A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Língua Portuguesa www.scipione.com.br/radix Figuras de linguagem.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Língua Portuguesa www.scipione.com.br/radix Figuras de linguagem."— Transcrição da apresentação:

1 Língua Portuguesa Figuras de linguagem

2 Língua Portuguesa O que são? São recursos expressivos usados em um texto. São divididas em: Figuras de somFiguras de construção Figuras de pensamentoFiguras de palavras Figuras de linguagem

3 Língua Portuguesa Aliteração É a repetição ordenada de mesmos sons consonantais. “Leves véus velam nuvens vãs, a lua.” (Fernando Pessoa) É a repetição ordenada de sons vocálicos idênticos. “[...] o que o vago e o incógnito desejo de ser eu mesmo de meu ser me deu.” (Fernando Pessoa) Figuras de som (I) Figuras de linguagem Assonância

4 Língua Portuguesa É a aproximação de palavras de sons parecidos, mas com significados diferentes. Onomatopéia É a criação de uma palavra a fim de imitar um som. “Plunct, Plact, Zum/ não vai a lugar nenhum.” (Raul Seixas) “Eu que passo, penso e peço.” (Sidney Miller) Figuras de linguagem Figuras de som (II) Paronomásia

5 Língua Portuguesa Anacoluto É a quebra da estrutura da frase pela inserção de um termo solto. É a ausência de conectivos na ligação de elementos. “O homem, chamar-lhe mito não passa de anacoluto.” (Carlos Drummond de Andrade) “Clara passeava no jardim com as crianças O céu era verde e sobre o gramado, a água era dourada sob as pontes,/ [...]” (Carlos Drummond de Andrade) Figuras de construção (I) Figuras de linguagem Assíndeto

6 Língua Portuguesa Elipse “Na sala, apenas quatro ou cinco convidados.” [Omissão de havia.] ( Machado de Assis) É a omissão intencional de um termo fácil de ser identificado pelo contexto. “Ouviram do Ipiranga as margens plácidas de um povo heróico o brado retumbante [...]” (Hino Nacional Brasileiro) É a mudança da ordem direta dos termos da frase. Figuras de linguagem Figuras de construção (II) Inversão

7 Língua Portuguesa Pleonasmo “A mim me parece que o senhor se engana.” (Miguel de Cervantes) É a repetição de idéias a fim de enfatizá-las. É a repetição de conectivos na ligação de elementos. “[...] e sob as ondas ritmadas/ e sob as nuvens e os ventos/ e sob as pontes/ e sob os túneis [...]” (Carlos Drummond de Andrade) Figuras de linguagem Figuras de construção (III) Polissíndeto

8 Língua Portuguesa Silepse Vossa Majestade está preocupado. Os lusíadas marcou nossa literatura. Os brasileiros somos um povo pacífico. É a concordância com elementos subentendidos, implícitos. Ela pode ser de gênero, número e pessoa. É a omissão de um termo que já apareceu anteriormente. Figuras de linguagem Figuras de construção (IV) Zeugma “Nem ele entende a nós, nem nós a eles” [Omissão de entendemos.] (Camões)

9 Língua Portuguesa Antítese “Nesse momento todos os bares estão repletos de homens vazios.” (Vinicius de Moraes) É a aproximação de termos contrários, de palavras que se opõem pelo sentido. “Minha senhora dona, um menino nasceu: o mundo tornou a começar.” (Guimarães Rosa) É a interpelação enfática a alguém (ou a algo personificado). Figuras de pensamento (I) Figuras de linguagem Apóstrofe

10 Língua Portuguesa Eufemismo “Nascendo, rompendo, tomando, rasgando meu corpo [...].” (Gonzaguinha) É a apresentação de idéias em progressão ascendente. É a substituição de uma expressão por outra menos brusca, a fim de suavizá-la. Você não foi feliz no campeonato. [Em vez de “Você foi derrotado”.] Figuras de linguagem Figuras de pensamento (II) Gradação

11 Língua Portuguesa Hipérbole A excelente Dona Inácia era mestra na arte de judiar das crianças.” (Monteiro Lobato) É a utilização de um termo em sentido oposto ao usual, a fim se de obter efeito crítico ou humorístico. É o exagero de uma idéia a fim de enfatizá-la. Estou morrendo de fome. [Em vez de “Estou com muita fome”.] Figuras de linguagem Figuras de pensamento (III) Ironia

12 Língua Portuguesa Prosopopéia (personificação) É a atribuição de características humanas a seres inanimados. “O amor é um grande laço um passo pra uma armadilha.” (Djavan) Figuras de linguagem Figuras de pensamento (IV)

13 Língua Portuguesa Antonomásia A Cidade Maravilhosa é mesmo linda. [Cidade Maravilhosa em lugar de Rio de Janeiro.] É a substituição de um nome por uma expressão que o identifica com facilidade. O pé da cadeira quebrou de repente. É o emprego de palavras fora de seu significado real, mas que, por causa da utilização contínua, acabam assumindo esse significado também, sem que se perceba esse uso figurado. Figuras de palavras (I) Figuras de linguagem Catacrese

14 Língua Portuguesa Metáfora “Amor é um fogo que arde sem se ver.” (Camões) É uma espécie de comparação implícita, em que o conectivo comparativo fica subentendido. Ela procura no Aurélio o significado das palavras que não conhece. [Aurélio está no lugar de dicionário.] É a substituição de um termo por outro quando existe uma proximidade entre eles. Figuras de linguagem Figuras de palavras (II) Metonímia

15 Língua Portuguesa Sinestesia Um áspero sabor de mágoa o acometia. [Áspero: sensação tátil; sabor: sensação gustativa.] É a mescla, numa expressão, de sensações percebidas por diversos órgãos do sentido. Figuras de linguagem Figuras de palavras (III)


Carregar ppt "Língua Portuguesa www.scipione.com.br/radix Figuras de linguagem."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google