A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Joana Costa Pereira Galego Luís Quinta-Nova Cristina Alegria Carlos Pacheco IV Encontro de Sistemas de Informação Geográfica Castelo Branco, 31 Maio de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Joana Costa Pereira Galego Luís Quinta-Nova Cristina Alegria Carlos Pacheco IV Encontro de Sistemas de Informação Geográfica Castelo Branco, 31 Maio de."— Transcrição da apresentação:

1 Joana Costa Pereira Galego Luís Quinta-Nova Cristina Alegria Carlos Pacheco IV Encontro de Sistemas de Informação Geográfica Castelo Branco, 31 Maio de 2013

2 Objectivos Caracterizar, quantificar e comparar a estrutura da paisagem das regiões (BIS e PIS) no período compreendido entre 1990 e 2006 e analisar as alterações observadas a nível das unidades de paisagem; Estudar as implicações decorrentes da alteração verificada na paisagem, na composição da comunidade de avifauna nidificante ; Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Objectivos

3 Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Introdução Qual a contribuição das alterações da paisagem, numa perspectiva horizontal, em duas regiões com características distintas, para a dinâmica das comunidades nidificantes de avifauna?

4 Enquadramento geográfico Area total= ha Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Área de estudo Área (ha) PIS Mação Oleiros Proença-a-Nova Sertã Vila de Rei BIS Castelo Branco Idanha-a-Nova Penamacor Vila Velha de Ródão

5 Informação de base Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Material CLC’90CLC’2006 Designação Corine Land Cover 90 Corine Land Cover 2006 AcrónimoCLC’90CLC2006 Escala1/ Unidade mínima 25 ha Data de referência 1985/86/87 Modelos de dados Vectorial Representaçã o espacial Polígonos Sistema de classificação Hierárquico a priori 43 classes, 3 níveis hierárquicos Dados de referência Imagem de satélite ProdutorIGP/IAIGP Carta da Toponímia de Concelhos 1000K (CNA 1987) Publicado em 1989 Censos Escala 1/ (20 x 32 km), total 175 folhas utilizadas 15 CEMPA Publicado em 2008 Censos Escala 1/ (10 x 10 km), 175 folhas das quais 65 foram utilizadas ICNB, SPEA, PNM e SRAM

6 Harmonização dos dados Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Metodologia

7 Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Metodologia Verificação da alteração da paisagem

8 Tamanho Densidade das manchas Fronteira Forma Diversidade e dispersão Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Metodologia Análise estatística - Métricas da paisagem

9 Métricas da paisagem Análise relação classes-aves Análise relação paisagem-aves Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Metodologia Análise estatística 15 quadriculas

10 Atribuição de valores pelo cálculo dos quartis Análise discriminante Matriz Área (classes de ocupação da paisagem) Análise das classes de ocupação em detrimento dos valores de diversidade Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Metodologia Análise estatística (continuação)

11 Análise da diversidade Enquadramento Geografico Classes de ocupação do solo Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Metodologia Análise espacial

12 Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Resultados Evolução da paisagem

13 Sigla/ano Balanço LPI (%)26,2613,92-47% Métricas de área Sigla/ano Balanço NP (#) MPS (m2)247,13216,51- Métricas de densidade e tamanho das manchas Métricas de fronteira Sigla/ano Balanço ED (m/ha)36,5940,35+10,28% Métricas de forma Sigla/ano MSI1,791,81 Métricas de diversidade e interdispersão Sigla/ano MNN (m)902,00834,40 MPI2442,151646,26 Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Resultados Evolução da paisagem (continuação)

14 Classe de ocupação de solo 1990 (m2) 2006 (m2) Balanço PLAND(% Culturas Temporárias 53647, ,3-0,11 Florestas , ,8-13,81 Áreas Agrícolas Het , ,8-0,94 Florestas abertas , ,515,02 Tecido Urbano 2380,752770,30,07 Culturas permanentes 27495, ,3-0,16 Cursos de agua 576,25576,30 Planos agua ,80,13 Charnecas ou matos 2858,751760,3-0,20 Pastagens permanentes 7190,756863,8-0,06 Métricas de área - CA Classe de ocupação de solo 1990 (%) 2006 (%) Culturas Temporárias 2,633,06 Florestas 26,263,02 Áreas Agrícolas Het. 1,161,11 Florestas abertas 4,9913,92 Tecido Urbano 0,100,12 Culturas permanentes 0,520,47 Cursos de agua 0,02 Planos agua 0,15 Charnecas ou matos 0,320,19 Pastagens permanentes 0,16 Métricas de tamanho e densidade - NP Classe de ocupação de solo 1990 (#) 2006 (#) Balanço Culturas Temporárias Florestas Áreas Agrícolas Het Florestas abertas Tecido Urbano Culturas permanentes Cursos de agua 38 0 Planos agua Charnecas ou matos Pastagens permanentes Métricas de área - LPI Classe de ocupação de solo 1990 (m2) 2006 (m2) Culturas Temporárias Florestas Áreas Agrícolas Het Florestas abertas Tecido Urbano Culturas permanentes Cursos de agua Planos agua Charnecas ou matos Pastagens permanentes Métricas de tamanho e densidade - MPS Classe de ocupação de solo 1990 (#) 2006 (#) Culturas Temporárias Florestas Áreas Agrícolas Het Florestas abertas Tecido Urbano Culturas permanentes Cursos de agua Planos agua Charnecas ou matos Pastagens permanentes Métricas de tamanho e densidade - PSCV Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Resultados

