A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Stanford Geostatistical Earth Modeling Software

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Stanford Geostatistical Earth Modeling Software"— Transcrição da apresentação:

1 Stanford Geostatistical Earth Modeling Software
Introdução

2 Histórico Substituir os programas Fortran GSLIB
Criado por Nicolas Remy Modificado por Alexandre Boucher, Jianbing Wu Contribuição de outros estudante da SCRF Atualmente mantido por Ting Li (a full-time RA) Manual do usuário escrito por Nicolas Remy, Alexandre Boucher & Jianbing Wu, planejado para junho de 2007, Oxford Press Licença GPL (General Public License)

3 Painel de visualização
Interface Painel de Algoritimos Painel de Objetos Painel de visualização

4 Interface Seleção de objeto e propriedade a ser visualizado
Seleção de algoritimos Área de inserção de parâmetros Execução do algoritimo :: Introdução Opções de visualização Status do algoritimo

5 Banco de dados O banco de dados pode ser de dois tipos: Point set
Grid cartesiano O arquivo ainda pode ser: Formato sgems : binário auto-suficiente. Formato gslib (GeoEas) : ascii, não contendo informações sobre a geometria(no caso de grid). Todos os algoritimos com base em variogramas Todos os algoritimos com base multiplos pontos

6 Banco de dados :: point set
O local de cada ponto deve ser especificado explicitamente (coordenadas). Cada nó é associado com um conjunto de propriedades (variáveis).

7 Banco de dados :: point set
Nome das variáveis Número de colunas Nome do objeto Valores das variáveis A figura ao lado apresenta parte de um arquivo no formato gslib (GeoEas).

8 Banco de dados :: grid Um grid é caracterizado por:
- sua origem (Ox,Oy,Oz) - o tamanho do bloco (xsize, ysize, zsize,) - o número de blocos (nx,ny,nz) As coordenadas são calculadas por: x = Ox + ix * xsize y = Oy + iy * ysize Z = Oz + iz * zsize O grid é ordenado pelo crescimento em X->Y->Z a partir da origem.

9 Banco de dados :: grid A figura ao lado mostra um exemplo de arquivo contendo dados de um modelo de blocos com 5 variáveis.

10 Menu Objeto Através desse menu, você poderá acessar e manipular bancos de dados que queira incluir em seu projeto

11 Carregando um arquivo de pontos
No Menu Object, deve-se escolher a opção Load Object. Seleciona-se o tipo de arquivo(grid ou pontos) Deve-se especificar a coluna onde encontra-se o valor de x, y, z e a representação de dados não amostrados(caso exista).

12 Gerando um grid Para criar um grid cartesiano, vá no menu Object, selecione New Cartesian Grid(Ctrl+n). Defina o número de número de células em cada eixo, o seu tamanho e a origem Para criar um grid cartesiano, vá no Menu Object e escolha a opção New Cartesian Grid. Deve-se especificar o número de células em cada eixo, o seu tamanho e a origem do grid.

13 Salvando objetos Após carregar e alterar um banco de dados, você poderá salva-lo em um novo arquivo,ou substituir um existente. O arquivo poderá ser salvo no formato sgems ou gslib.

14 Excluindo objeto/propriedade
Você poderá excluir um banco de dados inteiro(objeto), ou apenas uma de suas propriedades. Use ctrl ou shift para múltiplos objetos/propriedades Seleciona-se o objeto que contem as propriedades a serem excluidas.

15 Copiando uma propriedade
Uma propriedade de algum objeto pode ser copiada para o mesmo objeto com outro nome, ou para um novo objeto.

16 Salvando um projeto Um projeto de SGeMS é um diretório contendo todos os objetos de SGeMS. Este diretório será reescrito a cada vez que o projeto for salvo. Recomenda-se salvar o projeto do SGeMS dentro de outro diretório de trabalho do projeto, como "/SGeMS/Walker_Lake.prj /", onde "/ SGeMS /": diretório de trabalho; "/ Walker_Lake.prj /": dados salvos;

17 Menu View Através do menu View, é possível abrir janelas janelas de visualização em 3D, podendo assim comparar diferentes dados do projeto.

