A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pioneiros Euvaldo LodiRoberto Simonsen O Alicerce da Indústria Em 1943, um grupo de empresários de Curitiba decidiu criar a Federação das Indústrias.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pioneiros Euvaldo LodiRoberto Simonsen O Alicerce da Indústria Em 1943, um grupo de empresários de Curitiba decidiu criar a Federação das Indústrias."— Transcrição da apresentação:

1

2 Pioneiros Euvaldo LodiRoberto Simonsen

3 O Alicerce da Indústria Em 1943, um grupo de empresários de Curitiba decidiu criar a Federação das Indústrias do Paraná. Uma iniciativa ousada para um Estado cuja economia era baseada na agricultura e o incipiente setor industrial compunha-se, basicamente, de indústrias extrativistas.

4 Criação da Federação das Indústrias dos Estado do Paraná Delegados Representantes dos Seguintes Sindicatos: Indústria de Extração da Madeira; Indústria de Extração do Mate; Indústria Gráfica; Indústria de Artefatos de Couro; Indústria de Cacau e Balas; Indústria de Panificação e Confeitaria; Indústria de Laticínios; Indústria de Alfaiatarias; Indústria de Metalúrgica, Mecânica e de Material Elétrico.

5 A Criação da FIEP e o Primeiro Presidente Datas-chaves: 08 de novembro de Assembléia geral de instalação da FIEP 18 de agosto de Reconhecimento formal da FIEP pelo Ministério do Trabalho 19 de outubro de Filiação da FIEP à CNI - Confederação Nacional da Indústria 1º de março de Criação do Sesi Paraná 2 de fevereiro de Criação do Departamento Regional do Senai no Estado do Paraná

6 A Criação da FIEP e o Primeiro Presidente Endereços ocupados pela FIEP: 1º- Sede do Sindicato da Indústria do Mate, na Rua Marechal Floriano Peixoto, 134 2º- Sede do Sindicato das Indústrias de Extração de Madeiras do Paraná, na rua Dr. Muricy, 480 3º- Edifício Moreira Garcez, 3º andar 4º- Rua Comendador Araújo – Ed. Slaviero – Centro 5º -Rua Monsenhor Celso – Centro 6º-Avenida Cândido de Abreu, 200 – Centro Cívico (atual)

7 Presidente Heitor Stockler de França Período Responsável por mobilizar o grupo de empresários para a fundação da FIEP Paraná foi o quinto estado a ter uma Federação das Indústrias Industriais Fundadores da FIEP: Ivo Abreu de Leão, Heitor Stockler de França, Arnaldo Paulo Lippmann, Manoel Francisco Correia, Luiz Alberto Langer, Teófilo Klamas, Júlio C. Moura, Afonso João Haupt, José Grassi, Luiz Marcassa e Rodolfo Senff Junior.

8 Presidente Heitor Stockler de França Período Primeira Diretoria (caráter provisório) Presidente: Heitor Stockler de França Vice-Presidente: Arnaldo Paulo Lippmann 1º Secretário: Manoel Francisco Correia 2º Secretário: Luiz Alberto Langer 1º Tesoureiro: Teófilo Klamas 2º Tesoureiro: Julio C. Moura

9 Presidente Heitor Stockler de França Período Membros da Diretoria Heitor Stockler de França Rui Itiberê da Cunha José Grassi Julio Moura Rodolfo Senff Junior Primeira Diretoria Efetiva da Federação das Indústrias do Paraná, empossada no dia 18/7/1945: Suplentes da Diretoria Arcésio Guimarães Luiz Marcassa Rodolfo Mueller Achiles Muggiati Zonardi Ribas

10 Presidente Heitor Stockler de França Período Conselho Fiscal Affonso João Haupt Arnaldo Paulo Lippmann Domingos Lass Primeira Diretoria Efetiva da Federação das Indústrias do Paraná, empossada no dia 18/7/1945: Suplentes do Conselho Fiscal Eusébio Ritzmann Otávio Cruz Presciliano Requião

11 Presidente Lydio Paulo Bettega Período Realizações: Ampliação dos serviços da FIEP e do SESI Lançamento da Revista Indústria Durante sua gestão, foi construído o Palácio das Indústrias (sede atual da FIEP), na Rua Cândido de Abreu. Nessa sede, funcionavam os ambulatórios Médico e Odontológico, dotados de todos os requisitos exigidos pela técnica e unidades padrões dessa natureza.

