A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Percepção e Fund. Das Artes Visuais Aula 004 Semiótica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Percepção e Fund. Das Artes Visuais Aula 004 Semiótica."— Transcrição da apresentação:

1 Percepção e Fund. Das Artes Visuais Aula 004 Semiótica

2 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica De uma forma breve a semiótica, trata-se de estabelecer as relações entre signo, significado e o fato específico (contexto).

3 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica A semiótica provém do grego “semeion”, que denota signo. É a ciência que estuda os fenômenos da significação e da representação. É a base para o entendimento dos fenômenos da cognição e comunicação.

4 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica (Lucia Santaella) É a ciência dos signos ou a ciência geral de todas as linguagens*. * Linguagem é a capacidade de nos comunicarmos, seja pela fala: através de imagens, gestos, sons, cheiro, etc.

5 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica Ela nos permite compreender, reconhecer, comunicar com tudo em nossa volta, independente do meio utilizado.

6 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo Nada mais é a essência da liguagem. É aquilo que nos faz lembrar de algo e que é perceptível por nossos sentidos.

7 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo (Lucia Santaella) Signo “é uma coisa que representa outra coisa”. Ele tem como função representar ou substitui algo. Exemplo: uma foto.

8 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo Charles Sanders Peirce ( ), cientista, matemático, historiador, filósofo e lógico norte-americano, é considerado o fundador da moderna Semiótica. Graduou-se com louvor pela Universidade de Harvard em química, fez contribuições importantes no campo da Geodésia, Biologia, Psicologia, Matemática, Filosofia.

9 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo A semiótica como é estuda hoje, é toda baseada em seus estudos. Em seus manuscritos, Peirce diz que toda ideia é um signo e que a vida é uma série de ideias, logo o homem também é um signo.

10 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo Peirce determinou o signo, como triádico, isto é, constituido por 3 partes: Representamen; Objeto; Interpretante.

11 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo

12 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo Representamen: parte perceptível. É o que representa, é a maneira que este “algo” está representado.

13 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo Objeto: é esta coisa que é representada. É o “algo” que iremos analisar. É o que vai ser substituído.

14 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo Interpretante: é como este “algo” será interpretado; É, por sua vez, uma terceira coisa que, surgindo na mente do intérprete no momento em que ele percebe aquela primeira coisa (representamen), faz com que ele a interprete desta maneira, como sendo, de fato, não uma coisa em si, mas uma coisa que representa uma outra coisa.

15 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo Objeto: o pentagrama. Representamen: é a forma que ele está exposto, ou seja: em 3D, deitado, com ondulações de cores, um pouco inclinado e posicionado a esquerda. Interpretante: de acordo com o que foi representado temos uma determinada impressão.

16 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo Vejamos: “o fato de estar em 3D nos remete a tecnologia (não parece com algo velho que remeta a mitologias e etc.), o fato de estar deitado dá-nos uma sensação de conforto, parecendo que não tem ninguém segurando, vamos supor que foi assim colocado para dar a impressão de que “foi abandonado” (depende da interpretação de cada um).

17 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo Objeto: suástica. Representamen: Feita de pedra, apoiada no chão, formas retas com ângulos também retos que se cruzam no meio. Interpretante: Para um romano que viveu no século III, ela remeteria a prosperidade, boa sorte e energia sexual. Sua origem vem do sânscrito svastika, e significa “ser afortunado”.

18 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo Esta suástica só seria “nazista” se estivesse ao contrário, girada um pouco a esquerda.

19 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Pierce também estudou as relações que o signo possuía consigo mesmo, com o objeto e com o interpretante, e chamou essa relação de Tricotomia. Peirce relaciona três tricotomias referentes a relação triádica.

20 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia 3° Tricotomia 2° Tricotomia 1° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação a ele próprio. Diz respeito ao signo em relação ao seu objeto. Diz respeito ao signo em relação ao seu interpretante.

21 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Para cada tricotomia, Peirce descreve três signos: Primeiridade: é tudo que está na mente de alguém no instante presente e imediato, é a primeira sensação sentida;

22 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Para cada tricotomia, Peirce descreve três signos: Secundidade: é o factual, é a reação aos fatos externos, é o representar de si mesmo, é a ação do sentimento sobre nós.

23 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Para cada tricotomia, Peirce descreve três signos: Terceiridade: é a interpretação do fenômeno, é o terceiro dos 3 elementos que constituem as categorias universais do pensamento e da natureza. É quando um objeto passa a representar alguma coisa (signo).

24 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Indica que, com respeito a sua própria constituição, caráter de apresentação. Um signo pode ser uma qualidade (quali- signo), um existente (sin-signo), ou uma lei (legi-signo). 1° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação a ele próprio.

25 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Em si mesmo o signo é da classe da natureza das aparências. Quali-signo é uma qualidade de um signo, que funciona como um signo sem qualquer referência a qualquer outra coisa. 1° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação a ele próprio.

26 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia O quali-signo é uma qualidade sígnica imediata, tal como a impressão causada por uma cor. Ex.: as impressões que as cores azul e rosa podem causar em um indivíduo, antes de singularizadas, são quali-signos, meras sensações ou qualidades. 1° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação a ele próprio.

27 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Em si mesmo o signo é da natureza de um objeto ou fato individual. Sin-signo é uma ocorrência, um fato, um “evento” particular. 1° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação a ele próprio.

28 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia O sin-signo é o resultado da singularização do quali-signo. A partir de um sin-signo pode-se gerar uma ideia universalizada (uma convenção, uma lei que substitui o conjunto que a singularidade representa), tornando-se assim um legi-signo. 1° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação a ele próprio.

