A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Eng.Hawaii - Somos quem podemos ser...2:40.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Eng.Hawaii - Somos quem podemos ser...2:40."— Transcrição da apresentação:

1 Eng.Hawaii - Somos quem podemos ser...2:40

2 O que difere uma coisa da outra?...5:30

3 O que diferencia uma carne da outra? É a sua ESSÊNCIA => natureza de um ser, acepção mais importante, o que há de fundamental, espírito, característica do atributo em seu mais alto nível ou substância aromática extraída de certos vegetais. Filosofia Platônica=> O ser autêntico, percebido na medida em que o espírito se sobrepõe às percepções equivocadas e irreais do sentidos, tornando-se habilitado à refletir acerca da imutabilidade de alguns aspectos da própria realidade.

4 1. (Unesp 2013) Do lado oposto da caverna, Platão situa uma fogueira – fonte da luz de onde se projetam as sombras – e alguns homens que carregam objetos por cima de um muro, como num teatro de fantoches, e são desses objetos as sombras que se projetam no fundo da caverna e as vozes desses homens que os prisioneiros atribuem às sombras. Temos um efeito como num cinema em que olhamos para a tela e não prestamos atenção ao projetor nem às caixas de som, mas percebemos o som como proveniente das figuras na tela. (Danilo Marcondes. Iniciação à história da filosofia, 2001.) Explique o significado filosófico da Alegoria da Caverna de Platão, comentando sua importância para a distinção entre aparência e essência. R: slide anterior...

5 Depois de Platão essência... Na Filosofia Aristotélica=> A reunião das características comuns que definem a natureza intrínseca de cada ser, em contraposição às mudanças momentâneas ou extraordinárias que podem assolá-lo. Filosofia Tomista=> A conceituação geral, percebida unicamente através do pensamento, e eventualmente dissociada da realidade existencial, única e palpável. Filosofia Existencialista=> Natureza ideal de um ser, aqui, a existência precede à essência => temos a liberdade de nos definir. Poder de mudar através de nossas escolhas...

6 Daí a beleza do improvável Os melhores...3:22 filme/ / E os piores...1:13

7 Para Sartre... A consciência humana é um tipo diferente de ser, por possuir conhecimento a seu próprio respeito e a respeito do mundo. meio-a-manifestacoes-contra-e-a-favor/ / Cada um é aquilo que o define...5:18

8 Sartre defende que o homem é livre e responsável por tudo que está à sua volta. Somos inteiramente responsáveis por nosso passado, nosso presente e nosso futuro. Em Sartre, temos a ideia de liberdade como uma pena, por assim dizer. "O homem está condenado a ser livre e assumir as consequências desta...6:04 globo/fantastico/v/medicos-que-trabalhavam-no-hospital- de-curitiba-falam-com-exclusividade-ao- fantastico/ /

9 Daí a angústia como consequência da responsabilidade do homem em seu estado de inalienável liberdade. O homem nasce como um ser condenado a ser livre e, portanto, responsável por tudo o que faz e escolhe, tanto em relação a si, quanto em relação aos outros...6:56 com-o-torcedor-corintiano-que-teria-detonado-sinalizador/ / boliviano/ / Coment.Al.Garcia...1:50

10 D. (Ufsj 2012) A angústia, para Jean-Paul Sartre, é a) tudo o que a influência de Shopenhauer determina em Sartre: a certeza da morte. O Homem pode ser livre para fazer suas escolhas, mas não tem como se livrar da decrepitude e do fim. b) a nadificação de nossos projetos e a certeza de que a relação Homem X natureza humana é circunstancial, objetiva, e pode ser superada pelo simples ato de se fazer uma escolha. c) a certificação de que toda a experiência humana é idealmente sensorial, objetivamente existencial e determinante para a vida e para a morte do Homem em si mesmo e em sua humanidade. d) consequência da responsabilidade que o Homem tem sobre aquilo que ele é, sobre a sua liberdade, sobre as escolhas que faz, tanto de si como do outro e da humanidade, por extensão.

11 c. (Ufu 2012) Leia o excerto abaixo e assinale a alternativa que relaciona corretamente duas das principais máximas do existencialismo de Jean-Paul Sartre, a saber: i. a existência precede a essência ii. estamos condenados a ser livres Com efeito, se a existência precede a essência, nada poderá jamais ser explicado por referência a uma natureza humana dada e definitiva; ou seja, não existe determinismo, o homem é livre, o homem é liberdade. Por outro lado, se Deus não existe, não encontramos já prontos, valores ou ordens que possam legitimar a nossa conduta. [...] Estamos condenados a ser livres. Estamos sós, sem desculpas. É o que posso expressar dizendo que o homem está condenado a ser livre. Condenado, porque não se criou a si mesmo, e como, no entanto, é livre, uma vez que foi lançado no mundo, é responsável por tudo o que faz. SARTRE, Jean-Paul. O Existencialismo é um Humanismo. 3ª. ed. S. Paulo: Nova Cultural, a) Se a essência do homem, para Sartre, é a liberdade, então jamais o homem pode ser, em sua existência, condenado a ser livre, o que seria, na verdade, uma contradição. b) A liberdade, em Sartre, determina a essência da natureza humana que, concebida por Deus, precede necessariamente a sua existência. c) Para Sartre, a liberdade é a escolha incondicional, à qual o homem, como existência já lançada no mundo, está condenado, e pela qual projeta o seu ser ou a sua essência. d) O Existencialismo é, para Sartre, um Humanismo, porque a existência do homem depende da essência de sua natureza humana, que a precede e que é a liberdade.

12 25 (Uem 2012) No texto O existencialismo é um humanismo, Jean-Paul Sartre argumenta contra as acusações feitas ao existencialismo e declara: O homem é não apenas tal como ele se concebe, mas como ele se quer, e como ele se concebe depois da existência, o homem nada mais é do que aquilo que ele faz de si mesmo. Tal é o primeiro princípio do existencialismo. (SARTRE, Jean-Paul. O existencialismo é um humanismo. In: Antologia de textos filosóficos. MARÇAL, Jairo (org.). Curitiba: SEED-PR, 2009, p.620). Sobre a filosofia de Sartre, assinale o que for correto. 01) Ao expressar o primeiro princípio do existencialismo, Jean-Paul Sartre defende a filosofia existencialista das acusações dos comunistas, que a consideravam contemplativa e subjetivista. 02) Jean-Paul Sartre defende-se dos críticos que alegam ser sua filosofia existencialista desumana, declarando que seus princípios filosóficos se fundamentam no humanismo cristão. 04) A ética sartreana é individualista, pois considera que o homem, para ser livre, deve agir sempre no sentido de alcançar objetivos que atendam estritamente a seus interesses. 08) Jean-Paul Sartre considera que há dois tipos de existencialismo, ou seja, um existencialismo cristão e outro ateu; ambos têm o pressuposto de que a existência precede à essência. 16) Para Jean-Paul Sartre, o homem está condenado a ser livre. Condenado porque não se criou a si mesmo, e, todavia, livre, pois, uma vez lançado no mundo, ele é responsável por tudo o que faz.

13 Relembrando... A existência precede à essência => temos a liberdade de nos definir. Poder de mudar através de nossas escolhas... Eng.Hawaii - Somos quem podemos ser...2:40


Carregar ppt "Eng.Hawaii - Somos quem podemos ser...2:40."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google