A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Curso Doenças Crônicas nas Redes de Atenção à Saúde Ministério da Saúde Alguns conceitos sobre o Projeto Terapêutico Singular.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Curso Doenças Crônicas nas Redes de Atenção à Saúde Ministério da Saúde Alguns conceitos sobre o Projeto Terapêutico Singular."— Transcrição da apresentação:

1 Curso Doenças Crônicas nas Redes de Atenção à Saúde Ministério da Saúde Alguns conceitos sobre o Projeto Terapêutico Singular

2 ATENÇÃO CENTRADA NA PESSOA Novo modelo ou um novo paradigma que possibilita a organização do serviço de saúde de forma a atender os usuários de maneira integral; Uma nova relação em que profissionais de saúde e usuário participam igualmente da construção do cuidado; O Projeto Terapêutico Singular (PTS) é uma ferramenta para realizar ações e cuidado em saúde com base na abordagem centrada na pessoa.

3 Projeto Terapêutico Singular Projeto Esforço temporário para criar um produto; Terapêutico tratamento, cuidado; Singular Contexto único; Dispositivo para disparar processos de mudança nas práticas de saúde O resultado a ser alcançado é a saúde integral e a qualidade de vida de uma pessoa ou de uma população.

4 Conjunto de propostas de condutas articuladas para uma pessoa ou para um coletivo, que podem ser famílias, grupos ou comunidades. Projeto Terapêutico Singular

5 Ferramenta ou dispositivo construída coletivamente; Auxilia as equipes de saúde na definição e direcionamento de suas ações; Garante ações coerentes com o contexto de cada pessoa. Projeto Terapêutico Singular

6 Surge da escuta da pessoa: Valores, desejos, vínculos; Discussões em equipe + participação da pessoa; Profissionais participantes: TODOS independe de formação; Elaborados entre diversos níveis de atenção e setores;

7 Espaços para construção do PTS na Rede de Atenção à Saúde: Reuniões das Equipes de Saúde da Família (ESF), Reuniões de matriciamento: Equipe de saúde Mental, NASF, especialistas, outros; Atendimento Compartilhado; Reuniões Intersetoriais; Projeto Terapêutico Singular

8 PARA A CONSTRUÇÃO DE UM PTS... Deve-se conhecer a pessoa envolvida; Delinear ações coerentes ao seu contexto de vida; Envolver discussões em equipe;

9 Projeto Terapêutico Singular É importante que a pessoa participe ativamente dessa construção e assuma tarefas dentro das metas e propostas definidas.

10 Projeto Terapêutico Singular Dentro dessa abordagem: É fundamental a participação de vários atores; É necessário identificar as potencialidades e as vulnerabilidades Orgânicas, psíquicas e sociais Elementos essenciais na elaboração do PTS.

11 Projeto Terapêutico Singular O PTS pode ser dividido em quatro momentos: Diagnóstico; Definição das metas; Divisão de responsabilidades; Reavaliação. Veja as características dessa fase no quadro a seguir.

12 Projeto Terapêutico Singular Momentos do Projeto Terapêutico Singular Ações do Projeto Terapêutico Singular Diagnóstico Identificar: Aspectos orgânicos, psíquicos e sociais; Redes de apoio familiar e da comunidade; Pessoas e outros setores que podem contribuir com as metas definidas; Vulnerabilidades e potencialidades. Definição das metas Traçar metas de curto, médio e longo prazo; Negociar com a pessoa envolvida e com as quais possui vínculo;

13 Projeto Terapêutico Singular Momentos do Projeto Terapêutico Singular Ações do Projeto Terapêutico Singular Divisão de responsabilidades Definir o papel de cada profissional dentro do projeto; Responsabilizar a pessoa pelo seu PTS; Estabelecer a participação dos familiares e comunidade; Definir o profissional de referência para acompanhar o andamento das ações. Reavaliação Identificar resultados alcançados; Avaliar as estratégias utilizadas; Definir novos rumos do projeto;

14 Projeto Terapêutico Singular A definição de um profissional de referência para acompanhamento do PTS: Independe da formação do profissional; Deve considerar o vínculo deste com usuário. Esse profissional pode: Acionar profissionais de outras equipes quando necessário; Realizar novas negociações com o usuário.

15 OPERACIONALIZAÇÃO DO PROJETO TERAPEUTICO SINGULAR Principais pontos para Discussão de Projeto Terapêutico Singular: Identificação completa; Localização territorial e elementos do território relevantes (Ecomapa); Arranjo Familiar – Representação Gráfica (genograma); Queixa/Situação/Demanda com histórico relevante resumido; Ações clínicas já realizadas; Avaliação das potencialidades e vulnerabilidades; Pactuação dos objetivos e metas – ESF e pessoa; Propostas de intervenção com cronograma e responsáveis; Definição do profissional de referência do caso; Definição de periodicidade para reavaliação. (Oliveira, 2007)

16 CONCLUSÃO O Projeto Terapêutico Singular: Ferramenta útil dentro da abordagem centrada na pessoa. Objetivo de seu uso: Provocar mudanças na postura dos profissionais e dos usuários; Mudar também a maneira de os profissionais trabalharem (baseados neste Modelo); Adequar os meios e as ferramentas para que isto seja possível.

17 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BRASIL. Ministério da saúde. Secretaria de atenção à saúde. Departamento de Atenção Básica- diretrizes do NASF/ministério da saúde, secretaria de atenção á saúde, departamento de atenção básica.- Brasília:ministério da saúde, 2009; CUNHA, G.T.A. A construção da clínica ampliada na atenção básica. São Paulo: Ed. Hucitec, 2005; OLIVEIRA, G.N. de O. O Projeto terapêutico como contribuição para a mudança das práticas de saúde / Gustavo Nunes de Oliveira. Campinas, SP: [s.n.], 2007 (dissertação de mestrado);


Carregar ppt "Curso Doenças Crônicas nas Redes de Atenção à Saúde Ministério da Saúde Alguns conceitos sobre o Projeto Terapêutico Singular."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google