, na exploração de petróleo e na busca de água subterrânea.

26

27

28

29

30

31

32 ESTRUTURA INTERNA DA TERRA # Não é possível ter a cesso direto às partes mais profundas da Terra devido às limitações tecnológicas de enfrentar as altas pressões e temperaturas. # O furo de sondagem mais profundo feito até hoje (Kola, Rússia) atingiu apenas 12 Km (uma fração insignificante quando comparada ao raio da Terra). # A estrutura interna do planeta só pode ser analisada de modo indireto. A análise das ondas sísmicas permite-nos deduzir várias características das partes internas da Terra.

33

34

35

36

37

38

39

40

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

61

62


Carregar ppt "SISMICIDADE E ESTRUTURA INTERNA DA TERRA. AS PRINCIPAIS CAMADAS DA TERRA # A maior parte do interior da Terra é inacessível às observações diretas. Para."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google