A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Disponibilidades Hídricas Superficiais Recortes Espaciais: Mobilização x Unidades de Balanço Recorte Mobilização Recorte Unidades de Balanço.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Disponibilidades Hídricas Superficiais Recortes Espaciais: Mobilização x Unidades de Balanço Recorte Mobilização Recorte Unidades de Balanço."— Transcrição da apresentação:

1 Disponibilidades Hídricas Superficiais Recortes Espaciais: Mobilização x Unidades de Balanço Recorte Mobilização Recorte Unidades de Balanço

2 Disponibilidades Hídricas Superficiais O que diz o PERH-Ba sobre o recorte dos Planos de Bacia... No capítulo Balanço Hídrico (PERH-Ba)... Os Planos de Bacia deverão se reportar aos mesmos parâmetros hidrológicos e demandas adotadas no Plano Estadual, podendo detalhá- los de acordo com as especificidades da bacia analisada e deverão incorporar o aspecto da espacialidade e temporalidade das disponibilidades e das demandas não consideradas no Plano Estadual. As Unidades de Balanço deverão ser mantidas ou feitas subdivisões das UBs do Plano Estadual, mantendo as bacias e sub-bacias, e absorvendo as peculiaridades de áreas menores, e que não puderam ser consideradas no PERH, mas permitindo que se agreguem estas informações nas Unidades de Balanço.

3 Disponibilidades Hídricas Superficiais Superposição das Regiões de Mobilização e Unidades de Balanço

4 Disponibilidades Hídricas Superficiais Recorte Região x UBs PERH-Ba (2010)

5 Clima Levantamento das estações climatológicas (INMET) Nenhuma Estação Climatológica na Bacia Estação representativa do clima úmido a subúmido - Alagoinhas

6 Clima Caracterização Clima Úmido e Subúmido (predominância) Estação representativa – Alagoinhas P anual = 1.252mm Estação chuvosa – nov a jul Sistemas – Ondas de Leste e Frentes Frias T anual = 24ºC E anual = 839mm

7 Fluviometria Levantamento de postos fluviométricos Postos flu: - Dentro da Bacia Pedra do Cavalo: séries muito curtas (15 anos com falhas e as outras 4 estações com apenas 1 ano). - Fora da Bacia Subaé ( ): 1968 a 1988 – com falhas Subaé II ( ): 1989 a 2012 – com falhas São Sebastião do Passé ( ): 1955 a 1989 – com falhas Postos flu: - Dentro da Bacia Pedra do Cavalo: séries muito curtas (15 anos com falhas e as outras 4 estações com apenas 1 ano). - Fora da Bacia Subaé ( ): 1968 a 1988 – com falhas Subaé II ( ): 1989 a 2012 – com falhas São Sebastião do Passé ( ): 1955 a 1989 – com falhas

8 Fluviometria Caracterização dos dados FLU Posto Subaé Q anual =3,38 m³/s CV= 0,55 Posto Subaé II Q anual =2,59 m³/s CV= 0,66 Observações: CVs característico de clima úmido e subúmido Maiores vazões – Abr a Set

9 Fluviometria Caracterização dos dados FLU Posto São Sebastião do Passé Q anual =4,17 m³/s CV= 0,55 Observações: CVs característico de clima úmido e subúmido Maiores vazões – Abr a Jul

10 Pluviometria Disponibilidade de Dados UBRioCódigoNome 10.2Paraguaçu Fazenda Opalma

11 Reservatórios Capacidade > 3 hm³

12 Disponibilidades Hídricas Superficiais Metodologia Disponibilidade Hídrica (RPGA e UB) D = Q 90% +Q reg +Q transf (m³/ano Onde: Q 90% - Vazões médias com freqüência de 90%; Q reg - Vazões regularizadas por reservatórios > 5 hm³ (G=90% ) Q transf - Vazões transferidas

13 Disponibilidades Hídricas Superficiais Metodologia Reservatórios - Capacidade superior a 5hm³ Dados morfométricos Topologia Simulação do reservatório simulação estocástica simulação utilizando unicamente a série histórica

14 Disponibilidades Hídricas Superficiais Capacidade de Regularização

15 Disponibilidades Hídricas Superficiais Indicadores - PERH Índice de Potencialidade - IP = Q med / população Índice de Disponibilidade - ID = (Q 90% + Q reg + Q transf ) / população Índice de Variabilidade - IV = Q 90% / Q med Sugeriu: Índice de Ativação da Potencialidade - IAP = Q reg / Q med (f M ) Índice de Ativação de Acumulação - IAA = V uti / Q med (f K ) Índice de Aproveitamento do Reservatório - IAR = Q reg / V uti

16 Disponibilidades Hídricas Superficiais Cadastro de Barragens K > 3 hm³ Nome da Barragem Município Nome do Rio Localização por Área da Bacia Hidráulica e hidrográfica Altura máxima Volume Vazão regularizada Usos Idade Órgão/Empresa Construtora e/ou Projetista Responsável pela Operação Telefone para Contato e Situação.

17 Disponibilidades Hídricas Superficiais Balanço Hídrico Balanço Hídrico = (Disp Sup + Disp Sub) - Demandas Dsup = Q 90% + Q reg + Q transf + Q retorno Demanda = (DAU + DAR + DAI + DAA + DIR + DPI) + (DGE + DDE + DME + DNA) Q retorno = % Demanda Consuntiva Demandas Consuntivas Demandas Não - Consuntivas


Carregar ppt "Disponibilidades Hídricas Superficiais Recortes Espaciais: Mobilização x Unidades de Balanço Recorte Mobilização Recorte Unidades de Balanço."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google