A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

. SOCIEDADE DE GARANTIA DE CRÉDITO SALVADOR - BAHIA 1° de Agosto de 2008.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: ". SOCIEDADE DE GARANTIA DE CRÉDITO SALVADOR - BAHIA 1° de Agosto de 2008."— Transcrição da apresentação:

1 . SOCIEDADE DE GARANTIA DE CRÉDITO SALVADOR - BAHIA 1° de Agosto de 2008

2 AGENDA 1. Contextualização 2. Conceituação e objetivos 3. Chamada Pública 4. Desafios e Próximos Passos

3 AGENDA 1. Contextualização 2. Conceituação e objetivos 3. Chamada Pública 4. Desafios e Próximos Passos

4 ALTOS CUSTOS BAIXO ACESSO & Dificuldades Estruturais

5 Fonte: Sebrae-SP, 2006 Principais barreiras à concessão de empréstimos bancários às MPEs

6 Fonte: Felaban, 2005 Fatores restringentes de concessão de recursos: visão dos bancos

7 AGENDA 1. Contextualização 2. Conceituação e objetivos 3. Chamada Pública 4. Desafios e Próximos Passos

8 SOCIEDADE DE GARANTIA DE CRÉDITO Objetivos Gerais: Aproximar as MPE do Sistema Financeiro; Favorecer o acesso das MPE ao crédito. Sociedade formada por empresários, entidades Objetivos Específicos: Prestar garantias complementares a seus associados; Reduzir a assimetria de informações; Prestar assessoria econômica e financeira; Reduzir o custo da operação de crédito; Prestar avais técnicos e comerciais.

9 Fonte: Santos, 2006

10

11 MPMES AssociadasSócios Apoiadores Melhor acesso ao créditoGarante a estrutura produtiva Maior prazo e menores taxa de jurosAumento da competitividade Acesso a outorga das garantiasMelhoria da transparência Acesso ao assessoramento financeiroPossibilita cooperação setorial Melhoria da competitividadePossibilidade de investimento Acesso a informação Integração a uma rede empresarial Instituições FinanceirasEntidades Públicas Garantia líqüidaPromoção das MPMEs Garantia qualificada e ponderadaAumento do número de empresas Menor provisionamento de recursosAumento do emprego e investimentos Aumento da base de clientesOrganização da economia Redução dos custos de análise de riscosMelhoria da arrecadação fiscal Redução dos custos de acompanhamentoCanalização de políticas de MPMEs Possibilidade de mitigar o riscoEficácia da atuação Fonte: Pombo e Herrero, 2003 Benefícios das SGC

12 AGENDA 1. Contextualização 2. Conceituação e objetivos 3. Chamada Pública 4. Desafios e Próximos Passos

13 CHAMADA PÚBLICA Forma de Apoio: Chamada Pública Nacional; Apoio Técnico e / ou Financeiro; Destinada a grupos da iniciativa empresarial privada; Atendimento em Etapas: o Pré-enquadramento – Carta Consulta o Enquadramento – Acordo de Resultados o Qualificação – Viabilidade do Plano de Negócios

14 Condições Básicas de Apoio Princípios e propósitos da entidade proponente em consonância com a Chamada; Arco de parcerias com forte componente de representatividade empresarial; Caráter de mutualidade; Princípios de boa governança: transparência, liderança, independência, legalidade, etc; Eficiência econômica e financeira: auto-sustentabilidade; Administração privada e profissional e Autonomia do Comitê Técnico.

15 Parâmetros da Chamada Pública Sociedade formada por empresários, entidades Subvenção Econômica para Implementação do Projeto Operação: - Até 50% do total do projeto; - Cobertura de despesas administrativas e operacionais (excluído pagamento de salários e encargos, aluguéis, aquisição de imobilizados e instalações civis). Assistência Técnica: - Até 100%; - Não reembolsável. Prazo de Apoio: - Até 30 meses, a partir da assinatura do convênio. Fundo de Risco Local: - De acordo com a necessidade projetada; - Renovável e retornável após 5 anos, sob remuneração.

16 EtapasPrazos 1°Lançamento da Chamada Pública30 de Março de ° Entrega da Carta Consulta pelos proponentes Durante a vigência da Chamada Pública (2 anos) 3° Avaliação da Carta Consulta pelo SEBRAE - Pré-enquadramento Até 60 dias após a data de recebimento da Carta Consulta 4° Acordo de Resultados entre os parceiros – Enquadramento Até 60 dias após Pré- enquadramento 5° Elaboração do Diagnóstico e Plano de Negócios pelo proponente - Qualificação Até 90 dias após o Enquadramento 6° Parecer do Comitê sobre a Qualificação Até 30 dias após a data de recebimento do Diagnóstico e Plano de Negócios 7°Assinatura do ConvênioApós a Qualificação Cronograma

17 AGENDA 1. Contextualização 2. Conceituação e objetivos 3. Chamada Pública 4. Desafios e Próximos Passos

18 Desafios e Próximos Passos Aprofundar conhecimento sobre o tema; Organização de Comitês Técnicos; Mobilização Empresarial; Metodologias de Gestão e de Ferramentas; Preparação para a Chamada Pública; Constituição da Sociedade de Garantia.

19 OBRIGADO PELA ATENÇÃO! Roberto Marinho Figueiroa Zica Unidade de Acesso a Serviços Financeiros


Carregar ppt ". SOCIEDADE DE GARANTIA DE CRÉDITO SALVADOR - BAHIA 1° de Agosto de 2008."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google