A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fisiologia do Sistema Reprodutor Masculino. Grupo: Ana Carolina Matoso Bárbara Orsi Camilla Rodrigues Carolina Campolina Carolina Paula Cláudia Pedrosa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fisiologia do Sistema Reprodutor Masculino. Grupo: Ana Carolina Matoso Bárbara Orsi Camilla Rodrigues Carolina Campolina Carolina Paula Cláudia Pedrosa."— Transcrição da apresentação:

1 Fisiologia do Sistema Reprodutor Masculino

2 Grupo: Ana Carolina Matoso Bárbara Orsi Camilla Rodrigues Carolina Campolina Carolina Paula Cláudia Pedrosa Daniela Fuscaldi Maria Juliana Sérgio Pires

3 Introdução

4 Diferenciação Sexual

5 Puberdade Secreções de gonadotropinas no curso da vida Secreções de gonadotropinas no curso da vida função gonádica: eixo hipotálamo- hipofisário função gonádica: eixo hipotálamo- hipofisário hormônios - GnRH, FSH e LH hormônios - GnRH, FSH e LH

6 SECREÇÃO PULSÁTIL GnRH - promove secreção paralela de FSH e LH FSH e LH - estimulam secreção de hormônios esteróides gonádicos, testosterona e estradiol

7 Estrutura dos testículos Secreção de testosterona e espermatogênese Células de Sertoli: Células de Sertoli: - fornecem glicogênio p/ espermatozóides em diferenciação; - barreira hematotesticular; - secreção de líquido aquoso p/ o lúmen dos túbulos seminíferos. Células de Leydig: Células de Leydig: síntese e secreção de testosterona.

8 Espermatogênese

9 Armazenamento dos espermatozóides, Ejaculação e a Função das Glândulas Sexuais Acessórias Túbulos seminíferos Epidídimo Canal deferente * (maturação e armazenamento) (armazenamento) (maturação e armazenamento) (armazenamento) Vesículas seminais * Vesículas seminais * Espermatozóides Uretra Canal ejaculatório Espermatozóides Uretra Canal ejaculatório ejaculados ejaculados Próstata* Próstata* * Secreção de líquido rico em citrato e frutose; * Secreção de prostaglandina; * Secreção alcalina.

10 Sistema Reprodutor Masculino e Sistema de Ductos dos Testículos

11 Secreção de Testosterona A testosterona, principal hormônio dos testículos é um esteróide C19 com um grupo -OH na posição 17. A testosterona, principal hormônio dos testículos é um esteróide C19 com um grupo -OH na posição 17. Ela é sintetizada a partir do colesterol nas células de Leydig, sendo também formada a partir da androstenodiona secretada pelo córtex da supra- renal. Ela é sintetizada a partir do colesterol nas células de Leydig, sendo também formada a partir da androstenodiona secretada pelo córtex da supra- renal. A intensidade da secreção da testosterona é de 4,9mg/dl (13,9 – 31,2 nmol/dl) em indivíduos masculinos adultos normais A intensidade da secreção da testosterona é de 4,9mg/dl (13,9 – 31,2 nmol/dl) em indivíduos masculinos adultos normais

12 Via biossintética para a síntese de testosterona

13 Metabolismo da Testosterona Transportada por albuminas e -globulinas (GFH) Transportada por albuminas e -globulinas (GFH) Circula na corrente sangüínea, por 30 a 1h Circula na corrente sangüínea, por 30 a 1h A testosterona é fixada nos tecidos ou degradada a produtos inativos e depois é excretada (estrogéno e 17-cetoesteróides) A testosterona é fixada nos tecidos ou degradada a produtos inativos e depois é excretada (estrogéno e 17-cetoesteróides)

14 Secreção de Testosterona

15 Ações dos Androgênios Proteína receptora de androgênios. Proteína receptora de androgênios. Testosterona 5-alfa-redutase Diidrotosterona Testosterona 5-alfa-redutase Diidrotosterona

16 Inibidores da 5-alfa-redutase ( Finasteride) Inibidores da 5-alfa-redutase ( Finasteride) tumores secretores de androgênio tumores secretores de androgênio Uso de androgênios na terapia hormonal feminino. Uso de androgênios na terapia hormonal feminino.

17 Anormalidades da função testicular Criptorquidia Criptorquidia - descida testicular incompleta O tratamento deve ser feito antes da puberdade devido a incidência de tumores malignos e danos no epitélio espermatogênico. Hipogonadismo masculino Hipogonadismo masculino - deficiência testicular: · patologias hipotâmicas e hipofisárias; · distúrbios testiculares e cromossômicos primários.

18 - Compromete a função: gametogênica ou endócrina gametogênica ou endócrina esterilidade regressão das esterilidade regressão das características características sexuais secundárias. sexuais secundárias. Deficiência das células de Leydig ocorre: - na fase adulta; - na infância.


Carregar ppt "Fisiologia do Sistema Reprodutor Masculino. Grupo: Ana Carolina Matoso Bárbara Orsi Camilla Rodrigues Carolina Campolina Carolina Paula Cláudia Pedrosa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google