12 Presidente Lydio Paulo Bettega Período Foi um dos defensores da implantação de uma Usina Termoelétrica de emergência, em resposta à crise de energia elétrica vivida à época. Implantação da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Paraná - CODEPAR, mais tarde Banco de Desenvolvimento Econômico do Paraná - BADEP - fornecimento de capital para obras de infra-estrutura Conscientização de empregados e empregadores para a importância da Paz Social; Inverno de 1963 – contribuição do Sistema para recuperação dos prejuízos gerados por incêndio no Paraná. Instalou o Centro Estadual de Produtividade Industrial - CEPI- Paraná, através de parceria com o CEMPI - Centro Nacional de Produtividade das Indústrias.

13 Presidente Mario de Mari Período Aproximação com Entidades similares de classes (Federação do Comércio, Federação da Agricultura e Associação Comercial do Paraná), na tentativa de atender a demanda da classe empresarial e comunidade. Destaque para a atuação do Governador do Estado na época, Pedro Viriato Parigot de Souza, no assessoramento dos estudos para a implantação de novos rumos para o Sistema FIEP. Criação da Medalha do Mérito Industrial do Paraná, por ocasião do 25º aniversário de Fundação da FIEP (18/8/1969).

14 Presidente Mario de Mari Período Criação da Divisão de Educação Comunitária – Serviço de Educação Infantil e Serviço de Educação de Adultos do SESI (agosto de 1969). Criação do Instituto Euvaldo Lodi – IEL – Núcleo Regional do Paraná em 21/8/1969, por ocasião do Jubileu de Prata da FIEP. Criação da ABENSEIPA – Associação Beneficente dos Servidores de Entidades da Indústria do Paraná. 15/11/1969. Criação do Teatro do SESI – com projeto do arquiteto Rubens Meister. Criação do CEXPAR – Centro de Comércio Exterior do Paraná, em 2/9/1971, órgão propulsor e orientador dos exportadores paranaenses.

15 Presidente Mario de Mari Período Interiorização do Sistema FIEP, com a criação da Delegacia Regional da FIEP em Londrina. Sesi e Senai atendem com Unidades Volantes - vagões da Estrada de Ferro ou ônibus devidamente adaptados; Implantação do 1º Organograma da Entidade. Fechamento dos Postos de Abastecimento e Farmácias do SESI. Reivindicação em Brasília da criação do Tribunal do Trabalho em nosso Estado. Reuniões com o Prefeito Municipal de Curitiba - assuntos ligados à implantação da Cidade Industrial de Curitiba.

16 Presidente Mario de Mari Período Maior divulgação dos projetos do Sistema FIEP para dar conhecimento ao grande público das ações desenvolvidas. 1ª Conferência do Desenvolvimento Econômico da Região Metropolitana de Curitiba, quando a FIEP apresentou oito teses, sendo todas aprovadas. A FIEP apresentou tese sobre A Poluição e o Desenvolvimento Urbano e Industrial no Estado do Paraná, no Seminário sobre Controle à Poluição Ambiental - Governo Estadual, em Curitiba. Missões Econômicas - Paraguaia e de Hyogo – Japão. Lançamento do 1º Anuário Industrial do Paraná. Criação do Centro de Integração Empresa Escola – CIEE – Paraná.

17 Presidente Altavir Zaniolo Período Principal meta: interiorização dos serviços mantidos pelo SESI. Aquisição e doação de novos terrenos – compra de terrenos em São José dos Pinhais, Boqueirão, Rua Inácio Lustosa e Paula Gomes. Inauguração da Creche do Portão – Centro de Atividades Úrsula De Mari – em 25/5/1978. Instalação dos serviços de almoxarifado, garagem e manutenção.

18 Presidente Altavir Zaniolo Período Quadro de servidores teve significativa evolução durante sua gestão, passando de 436 funcionários (em setembro/74) para 740 funcionários (set/86). Instalação da Divisão de Saúde – Odontologia, Unidade Móvel e Projeto Araucária – nas cidades de Pato Branco, União da Vitória e Campo Largo. Medicina, Higiene e Segurança do Trabalho – instalação em Maringá e Rio Negro; instalação do Laboratório de Controle do Meio Ambiente e Segurança do Trabalho – atendimento as indústrias; doação do DN – Unidade Móvel Ginecológica; exame ginecológico nas empresas. Recursos Humanos: reclassificação de Cargos e Salários, treinamento e aproveitamento de pessoal, novos regulamentos do Departamento, alterações da estrutura administrativa. Frota de viaturas reequipada: aquisição de 27 unidades e doação pelo DN de 5 unidades.

