A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Natalidade Migração Mortalidade Relações intra e interespecíficas AUMENTANDO DIMINUINDO ImigraçãoEmigração.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Natalidade Migração Mortalidade Relações intra e interespecíficas AUMENTANDO DIMINUINDO ImigraçãoEmigração."— Transcrição da apresentação:

1

2 Natalidade Migração Mortalidade Relações intra e interespecíficas AUMENTANDO DIMINUINDO ImigraçãoEmigração

3 Capacidade de reprodução de uma espécie, avaliada em um ambiente que não impõe dificuldades ao seu desenvolvimento.

4 População não controlada 2- População controlada

5 Fase A: crescimento lento, fase de adaptação da população ao ambiente, também chamada de fase lag. Fase B: crescimento acelerado ou exponencial, também chamada de fase log. Fase C: a população está sujeita aos limites impostos pelo ambiente, a resistência ambiental é maior sobre a população. Fase D: estabilização do tamanho populacional, onde ocorre oscilações do tamanho populacional em torno de uma média. Fase E: é a curva teórica de crescimento populacional sem a interferência dos fatores de resistência ambiental.

6

7 Imagine você numa ilha.... De novo. Para os meninos.... Para as meninas...

8 E AGORA ????

9

10

11 Sucessão primária: em substratos não previamente ocupados por organismos. Ex.: afloramentos rochosos, exposição de camadas profundas de solo, depósitos de areia, lava vulcânica recém solidificada (como no caso da nossa ilha).

12 Ocorre em ambientes desprovidos de vida anteriormente, como dunas de areia, rochas varridas pela erosão, um fluxo de lava, um lago recém-formado, etc.

13 Mas como colonizar um ambiente tão inóspito? Para esses ambientes existem as espécies pioneiras ou colonizadoras, que toleram condições difíceis, modificam o ambiente e permitem o desenvolvimento de outras espécies. São por exemplo, os líquens.

14 Mas por que? O que são líquens? Como eles chegam e modificam o ambiente? Esporos voando!Sementes aladas!

15 E depois, novas espécies chegarão à nossa ilha? como?. E os vegetais, como chegam? RépteisAves Insetos

16 Sucessão Secundária: Ocorre num ambiente que foi anteriormente ocupado por outras comunidades e que sofreu algum tipo de perturbação. Ex: clareiras, áreas desmatadas, fundos expostos de corpos de água

17

18 O último estágio de uma sucessão ecológica chama-se clímax. Numa comunidade clímax, como definição, a biodiversidade permanece constante, podendo haver pequenas alterações na composição da comunidade, mas que logo atinge novamente o estado de equilíbrio. Em algumas definições a comunidade clímax consome tudo o que produz. A taxa de fotossíntese e de respiração são as mesmas, por exemplo.

19

20

21

22

23

24 Nudação – A sucessão começa com o acontecimento de uma perturbação e o surgimento de um sítio nu, desprovido de vida.

25 Migração – Chegada de propágulos ao ambiente.

26 Ecese – Estabelecimento e crescimento das primeiras plantas (pioneiras).

27 Concorrência - Fase em que o estabelecimento de novas espécies provoca uma competição por espaço, luz e nutrientes.

28 . Reação – Como resultado da concorrência que o habitat impõe, as espécies vão sendo substituídas, de uma comunidade vegetal para outra.

29 Estabilização – A comunidade se estabiliza após as fases de reação, e surge o desenvolvimento de uma comunidade clímax.


Carregar ppt "Natalidade Migração Mortalidade Relações intra e interespecíficas AUMENTANDO DIMINUINDO ImigraçãoEmigração."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google