A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Complexidade do Ser Humano e o seu Inacabamento Biológico.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Complexidade do Ser Humano e o seu Inacabamento Biológico."— Transcrição da apresentação:

1 A Complexidade do Ser Humano e o seu Inacabamento Biológico

2 Introdução Filogénese e Ontogénese: A evolução da Espécie; O desenvolvimento individual; Lei da recapitulação ontofilogenética; Programa Genético Prematuridade e Neotenia

3 A estrutura do ser humano é bastante complexa quando comparada com a de outros animais. Linearidade de respostas estandardizadas de cada uma das espécies Pluralidade de condutas originais e diversificadas.Introdução

4 Nem sempre as formas de reacção humanas foram complexas. As reacções humanas básicas foram evoluindo, tornando-se incrivelmente complexas, pensadas e consequentemente individualizadas.Introdução

5 No âmbito do tema A Evolução da Espécie, é fundamental consultar a teoria de Charles Darwin e as suas conclusões como a Selecção Natural. Os que manifestam as características adequadas à sua era, conseguem reproduzir-se mais. Na actualidade para além de a natureza exercer a sua selecção natural, também a sociedade tem influências sobre quem sobrevive ou não. Evolução da Espécie

6 A Filogénese é o conjunto de processos de evolução dos seres vivos. Conjunto de processos biológicos que explicam o aparecimento de espécies e a sua diferenciação. Concluindo, a filogénese reporta-se à história evolutiva de uma espécie.Filogénese

7 O conceito de desenvolvimento presume uma série de alterações no nosso corpo de maneira a que o mesmo se torne cada vez mais complexo. Piaget divide o desenvolvimento referido por estádios, pelos quais cada um passa, períodos de tempo diferentes. Desenvolvimento Individual

8 Série de transformações sofridas pelo indivíduo, desde a fecundação do ovo até ao completo desenvolvimento do ser. Inicia-se com a embriogénese até à idade adulta.Ontogénese

9 No desenvolvimento do embrião, são recapituladas etapas do desenvolvimento humano. Segundo a lei é possível afirmar que a filogénese (evolução da espécie) determina a ontogénese (evolução de um indivíduo). Lei da Recapitulação Ontofilogénética

10 Porém a Lei da Recapitulação Ontofilogenética foi ultrapassada com o aparecimento de Stephan Jay Gould. Gould propôs que a lei da recapitulação ontofilogenética fosse invertida, ou seja, que a ontogénese determinasse a filogénese, e não o contrário. Lei da Recapitulação Ontofilogénética

11 Do ponto de vista de Gould, uma vez que o ser humano passa por sucessivas adaptações, que são transmitidas aos descendentes, a evolução da espécie humana ocorreu à despesa dos progressos individuais. Lei da Recapitulação Ontofilogénética

12 Um programa genético é o responsável por todas as características que nos são inatas, sendo físicas, psicológicas ou comportamentais. Os animais demonstram-se especialistas competentes em cumprir o seu código genético, permanecendo estáveis e uniformes na forma como o cumprem. Programa Genético

13 Os Humanos não são tão capazes de cumprir as condutas, mas são no entanto, hábeis a pôr a mão em muitas e variadas tarefas. Apesar da sua habilidade, o ser humano não possui tanta competência como os animais, tendo por isso necessidades como: Inovar e Aprender. Programa Genético

14 Assim o Humano deverá aprender a lidar com a sua busca eterna da melhor abordagem para cada situação. A unicidade do ser humano, e a sua incapacidade de reagir estereotipadamente, dão-lhe a oportunidade de possuir comportamentos próprios de cada indivíduo consoante as necessidades de cada um. Programa Genético

15 Devido às características referidas, é possível Savater depreender que os seres humanos estão programados como seres, mas não como humanos. Há características físicas hereditárias que não podemos ignorar. Existe por isso uma componente biológica que obedece às leis naturais da vida, em que o programa genético é seguido com rigor. Programa Genético

16 Enquanto humanos Savater considera que o programa é completamente aberto, sem quaisquer restrições, e é por isso susceptível a aprendizagens. Isto provoca uma constante adaptação, e melhoramento das estratégias de adaptação às diferentes situações que lhes são colocadas. Programa Genético

17 Especialistas estão de acordo, ao considerar que o homem é uma espécie com um certo inacabamento biológico. A velocidade de desenvolvimento das outras espécies, tende a ser consideravelmente mais rápido que o desenvolvimento humano. Prematuridade e Neotenia

18 O ser humano, após o nascimento apresenta-se prematuro, estado que vai sendo diminuído ao longo do tempo. A juventude do ser humano está sempre presente. A neotenia é referida como sendo uma eterna permanência de caracteres juvenis no ser humano, apesar do seu envelhecimento. Prematuridade e Neotenia

19 Um certo retardamento no desenvolvimento do cérebro, prolonga a morfologia juvenil do ser humano, até à idade adulta. Porém, devido ao seu inacabamento biológico, um humano está apto a receber novos conhecimentos, ou seja, aprender. Prematuridade e Neotenia

20 ser-humano-e-o-seu.html ser-humano-e-o-seu.html Psicologia B, 12º ano, Maria Antónia Abrunhosa e Miguel Leitão, Edições AsaBibliografia

21 Trabalho Realizado por: - Luís Marques, Nº8, 12º1


Carregar ppt "A Complexidade do Ser Humano e o seu Inacabamento Biológico."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google