19 Presidente Altavir Zaniolo Período Cultura Artística: Shows musicais no teatro e nas empresas (na hora do almoço) Bailes (Clube do Trabalhador e Centros de Atividades) Encontros Musicais (Industriários Seresteiros do Paraná, Industriários Cantam MPB, Industriários com a Música Sertaneja, Música Regional). Esportes: Passeio ciclístico Participação III Olimpíada Nacional do SESI Campanha Operário Padrão Prêmio Talento Brasileiro Competições (Campeonato Industriário de Futebol, Campeonato Industriário de Futebol de Veteranos, Torneio Sul-Brasileiro de Integração Sesiana).

20 Presidente Altavir Zaniolo Período Educação de Adultos (ensino supletivo) e Educação Infantil. Educação Familiar: Curso de Organização e Administração do Lar, Educação para o Vestuário e Educação Alimentar e Culinária. Curso de Datilografia. Serviço Social: Supervisão de estágios do Serviço Social em empresas. Receita do SESI foi substancialmente reduzida (decreto lei 1861 nº. 1967). Plano de Classificação de Cargos e Salários, aprovado pelo Conselho Nacional de Política Salarial (resolução nº. 449/76). Biblioteca: ampliação do espaço físico.

21 Presidente Altavir Zaniolo Período Criação do Coral dos Servidores (FIEP/SESI/IEL). Prêmio Destaque Indústria (1984): divulgação das tecnologias geradas por empresas industriais.

22 Presidente Jorge Aloysio Weber Período Publicação de uma nova coluna, Notícias da Federação das Indústrias do Paraná em vários jornais do PR. Criação do Prêmio Trabalhadores de Sucesso. Inauguração do Centro de Atividades do SESI em Toledo. Inauguração das instalações do SESI e SENAI em Campo Mourão. Premiações e homenagens nas comemorações de 45 anos da FIEP (Larry Helm).

23 Presidente Jorge Aloysio Weber Período Inauguração de um centro de atendimento odontológico – Unidade Volante – em Irati. Criação do Prêmio FIEP de Qualidade e Produtividade. Segunda Edição do livreto sobre a Lei de Licitações ainda disponível na FIEP. Defesa da manutenção do SESI e Senai (7/10/93). Gás Natural – Seminário promovido pela FIEP (8 a 10 Out. 1993). Sistema FIEP e Cexpar organizam Fórum de Negócios Canadá-Paraná. Pesquisa aponta aumento da produtividade da indústria (4/11/93). Sistema FIEP continua distribuindo manuais: Auto Defesa, Código de Defesa do Consumidor e Lei de Licitações.

24 Presidente Jorge Aloysio Weber Período Acordos internacionais: Brasil-Japão e Brasil-Alemanha. FIEP envia Cartilha sobre URV para distribuição nas indústrias. I Jornada FIEP de Qualidade e Produtividade discute ISO 9000 (18/5/1994). FIEP comemora 50 anos de fundação (5/8/1994). FIEP e TECPAR defendem a criação do IBQP (10/8/1994). Interiorização dos serviços do SESI, do SENAI e da própria FIEP, que passou a ter Coordenadorias Regionais nas cidades-pólo (24/8/1994). O Sistema FIEP passou a funcionar de fato como um Sistema integrado com objetivos comuns (ago. 1994).

25 Presidente Jorge Aloysio Weber Período IV Jornada FIEP enfoca a Qualidade no Âmbito ISO-9000 (16/9/1994). Lançamento do Catálogo Industrial (19/9/1994). Criação do Prêmio de Jornalismo Impresso Cinqüentenário da FIEP – Tema: A Indústria e o Desenvolvimento do Paraná (2/12/1994). FIEP recebe visita do embaixador da Romênia, Marin Yelus (30/1/1995). Prêmio de jornalismo Sistema FIEP Mercosul – A Interação da Indústria Paranaense, das Vantagens e Dificuldades (5/4/1995). CNI e FIEP promovem o I Encontro Nacional de Estudos de Negociações Coletivas das Indústrias da Madeira e do Mobiliário (20 a 23/4/1995).

26 Presidente Jorge Aloysio Weber Período FIEP passa a integrar Rede de Antares – Rede de Serviços de Informações em Ciências de Tecnologia (14 a 15/6/1995). Presidente da FIEP apresenta indústria do Paraná nos EUA (29/6/1995). FIEP distribui o manual explicativo do Programa Para Mais Empregos – Incentivos Fiscais do Paraná (28/7/1995.) CNI e FIEP instituem o Prêmio CNI de Incentivo à Qualidade e Produtividade (2/8/1995). Total de filiados cresceu 150% em nove anos de Weber (12/8/1995). FIEP adverte – Brasil perde mercados se não adequar gestão ambiental (15/8/1995).

