A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SEMANA DE EDUCAÇÃO TEOLÓGICA. Tema: “A Teologia e o Crescimento Saudável” Bp. Divino Eterno da Silva. “Antes crescei na graça e conhecimento de Nosso Senhor.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SEMANA DE EDUCAÇÃO TEOLÓGICA. Tema: “A Teologia e o Crescimento Saudável” Bp. Divino Eterno da Silva. “Antes crescei na graça e conhecimento de Nosso Senhor."— Transcrição da apresentação:

1 SEMANA DE EDUCAÇÃO TEOLÓGICA. Tema: “A Teologia e o Crescimento Saudável” Bp. Divino Eterno da Silva. “Antes crescei na graça e conhecimento de Nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A Ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém”, 2 Pe 3.18.

2

3

4 1- CONHECER BEM A DEUS.  Sua natureza;  juízo;  Amor;  Intimidade...

5 2- AMAR A VERDADE.

6 A verdade edifica o corpo a ponto de que não sejamos mais como meninos inconsistentes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente." (Efés. 4:11-16)..

7 3- SAIR DO ERRO

8  Ninguém vos engane com palavras sem sentido. Ef. 5:6.  Guarda o tesouro que a ti foi confiado e evita o falso conhecimento.I Tim 6:20).  Todo que vai além do ensino de Cristo e não permanece nele, não tem Deus. II Jo. 1:9  Cuidado com os que causam divisões e colocam obstáculos ao ensino que aprendeste; afastai-vos deles. Rm.16:17.

9 4- REPROVAR OS QUE ESTÃO NO ERRO.

10  É nosso dever repreender aconselha e exorta. II Tm. 4:2.  Repreende para ter uma fé sadia.Tito 1:13, Lute pela fé porque certos homens se infiltraram entre vós sem que fossem notados.Jd.3.  Praticando essas defesas, seremos dignos de ser identificados com nosso Salvador na Sua vitória Ap. 17:14 e receber a coroa de justiça que está guardada para todos que amarem a sua vinda II Tm. 4:7,8.

11 III- A importância da Teologia para o crescimento saudável da Igreja

12 Todo pastor anseia ver sua igreja crescer. A igreja sadia deve crescer, precisa crescer! Se não cresce, é porque está enferma. Fidelidade e esterilidade não podem viver juntas sem grandes conflitos.  - Pergunta errada: “O que fará nossa igreja crescer”?  - Pergunta certa: “O que está impedindo nossa igreja crescer”.

13  Na busca pelo crescimento da igreja, muitos pastores estão negociando valores inegociáveis: Estão pregando o que funciona, e não o que é certo, preceituado pela Palavra de Deus. PERIGOS: que atentam fortemente contra o crescimento saudável da igreja em nossos dias:

14 A - O liberalismo teológico

15 Teologia liberal (ou liberalismo teológico) movimento teológico final do século XVIII e o início do século XX. Relativizando a autoridade da Bíblia, o liberalismo teológico estabeleceu uma mescla da doutrina bíblica com a filosofia e as ciências da religião. Ainda hoje, um autor que não reconhece a autoridade final da Bíblia em termos de fé e doutrina é denominado, pelo protestantismo ortodoxo, de "teólogo liberal".

16 Friedrich Schleiermacher( ), negava a autoridade e igualmente a historicidade dos milagres de Cristo. Ele não deixou uma só doutrina bíblica sem contestação. Para ele, o que valia era o sentimento humano: se a pessoa "sentia" a comunhão com Deus, ela estaria salva, mesmo sem crer no Evangelho de Cristo.

17 O liberalismo teológico tenta esvaziar a Escritura, desacreditando sua veracidade, negando, assim, sua inerrância. Onde ele chega, mata a igreja. O liberalismo teológico coloca a razão acima das Escrituras. Há muitas igrejas mortas na Europa, na América do Norte e também no Brasil em função do liberalismo teológico.

18 Consequências do Liberalismo Teológico: Crentes frustrados; Crentes “sem igreja”; (Desigrejados). Esgotamento espiritual; Culpa; Frustração ministerial; Confusão teológica consectuando em práticas litúrgicas ilógicas;

19 B- O Sincretismo religioso

20 O sincretismo religioso esvazia a Escritura acrescentando a ela o experiencialismo, negando, assim, sua suficiência. Nossa cultura é profundamente mística. Somos uma mistura de raças e de crenças como a pajelança indígena, a idolatria do romanismo, o cardecismo europeu e os cultos afro-brasileiros.

21 Hoje muitas igrejas mudaram o rótulo, mas mantêm o povo preso ao mesmo misticismo: sal grasso, óleo santo, copo d’água em cima da televisão e outras coisas que tem a mesma natureza ou qualidades (cimento da prosperidade, gruta dos milagres, rosa vermelha, lenço ungido, e etc.)

22 B - A ortodoxia morta

23 Do Latim ORTHODOXUS, do Grego ORTHODOXOS, “aquele que tem a opinião certa”, de ORTHO, “reto, verdadeiro, correto”, mais DOXA, “opinião, elogio”, de DOKEIN, “aparentar, parecer”. É a autêntica religião cristã pregada pelo Nosso Senhor Jesus Cristo, transmitida pelos Apóstolos aos seus sucessores e aos fiéis e preservada zelosamente na sua pureza pela Igreja Ortodoxa através dos séculos.

