A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Módulo de Prevenção e Combate a Incêndio – Aula 02 FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Módulo de Prevenção e Combate a Incêndio – Aula 02 FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho."— Transcrição da apresentação:

1 Módulo de Prevenção e Combate a Incêndio – Aula 02 FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho

2 Compreender os diversos tipos e características de incêndio, identificando a melhor solução em termos de equipamentos e procedimentos para prevenir e combatê- lo. COMPETÊNCIAS QUE TRABALHAREMOS NESTE MÓDULO

3 Introdução à Prevenção e Combate a Incêndios. Objetivos e Metas. O Surgimento do Fogo (generalidades). Estudo dos Combustíveis (generalidades). CONTEÚDOS TRABALHADOS NO MÓDULO

4 Introdução à Prevenção e Combate a Incêndios Com a evolução tecnológica e a própria globalização, as empresas deixaram de ser apenas geradoras de emprego e passaram a ser também empresas-cidadãs, título que só é conquistado com ações que beneficiem não apenas o público interno, mas toda a sociedade.

5 Introdução à Prevenção e Combate a Incêndios - Característica principal de um sinistro é sua IMPREVISIBILDADE. - Um sinistro pode atingir os bens materiais e afetar a Reputação de uma Empresa. - O DESCUIDO + FALTA DE CONHECIMENTO no combate ao princípio de incêndio constituem o MOTIVO PRINCIPAL da maioria dos incêndios, causando perdas de Vidas Humanas, danos ao Meio Ambiente e Patrimônio. - Em toda sua complexidade na Prevenção e ao Princípio de Combate ao Incêndio, há uma necessidade nas empresas, em dar continuidade de treinamento aos funcionários, para a preservação da Vida Humana, do Meio Ambiente e do Patrimônio.

6 Apresentação Face a tais ocorrências, estruturou-se o estudo de Técnicas e Táticas voltadas à Prevenção e Combate a Incêndios.

7 Objetivos e Metas Orientar equipes que trabalham com emergência e vislumbram a necessidade em dominar os conhecimentos técnicos para atuar nas mais diversas situações de perigo: Incêndios, queimadas, explosões, e vazamentos de combustíveis.

8 O Surgimento do Fogo Força misteriosa, divina e que servia como fonte de iluminação e de calor. Estudos apontam que o primeiro fogo surgiu de um fenômeno meteorológico. Um dia o homem conseguiu produzi-lo, atritando pedaços de madeira.

9 Teorias do Surgimento do Fogo 1ª - Teoria Mitológica da Idade da Pedra. O Homo Erectus foi o primeiro ancestral do homem moderno a controlar o fogo.

10 Teorias do Surgimento do Fogo 2ª - Teoria antecede a Idade Média. Por volta do Séc. XVII, denominada Flogístico (o fogo era perda ou liberação desse elemento).

11 Teorias do Surgimento do Fogo 3ª - Surgiu durante a Idade Média com Os Alquimistas (os curiosos da Química), ao afirmarem que o fogo era um elemento básico juntamente com a terra + água + ar.

12 Teoria de Lavoisier O fogo é resultado de um combustível reagindo com o oxigênio submetido à ação de um agente ígneo (calor). É, portanto, a teoria do triângulo da combustão. Essa teoria é, até hoje, de fundamental importância, tanto para os estudos de prevenção quanto para o combate a incêndios.

13 Fogo/Princípio de Incêndio e Incêndio Fogo e Incêndio significam a mesma coisa? Claro que não, embora tenham muita coisa em comum (emitem luz, produzem calor, liberam gases, queimam, sejam uma combustão...) não são a mesma coisa, pois, o fogo é uma combustão controlada pelo homem, já o incêndio é esta mesma combustão fora do controle do homem por causas acidentais, intencionais ou naturais. FogoIncêndio

14 ACIDENTAL - Provocado por desvios nos procedimentos de segurança, sejam eles organizacionais, operacionais, materiais, humanos, etc. Fogo/Princípio de Incêndio e Incêndio INTENCIONAL - É o incêndio causado intencionalmente com o propósito de destruir. NATURAL - Causado por fenômenos da natureza, ou pela oxidação espontânea de alguns materiais.