27 Presidente José Carlos Gomes Carvalho Período Funcionários de empresas do Paraná concorrem ao V Prêmio FIEP de Qualidade e Produtividade, cujo vencedor representará o Estado no Prêmio CNI de Incentivo à Qualidade e Produtividade; FIEP estuda a criação de um programa de Previdência Privada para os dois mil funcionários de todo o Sistema (25/10/1995). FIEP recebeu missões de empresários de inúmeros países (China, Ucrânia, França, Rússia, Bangladesh, Estados Unidos, Argentina, Austrália, Canadá, Egito, Turquia, Israel, Peru, Irã, Guatemala, Japão, Angola e Nigéria, entre outros).

28 Presidente José Carlos G. Carvalho Período Assinatura de termos de cooperação com vários países: Argentina, Países Árabes, Chile, Uruguai, Bolívia, Alemanha, Itália, França, Costa Rica, entre outros. Criação do conselhos temáticos: Energia, Política Industrial, Transportes e Infra- Estrutura, Assuntos Econômicos, Construção Civil, Política, Meio Ambiente, Recursos Naturais, Comércio Exterior, Mercosul, Agroindústria e Alimentos, Relações de Trabalho, Tecnologia Industrial, Pequena e Média Empresa, Madeira/Floresta/Papel/Celulose e Móveis, Eletro-Metal-Mecânico. Nível de emprego na indústria cai 1,44% em agosto – pesquisa conjuntural feita pela FIEP (5/10/1995). FIEP assina protocolo de intenções para promover o intercâmbio e a integração econômica entre o Paraná e as regiões de Modena e Milão na Itália. FIEP garante manutenção do SESI e SENAI (31/10/1995).

29 Presidente José Carlos G. Carvalho Período FIEP constrói SENAI e SESI em Santo Antonio da Platina (12/11/1995). Indústrias do Paraná apresentam boa recuperação – pesquisa conjuntural da FIEP (6/12/1995). Consultor Luiz Almeida Marins Filho faz palestra na FIEP para funcionários do Sistema (12/12/1995). Na nova sede da FIEP, Poty Lazzarotto faz mural dos grandes ciclos econômicos do Paraná. FIEP e CEFET firmam convênio através do IEL/PR). FIEP defende indústria nacional – Carvalho participa de reunião da Comissão Mista Brasil-Alemanha (15/10/1996).

30 Presidente José Carlos G. Carvalho Período FIEP apóia a batalha do Bamerindus (7/11/1996). Participação na Feira de Hannover, em conjunto com empresas (9/4/1996). FIEP lança licitação para concluir nova sede (17/6/1996). Programa de Integração do Sistema FIEP reúne 500 servidores para um dia de imersão, em Cascavel (3/7/1996). Sistema FIEP lança Prêmio para as indústrias do Paraná – Prêmio Estadual de Conservação de Uso Racional de Energia (7/7/1996). FIEP quer competitividade para o Porto de Paranaguá (18/7/1996). Cartilha do Sistema FIEP orienta sobre a participação dos Trabalhadores nos resultados das Empresas (1/8/1996).

31 Presidente José Carlos G. Carvalho Período FIEP constata crescimento das vendas indústrias no semestre (7/8/1996). FIEP cria fundo de Investimento em Empresas Emergentes do Paraná (26/8/1996). FIEP faz convênio com a Universidade de Maringá (26/9/1996). Carvalho propõe Conselhos Municipais de Desenvolvimento, com apoio da FIEP (9/3/1997). Convênio FIEP-BNDES ampliará recursos para as empresas do Paraná (23/3/1997). Nova instalação da FIEP concluída em 1998 (13/7/1997). Programa Cadeias Produtivas continua em debate na FIEP (23/7/1997). Vendas industriais do Paraná aumentaram 1,94% no semestre (6/8/1997).

32 Presidente José Carlos G. Carvalho Período Prêmio Paraná Ambiental instituído pelo governo do Estado, através da Secretaria e de órgão vinculado, IAP, FIEP, CIEP, SESI, SENAI e IEL (7/8/1997). Lançamento da Campanha Educação: Prioridade Absoluta – Não ao Trabalho Infantil (20/8/1997). FIEP instala Coordenadoria em Foz do Iguaçu (Setembro/97). Em Guaratuba, FIEP faz colônia de férias (22/9/1997). SENAI certificado pela ISO 9001 TÜV CERT – Serviços de Educação Profissional e Informação Tecnológica, Assist. Técnica e Tecnológica e Serviços Laboratoriais. FIEP abre Centro de Atividades em Umuarama (4/10/1997). FIEP inaugura Centro Automotivo. Em 1998, já tinham sido formados 548 alunos (19/11/1997).

