A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROFESSORA: ROSANA MORAES Tecido Ósseo Capítulo 10.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROFESSORA: ROSANA MORAES Tecido Ósseo Capítulo 10."— Transcrição da apresentação:

1 PROFESSORA: ROSANA MORAES Tecido Ósseo Capítulo 10

2 Características do Tecido Ósseo Tem matriz óssea calcificada. É uma variedade de tecido conjuntivo. Sustenta o corpo, uma vez que é o principal componente do esqueleto. Dá suporte às partes moles do corpo. Protege órgãos vitais. Fornece apoio aos músculos esqueléticos. É o principal depósito de cálcio.

3 Células do Tecido Ósseo Osteoblastos – são células jovens, metabolicamente ativas, sintetizam a matriz óssea. Osteócitos – são células maduras, metabolicamente pouco ativas, situadas em lacunas na matriz óssea. Dessas lacunas partem canalículos que permitem a comunicação entre os osteócitos. Por esses canalículos os osteócitos recebem nutrientes, íons, hormônios, etc. Cada lacuna contém apenas um osteócito. Osteoclastos – são células móveis, gigantes e multinucleadas (formadas pela união de vários monócitos), atuam nos processos de reabsorção da matriz óssea.

4 Endósteo e Periósteo As superfícies internas e externas dos ossos são recobertas por tecido conjuntivo que constituem o endósteo e periósteo, respectivamente. No endósteo e no periósteo há células osteogênicas. As principais funções do periósteo e endósteo são a nutrição do tecido ósseo e o fornecimento de novos osteoblastos, para o crescimento e recuperação do osso.

5 No endósteo e periósteo há células osteogênicas que se diferenciam e originam osteoblastos, esses amadurecem e originam osteócitos. 1-Células Osteogênicas 2-Osteoblastos 3-Osteócitos 4-Osteoclastos

6 Matriz Óssea É formada por uma porção mineral que confere dureza ao osso e uma porção orgânica que lhe dá certa flexibilidade. Porção Mineral: representa 50% do peso da matriz óssea. Seu principal componente é o fosfato de cálcio que está presente na forma de hidroxiapatita*. Porção Orgânica: composta por fibras colágenas tipo I (95%) e proteoglicanos. *A Hidroxiapatita é formada por fosfato de cálcio cristalino (Ca 10 (PO 4 ) 6 (OH) 2 ) e representam um deposito de 99% do cálcio corporal e 80% do fósforo total. O osso desmineralizado é conhecido como osteóide. O esmalte que cobre os dentes contém o mineral hidroxiapatita, um hidrofosfato de cálcio. Esse mineral, muito pouco solúvel, se dissolve em ácido.fosfato de cálciofósforoosteóide

7 Tipos de Tecido Ósseo Tecido ósseo esponjoso – caracterizado pela presença de inúmeras perfurações (trabéculas). Tecido ósseo compacto – ausência de trabéculas. Embora tenham os mesmos componentes, essa diferença é vista a olho nu. Nos ossos longos (fêmur, úmero) encontramos nas epífises (extremidades) o osso esponjoso com uma delgada camada superficial de osso compacto. As diáfises (parte cilíndrica) são quase totalmente compactas

8 EPÍFISE DIÁFISE EPÍFISE As cavidades do osso esponjoso (trabéculas) e o canal medular da diáfise dos ossos longos são ocupados pela medula óssea vermelha.

9

10 O tecido Ósseo Compacto Encontra-se organizado por várias unidades denominadas ósteons (sistemas haversianos)

11

12

13 Formação do Tecido Ósseo Ossificação ou osteogênese é o processo de formação de tecido ósseo. Inicia-se por volta da 6ª ou 7ª semana do desenvolvimento embrionário. Tipos de ossificação: - Ossificação Endocondral: (do grego endo, dentro, e chondros, cartilagem) significa literalmente “ossificação dentro da cartilagem”. Esse tipo de ossificação consiste na substituição gradativa de tecido cartilaginoso por tecido ósseo. É assim que se formam a maioria dos ossos de nosso corpo. - Ossificação Intramembranosa: consiste na formação de tecido ósseo no interior de uma membrana de tecido conjuntivo que serve de molde para o osso. É assim que os ossos chatos de nossa caixa craniana se formam.

14 Tecido ósseo e o controle dos níveis de cálcio. Se os níveis de cálcio estão altos no sangue, a glândula tireoide, secreta o hormônio calcitonina, e o cálcio do sangue é captado rapidamente pelo osso. Assim os níveis de cálcio no sangue voltam ao normal. Se os níveis de cálcio estão baixos no sangue, as glândulas paratireoides, secretam o paratormônio, esse hormônio estimula os osteoclastos a destruir a matriz óssea. O cálcio assim que estava fixado junto à matriz é liberado para o sangue, aumentando seus níveis nesse tecido.

15 Raquitismo – o cálcio não é depositado na matriz óssea, o que deixa os osso macios e flexíveis e se deformam. A falta de vitamina D na infância prejudica a absorção de cálcio e provoca o raquitismo.

16

17 Osteomalacia – Amolecimento dos ossos em adultos causado por uma falha da calcificação normal (depósitos de cálcio).

18 Osteoporose A osteoporose, que quer dizer osso poroso, é uma doença osteometabólica que se caracteriza por baixa densidade do esqueleto, resultante da perda gradual e contínua do cálcio armazenado nos ossos. A osteoporose é uma doença “silenciosa”, não apresentando sintomas até que aconteçam as fraturas ósseas. Em alguns pacientes a primeira manifestação da osteoporose é uma fratura. Todavia é comum a queixa de dor crônica nas costas, decorrente de alteração na postura e contratura muscular ou por microfraturas de vértebras não visíveis ao Raio-X. Essas fraturas da coluna promovem um achatamento progressivo das vértebras, havendo consequentemente uma diminuição da altura corporal do indivíduo. Os ossos que se quebram com maior facilidade são as vértebras, fêmur, ossos do punho e pequenos ossos periféricos (metatarsos).

19

20 Uma vez iniciado o processo de envelhecimento a prevenção da Osteoporose torna-se imprescindível, podendo ser feita de duas maneiras diferentes. A primeira, passa pela adoção de hábitos de vida saudáveis (baixa ingesta de café e álcool, atividade física regular, não uso de fórmulas para emagrecimento) e a segunda, pelo uso de medicações específicas para diminuir a atividade Osteoclástica.

21 Ossos de vidro Osteogênese imperfeita é o nome que se da a uma doença hereditária que é chamada de ossos de vidro. Osso de vidro é a falta de colágeno nos ossos, fazendo com que eles fiquem bem frágeis, como o nome já diz de vidro. Em muitos casos, muitos pais custam, a saber, o que o filho tem, pensam que seus ossos são quebrados somente por travessuras deles próprios, mas não o sabem que é uma doença bem, grave.ossos de vidro A razão na qual acontece esse tipo de doença em uma criança, é pela falta de colágeno que há nos ossos fazendo com que eles tenham muitas fraturas. E faz com que as crianças nasçam com fraturas no corpo e também sejam muito pequenas, mas mesmo com essa doença a criança pode interagir com outras normalmente sem que sua inteligência e movimentos sejam alterados.


Carregar ppt "PROFESSORA: ROSANA MORAES Tecido Ósseo Capítulo 10."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google