15 Relação entre riqueza especifica e as métricas da paisagem LPIIJISDINPPSCV IMARG1990-0,80,690, ,80,690,85-0,7 R ≥ 0,6 Sig ≤ α =0,05 Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Resultados

16 EIXOS1234 Valores próprios0,1570,0380,0350,026 Correlação Espécies-variáveis ambientais 0,8440,7290,7680,786 Percentagem cumulativa de Variância Dados de espécies10,513,015,417,1 Relação Espécies- variáveis ambientais 42,953,362,970,0 Teste de significância do primeiro Eixo Canónico=0,157 F-ratio=6,087 P-value=0,002 Teste de significância de todos os Eixos Canónicos = 0,366 F-ratio=1,402 P-value=0,002 Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Resultados

17 Classes ocupação do solo/ Ano Diferença% Culturas temporárias (CT)4,074,377,4 Florestas (FL)6,428,5032,4 Áreas agrícolas heterogenias (AH)4,003,90-2,5 Florestas abertas e vegetação herbácea (FA) 3,003,6020 Tecido urbano (TU)0,710,8215,5 Culturas permanentes (CP)2,502,9819,2 Cursos de água (CA)1,582,2039,2 Planos de água (PA)2,042,207,84 Charnecas ou matos (M)3,53,808,57 Pastagens permanentes (PP)1,992,3618,6 Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Resultados

18 2006MPSNPPSCVCAMNNLPI M0.83 AH FA0.68 CP PP0.70 CT CA PA Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Resultados Relação entre riqueza especifica e as métricas por classes

19 Análise discriminante Classes ocupação do solo/ Ano F1F2 Florestas-0,7830,441 Áreas Agrícolas Heterogéneas 0,68-0,58 Culturas permanentes0,447-0,094 Tecido Urbano0,4-0,115 Florestas Abertas-0,1330,607 Matos0,1710,234 Planos de Água-0,2810,506 Cursos de Água0,2920,121 Culturas Temporárias0,231-0,607 Pastagens Permanentes-0,003-0,487 De\ a 123Total % Correcto ,27% ,06% ,50% Total ,00% Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Resultados

20 Análise Espacial Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Resultados

21 Conclusões Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Conclusão Houve fragmentação da paisagem entre o período de ; As aves nidificantes, nesta região, podem ser agrupadas e discriminadas consoante os habitats de que dependem a nível de nidificação e alimentação; Há uma relação forte entre área das classes de ocupação do solo e a presença das diversas espécies de aves nidificantes; Verificou-se que a heterogeneidade ambiental é crucial para a diversidade de espécies de aves nidificantes, na área de estudo; A maior limitação deste estudo está relacionada com metodologia utilizada nos dois Atlas das aves nidificantes o que gerou uma incompatibilidade na comparação temporal dos dados a partir dessa informação;

22 Existe uma correlação entre o número de espécies de avifauna com os atributos das manchas da paisagem; Os trabalhos desta natureza, constituem-se como ferramentas importantes para servir de base a planos de gestão; Os Sistemas de Informação Geográfica associados a uma métodos estatísticos adequados são fundamentais neste processo pois permitem uma análise exaustiva e rápida das áreas alvo. Conclusões (continuação) Análise da mudança da paisagem (BIS e PIS) entre 1990 e 2006 e seu Impacto na Diversidade de Aves Conclusão

23 Estudos futuros Realizar investigações mais aprofundadas sobre cada um dos sistemas inter-relacionados; Aplicação da metodologia utilizada neste trabalho a outras áreas geográficas; Estudar as implicações da alteração da paisagem na abundância de espécies de avifauna; Realizar estes estudos periodicamente a fim de se aferir e monitorizar os impactos que a evolução da paisagem tem a longo prazo nos sistemas biológicos.

24 OBRIGADO PELA VOSSA ATENÇÃO


Carregar ppt "Joana Costa Pereira Galego Luís Quinta-Nova Cristina Alegria Carlos Pacheco IV Encontro de Sistemas de Informação Geográfica Castelo Branco, 31 Maio de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google