33 Presidente José Carlos G. Carvalho Período FIEP cria uma Escola Técnica de Estilismo (5/12/1997). Renault e FIEP formalizam convênio para formação de técnicos (11/2/1998). FIEP pede mais recursos do FAT para o Paraná (12/5/1998). FIEP participa do Encontro Brasil-Alemanha – 25º Encontro (30/6/1998). UEL firma convênio com a FIEP (20/8/1998). Técnicos discutem na FIEP gás natural para o Paraná (21/10/1998). SESI certificado pelo BVQI - Bureau Veritas Quality International ISO FIEP implanta Centro Internacional de Negócios (14/1/1999). Empresas investem em reciclagem interna – parceria com a FIEP (22/6/1999).

34 Presidente José Carlos G. Carvalho Período FIEP, IBQP e Sebrae lançam o Prêmio Paraná de Qualidade e Produtividade (27/07/1999). FIEP com ISO 9002 (5/1/2000). Fórum de Câmbio e Comércio Exterior – ADVB/FIEP (21/11/2000). FIEP lança Bolsa de Reciclagem. FIEP convida para inauguração do Centro de Exposições Horácio Sabino Coimbra (24/5/2001). FIEP apóia Olimpíadas do Trabalhador (8/6/2001). FIEP é contra a venda da COPEL (10/6/2001).

35 Presidente José Carlos G. Carvalho Período º Encontro de Empresas & Responsabilidade Social do Paraná – realização FIEP (19/9/2001). SESI certificado pela SA 8000 – Bureau Veritas Quality International

36 Realização do 1º Encontro de Planejamento Compartilhado: Diálogo para o Desenvolvimento, com aplicação da metodologia Investigação Apreciativa e participação de cerca de pessoas em todo o Paraná (seis seminários regionais) – Primeiro Semestre/2004. Quatro Grandes Eixos Estratégicos nortearam esta gestão: Defesa dos Interesses da Comunidade Industrial, Desenvolvimento Industrial Sustentável, Competência no Desenvolvimento de Pessoas e Auto Sustentabilidade do Sistema FIEP. Presidente Rodrigo Costa da Rocha Loures Período

37 Na segunda etapa do Encontro de Planejamento Compartilhado (setembro/04), foram apresentados 39 projetos que estiveram em execução, dentre as ações de implementação: investimento em melhoria de estrutura para área de educação do SESI e SENAI e os projetos de Arranjos Produtivos Locais (APLs), Rede de Tecnologia do Paraná, Cooperativa de Crédito e Universidade Corporativa. Realização do 1º Congresso Paranaense da Indústria (Dezembro/04), reunindo cerca de industriais, executivos, representantes sindicais, técnicos, especialistas e membros da comunidade acadêmica de todo o Paraná, para discutir os rumos dos diversos setores industriais e também propor ações para o desenvolvimento econômico equilibrado das mesorregiões do Estado. O IEL implantou as APLs – Arranjos Produtivos Locais, dando suporte aos industriais para o desenvolvimento de estratégias que potencializam as vocações regionais. Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período

38 Criação da Academia Paranaense de Doutores para o Desenvolvimento, formada por um grupo de PhDs que se uniu aos empresários para transformar conhecimento em riqueza. Criação do Observatório Base de Sustentabilidade Metropolitano de Curitiba (Orbis- MC). A Instituição é responsável pela coleta, análise e disponibilização de indicadores sociais e econômicos como suporte à formulação de políticas públicas para melhoria da qualidade de vida aos moradores da Região Metropolitana de Curitiba. Criação do Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial, incentivando empresas na implantação de Projetos de Responsabilidade Social. Realização da Primeira Conferência Internacional BAWB (Business as Agent of World Benefit). Tema: Liderança para a Vida e Prosperidade Sustentável (Outubro/03). Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período

39 Lançamento da Agenda Integrada de Eventos do Sistema FIEP, resultado de um planejamento em conjunto com entidades e Departamentos do Sistema FIEP. Criação da Rede Paranaense de Tecnologia – RETEC e o Fiep Export, um pacote de soluções para industriais que queiram começar a exportar. Encontro Brasil-Itália de Meio Ambiente e Mercado de Carbono, reuniu empresários e representantes do governo italiano e do Banco Mundial. Seminário Oportunidades no Mercado Americano, promovido pelo CIN – Centro Internacional de Negócios em Março Reaberta a Escola Metalmecânica em Pato Branco, com novas instalações e novo laboratório. Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período

