A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Professora Raquel Solange Pinto. AMOR Em outras palavras, às pessoas Elisa Marcos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Professora Raquel Solange Pinto. AMOR Em outras palavras, às pessoas Elisa Marcos."— Transcrição da apresentação:

1 Professora Raquel Solange Pinto

2 AMOR

3 Em outras palavras, às pessoas Elisa Marcos

4 Em outras palavras, às qualidades A beleza das flores. A grandeza do mundo.

5 Em outras palavras, aos sentimentos A amizade.O amor.

6 Em outras palavras, aos objetos Os tênis. A caixa.

7 Em outras palavras, aos lugares. O aeroporto. A lanchonete.

8 Em outras palavras, a todos os seres vivos, sejam reais ou imaginários. O saci A fada O Papai Noel O homem

9 Todas as classes gramaticais podem ser substantivadas, dentro de um contexto linguístico, bastando para isso antepor-lhes um artigo. Era-lhe familiar o canto matinal e o amanhecer.

10 No Rio, flaflu pode ser sinônimo de confusão. Pode dar flaflu na festa, na praia, no cinema... Mas aqui não tem nada de confuso. É só combinar o liso e o listrado, o preto e o branco, o vermelho e o verde. Faz parte do jogo. In Revista Capricho, nº 9, 1991.

11 comuns próprios concretos abstratos coletivos Os substantivos classificam-se em:

12 bolo açúcar

13 Japão Campinas

14 A beleza (substantivo abstrato) existe na pessoa ou coisa que é bela. O amor (substantivo abstrato) existe na pessoa que ama.

15 belo – beleza amar - amor

16 A construção daquele prédio demorou um ano. Aquela construção tem dois andares.

17 RESPONDA:

18 RESPOSTA:

19 Conjunto de trechos literários em prosa ou em verso Conjunto de pinturas, telas PINACOTECA ANTOLOGIA

20 Pinacoteca de São Paulo

21 Coleções de jornais, revistas, periódicos e obras em série HEMEROTECA CÁFILA / RÉCUA Conjunto de camelos

22 ARMADA de navios de guerra de caminhões de transporte, navios de guerra FROTA

23 ESQUADRILHA Conjunto de aviões PANAPANÁ / PANAPANÃ Conjunto de borboletas

24 RESMA Conjunto de 500 folhas de papel REVOADA Conjunto de pássaros

25 Primitivos Derivados Simples Compostos

26 livrolivraria livro + -aria

27 árvore arvoredo Substantivos derivados são os que se originam de outras palavras. árvore + -edo

28 pedra pedregulho pedreg- + -ulho

29 Homem

30 lobisomem lobo + homem Alteração do latim lupus homo, homem lobo.

31 O substantivo figura na frase como núcleo das seguintes funções sintáticas: - sujeito; - objeto direto; - objeto indireto; - predicativo do sujeito e do objeto; - complemento nominal; - adjunto adverbial; -agente da passiva; - aposto e - vocativo.

32 Recebemos a participação de seu casamento. FUNÇÃO SINTÁTICA DO SUBSTANTIVO

33 Recebemos a participação de seu casamento. FUNÇÃO SINTÁTICA DO SUBSTANTIVO Núcleo do objeto direto e do complemento nominal

34 FUNÇÃO SINTÁTICA DO SUBSTANTIVO

35 Núcleo do objeto direto e do adjunto adnominal

36

37 3. Substitua nas frases a seguir a palavra que e o verbo destacado por um substantivo abstrato, fazendo as adaptações necessárias. Veja um exemplo: O juiz exigiu que a partida terminasse. O juiz exigiu o término da partida.

38 a) O piloto espera que os passageiros compreendam. b) Os alunos esperam ansiosos que as férias cheguem. c) Ela só queria que os filhos se divertissem. d) O general exigia que seus soldados retornassem imediatamente. e) Ele exigiu que todos os atletas comparecessem à cerimônia de abertura dos jogos intermunicipais. f) A loja exigiu que a distribuidora de material esportivo rescindisse o contrato. g) O juiz exigiu que os sem-terras devolvessem a seu legítimo dono as terras invadidas. O juiz exigiu que a partida terminasse. O juiz exigiu o término da partida.

39 Três meninos e duas meninas, sendo uma ainda de colo. A cozinheira preta, a copeira mulata, o papagaio, o gato, o cachorro, as galinhas gordas no palmo de horta e a mulher que trata de tudo. A espreguiçadeira, a cama, a gangorra, o cigarro, o trabalho, a reza, a goiabada na sobremesa de domingo, o palito nos dentes contentes, o gramofone rouco toda a noite e a mulher que trata de tudo. Leia o poema de Carlos Drummond de Andrade, FAMÍLIA, e a seguir responda às questões propostas.

