A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Local entre o Urbano e o Rural. (O que é um conceito?) Conceito é o nome atribuído a uma classe ou categoria de fenómenos e que é indicado por símbolos,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Local entre o Urbano e o Rural. (O que é um conceito?) Conceito é o nome atribuído a uma classe ou categoria de fenómenos e que é indicado por símbolos,"— Transcrição da apresentação:

1 O Local entre o Urbano e o Rural

2 (O que é um conceito?) Conceito é o nome atribuído a uma classe ou categoria de fenómenos e que é indicado por símbolos, sobretudo palavras. Construção do pensamento, síntese que resulta de um processo mental de observação por abstracção, associação ou generalização.

3 O que é o local?

4 Visão dicotómica Visão tradicional; Identificação de espaços rural com o campo em oposição à cidade; Visão construída em torno de uma série de critérios qualitativos e quantitativos (Género de vida, racionalidade, temperamento, estrutura e relações sociais, mobilidade social e espacial; actividades económicas dominantes, padrões de consumo, dimensão dos aglomerados, etc…)

5 Visão do continuum As diferenças são de intensidade; Os modos de vida não têm a ver com a localização mas sim com classe social e com posição das pessoas no ciclo da família; o Rural e o Urbano formam um sistema contínuo, um espectro com diferentes níveis de actividade social e económica (+ elevados no extremo urbano e - no extremo rural); Pessoas pertencem muitas vezes à sociedade aldeã e urbana e pessoas residindo no mesmo local são desigualmente urbanas ou rurais; Continuum é multidimensional com diferentes gradientes em cada dimensão

6 O Rural não é homogéneo e deve ser entendido como um objecto polimorfo estando-lhe associadas três conjuntos de imagens (Perrier Cornet)

7 Realizadas a partir de posições teóricas (Pingaut) 1. Espaços integrados, utilizados funcionalmente pelas actividades económicas mais avançadas de produção (agricultura, industria) ou de reprodução (turismo); 2. Espaços de espera, que mantém uma certa actividade tradicional e reservas de mão-de-obra mas que não registam modernização nem transformação significativa na sua utilização; 3. Espaços de vigília, degradados materialmente (incultos, habitações em ruínas) e socialmente (sociedades não estruturadas e envelhecidas).

8 Comissão Europeia Futuro do Mundo Rural Tipologia baseada na evolução e perspectivas de futuro dos diversos espaços rurais Assenta nos principais problemas característicos de cada uma das zonas 1. Zona sob pressão da evolução moderna 2. Zonas em declínio rural 3. Zonas marginalizadas

9 1. Zonas sob pressão da evolução moderna Proximidade de grandes centros urbanos Boa acessibilidade Elevada densidade populacional Agricultura intensiva e degradação ambiental Bom nível de infra-estruturas Grande diversificação económica

10 2. Zonas em declínio rural Continuado êxodo rural; Elevado peso da agricultura na ocupação da população activa; Desvantagens naturais e estruturais; Poucas alternativas de emprego Declínio dos serviços públicos Degradação ambiental (abandono de terras, erosão e incêndios)

11 3. Zonas marginalisadas Declínio rural e o despovoamento muito fortes; Possibilidades de diversificação económica mais limitadas; Desenvolvimento de base (infraestruturas) para essa diversificação revela-se particularmente dispendioso (zonas de montanha).

12 Existência de descontinuidade entre Cidade e Campo é posta em causa (Carminda Cavaco) Espaço rural português apresenta forte diversidade e acentuadas assimetrias regionais de desenvolvimento; Espaço Rural: Tipologia de Situações 1. Campos Peri-urbanos ou Rurbanos 2. Campos em Vias de Despovoamento e Abandono 3. Campos Intermédios

13 1. Os Campos Periurbanos ou Rurbanos Densidades populacionais relativamente elevadas; Acréscimos Demográficos; Diversidade de Actividades Económicas; Domínio da Agricultura na utilização do solo e paisagem; Afife, Vila do Conde, Ílhavo, Colares, Sintra, Campinas de Faro-Olhão

14 2. Campos em Vias de Despovoamento e Abandono Terras pobres, de montanha, difíceis de trabalhar, mediocremente produtivas; Camponeses velhos, reformados, isolados e sós; Alguns emigrantes regressados; Residências secundárias; Paisagem rural; Avanço de frentes de monocultura florestal; Serra da Peneda, Lousã, Caldeirão, etc...

15 3. Campos Intermédios Posicionam-se entre as situações extremas anteriores; Grande diversidade de formas de utilização do solo e povoamento; Actividade agrícola e florestal permanece e destaca-se em termos de ocupação da terra, dos Homens e como fonte de rendimento; Populações e espaços organizados a partir de aldeias- centro ou pequenas Vilas (Ribeira Lima, Douro Histórico, Campos do Mondego e Ribatejo, Cova da Beira, Barrocal de Loulé).

16 O Rural não é homogéneo e deve ser entendido como um objecto polimorfo estando-lhe associadas três conjuntos de imagens

17 1. Campo recurso Cobre as utilizações produtivas do espaço rural, e é visto como suporte de actividades que utilizam o solo, os recursos naturais e outros recursos específicos próprios dos espaços rurai

18 2. Campo quadro de vida Ou campo paisagem, cobre os aspectos do rural visto como espaço residencial e recreativo.

19 3. Campo natureza É um conjunto que incluí recursos (solo, água, vegetação, etc.) e funções (ciclos, regulações climáticas ou ecossistémicas e conservação)

20 Funções Possíveis para o Espaço Rural Vista panorâmica sobre a vertente Sul da Serra da Estrela

21 Funções Possíveis para o Espaço Rural Função Cultural e Educativa Função Económica/Produtiva Função Ecológica Função Residencial Função de Coesão Função Recreativa


Carregar ppt "O Local entre o Urbano e o Rural. (O que é um conceito?) Conceito é o nome atribuído a uma classe ou categoria de fenómenos e que é indicado por símbolos,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google