A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ana Luiza nº:02 Ana Paula nº:03 Leonardo nº:14 Maria Luiza nº:19 Mariana Bonuccelli nº:20 Thiago Kenji nº: 26 Vitor nº: 28 Walter nº: 29 Ana Luiza nº:02.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ana Luiza nº:02 Ana Paula nº:03 Leonardo nº:14 Maria Luiza nº:19 Mariana Bonuccelli nº:20 Thiago Kenji nº: 26 Vitor nº: 28 Walter nº: 29 Ana Luiza nº:02."— Transcrição da apresentação:

1 Ana Luiza nº:02 Ana Paula nº:03 Leonardo nº:14 Maria Luiza nº:19 Mariana Bonuccelli nº:20 Thiago Kenji nº: 26 Vitor nº: 28 Walter nº: 29 Ana Luiza nº:02 Ana Paula nº:03 Leonardo nº:14 Maria Luiza nº:19 Mariana Bonuccelli nº:20 Thiago Kenji nº: 26 Vitor nº: 28 Walter nº: 29

2 Ìndice Apresentação slide 03 Localização slide 04 Informações slide 05 População slide 06 Colonização slide 07 Independência slide 08 Retorno à democracia slide 09 Clima slide 10 Vegetação slide 11 Relevo slide 12 Hidrografia slide 13 Setor de economia slide 14 IDH slide 15 e 16 Turismo slide 17 e 18 Folclore slide 19 e 20 Cultura slide 21à 25 Comida slide 26 à 28 Religião slide 29 Entrevista slide 30 à 33 Educação slide 34 Conclusão slide 35 Bibliografia slide 36

3 Apresentação Neste trabalho iremos ver um pouco mais do Uruguai, suas características, etc.

4 Localização

5 Informações Área: km² Capital: Montevidéu População: 3,4 milhões de habitantes Moeda: Peso uruguaio Nome Oficial: República Oriental do Uruguai Nacionalidade: uruguaia Governo: República presidencialista Divisão administrativa: 19 departamentos Montevidéu Bandeira Peso uruguaio Mapa Moeda

6 População do Uruguai POPULAÇÃO Total: (2011). Densidade: 18,45 hab./km 2 (2011). População urbana: 92% (2010). População rural: 8% (2010). Crescimento demográfico: 0,24% ao ano ( ). Fecundidade: 1,87 filhos por mulher (2012). Expectativa de vida M/F: 76,41 anos (2012) - 47º do mundo. Mortalidade infantil: 9,44 por mil nascimentos (2012) - 68º do mundo. Analfabetismo: 2,1% (2011) - 49º do mundo. Educação: O português é ensino obrigatório a partir do 6º ano. IDH (0-1): 0,865 (2007) - 48º do mundo.

7 Colonização Os primeiros europeus chegaram á área no início do século XVI. Tanto a Espanha como Portugal tentaram colonizar o futuro Uruguai.Portugal tinha por base Colônia do Sacramento, enquanto a Espanha ocupava Montevidéu, fundada no século XVIII e que veio a tornar-se a capital do futuro país.

8 Independência O início do século XIX viu o surgimento de movimentos de independência por toda a América do Sul, incluindo o Uruguai, então conhecido como a Banda Oriental del Uruguay, cujo território foi disputado pelos estados nascentes do Brasil, herdeiro de Portugal, e da República Argentina, com capital em Buenos Aires, herdeira do Vice-reinado do Prata da Espanha. Portugal havia recuperado a área a partir de 1816, através de intervenção militar, apoiada pela oligarquia bonaerense, contra a independência de forte cunho social comandada por José Artigas, e anexou-a formalmente em A Banda Oriental passou a fazer parte do Brasil como seu território mais austral, quando em 1822 o país obtém a sua independência de Portugal. A região passou a fazer parte do nascente império, havendo o cabildo de Montevidéu jurado a Constituição Imperial de 1824, sem ter o direito de o fazer. A 23 de Agosto de 1825, no entanto, setores descontentes com a política agrária em favor dos grandes proprietários de Montevidéu e do Brasil, organizaram movimento de libertação nacional do Uruguai e de sua incorporação às províncias argentinas.