40 O agiota, o leiteiro, o turco, o médico uma vez por mês, o bilhete todas as semanas branco! mas a esperança sempre verde. A mulher que trata de tudo e a felicidade. A família (1980), Fernando Botero (pintor colombiano).

41 Fernando Botero – pintor colombiano.

42 Carlos Drummond de Andrade

43 A espreguiçadeira, a cama, a gangorra, o cigarro, o trabalho, a reza, a goiabada na sobremesa de domingo, o palito nos dentes contentes, o gramofone rouco toda a noite e a mulher que trata de tudo. Três meninos e duas meninas, sendo uma ainda de colo. A cozinheira preta, a copeira mulata, o papagaio, o gato, o cachorro, as galinhas gordas no palmo de horta e a mulher que trata de tudo. O agiota, o leiteiro, o turco, o médico uma vez por mês, o bilhete todas as semanas branco! mas a esperança sempre verde. A mulher que trata de tudo e a felicidade. 1. O poema é construído a partir de um processo chamado enumeração, que consiste numa exposição ou relação metódica de vários elementos. a) Que classe de palavras predomina nessa enumeração? b) Como conseqüência, o texto é predominantemente nominal ou verbal?

44 2. Na 1ª estrofe, entre os membros da família são mencionados a mulher, as crianças, os empregados, os animais. Só não é mencionado explicitamente o homem, que também deve fazer parte da família. a) Levante hipóteses: Por que, provavelmente, a menção ao homem não foi explicitada? Três meninos e duas meninas, sendo uma ainda de colo. A cozinheira preta, a copeira mulata, o papagaio, o gato, o cachorro, as galinhas gordas no palmo de horta e a mulher que trata de tudo. A espreguiçadeira, a cama, a gangorra, o cigarro, o trabalho, a reza, a goiabada na sobremesa de domingo, o palito nos dentes contentes, o gramofone rouco toda a noite e a mulher que trata de tudo. O agiota, o leiteiro, o turco, o médico uma vez por mês, o bilhete todas as semanas branco! mas a esperança sempre verde. A mulher que trata de tudo e a felicidade.

45 b) Apesar de o homem não ter sido mencionado de modo explícito, é possível metonicamente supor sua presença, por meio de alguns nomes. Levante hipóteses: Que substantivos podem estar relacionados ao homem? Três meninos e duas meninas, sendo uma ainda de colo. A cozinheira preta, a copeira mulata, o papagaio, o gato, o cachorro, as galinhas gordas no palmo de horta e a mulher que trata de tudo. A espreguiçadeira, a cama, a gangorra, o cigarro, o trabalho, a reza, a goiabada na sobremesa de domingo, o palito nos dentes contentes, o gramofone rouco toda a noite e a mulher que trata de tudo. O agiota, o leiteiro, o turco, o médico uma vez por mês, o bilhete todas as semanas branco! mas a esperança sempre verde. A mulher que trata de tudo e a felicidade.

46 3. O poema está organizado em três partes, correspondentes a três estrofes. Em cada uma delas são mencionados certos aspectos da família retratada. Compare essas estrofes, observando os substantivos empregados em cada uma delas e assinale as afirmativas corretas.

47 Três meninos e duas meninas, sendo uma ainda de colo. A cozinheira preta, a copeira mulata, o papagaio, o gato, o cachorro, as galinhas gordas no palmo de horta e a mulher que trata de tudo. A espreguiçadeira, a cama, a gangorra, o cigarro, o trabalho, a reza, a goiabada na sobremesa de domingo, o palito nos dentes contentes, o gramofone rouco toda a noite e a mulher que trata de tudo. O agiota, o leiteiro, o turco, o médico uma vez por mês, o bilhete todas as semanas branco! mas a esperança sempre verde. A mulher que trata de tudo e a felicidade. a) Na 1ª estrofe, são mencionados alguns dos seres que vivem na família, incluindo-se os empregados e até os animais. b) A 2ª estrofe em parte caracteriza os objetos e, em parte, os hábitos e costumes da família.

48 Três meninos e duas meninas, sendo uma ainda de colo. A cozinheira preta, a copeira mulata, o papagaio, o gato, o cachorro, as galinhas gordas no palmo de horta e a mulher que trata de tudo. A espreguiçadeira, a cama, a gangorra, o cigarro, o trabalho, a reza, a goiabada na sobremesa de domingo, o palito nos dentes contentes, o gramofone rouco toda a noite e a mulher que trata de tudo. O agiota, o leiteiro, o turco, o médico uma vez por mês, o bilhete todas as semanas branco! mas a esperança sempre verde. A mulher que trata de tudo e a felicidade. c) Os hábitos familiares continuam sendo caracterizados na 3ª estrofe, que também descreve o relacionamento social dos membros da família.