40 Criação da Universidade da Indústria – UNINDUS, com o objetivo de oferecer oportunidades de educação para desenvolver o conhecimento e as competências da indústria em sintonia com princípios de cidadania e de Responsabilidade Ambiental e Social. Projeto Valores e Você – Valores FIEP. Criação do Colégio Sesi – Ensino Médio. Criação da Área de Desenvolvimento Organizacional. Criação do escritório de Suporte aos Projetos. O Sistema FIEP promoveu a conferência internacional Indicadores de Desenvolvimento Sustentável e Qualidade de Vida – ICONS, realizado em outubro de 2003, em parceria com a Copel, Instituto Paraná Desenvolvimento (IPD), Ethos e Rede de Desenvolvimento Humano. Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período

41 Semana Nacional pela Cidadania e Solidariedade – 9 a 15 de agosto de Meta: fazer com que as empresas adotem medidas que contribuam com os Oito Objetivos do Milênio, estabelecidos pela ONU em Fritjof Capra fala sobre a Humanização do Desenvolvimento Mundial, em Outubro de 2003, reunindo cerca de no CIETEP. Lançamento do Fundo Pró-Infância e reconhecimento das iniciativas de Responsabilidade Social. Agosto de 2004 – Realizou-se o Arte com Arte 4 –parte das comemorações do aniversário de 60 anos da FIEP. Uma parceria FIEP e Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais de Curitiba (BPW). Exportações do Paraná têm crescimento de 31%. (16/1/2005). Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período

42 Paraná abre caminho no exterior – EUA e China foram os principais compradores dos produtos paranaenses em (16/1/2005). Montadoras exportam 21% a mais, mas perdem peso na pauta do PR. (18/1/2005). Novo Código do Contribuinte traz limites para Receita estadual. (20/1/2005). Da Arábia – A FIEP está apoiando a Missa Empresarial à Arábia Saudita e Kuwait. (28/1/2005). Áustria em pauta e Viagem à China. (30/1/2005). Missão empresarial ao Panamá. (2/2/2005). Assinatura de acordo com Índia. (15/2/2005). Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período

43 Fórum Homens e Mulheres de Negócios. (21/2/2005). Dólar em queda permite aumento das importações. (24/2/2005). Hannover 2005 – FIEP organiza missão. (Março 2005). Protocolo de Kyoto – Tema do seminário O Meio Ambiente e a Indústria Paranaense. (2/3/2005). Japão é foco para indústria paranaense. (3/3/2005). FIEP promove o 4º Seminário de Transporte e Logística. (5/3/2005). Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período

44 Indianos querem álcool / Oportunidades com o Japão. (8/3/2005). Biodiesel Doce – FIEP tem interesse no projeto dos empresários Ricardo Audi, pai e filho de São João do Ivaí. (8/3/2005). Questão de Mérito – FIEP indicou ontem nome do empresário Sérgio Prosdócimo para receber a Ordem Mérito Industrial da Confederação Nacional da Indústria (CNI). (8/3/2005). Vendas Internas – Faturamento da indústria paranaense cresce 1,15%. (9/3/2005). Japão demonstra interesse na indústria estadual. (9/3/2005). Alta do juro derruba produção industrial. (10/3/2005). Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período

45 Empresariado diz não à alta de imposto via MP. (15/3/2005). Começa hoje fórum da FINEP de Inovação Tecnológica, apoio da FIEP. (16/3/2005). De acordo com a FIEP as exportações já superam US$ 1,1 bilhão. (19/3/2005). Chineses vão ajudar paranaenses a negociar – cooperação está prevista em convênio assinado pela missão empresarial da FIEP. (23/3/2005). Reforma Sindical trará prejuízos a trabalhadores e empresários. (24/3/2005). Tecnologia – FIEP fechou acordo com a entidade chinesa CCPIT de Xangai para organizar encontros técnicos do setor de agronegócios da China com o Paraná. O Convênio prevê venda de tecnologia e de máquinas agrícolas. (29/3/2005). Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período

46 Entidades empresariais do Paraná comemoram a desistência do Governo de aprovar a MP 232, que ampliava a carga tributária para empresas prestadoras de serviço. (30/3/2005). Fórum de Desenvolvimento – Congresso Regional – Irati – com o objetivo de buscar alternativas de produção e desenvolver a indústria local. (Abril/Maio 2005). FIEP e Sindicatos moveleiros – encontros com sindicatos que representam indústrias da madeira e de móveis. (Abril 2005). Norte define estratégia de crescimento. (2 e 3/4/2005). Nos trilhos – Acertos contratuais com ALL. (6/4/2005). FIEP apresenta resultados da Missão na China e Japão. (8/4/2005). FIEP organiza Semana do Paraná na França. (9/3/2005). Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período

