A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SOLUÇÃO É UMA MISTURA HOMOGÊNEA DE DOIS OU MAIS COMPONENTES Solução soluto solvente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SOLUÇÃO É UMA MISTURA HOMOGÊNEA DE DOIS OU MAIS COMPONENTES Solução soluto solvente."— Transcrição da apresentação:

1

2 SOLUÇÃO É UMA MISTURA HOMOGÊNEA DE DOIS OU MAIS COMPONENTES Solução soluto solvente

3 SOLUTO: COMPONENTE GERALMENTE EM MENOR QUANTIDADE. SOLVENTE: COMPONENTE QUE DISSEMINA O SOLUTO.

4 Estudar soluções para....?????? Compreender o significado da concentração de soluções; Saber expressar quantitativamente essa concentração ;

5 Soluções no cotidiano O quanto de chumbo é permitido aparecer na água potável? Café forte ou fraco? Mais ou menos doce?

6 TIPOS DE SOLUÇÕES SÓLIDAS Ex:OURO 18K SÓLIDAS Ex:OURO 18K LIQUIDAS Ex: ÁGUA DO MAR LIQUIDAS Ex: ÁGUA DO MAR GASOSAS Ex:AR

7 SoluçãoSolutoSolventeExemplo Sólida Sólido Liga metálica Cu – Ni LíquidoSólido Hg em Cu (amálgama de cobre) GasosoSólido dissolvido em Ni Líquida SólidoLíquido NaCl em Líquidolíquido Álcool comum em GasosoLíquido dissolvido em Gasosa SólidoGasoso Poeira no ar atmosférico LíquidoGasoso Água no ar atmosférico Gasoso Ar atmosférico

8 Características de uma solução:

9 Como preparar uma solução????? Assim, as moléculas ou íons do soluto separam-se permanecendo dispersas no solvente Basta dissolver um soluto em uma quantidade de solvente.

10 Classificação das soluções quanto a natureza das partículas dispersas

11 Solução molecular: As partículas dispersas do soluto são moléculas. A solução molecular é também chamada de solução não-eletrolítica e não conduzem a corrente elétrica. Exemplo: água e açúcar

12 Solução iônica: As partículas dispersas do soluto são íons ou íons e moléculas (dependendo do sal ou do ácido). A solução iônica é também chamada de solução eletrolítica e conduz corrente elétrica. Os íons são os responsáveis pela condução da corrente elétrica numa solução. Exemplos: água e sal (cloreto de sódio) Solução iônica: As partículas dispersas do soluto são íons ou íons e moléculas (dependendo do sal ou do ácido). A solução iônica é também chamada de solução eletrolítica e conduz corrente elétrica. Os íons são os responsáveis pela condução da corrente elétrica numa solução. Exemplos: água e sal (cloreto de sódio) enfraquecimento da estrutura iônica.

13

14 Porém, substâncias diferentes se dissolvem em quantidades diferentes em uma mesma quantidade de solvente na mesma temperatura. Isto depende do Coeficiente de solubilidade? Porém, substâncias diferentes se dissolvem em quantidades diferentes em uma mesma quantidade de solvente na mesma temperatura. Isto depende do Coeficiente de solubilidade? O QUE É O COEFICIENTE DE SOLUBILIDADE (Cs)?

15 O Cs É A QUANTIDADE MÁXIMA DISSOLVIDA DE UMA SUBSTÂNCIA EM UMA DETERMINADA TEMPERATURA, EM UMA QUANTIDADE PADRÃO DE SOLVENTE. ExemploCs (0ºC)Cs (100ºC) SAL NaCl 357g/L398g/L SACAROSE C 12 H 22 O g/L3470g/L

16 Classificação das soluções quanto a relação soluto x solvente

17 O excesso do soluto - nesta mesma temperatura - vai se depositando no fundo do recipiente e a solução é dita saturada com corpo de fundo. A saturação de uma solução ocorre quando, a uma determinada temperatura e sob agitação contínua, observa-se que em determinado momento o soluto não se dissolve mais. Isto ocorre quando se adiciona aproximadamente 360 g de sal de cozinha (cloreto de sódio) puro em 1 litro de água. Isto ocorre quando se adiciona aproximadamente 360 g de sal de cozinha (cloreto de sódio) puro em 1 litro de água.

18 No momento que os primeiros fragmentos do soluto se depositam no fundo do recipiente, diz- se que foi atingido o ponto de saturação, que depende tanto do soluto como do solvente, da temperatura e da pressão - esta última é importante quando existem gases envolvidos no processo.