49 Três meninos e duas meninas, sendo uma ainda de colo. A cozinheira preta, a copeira mulata, o papagaio, o gato, o cachorro, as galinhas gordas no palmo de horta e a mulher que trata de tudo. A espreguiçadeira, a cama, a gangorra, o cigarro, o trabalho, a reza, a goiabada na sobremesa de domingo, o palito nos dentes contentes, o gramofone rouco toda a noite e a mulher que trata de tudo. O agiota, o leiteiro, o turco, o médico uma vez por mês, o bilhete todas as semanas branco! mas a esperança sempre verde. A mulher que trata de tudo e a felicidade. 4. Na enumeração de seres animados e inanimados, apenas um deles, a mulher, se repete em todas as estrofes, sempre acompanhado da oração adjetiva que trata de tudo. De acordo com o sentido geral do texto, que papel tem a mulher nessa família?

50 5. Observe que, no poema, predominam substantivos, quase todos concretos. Note, no entanto, que na última estrofe, depois de repetir mais uma vez A mulher que trata de tudo, acrescentou- se o verso: e a felicidade. a)Que novos sentidos esse substantivo acrescenta ao texto? b) Levante hipóteses: Sabendo-se que uma parte dos substantivos abstratos denomina sentimentos, aspirações e ações, por que a felicidade estaria associada à mulher?

51 Gênero: masculino e feminino

52 A flexão do gênero é uma só, com pouquíssimas variações: forma-se o feminino pela troca das vogais o e e por a ou pelo acréscimo da desinência –a: lobo – loba mestre – mestra autor - autora

53 avô – avó órfão – órfã leão – leoa valentão - valentona

54 Há substantivos que têm uma única forma para indicar os gêneros: epiceno; comum-de-dois gêneros e sobrecomum.

55 Designa animais e algumas plantas e possui uma só forma para o gênero. Para indicar o sexo, usam-se as palavras macho e fêmea. mamão macho mamão fêmea

56 a cobra macho a cobra fêmea

57 Possui apenas uma forma para indicar ambos os gêneros. Para distingui-los usamos os artigos o diante do masculino e a diante do feminino. a pianista o pianista

58 Possui uma única forma – um só gênero – para designar pessoas de ambos os sexos. a criança a pessoa

59 a vítima o apóstolo

60 RESPONDA:

61

62 Atenção!! O título deste post teve a intenção de, por meio de uma brincadeira, dizer que não existe o substantivo feminino elefoa. Claro que é comum muita gente falar assim, mas não é o correto. O elefante não se dá bem com a elefoa

63 o grama unidade de massa a grama relva

64 o rádio aparelho a rádio a estação emissora

65 o capital a capital dinheiro cidade principal do estado

66 o cabeça o chefe a cabeça parte do corpo

67 o moral ânimo a moral bons costumes

68 SÃO MASCULINAS: o alvará o dó (= pena) o eclipse o antílope o lança-perfume o plasma o champanha o formicida o guaraná

69 Agravamento – substantivo masculino Agravante – adjetivo e substantivo feminino.

70

71 O verbo é o centro, o núcleo da frase. Por si só, pode constituir uma frase completa. Ex: Ouçam! Compreenderam? Veja! O verbo é a palavra mais variável de qualquer língua, pois varia em modo, tempo, número, pessoa e voz.

72

73

74 A se o verbo for AÇÃO E se o verbo for ESTADO F se o verbo for FENÔMENO DA NATUREZA

75 A galinha come milho. A raposa está com fome. Chove muito lá fora. A menina riu daquele filme. Ontem nevou no sul do país. Carmem era muito gorda. Não sou uma pessoa triste. A - ação E - estado F - fenômeno da natureza.

76

77 Ontem eu muito de bicicleta. (andar) Aquela professora inglês muito bem. (falar) o filho da secretária hoje cedo. (nascer) Amanhã, nós fazer um passeio. (ir) As meninas comendo agora. (estar) Se eu tivesse estudado, tirado nota. (ter) Nós no parquinho mais tarde. (brincar) Quando eles já era tarde. (perceber) Esperamos que o motorista bem. (dirigir)

78

79 LER - PRESENTE

80 DANÇAR - FUTURO

81 JOGAR - PASSADO

82 EXPLICAR - PASSADO

83 TELEFONAR - PRESENTE

84 VIAJAR - FUTURO

85 Leia os verbos e digite dentro dos quadradinhos branco: 1 - se o verbo for da 1ª CONJUGAÇÃO 2 - se o verbo for da 2ª CONJUGAÇÃO 3 - se o verbo for da 3ª CONJUGAÇÃO

86 1- 1ª Conjugação 2- 2ª Conjugação 3- 3ª Conjugação DECIDIR JOGAR VENDER OUVIR COMER SEGUIR TRABALHAR SER ANDAR FUGIR ESTUDAR CONHECER

87 Clique na figura abaixo e espere que a professora irá corrigir os exercícios.


Carregar ppt "Professora Raquel Solange Pinto. AMOR Em outras palavras, às pessoas Elisa Marcos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google