24 É a doutrina certa e justa, compreendida, sem reduções nem acréscimos, nas Sagradas Escrituras.  -A ortodoxia morta também esvazia a autoridade da Escritura, pois embora creia na sua infalibilidade, não a coloca em prática. Existem muitas pessoas na atualidade que não vivem o que professam. A vida do pregador fala mais alto que os seus sermões. A ação fala mais que as palavras. Exemplos influenciam mais que preceitos. –

25 E.M.Bounds disse que “homens mortos tiram de si sermões mortos e sermões mortos, matam”. Martinho Lutero dizia que sermão sem unção endurece o coração. A.N.Martin diz que a pregação poderosa está enraizada no solo da vida do pregador. Charles Haddon Spurgeon alertava os seus alunos dizendo-lhes que o mais maligno servo de Satanás é o ministro infiel do evangelho.

26 A superficialidade no púlpito

27 O analfabetismo (Teológico) esvazia a Escritura por não lhe dar o devido valor. Muitos pastores são preguiçosos, não estudam, não alimentam o povo com a Palavra. Dão palha em vez de pão ao povo. Outros alimentam o povo de Deus com uma sopa rala feita dos mesmos ossos.

28 Não é sem motivo que vemos tantos crentes desnutridos espiritualmente, andando de um lado para outro, em busca de algo que lhes sacie a fome. Falta fome da Palavra em muitas igrejas. Somente através da fiel pregação poderemos ver e experimentar um real crescimento na igreja.

29 E- IGREJAS NEGÓCIOS.

30 Há denominações e líderes que não fazem nada para transformar vidas, antes preferem vender bênçãos. Daí surge aquela frase: “pequenas igrejas, grandes negócios”. Como saber se uma igreja é bíblica ou é um negócio? Se o pastor gasta mais tempo no culto pedindo dinheiro do que orando ou lendo as escrituras, é um negócio.

31 Se a igreja está lotada, mas não há interesse em discipulado, se não há cuidado individual, mas apenas o tratamento com a multidão, não é bíblica. Se o pastor não tem profundo conhecimento bíblico,(TEOLOGICO) e não faz sermões expondo a Bíblia, mas é apenas um contador de “causos” ou de testemunhos, não é bíblica. Se a pregação não for “tome a sua cruz e siga a Jesus“, definitivamente é um negócio.

32 V- Características de uma Igreja que cresce doente

33 Depois de mais de dois mil anos de cristianismo. Depois de tantos concílios universais da igreja. Depois de tantos milhares de livros escritos sobre toda a teologia, esbarramos no sec. XXI com uma igreja que cresce doente. Deveria estar sadia, viçosa e madura, mas se encontra raquítica, doente e vem perdendo sua força a cada geração. Sua importância é questionada e seu valor posto à prova. Caracteristicas que apontam para uma igreja que cresce doente.

34 1- Gigantismo em Lugar de Crescimento

35 Hoje o padrão para se avaliar a benção sobre uma comunidade é o número de frequentadores. Não importa se são salvos ou não, mas se está cheio. Tomando este padrão como norma para as épocas da igreja, veremos que o próprio fundador da igreja foi um fracasso, pois, deixou somente 120 discípulos e estes medrosos.

36 Os membros deixam de ser ovelhas e tornam-se estatísticas. “hoje já somos tantos milhares...”. Com isso querem mostrar que o Senhor é mais bondoso com eles que com as demais congregações? Esse gigantismo é uma distorção gritante do que a Palavra diz. A igreja está doente quando confundi gigantismo com crescimento.

37 2- Muito Dinheiro Investido em “coisas” e Pouco em Novas igrejas (missões).

38  Qual será o valor patrimonial das maiores igrejas nos país ?  Paulo sempre apontava para a graça de Deus. Nunca achou que nele havia algum bem ou valor, mas sempre a graça. “todavia não eu, mas a graça de Deus, que está comigo”. Paulo sofria e lutava para que Cristo fosse formado em seus ouvintes.  A igreja cresce doente quando ela olha para dentro de si mesma enxergando somente suas necessidades e esquece-se de olhar para a seara que está branca e pronta para ceifa.

39  A igreja cresce doente quando já não mais chora pelos perdidos e seus destinos, mas se alegra com um capitalismo travestido de espiritualidade.  A Igreja cresce doente quando perde seu grande alvo, o mesmo de Cristo, buscar e salvar o perdido.

40 3 – O Pragmatismo é Mais Importante Que a Palavra

41 “Se funciona deve ser de Deus”. Não perguntamos se está de acordo com a Palavra. “Deu resultado esqueça o resto”. Temos um exemplo dramático no Antigo Testamento. “Israel quando saiu do Egito não se dispersou no deserto porque adorou o bezerro de ouro”. Um fim foi alcançado, a não dispersão, mas ao preço de sacrificar a comunhão com Deus. O pragmatismo sacrifica a Palavra no altar do erro e do oportunismo. A igreja cresce doente quando aceita os resultados sem prová-los pela Palavra.

