A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Dejean Sampaio Amorim Filho Dosagem da proteína C reativa como valor preditivo de perviedade e funcionalidade de fistula arterio-venosa Maceió, 2003.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Dejean Sampaio Amorim Filho Dosagem da proteína C reativa como valor preditivo de perviedade e funcionalidade de fistula arterio-venosa Maceió, 2003."— Transcrição da apresentação:

1 1 Dejean Sampaio Amorim Filho Dosagem da proteína C reativa como valor preditivo de perviedade e funcionalidade de fistula arterio-venosa Maceió, 2003

2 2 Hipótese A Proteína C Reativa está elevada nos casos de oclusão ou mau funcionamento da fístula artério- venosa.

3 3 Objetivo Avaliar se a Proteína C Reativa tem valor preditivo para perviedade e funcionalidade de fístula arterio- venosa.

4 4 Tipo de estudo Estudo Coorte com 1 ano de seguimento.

5 5 Local Serviço de Nefrologia do Hospital Espanhol (Real Sociedade Espanhola de Beneficência) em Salvador- Ba.

6 6 Amostra Critérios de inclusão : Pacientes que estejam em programa de hemodiálise por fístula arterio-venosa direta. Critérios de exclusão : Pacientes com fístulas arterio-venosa com prótese ou superficialização da basílica. Pacientes em hemodiálise por cateter.

7 7 Variáveis a serem estudadas Primárias : Correlação da perviedade com a proteína c reativa. Correlação da funcionalidade com a proteína c reativa Secundárias : Proteína C Reativa, perviedade, funcionalidade.

8 8 Método estatístico Cálculo do tamanho da amostra Coeficiente Pearson ou Spearman com P menor ou igual a 5% Análise estatística Calcular o intervalo de confianca de 95% para cada ponto estimado.


Carregar ppt "1 Dejean Sampaio Amorim Filho Dosagem da proteína C reativa como valor preditivo de perviedade e funcionalidade de fistula arterio-venosa Maceió, 2003."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google