9 Retorno á democracia O Uruguai experimentou uma série de presidentes eleitos e nomeados e entrou em conflitos com estados vizinhos, flutuações e modernizações políticas e econômias e grandes fluxos de imigrantes, provenientes especialmente da Europa. Os militares tomaram o controle da administração em 1973 e o governo civil só regressou em 1985, um ano depois de vastos e violentos protestos contra os regimes militares na América do Sul, inclusive no Uruguai. A ditadura militar durou até o ano de 1984 e, mesmo com o restabelecimento democrático, os problemas econômicos continuaram. O declínio econômico e a instabilidade política provocaram uma grande emigração de jovens. Tabaré Vazquez José Mujica

10 Clima O clima do Uruguai é temperado, sendo ele o único país sul-americano que se localiza por inteiro na zona temperada. Chove com frequência de forma uniforme ao longo de todo o ano. A temperatura no Uruguai, apesar do país estar situado na zona temperada, é relativamente quente. Raras vezes ocorreu queda de neve no país, enquanto as geadas são muito frequentes.

11 Vegetação A vegetação do Uruguai tem como paisagem natural a dos campos, ricas em gramíneas, enquanto as florestas de mata ciliares, cobrem uma parte muito pequena da área total. As principais espécies arbóreas são o umbuzeiro, o amieiro, a piteira, o choupo, a acácia e o eucalipto.

12 Relevo O relevo do Uruguai é um domínio de estudos e conhecimentos sobre todos os planaltos e planícies do território uruguaio.O Uruguai situa-se na zona de transição entre o pampa úmido da Argentina e o planalto meridional brasileiro. O relevo é constituído por dois grandes sistemas de coxilhas (elevações suaves e arrendondadas) e suas ramificações. De altitude raramente superior a 300m, as coxilhas têm seu ponto culminante no Cerro Catedral, com cerca de 514 m. A coxilha Grande situa-se em terrenos de embasamento cristalino e a de Haedo, sobre terrenos basálticos. Estreitas planícies margeiam o rio da Prata e a costa atlântica.

13 Hidrografia A rede fluvial é comandada pelo rio Uruguai, que recebe como afluentes o Quaraí, o Arapey, o Daymán, o Quegay, o Haedo e o Negro. É navegável por embarcações de pequeno calado desde Salto, a 320km de sua foz. O rio Negro, o maior do país, é navegável apenas em seu curso inferior e recebe por sua vez as águas do Tacuarembó e do Yí. Para o estuário do Prata corre o Santa Lucía, engrossado pelo San José e pelo Pintado e, para a lagoa Merín (Mirim), o Yaguarón (Jaguarão), o Tacuarí e o Cebollatí.

14 Setor de Economia A economia do Uruguai é baseada principalmente no setor agropecuário, sendo que exportação é o principal destino desses produtos. A criação de bovinos e ovinos e a exportação dos produtos advindos dessa atividade, como carne,lã e couro, são de grande importância para a economia do Uruguai. Na agricultura,os produtos mais produzidos são trigo;o arroz e a soja. As indústrias uruguaias são em maioria têxteis;a alimentícias e químicas. A importação de combustíveis e de matéria prima é o que possibilita o crescimento das indústrias.

15 Tabela de ranking do IDH 2013 O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) mede os avanços alcançados por um país em três aspectos: expectativa de vida (baseado em quantos anos em média vive uma pessoa que nasceu no país), acesso a educação (baseado na alfabetização e em quantos anos em médica as pessoas daquele país estudam) e nível de vida digno (baseado no PIB per capita associado ao poder de compra). Os países são classificados dentro desses aspectos recebendo notas entre 0 e 1.É considerado baixo o nível de desenvolvimento humano Baixo (0 a 0,499); Médio (0,500 a 0,799); Elevado (0,800 a 1,000)

16 Tabela do IDH Posição País(IDH)VidaMAEAEE$ PPCDifIDH s/ renda 48Barein Bahamas Bielorrússia Uruguai Montenegro

17 Turismo do Uruguai O pequeno pais vizinho oferece inúmeras e riquíssima belezas naturais,praias e uma cultura vasta para o turista interessados em aventuras,lazer e compras. Muitas vezes desconhecemos os destinos e esquecemos da oferta de opção,entre cidades como Montevidéu;Punta del Este e até pequenas praias procuradas por surfistas como Punta del Diablo,muito próximas de nossa fronteita

18 Cidades e Praias do Uruguai PraiasCidades MalvinMontevidéu Playa FerrandoColônia do Sacramento MansaPunta del Este Praia de Nueva PalmiraNueva Palmira Oceanía del PolonioCabo Polonio El BarcoLa Pedrera

19 Folclore O folclore uruguaio tem diferentes manifestações decorrentes das suas diferentes origens que fazem suas próprias características do solo nativo. Tipos de folclore:o que é a Etnografia,o que é folclore,o poder dos mitos,etc.