47 Siderúrgica no Paraná pode ter sócio chinês – Projeto de US$ 30 milhões trará quatro grupos da China ao estado nos próximos meses. (9/4/2005). Rodada de Negócios entre empresários paranaenses e argentinos. (10/4/2005). FIEP promove IV Seminário de Transporte Logística e Exportação e IV Seminário de Logística Integrada. (10 e 12/4/2005). FIEP lança Agenda Legislativa da Indústria Paranaense, documento que condensa todos os projetos de lei apresentados por deputados estaduais e que, se aprovados, podem interferir de alguma forma no cotidiano das empresas. (10/4/2005). Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período

48 FIEP convidada a participar do Fórum Popular Contra o Pedágio. (13/4/2005). Aeroporto de Carga depende de estudo de demanda – o assunto foi provocado pela FIEP. Uma pesquisa de demanda é o primeiro passo. (14/4/2005). Indústria do Paraná liderou número de contratações em Fevereiro, diz IBGE. (16/4/2005). FIEP propõe mudanças na Reforma Sindical. (17/4/2005). Levantamento da FIEP constata Exportações atingem US$ 2 bilhões. No primeiro trimestre. (19/4/2006). FIEP lança a Câmara de Arbitragem. (22, 24 e 26/4/2005). Made in Paraná – Projeto prevê investimento de 10 milhões na exportação de produtos orgânicos. (24/4/2005). Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período

49 Oportunidade de Negócios com a Indonésia. (24/4/2005). Rodada de negócios/Consulado da Coréia/Alemães no Paraná. (24/4/2005). Programa do BNDES inclui indústrias de 21 municípios do Paraná e sete setores produtivos. (24/4/2005). Congresso Internacional da Qualidade de Vida e Responsabilidade Social no Trabalho – 10ª edição. Realização Fotrapar integrada com a FIEP, FECOMERCIO e o SINDIMETAL. (Maio, 2005). Japão e Coréia são temas de reunião (1 e 2 Maio, 2005). Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período 2003 – 2011

50 Indústrias do Sul são contra as Reformas Sindical e Tributária. (3/5/2005). Exportadores resistem ao câmbio e superávit tem recorde em abril. Levantamento da FIEP. (3/5/2005). Paraná espera uniformização de tributação no Superior Tribunal de Justiça. (6/5/2005). FIEP lança em Ponta Grossa o programa Cooperativo de Gestão Ambiental em Indústrias Paranaenses. (7 e 10/5/2005). Brasil é o 7º no mundo – Sistema FIEP sugere programas de estimulo para inverter a origem do empreendedorismo, ainda muito ligada à sobrevivência. (8/5/2005). Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período

51 Empresários paranaenses reivindicam mudanças na política econômica. (10/5/2005). Ministro promete solução negociada para pedágio – durante reunião com empresários paranaenses. (10/5/2005). 6 reportagens. FIEP apóia ampliação de licença maternidade. (11/5/2005). FIEP pede intervenção do governador junto ao Meio Ambiente. (11/5/2005). Indústria discute estratégias para desenvolvimento regional – Ponta Grossa sedia etapa do Congresso Paranaense da Indústria. (12/5/2005). FIEP propõe Agência de Desenvolvimento em Ponta Grossa. Sistema quer núcleo de organização de informações para o crescimento dos Campos Gerais. (13/5/2005). FIEP propõe diálogo sobre unidades de conservação (16/5/2005). Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período

52 Vendas da indústria do Paraná mantêm exportações em alta. Segundo dados da FIEP. (17/5/2005). FIEP defende ampliação do Conselho Monetário Nacional. (18/5/2005). FIEP defende a criação de um Programa de Desenvolvimento Industrial para Curitiba. (18/5/2005). Debate por Lei Geral para pequenas empresas une setores. (25/5/2005). PIB da indústria paranaense já corresponde a US$ 13,5 bilhões. (25/5/2005). Emprego cresce, mas renda cai. Época de contratações na indústria ajuda a levantar ocupação ma Região Metropolitana de Curitiba. (31/5/2005). Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período

53 Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período A Federação das Indústrias do Estado entra no século XXI dando ênfase ao seu papel de liderança. Ações firmes em defesa da classe industrial e do associativismo somam- se a iniciativas de responsabilidade social, empreendedorismo, sustentabilidade e estímulo à inovação. Movimentos iniciados no Paraná ganham projeção e reconhecimento nacional. A Fiep inicia um amplo programa de obras, revitalização e modernização das unidades que compõe o Sistema. De 2003 a 2007 foram investidos mais de R$ 70 milhões. Até dezembro de 2010 serão outros R$ 79 milhões. Em 2004, 2005 e 2009 foram realizadas as três primeiras edições do Congresso Paranaense da Indústria, todas com mais de participantes. Na primeira, 138 instituições fundaram o Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial. Sua função é definir parâmetros que promovam o desenvolvimento sustentável do Paraná.

