A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ah, meu amor, é na penumbra, que a minha mão passeia tão carente... Busca no passado o teu sorriso ausente, o teu abraço, aconchego do meu corpo, em.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ah, meu amor, é na penumbra, que a minha mão passeia tão carente... Busca no passado o teu sorriso ausente, o teu abraço, aconchego do meu corpo, em."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Ah, meu amor, é na penumbra, que a minha mão passeia tão carente... Busca no passado o teu sorriso ausente, o teu abraço, aconchego do meu corpo, em solidão. Ah, meu amor, é na penumbra, que a minha mão passeia tão carente... Busca no passado o teu sorriso ausente, o teu abraço, aconchego do meu corpo, em solidão.

4 E os meus olhos, mergulhados em quimeras, já não suportam mais trilhar tantas esperas, nesta carência ensandecida, do meu coração... E os meus olhos, mergulhados em quimeras, já não suportam mais trilhar tantas esperas, nesta carência ensandecida, do meu coração...

5 Eu só queria olhar-te uma vez mais, e no tremular da vela do candelabro, hipnotizar-me enquanto toco o teu retrato, tateando teus traços, docemente... Eu só queria olhar-te uma vez mais, e no tremular da vela do candelabro, hipnotizar-me enquanto toco o teu retrato, tateando teus traços, docemente...

6 Esquecer a dor que engravidou-me o peito, que me sufoca, e cresce de solidão meu leito, convulsionando meu corpo de... desejo. Esquecer a dor que engravidou-me o peito, que me sufoca, e cresce de solidão meu leito, convulsionando meu corpo de... desejo.

7 Este desejo que sopra, e arde, qual fornalha, atiçando o fogo na mortalha com que me dispo, esperando o corpo teu... Este desejo que sopra, e arde, qual fornalha, atiçando o fogo na mortalha com que me dispo, esperando o corpo teu...

8 E para não sentir mais, nenhum maltrato, adormeço, acariciando entre mil beijos... a doce imagem, que me restou de ti: O Teu Retrato! E para não sentir mais, nenhum maltrato, adormeço, acariciando entre mil beijos... a doce imagem, que me restou de ti: O Teu Retrato!

9 Créditos Poema de Cida Valadares Imagens: Do meu arquivo pessoal Formatação: By Carminha Música: Just For You - Ernesto Cortazar Créditos Poema de Cida Valadares Imagens: Do meu arquivo pessoal Formatação: By Carminha Música: Just For You - Ernesto Cortazar By Carminha By Carminha Para se associar ao grupo envie para Para se associar ao grupo envie para


Carregar ppt "Ah, meu amor, é na penumbra, que a minha mão passeia tão carente... Busca no passado o teu sorriso ausente, o teu abraço, aconchego do meu corpo, em."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google