19 Uma solução com quantidade de soluto inferior ao coeficiente de solubilidade é considerada: Não saturada ou insaturada Uma solução com quantidade de soluto inferior ao coeficiente de solubilidade é considerada: Não saturada ou insaturada

20 Quando uma solução saturada com corpo de fundo é aquecida lentamente, o soluto ali depositado é dissolvido numa temperatura mais elevada. Deixa-se o frasco em repouso, e provocando o rápido abaixamento da temperatura, o soluto continua dissolvido e temos então uma solução supersaturada. Entretanto, basta uma pequena agitação no sistema ou a introdução de um fragmento (gérmen) do soluto para que ocorra a precipitação do excesso do soluto e a solução volta a ser saturada. SOLUÇÃO SUPERSATURADA É INSTÁVEL Quando uma solução saturada com corpo de fundo é aquecida lentamente, o soluto ali depositado é dissolvido numa temperatura mais elevada. Deixa-se o frasco em repouso, e provocando o rápido abaixamento da temperatura, o soluto continua dissolvido e temos então uma solução supersaturada. Entretanto, basta uma pequena agitação no sistema ou a introdução de um fragmento (gérmen) do soluto para que ocorra a precipitação do excesso do soluto e a solução volta a ser saturada. SOLUÇÃO SUPERSATURADA É INSTÁVEL

21 A supersaturação ocorre quando a mistura contendo o excesso é aquecida até uma certa temperatura e após a dissolução, a mesma é resfriada até a temperatura na qual o CS foi medido. Lembre-se a solução supersaturada é extremamente INSTÁVEL! Ex. CS do NaCl: 36 g/ 100 g de H 2 O

22

23 SoluçãoDefinição Insaturada Contém uma quantidade de soluto dissolvido inferior ao coeficiente de solubilidade numa determinada temperatura. Saturada Contém uma quantidade de soluto dissolvido igual ao coeficiente de solubilidade numa determinada temperatura. Supersaturada Contém uma quantidade de soluto dissolvido superior ao coeficiente de solubilidade numa determinada temperatura.

24 Vejamos a comparação:

25

26 A temperatura influi diretamente na solubilidade de um soluto em um solvente. Certos solutos tornam-se mais solúveis com o aumento de temperatura; outros, ao contrário, tornam-se menos solúveis quando a temperatura aumenta. A dissolução endotérmica ocorre com absorção de energia e é favorecia pelo aumento de temperatura.

27 Curva ascendente, característica de dissolução endotérmica Duas sustâncias puras diferentes podem ter a mesma solubilidade em um mesmo solvente, em dada temperatura, mas jamais terão a mesma curva de solubilidade. Ao aquecer o soluto se dissolve mais!

28 Quanto maior a temperatura ► menor a solubilidade Curva descendentes

29 A dissolução exotérmica ocorre com liberação de energia e, por isso, é inibida pelo fornecimento externo de energia térmica. Duas sustâncias puras diferentes podem ter a mesma solubilidade em um mesmo solvente, em dada temperatura, mas jamais terão a mesma curva de solubilidade. Ao aquecer o soluto A, ele se dissolve menos, pois sua solubilidade é afetada com o aumento da temperatura!

30 Um composto é hidratado quando possui moléculas de água como parte integrante de seu arranjo cristalino. Cada grau de hidratação diferente atribui ao composto cloreto de cálcio hexa-hidratado,, cloreto de cálcio tetra- hidratado,, cloreto de cálcio di-hidratado,, e cloreto de cálcio mono-hidratado,, possuem propriedades físicas (como o coeficiente de solubilidade) distintas. O cloreto de cálcio sólido é utilizado em minas e sobre as estradas para diminuir os problemas com o pó. Os pontos de inflexão determinam mudanças bruscas na inclinação da curva de solubilidade.

31 Curva de solubilidade do e do, em água.

32 São gráficos que apresentam a variação dos coeficientes de solubilidade das substâncias em função da temperatura. Curvas de Solubilidade:

33

34 Verificamos que na maior parte das substâncias, a solubilidade aumenta, com a elevação da temperatura - quando o soluto sofre dissolução com absorção de calor. Observe agora o gráfico abaixo:

35 Exercícios Resolvidos

36 1.Responda aos itens abaixo com base no gráfico em que constam as curvas de solubilidade de diversas substâncias em g/100 g de H 2 O. Massa de soluto em g para saturar 100g de água Temperatura /ºC

37 a) Quais as substâncias que sofrem dissolução endotérmica ao entrar em contato com a água? b) Quais as substâncias que sofrem dissolução exotérmica ao entrar em contato com a água? Todas menos o sulfato de cério III (Ce 2 (SO 4 ) 3 Apenas o sulfato de cério III (Ce 2 (SO 4 ) 3

38 2. Uma solução saturada de nitrato de potássio (KNO 3 ) constituída, além do sal, por 100 g de água, está a temperatura de 60 ºC. Essa solução é resfriada a 25 ºC, ocorrendo precipitação de parte do sal dissolvido, calcule: a) a massa do sal que precipitou; b) a massa do sal que permaneceu em solução.

39 a) A massa do sal que precipitou ; Do gráfico dado, tiramos as solubilidades do KNO 3 em 100 g de água. a 60 ºC = 70 g de KNO 3 a 25 ºC = 40 g de KNO 3 Reduzindo a temperatura de 60 ºC para 25 ºC, precipitarão: 70 g – 40 g = 30 g. b) A massa do sal que permaneceu em solução. Permaneceu em solução o valor do coeficiente de solubilidade na temperatura de 25 ºC, ou seja, uma massa de 40 g.

40 3.

41 4.

42

43 5.

44


Carregar ppt "SOLUÇÃO É UMA MISTURA HOMOGÊNEA DE DOIS OU MAIS COMPONENTES Solução soluto solvente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google