54 Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período No Congresso de 2006 o resultado foi a rede de participação política, que conta hoje com mais de 5 mil pessoas cadastradas pela Internet, de 25 estados brasileiros, e registra 20 mil acessos mensais ao site. O Congresso Paranaense da Indústria 2009 aproximou o empresariado, o poder público – especialmente as prefeituras – e a sociedade, visando o desenvolvimento local. Cerca de pessoas, incluindo 40 prefeitos, 80 secretários municipais e mais de 600 representantes de indústrias, trabalharam juntos com este objetivo. Em 2006, a Fiep inicia um programa de valorização do associativismo com o mote de Sindicato forte é indústria forte. Em 2008, o Global Fórum América Latina (GFAL), movimento mundial de conversação sobre inovação da educação para a sustentabilidade, foi trazido ao Brasil pelo Sistema Fiep. A primeira edição do evento foi realizada em Curitiba. Na ocasião, lideranças. O encontro reuniu participantes de 14 estados brasileiros e de outros 5 países: Argentina, Venezuela, Paraguai, Uruguai e Estados Unidos.

55 Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período Descentralização dos investimentos estimula o desenvolvimento industrial das diversas regiões do Estado.[24]* Interiorização e criação de novas unidades, reformas e ampliações para atender os setores industriais de todo o Paraná.[26]* Investimento em Tecnologia da Informação para integração das unidades do Sistema FIEP. [31]* Criação do Cartão SESI, que funciona on-line e vale dinheiro. Por ele o trabalhador têm acesso a serviços odontológicos com preços reduzidos, e uma rede de farmácias, supermercados e livrarias cadastradas e operando com o Cartão SESI.[33]* Em 2005, a FIEP reestruturou o funcionamento dos conselhos, tornando-os mais ágeis e abrangentes. [48]* * SISTEMA FIEP. Publicação Histórica: Oito anos de gestão – 2011.

56 Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período Desde 2004, por meio do Departamento de Assuntos Legislativos, edita anualmente a Agenda Legislativa da Indústria do Paraná. [53]* Investimento crescente no ensino profissionalizante. Marcando o período de maior expansão da história do Senai no Paraná. [66]* Compromisso firmado com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Ministério da Educação, no final de 2008, para a ampliação da oferta de ensino no país. [69]* Com a aquisição da Faculdade Metropolitana de Curitiba (Famec), em 2010, o Sistema FIEP amplia o alcance da proposta de Educação Transformadora. [78]* Política Cultural valoriza o trabalhador e democratiza o acesso à arte. A sede central da FIEP passou a ser referência área da cultura ao inaugurar o Centro Cultural do SESI. [79]* Realização da Conferência Internacional de Cidades Inovadoras (CICI2011).[101]* * SISTEMA FIEP. Publicação Histórica: Oito anos de gestão – 2011.

57 Pres. Rodrigo Costa da Rocha Loures Período O Sistema Fiep lançou em 2006 a Rede de Participação Política, movimento partidário, busca fortalecer o debate, estimulando o comprometimento das pessoas com a vidapolítica.[118]* A ação de inclusão digital, iniciativa da Rede de Participação Política, da FIEP, proporcionou a conexão de acesso livre à internet no bairro Uberaba, primeiro bairro digital de Curitiba. [121]* Grandes eventos na agenda da indústria: Congressos, seminários, workshops, fóruns, palestras e debates movimentam Sistema FIEP nos oito anos. Lançamento, em meio às festividades do aniversário de 67 anos da FIEP, do Museu da Indústria do Paraná, desenvolvido em ambiente virtual, o projeto resgatou a evolução do parque industrial do Estado. * SISTEMA FIEP. Publicação Histórica: Oito anos de gestão – 2011.

58 Instalações Construção do CIETEP

59 Instalações Construção do CIETEP

60 Instalações Painel feito por Poty no CIETEP

61 Instalações Prédio Atual do CIETEP (2006)

62 Instalações Sede na Av. Cândido de Abreu e Teatro do Trabalhador

63 Instalações Sede Av. Cândido de Abreu

64 Instalações Edifício Sede do SESI Paraná – Julho de 1963

65 Instalações Edifício Sede do SESI Paraná


Carregar ppt "Pioneiros Euvaldo LodiRoberto Simonsen O Alicerce da Indústria Em 1943, um grupo de empresários de Curitiba decidiu criar a Federação das Indústrias."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google