20 Imagens do Folclore O que é Etnografia O que é Folclore O poder do mito

21 Cultura, tradições e danças Tango:Se desenvolveu simultaneamente em Montevidéu e em Buenos Aires uma criação de imigrantes italianos e espanhóis. A dança e a música africana influenciaram profundamente na música e nos movimentos da dança que se associam com o tango.

22 Carnaval: é bem diferente dos outros países, pois é um grande festival entre muitas pessoas que competem em melhor texto, música, fantasia, maquiagem e se divertem com ritmos dançantes.

23 Murga:Um grupo de espanhóis que levou ao Uruguai, esse ritmo era realizado nas ruas onde eles cantavam e também pediam dinheiro, consiste num teatro musical de até 15 pessoas que acompanham a bateria e soltam a voz e a letra trata de fatos atuais na política e economia do Estado.

24 Candombe: é um ritmo proveniente da África pelos escravos que utilizavam tambores, era um meio deles desabafarem todos os seus sentimentos e dores.

25 Milonga: se originou na Espanha e em Portugal e chegou ao Uruguai quando os espanhóis e portugueses foram até esse país, tem um ritmo brejeiro.

26 Comidas do Uruguai Parrilla e asado de tira O churrasco uruguaio é sempre preparado na grelha e oferece muitas opções de cortes. Chorizo e ojo de bife, comuns na Argentina; o francês entrecôte e ainda os queridinhos dos brasileiros filé mignon e picanha podem ser consumidos nas parrillas do país. Ainda há as morcillas (linguiças de origem espanhola) e cortes mais exóticos. Mas a estrela do churrasco uruguaio é o asado de tira – costela assada e servida em ponto um pouco mais mal passado do que os brasileiros estão acostumados a ver. O rosado da carne não assusta e, para ficar com essa cor, é preciso deixar a carne na churrasqueira por 15 min de cada lado. A costela típica uruguaia é cortada de maneira que os ossos ficam estreitos, todos do mesmo tamanho. Em visita ao Uruguai, não deixe de visitar uma parrilla mais familiar – certamente vale a experiência, seja pelo clima aconchegante ou pelo preço acessível

27 Puchero É uma mistura de diversos ingredientes e carnes, que lembra a nossa feijoada brasileira no modo de servir e pelas raízes populares, mas não leva feijão. Linguiça, panceta, choriço, verduras e caldo compõem o prato, que exige cerca de 4 h para ser preparado e cai bem no inverno. Tradicional no Uruguai, a origem do cozido é espanhola

28 Chivito É um sanduíche encontrado praticamente em qualquer esquina do país. O pão é recheado com carne, queijo, presunto, ovos e maionese, basicamente. Mas há variações que incluem salada e bacon, por exemplo, e costuma ser servido com batata frita.

29 Religião O Uruguai não tem religião oficial e, portanto, a igreja e o estado estão oficialmente separados e a liberdade religiosa é garantida. Uma pesquisa realizada em 2008 pelo Instituto Nacional de Estatística do Uruguai apontou o catolicismo como a principal religião, com 45,7% da população, 9,0% são cristãos não-católicos, 0,6% são animistas ou umbandistas (uma religião afro- brasileira) e 0,4% judeus. 30,1% declararam acreditar em um Deus, mas que não pertencem a nenhuma religião, enquanto 14% declararam ser ateu ou

30 Entrevista:a educação ambiental no Uruguai Essa é entrevista e de um professor do Ensino Médio no Uruguai, Hermán Sorhuet, que também é jornalista especializado em meio ambiente – ele escreve para o jornal El País e foi o responsável pelo primeiro curso de jornalismo ambiental uruguaio. Pode comparar a educação ambiental que uruguaia com o Brasil? É muito difícil comparar, porque a estrutura federal brasileira dá autonomia aos estados. Aqui tudo está centralizado em um governo central. Não conheço muito bem qual é a situação atuação das políticas de EA no Brasil, apenas alguns projetos no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Mas devo mencionar um fato negativo para nós. Quando o atual presidente do Uruguai assumiu o poder em 2005 (o socialista Tabaré Vázquez), a primeira coisa que sua administração fez foi dissolver a Comissão de Educação Ambiental que vinha funciona há anos, e impulsionando o tema através de muitas ações.