29 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Ex.: se o indivíduo acha que as sensações são de seriedade, para o azul, e de de- licadeza, para o rosa, é porque ele percebe essas cores dessa forma singular. 1° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação a ele próprio.

30 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia O legi-signo é o resultado de uma impressão mediada por convenções, por “leis” gerais estabelecidas socialmente. 1° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação a ele próprio.

31 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Ex.: a idéia geral de que “azul transmite seriedade e deve ser associada ao sexo masculino” e “rosa transmite delicadeza e deve ser associada ao sexo feminino” é uma convenção. Essa idéia se tornou uma lei geral, culturalmente convencionada em nossa sociedade. Trata-se agora de um legi-signo. 1° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação a ele próprio.

32 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Organiza os signos conforme a relação entre ele e o objeto que ele substitui. Indica o “caráter interpretativo” do signo, um signo pode ser um ícone, um índice ou um símbolo. 2° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu objeto.

33 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia O ícone é um signo que tem semelhança com o objeto representado. Peirce diz ainda que ícone é “aquele signo que é determinado por seu objeto, por compartilhar das características dele.” 2° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu objeto.

34 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia De forma semelhante ao quali-signo, destacam alguns aspectos qualitativos do objeto. Ex.: um retrato ou uma caricatura são semelhantes aos objetos que eles substituem; eles são signos icônicos. 2° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu objeto.

35 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia 2° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu objeto.

36 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia O índice é um signo que se refere ao objeto denotado de virtude de ser diretamente afetado por esse objeto. Ele se define, em contra posição ao ícone, como aquela função sígnica que em vez de exibir em si traços do objeto, aponta para fora de si na direção do objeto. 2° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu objeto.

37 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia O índice, assim como o sin-signo, resulta de uma singularização. Um signo indicial é o resultado de uma a relação por associação ou referência. A categoria indicial se evidencia pelo vestígio, pelos indícios. 2° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu objeto.

38 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Ex.: rastros de pneus, pegadas ou cheiro de fumaça não se parecem com os objetos que eles substituem (pneus, animais ou a fumaça), mas nós associamos uns aos outros, respectivamente; são exemplos de signos indiciais. 2° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu objeto.

39 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia 2° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu objeto.

40 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia O símbolo é um signo que se refere ao objeto denotado de virtude de uma associação de idéias produzidas por uma convenção. 2° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu objeto.

41 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia O símbolo resulta, tal como o legi-signo, da convenção. A relação entre o signo e o objeto que ele representa é arbitrária, legitimada por regras. 2° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu objeto.

42 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Ex.: a pomba branca é símbolo de paz, um retângulo verde com um losango amarelo, círculo azul e estrelas é um dos símbolos do Brasil, mas em nenhum desses casos há relação de semelhança ou de associação singular; trata-se de regras, leis convenções. 2° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu objeto.

43 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia 2° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu objeto.

44 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Indica como o signo se apresenta para seu intepretante. Indica o “poder interpretativo do signo”, descreve o poder do signo para produzir interpretantes. Organiza os signos a partir da sua relação com as significações desse signo. 3° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu interpretante.

45 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Para seu intepretante é um signo de possibilidades. O rema é um signo que, para seu interpretante, é um signo de Primeiridade. Ele é interpretado como um signo de “possibilidade”, uma mera hipótese. 3° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu interpretante.

46 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Em lógica formal, o rema corresponde ao que se chama de termo, isto é, um enunciado impassível de averiguação de verdade. Uma palavra qualquer (“menino”, por exemplo) fora de um contexto sintático é um rema. 3° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu interpretante.

47 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia O dicente para seu intepretante é um signo de existência atualizada. O dicente é um signo que, para seu interpretante, é um signo de existência real, um evento ou uma ocorrência, um fato. 3° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu interpretante.

48 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Se a palavra “menino” se insere em uma sentença, como em “o menino está doente”, podemos verificar seu grau de veracidade. Em lugar de um termo, temos uma sentença; em Semiótica, essa sentença chama-se dicente (dici-signo ou dissisigno). 3° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu interpretante.

49 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Investigamos se o menino está verdadeiramente doente porque a sentença não nos forneceu os motivos pelos quais se afirmou isso, mas temos elementos para tal averiguação. 3° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu interpretante.

50 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia Para seu intepretante é um signo de lei. Se houvesse informações comprobatórias, não se trataria mais de um dicente, mas de um argumento. 3° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu interpretante.

51 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia A sentença “O menino está doente porque apresenta manchas vermelhas e temperatura alta” traz um raciocínio completo, justificado, com caráter conclusivo. Nesse caso, temos então um argumento. 3° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu interpretante.

52 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia rema: vestido dicente: vestido de grife argumento: Vestido de grife cara, por tanto para festa especial. 3° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu interpretante.

53 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia rema: vale, montanhas dicente: descrição da imagem argumento: o reconhecimento do local, o Morro do Camelo, na Chapada Diamantina. 3° Tricotomia Diz respeito ao signo em relação ao seu interpretante.

54 Percepção e Fund. das Artes Visuais Semiótica » signo » Tricotomia 2° Tricotomia Como ele se relaciona com seu objeto? Ícone Primeiridade Índice Secundidade Símbolo Terceiridade Relações 1° Tricotomia O que é o signo em si mesmo? 3° Tricotomia Como ele se relaciona com seu interpretante? Quali-signo Sin-signo Legi-signo Rema Dicente Argumento

55

56 DOWNLOAD estudiomultifoco.com.br/ftc


Carregar ppt "Percepção e Fund. Das Artes Visuais Aula 004 Semiótica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google