15 Fogo/Princípio de Incêndio e Incêndio Fogo: Reação físico-química denominada combustão que desprende luz, calor e gases inflamáveis, resultante do encontro em condições adequadas de: Combustível; Oxigênio e Fonte Externa de Calor. (COMBUSTÍVEL) + (COMBURENTE) + (FONTE) (GASES) + (CALOR + LUZ) (COMBUSTÍVEL) + (COMBURENTE) + (FONTE) (GASES) + (CALOR + LUZ) Hidrocarboneto + O 2 + Calor CO 2 + H 2 O + ENERGIA Hidrocarboneto + O 2 + Calor CO 2 + H 2 O + ENERGIA Toda reação de combustão completa produz CO2 e H2O mais energia. Já a reação incompleta, produz CO + H2O + energia e por vezes chega a formar fuligem.

16 Outro Conceito de Fogo. - É um tipo de queima, de combustão; - É uma reação química de oxidação exotérmica (com desprendimento de energia). (COMBUSTÍVEL) + (COMBURENTE) + (FONTE) (GASES) + (CALOR + LUZ) (COMBUSTÍVEL) + (COMBURENTE) + (FONTE) (GASES) + (CALOR + LUZ) Hidrocarboneto + O 2 + Calor CO 2 + H 2 O + ENERGIA Hidrocarboneto + O 2 + Calor CO 2 + H 2 O + ENERGIA Fogo/Princípio de Incêndio e Incêndio

17 PRINCÍPIO DE INCÊNDIO PRINCÍPIO DE INCÊNDIO - FOGO DESCONTROLADO, provocado COM ou SEM INTENSÃO; - FOGO DESCONTROLADO, provocado COM ou SEM INTENSÃO; - Pode ser resultado da FALTA DE MANUTENÇÃO, de REVISÃO, de INSPEÇÃO e de VISTORIA; - Pode ser resultado da FALTA DE MANUTENÇÃO, de REVISÃO, de INSPEÇÃO e de VISTORIA; - Pode ser resultado de um PRINCÍPIO DE INCÊNDIO NÂO COMBATIDO DE IMEDIATO ou FRUSTADO. - Pode ser resultado de um PRINCÍPIO DE INCÊNDIO NÂO COMBATIDO DE IMEDIATO ou FRUSTADO. Fogo/Princípio de Incêndio e Incêndio

18 O que caracteriza o INCÊNDIO não é sua INTENSIDADE e sim o OBJETIVO de sua ação; Fogo/Princípio de Incêndio e Incêndio INCÊNDIO: É o fogo descontrolado, nocivo, destruidor, que poderá chegar a situações de extremo prejuízo ao homem e a natureza.

19 Conceitos: Fogo/Princípio de Incêndio/Incêndio É o FOGO DESCONTROLADO, provocado com ou sem intenção, que pode ser resultado da FALTA DE MANUTENSÃO, DA REVISÃO, DE INSPEÇÃO e DA VISTORIA, como também, resultado de um PRINCÍPIO DE INCÊNDIO NÃO COMBATIDO de imediato ou frustrado, tendo como conseqüência o acionamento, para o seu combate, recursos maiores preventivos internos ou de recursos externos emergências, como o Corpo de Bombeiros. Incêndio

20 OXIGÊNIO CALOR COMBUSTÍVEL Triângulo do Fogo

21 21 Triângulo do Fogo OXIGÊNIO ( O2 ) É o componente mais comumente encontrado na natureza e de grande importância na combustão. Facilita a aceleração da queima. Elemento que está presente em todas as combustões e que possibilita vida as chamas e intensidade à combustão. NITROGÊNIO %OXIGÊNIO % Outros GASES %