31 Existem programas e projetos de educomunicação ambiental? Pouco se faz e se fala de educomunicação ambiental no Uruguai. Está em andamento um projeto – que, dizem as autoridades, é pioneiro na América Latina – que consiste em entregar a cada aluno de escola primária um computador portátil para que ele aprenda a se familiarizar com seu uso, com a internet, com a aprendizagem através da rede. Começou no ano passado e se chama Projeto Ceibal. Mas sobre educomunicação ambiental, especificamente, não temos nada. Quais são os principais problemas socioambientais do Uruguai? Nosso país não escapa do resto do continente, ainda que tenha algumas diferença. Nas últimas décadas aumentou a pobreza, a marginalidade, a violência e o desemprego. O nível educativo abaixou, apesar de sabermos que atualmente as oportunidades estarem no conhecimento, na capacitação e na busca de excelência.

32 Por último: há programas interessantes de reciclagem, consumo consciente e outros ligados ao ambiente urbano em seu país? São iniciativas públicas ou de ongs e empresas? As pessoas em casa já têm uma consciência melhor quanto ao uso de sacolas plásticas, por exemplo? Há tempos existem projetos de reciclagem, impulsionados por ongs como o Cempre (Compromisso Empresarial Para a Reciclagem). De qualquer maneira, não existe muita consciência e compromisso popular. Uma ação desenvolvida em Montevidéu foi a distribuição de bolsas de duas cores para classificar resíduos domiciliares de maneira muito elementar, mas não está funcionando, porque o município não criou um programa potente e visível para respaldá-lo.

33 Greve deixa Montevidéu sem coleta de lixo O sindicato que representa os mais de funcionários públicos da Prefeitura de Montevidéu desafiou hoje um decreto do governo uruguaio e manteve uma greve, a qual afeta o serviço de coleta do lixo. O presidente do Uruguai, José Mujica, questionou duramente a decisão do sindicato e pediu a seus partidários que se unam e salvem "o povo de Montevidéu desse eterno pesadelo: uma prática sindical que não conhece limites". Há dois dias, o governo do Uruguai decretou a manutenção dos serviços essenciais, já prevendo a greve de 48 horas. Mas a Associação de Empregados e Operários Municipais (Adeom) começou a greve em vários setores do funcionalismo, entre eles, o de motoristas, motivo pelo qual os caminhões de lixo nem saíram para recolher os detritos. Hoje, as ruas da capital uruguaia tinham mais de 7 mil toneladas de lixo não recolhido. O conflito entre Mujica e parte do funcionalismo foi gerado desde que o governo uruguaio anunciou que planejava introduzir reformas nos aparatos do Estado, que agrupam no Uruguai mais de 240 mil funcionários, os quais deflagraram greves e paralisações. 10 de novembro de 2010

34 Educação no Uruguai A educação no Uruguai é obrigatória por um total de nove anos, começando na educação primária, e é gratuita da pré-escola até a educação superior. O índice de matrículas na escola primária estava indisponível em Enquanto o índice de matrículas indica um certo nível de comprometimento com a educação, esse valor nem sempre reflete a participação das crianças na escola. Em 2008, os gastos públicos com educação representaram 2,85% do PIB.

35 Conclusão Neste trabalho vimos o que é o Uruguai; suas comidas;danças; e características do Uruguai.

36 Bibliografia (Conheça Uruguai - Um país a ser copiado-Globo)

37 Fim!!!!


Carregar ppt "Ana Luiza nº:02 Ana Paula nº:03 Leonardo nº:14 Maria Luiza nº:19 Mariana Bonuccelli nº:20 Thiago Kenji nº: 26 Vitor nº: 28 Walter nº: 29 Ana Luiza nº:02."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google