42 4 - Emoção Sim, Razão Não.

43 Somos chorosos, gritadores, histéricos e menos racionais. Muitos pastores, não em sua totalidade, incentivam a irracionalidade e a emoção extrema como forma de espiritualidade. Acham que se o povo gritar e pular é porque o Espírito Santo está agindo. Não me entendam mal. Creio que a presença de Deus pode mexer com todo nosso ser e podemos ter reações não convencionais, como aconteceu na época de Jonathan Edwards (1737), Azuza Street (1908) Mas somente emoção destituída de razão é um absurdo.

44 John Mackay disse: “Ação sem reflexão é paralisia da razão”. Paulo nos encoraja a praticarmos um culto racional (Rm. 12:1). Paulo nos encoraja a buscamos a sabedoria e o conhecimento para aprovarmos as obras de Deus. A igreja cresce doente quando exalta a emoção e esquece-se da razão. Está doente porque o arrepio vale mais que a Palavra que em tudo pode nos tornar aptos para salvação.

45 5 - O Evangelho da Cruz Foi Sacrificado no Altar de Mamon.

46 Em todo o mundo o abismo entre ricos e pobres aumenta assustadoramente e os efeitos desastrosos de uma política neoliberal se fazem sentir, nada mais seduz as pessoas do que a oferta de dinheiro fácil, haja vista, o alto grau de endividamento dos aposentados após o governo federal permitir um comprometimento de suas rendas em empréstimos junto a bancos.

47 O lucro dos bancos têm sido astronômicos. O povo endividado até o pescoço e os banqueiros colhendo os maiores resultados das últimas décadas. Neste contexto o que mais cresce no Brasil são casas lotéricas, bingos, jogos eletrônicos proibidos e “igrejas arrecadadoras”. Atraem os pobres com promessas de enriquecimento rápido. As loterias e congêneres pela facilidade de aposta e as igrejas com a doentia teologia da prosperidade ou da vitória financeira. Será que isto não está provocando uma desevangelização do Brasil? Estamos perdendo um momento precioso de anunciarmos o evangelho da cruz que gera arrependimento, fé e o novo nascimento.

48  Em muitos lugares o evangelho da cruz foi substituído pelo evangelho da prosperidade que gera ganância, barganha, materialismo e grandes desapontamentos. Sabemos que a maioria nunca chegará a gozar das falsas bênçãos apregoadas por pregadores gananciosos, materialistas e desumanos.

49 Está emergindo toda uma geração de cristãos decepcionados com o evangelho de Cristo. Pessoas que no médio e longo prazo nada farão pelo Reino de Deus, porque estão tentando absorver ou conviver com as frustrações que tiveram nas igrejas que pregam tais distorções.

50 6 – Teologia e Clareza Doutrinária Não, Revelações Sim

51 Visões, palavras proféticas, mostram o vazio interior de líderes confusos e desequilibrados. Muitos cristãos acham que qualquer pessoa que fala em nome de Deus ou se diz pastor merece crédito. Estamos vivendo um momento onde milhares de pastores autocomissionados e mesmo consagrados a rodo falam em nome de Deus.

52 não possuem formação teológica sadia, falam sobre revelações, visões que nunca tiveram, usando a Bíblia como um manual manipulável e manipulador de massas. A igreja cresce doente porque as novas revelações são mais importantes que A Revelação da Palavra. A igreja cresce doente porque os sentimentos são mais valorizados que o pensar consistente. A igreja cresce doente porque relativizou a Palavra de Deus. Cresce doente porque não possui mais valores absolutos.

53 Há esperança: Mas ainda resta muita esperança porque o Soberano Senhor está no controle de tudo e porque existem homens e mulheres de Deus que pagam um preço pela sanidade, integridade e não se curvam, nem se embriagam com estas posturas alucinadoras. È HORA DE INGRESSAR NO SEID.

54 REFERENCIAS BIBLIOGAFICAS. FERNANDES, Francisco. Superdicionário da Língua Portuguesa, 52a Ed. São Paulo: Globo, CÉSAR, Marília de Camargo. Feridos em nome de Deus. São Paulo: Mundo Cristão, 2009, Cf. TOZER, Aiden Wilson. Esse Cristão Incrível. 3a Ed. São Paulo: Mundo Cristão, 2000, PIPER, John. Teologia da Alegria. São Paulo: Shedd, SHEDD, Russell Phillip. Teologia do Desperdício. São Paulo: Vida Nova, ZABATIERO, Julio Paulo Tavares. Fundamentos da Teologia Prática. São Paulo: Mundo Cristão, DURAN, Márcio. Teologia da Simplicidade. Rio de Janeiro: MK Publicitá, Pr. Luiz Fernando Ramos de Souza Ministério Força para Viver


Carregar ppt "SEMANA DE EDUCAÇÃO TEOLÓGICA. Tema: “A Teologia e o Crescimento Saudável” Bp. Divino Eterno da Silva. “Antes crescei na graça e conhecimento de Nosso Senhor."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google