22 Relação de Oxigênio numa combustão (queima) OXIGÊNIOCOMBUSTÃO 21 % a 14% COMBUSTÃO VIVA 13% a 09% COMBUSTÃO LENTA 08% a 00% COMBUSTÃO INCOMPLETA Triângulo do Fogo

23 OXIGÊNIO E A CHAMA 21% O218% O213% O208% O2 21% de O2 concentrado no ambiente - QUEIMA COMPLETA. 16% - 8% de O2 concentrado no ambiente - QUEIMA LENTA - 08% O2 de concentrado no ambiente - NÃO HÁ COMBUSTÃO Triângulo do Fogo

24 Não desencadeará a reação química para a produção do fogo: 1) Nenhum dos três elementos por si; 2) A união de apenas dois destes elementos; 3) ou a reunião indiscriminada dos três elementos.

25 Triângulo do Fogo A UNIÃO PROPORCIONAL DOS TRÊS ELEMENTOS É IMPRESCINDÍVEL PARA A FORMAÇÃO DO FOGO

26 Tretraedro do Fogo NOVO CONCEITO

27 Os combustíveis, após iniciarem a combustão, geram mais calor(1). Esse calor provocará o desprendimento de mais gases ou vapores combustíveis (2), desenvolvendo uma transformação em cadeia ou reação em cadeia, que, em resumo, é o produto de uma transformação gerando outra transformação. Tretraetro do Fogo

28 Elementos Essenciais ao Fogo Combustível: é a matéria sujeita à transformação. Comburente: É o elemento essencial à combustão, sendo representado pelo oxigênio, este elemento possibilita vida às chamas. Agente Ígneo: O acelerador da combustão, fonte de energia de ativação: O próprio calor Fogo(chama) Energia mecânica (atrito, choque e compressão) Energia elétrica (centelha) Energia radiante (raio laser)

29 Estudo dos Combustíveis Estados físicos da matéria: SÓLIDO, LÍQUIDO e GASOSO Normalmente os combustíveis para reagirem com o oxigênio necessitam estar no estado gasoso. Exceção, no estado sólido, são o enxofre e os materiais alcalinos (potássio, sódio, magnésio, etc).

30 Estudo dos Combustíveis A combustibilidade de um material depende de sua MAIOR ou MENOR capacidade de reagir com o oxigênio sob a ação do calor.

31 Estudo dos Combustíveis Sendo que os SÓLIDOS e os LÍQUIDOS se transformam primeiramente em gás através da ação do calor e depois entram em combustão.

32 Estudo dos Combustíveis A VELOCIDADE da queima de um combustível depende de sua capacidade de combinar com o oxigênio sob a ação do calor e da sua fragmentação (área de contato com oxigênio).

33 PIRÓLISE A TEMPERATURA ao elevar-se acima do normal, teremos como consequência um fenômeno denominado PIRÓLISE, que é a decomposição química da matéria, pelo calor, passando do estado sólido para gasoso. Estudo dos Combustíveis

34 CALOR - É uma forma de energia. É o elemento que dá início ao fogo, é ele que faz o fogo se propagar. Pode ser uma faísca, uma chama ou até mesmo um superraquecimento em máquinas e aparelhos energizados.

35 Classificação dos Combustíveis Orgânicos – há presença do Carbono (C): Celulósicos, Plásticos fluídos combustíveis e outros. Inorgânicos – não há presença de carbono em sua composição, a única exceção, é o Monóxido de Carbono (CO). CO, H2,S, Mg, Na...

36 Estado Físico dos Combustíveis Sólido Líquido Gasoso

37 Pontos de Inflamabilidade Inflamabilidade: Corpos começam o processo de ignição. - Fulgor; - Combustão; - Ignição.

38 Pontos de Inflamabilidade PARA HAVER COMBUSTÃO É NECESÁRIO QUE O COMBUSTÍVEL SEJA AQUECIDO ATÉ SUA TEMPERATURA DE VOLATILIZAÇÃO. O CALOR É GERADO POR DIVERSAS FONTES

39 Pontos de Inflamabilidade O CALOR PROVOCA ELEVAÇÃO DA TEMPERATURA, MUDANÇA QUÍMICA E AUMENTO DE VOLUME e COMPRIMENTO

40 Pontos de Inflamabilidade PONTO DE FULGOR (Flash Point) Temperatura mínima em que um combustível desprende vapores inflamáveis que se incendeiam ao contato com uma chama externa em fração de segundos (Flash). As chamas não se mantém devido a pequena quantidade de calor.

