A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Escola Básica Dr. Correia Mateus – Leiria 8º Ano - Ciências Naturais Prof. Fernando Martins.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Escola Básica Dr. Correia Mateus – Leiria 8º Ano - Ciências Naturais Prof. Fernando Martins."— Transcrição da apresentação:

1 Escola Básica Dr. Correia Mateus – Leiria 8º Ano - Ciências Naturais Prof. Fernando Martins

2 Espécie – conjunto de seres vivos semelhantes que podem reproduzir-se entre si. Habitat – local onde vive uma espécie. População – conjunto de seres vivos da mesma espécie que vivem na mesma área. Comunidade (ou biocenose) – conjunto de todas as populações que vivem numa determinada área. Biótopo – local onde vive uma Comunidade. ECOSSISTEMA = Comunidade + Biótopo

3 Biosfera – conjunto formado por todos os seres vivos e por todos os lugares da terra onde há seres vivos (Litosfera, Hidrosfera e Atmosfera). Nicho ecológico – função ou modo de vida que um ser vivo desempenha num ecossistema. Dois seres vivos podem ter o mesmo habitat mas terão obrigatoriamente diferentes nichos.

4 Fatores que influenciam as Comunidades: Fatores abióticos (não têm a ver com a vida): Temperatura Luz Humidade Composição da água (salinidade) Solo (características físico-químicas) Vento Etc.

5 Fatores que influenciam as Comunidades: Fatores bióticos (têm a ver com a vida): Relações entre os seres vivos: Relações intra-específicas Relações inter-específicas

6 TEMPERATURA Este fator afeta TODOS os seres vivos. Intervalo de tolerância – zona de temperatura (intervalo) em que uma espécie consegue viver. Temperatura ótima – valor para o qual a espécie vive melhor.

7 Espécie estenotérmica – espécie que só pode viver num curto intervalo de temperatura. Espécie euritérmica – espécie que pode viver num largo intervalo de temperatura e que resiste bem às variações de temperaturas.

8 Temperatura e Plantas A temperatura afeta, nas plantas: Crescimento Floração Frutificação Germinação Há plantas que resistem bem a altas temperaturas (ex. catos) e baixas temperaturas (ex. musgos).

9 Adaptações das Plantas Baixa temperatura: Ficar só em semente, raiz ou bolbo; Perder as folhas. Alta temperatura: Folhas reduzidas.

10 Temperatura e Animais Regulação da temperatura corporal Poiquilotérmicos – animais cuja temperatura corporal acompanha as variações da temperatura do exterior; Homeotérmicos – animais cuja temperatura corporal se mantêm constante.

11 Adaptações dos Animais Adaptações ao frio: Extremidades corporais (orelhas, focinho e cauda) curtas Tamanho do corpo maior Camada de gordura, pêlo ou penas isolantes Migração Hibernação

12 Adaptações dos Animais Adaptações ao calor: Extremidades corporais (orelhas, focinho e cauda) longas Tamanho do corpo menor Migração Estivação

13 LUZ A luz influencia todos os seres vivos, direta ou indiretamente. Intensidade luminosa (fotoperíodo) – é o número de horas com luz solar diárias, que afeta o modo de viver de muitas plantas e animais.

14 Luz e Plantas A luz influencia, nas plantas: Germinação (certas plantas germinam na ausência de luz e outras não) Floração (há plantas de dia longo, dia curto e indiferentes) Crescimento e maturação dos frutos Movimentos das plantas (algumas seguem o movimento aparente do Sol)

15 Luz e Animais A luz influencia, nos animais: Actividade (há animais diurnos, crepusculares e nocturnos) Reprodução Formação da Vitamina D Início de migrações Mudanças na pelagem ou plumagem

16 ÁGUA Sendo a origem da vida, servindo de habitat a muitos seres vivos e sendo o principal constituinte dos organismos, é um factor importantíssimo. Classificação dos seres vivos quanto à necessidade de água: Aquáticos (vivem na água) Hidrófilos (vivem em lugares húmidos) Mesófilos (têm necessidades moderadas de água) Xerófilos (habitam lugares secos e resistem à falta de água)

17 Água e Plantas Adaptações à falta de água: Raízes muito profundas ou pouco profundas mas cobrindo vasta área Folhas transformadas em espinhos (que diminui a perda por transpiração) Caules carnudos (para armazenar água) Revestimento por ceras impermeáveis ou pêlos Conservação sobre a forma de sementes

18 Água e Animais Adaptações à falta de água: Revestimento impermeável Ausência de transpiração Excreção de pouca água na urina e fezes Utilização da gordura corporal para produzir água Estivação


Carregar ppt "Escola Básica Dr. Correia Mateus – Leiria 8º Ano - Ciências Naturais Prof. Fernando Martins."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google