18 Preferências de visualização
Seleção de preferência : geral ou objeto específico Altera a escala na direção Z Muda a opção de visualização Opção para usar fundo branco Mostrar escala de cor

19 Preferências de visualização
Definição do objeto a ser visualizado Seleção da propriedade Tipo de escala de cores Visualização dos limites Obs.: Ao selecionar um objeto específico, a barra de cores não poderá ser inserida no painel de visualizações

20 Preferências de visualização
Editar as propriedades do volume Esconder blocos com teor(ou intervalo) específico Esconder o volume dos blocos. As fatias serão visiveis Adicionar uma fatia x, y, z Remover fatia Número de fatias Mostrar fatia Posição da fatia

21 Menu Data Analysis Através do menu Data Analysis, é possível criar:
Histogramas Q-Q e P-P plot Scatter plot Variogramas

22 Propriedade de trabalho
Histograma Objeto de trabalho Propriedade de trabalho Número de classes Limites dos dados Sumário Estatístico

23 Histograma Definir os valores extremos no gráfico
(não afeta a estatística) Voltar aos valores iniciais Usar escala logaritmica

24 Propriedade de trabalho
Q-Q e P-P plot Tipo de gráfico (Q-Q ou P-P) Objeto de trabalho Propriedade de trabalho Limites dos dados Sumário Estatístico

25 Scatter plot Objeto de trabalho Propriedade de trabalho
Limites dos dados Linha de regressão linear Sumário Estatístico

26 Salvando as imagens Sempre que for salvar uma imagem no SGeMS, você deve especificar a extensão do formato desejado, como na figura abaixo. Tipo de arquivo (.png ou .bmp) Não salvar os resultado no diretório “/*.prj/”!

27 Variograma O variograma poderá ser calculado a partir de qualquer propriedade do projeto. -Calcula um novo variograma -Carrega um variograma existente Seleciona o objeto de trabalho Definem as propriedades de trabalho* * Ao selecionar a mesma propriedade para head e tail, será criado um variograma simples, caso contrario será criado um variograma cruzado das propriedades selecionada.

28 Variograma :: point set
As opções para cálculo são: *variogram *indicator variogram *covariance *correlogram Para o variagrama de um arquivo de pontos, será necessário. Número de lags Separação entre os lags Tolerância de lags Nº de direções Tipo de variograma*

29 Variograma :: grid As opções para cálculo são: *variogram *indicator variogram *covariance *correlogram Para o variagrama de um arquivo de pontos, será necessário. Nº de direções N úmero de lags Tipo de variograma* Orientação dos vetores(direção)

30 Variograma :: experimental
Ao clicar com o botão direito do mouse sobre o gráfico do variograma, podemos visualizar o número de pares em cada ponto

31 Variograma :: modelado
O SGeMS possui 3 modelos disponíveis: Esférico Gaussiano Exponencial . Definição dos alcances Definição do angulos do elipsóide

32 Variogramas :: ajuste dos gráficos
Para uma melhor visualização dos variogramas, o SGeMS permite um juste nos eixos dos gráficos Os gráficos dos variogramas podem ser ajustados como um todo, ou individualmente Limites máximos e miínimos dos eixos x,y

33 Variogramas :: exportando
Ao salvar as imagems dos variogramas no SGeMS, defina apenas um nome geral, pois a especificação da direção será dada automaticamente pelo software.

34 Algoritmos de estimativa
KRIGING Simple Kriging (SK) Ordinary Kriging (OK) Kriging with Trend (KT) SK with Locally Varying Mean (LVM) COKRIGING SK/OK with Full LMC model or MM1/MM2 INDICATOR KRIGING Median/Full

35 Krigagem Caso ainda não exista, crie um grid (Ctrl+N) para a estimativa.

36 Krigagem Ao selecionar o algoritimo, o painel de opções será exibido, onde serão introduzidos os parâmetros de estimativa. Dados variográficos Parâmetros de estimativa e e definição dos parâmetros de saída

37 Krigagem Após do cálculo da krigagem, os resultados poderão ser observados no painel de visualizações

38 SGeMS resources Source code and executable:
To report bugs: Python repository and exchange: SGeMS user’s mailing list: https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/sgems-users


Carregar ppt "Stanford Geostatistical Earth Modeling Software"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google