41 Pontos de Inflamabilidade PONTO DE COMBUSTÃO - PONTO DE COMBUSTÃO - Temperatura em que os gases desprendidos do material, ao entrarem em contato com uma fonte externa de calor inicia a combustão, e continuam a queimar sem o auxílio daquela fonte. PONTO DE IGNIÇÃO - PONTO DE IGNIÇÃO - Temperatura na qual os gases desprendidos (combustível exposto ao ar), sem que haja fonte externa de calor, entram em combustão ao entrarem em contato com ar (O2),

42 Propagação do Fogo Condução: Condução: molécula a molécula; (transmissão horizontal) Convecção: Convecção: massa de ar ou gases quentes; (transmissão vertical) Irradiação: ondas de energia calorífica. (velocidade da luz horizontalmente)

43 Processo da Combustão SEMPRE TENDERÁ AO EQUILÍBRIO PROPAGAÇÃO DO CALOR

44 44 Processo da Combustão É a forma pela qual se transmite o calor através do próprio material, de MOLÉCULA a MOLÉCULA ou de corpo a corpo.

45 45 É quando o calor se transmite através de uma massa de ar aquecida, que se desloca do local em chamas, levando para outros locais quantidade de calor suficiente para que os materiais combustíveis aí existentes atinjam seu ponto de combustão, originando outro foco de fogo. Processo da Combustão A convecção transporta o calor para cima e horizontalmente nos andares.

46 46 Sol Processo da Combustão IRRADIAÇÃO IRRADIAÇÃO – Transferência de calor por meio de ondas caloríficas que atravessam o ar, irradiadas do corpo em chamas.

47 Processo da Combustão

48 Devemos buscar pessoas mais fortes e sábias que nos coloquem na posição de enxergar novos e verdadeiros horizontes... Pois, nem tudo o que é real é Verdade, mas tudo o que é Verdade é real.

49 1.Faça um resumo do que você entendeu sobre os tipos de materiais combustíveis, citando quais os resíduos que tais combustíveis podem produzir durante e após a combustão, bem como, alguns dos malefícios que podem provocar ao ser humano, se estes forem inalados ou entrarem em contato direto com o corpo humano. (sólidos, líquidos e gasosos; orgânico e inorgânico), com um mínimo de 10 linhas, fonte arial, tam 12. (texto copiado da web será invalidado, assim como atividades iguais. Coloque seu entendimento, com suas palavras. 1.Faça um resumo do que você entendeu sobre os tipos de materiais combustíveis, citando quais os resíduos que tais combustíveis podem produzir durante e após a combustão, bem como, alguns dos malefícios que podem provocar ao ser humano, se estes forem inalados ou entrarem em contato direto com o corpo humano. (sólidos, líquidos e gasosos; orgânico e inorgânico), com um mínimo de 10 linhas, fonte arial, tam 12. (texto copiado da web será invalidado, assim como atividades iguais. Coloque seu entendimento, com suas palavras.ATIVIDADE

50 2. 2.Envie relatos de acontecimentos reais e com fotos, de incêndios provocados pelos três tipos de propagação do fogo (um exemplo de cada tipo), ocorridos em empresas e/ou indústrias, que foram divulgados na imprensa e/ou mídia como um todo. Registrando: - Como ocorreu o inicio e o término; dê sua opinião ao final do que poderia ter sido feito para evitar o sinistro. - Faça uma observação para cada caso relatado, dizendo se houve equipe de brigada atuando no local e como foi o desempenho desta.ATIVIDADE


Carregar ppt "Módulo de Prevenção e Combate a Incêndio – Aula 02 FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google