A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Experimentação animal Utilização dos animais em pesquisas científicas Mestrado Integrado em Medicina Veterinária Disciplina de Deontologia 18 de Junho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Experimentação animal Utilização dos animais em pesquisas científicas Mestrado Integrado em Medicina Veterinária Disciplina de Deontologia 18 de Junho."— Transcrição da apresentação:

1 Experimentação animal Utilização dos animais em pesquisas científicas Mestrado Integrado em Medicina Veterinária Disciplina de Deontologia 18 de Junho de 2010

2 Um pouco de história… - As primeiras referências a ensaios em animais são encontradas nos escritos dos gregos no segundo e quarto séculos a.C. - Actualmente, frequentemente os animais são utilizados como modelos, a fim de se obterem conhecimentos e possíveis benefícios para a espécie humana. Experimentação Animal – Deontologia 2010

3 Senso comum… As pessoas em geral têm uma visão ingénua a respeito da experimentação animal e o seu interesse pelos animais é bastante selectivo, mais dirigido a animais mamíferos de grande porte. Experimentação Animal – Deontologia 2010

4 Experimentação animal  Produtos testados em animais em diferentes fases do seu desenvolvimento. Animais passam por um complexo e longo processo de experiências. Milhões de animais Mutilados Queimados Envenenados Expostos à acção de gases Testes ultrapassados e desnecessários!! Experimentação Animal – Deontologia 2010

5 Exemplo: Teste de Draize Testes de Draize servem como medidores da acção nociva, no entanto caso exista toxicidade, os produtos são mesmo assim lançados para o mercado. Coelhos imobilizados em suportes e olhos mantidos abertos com clips de metal. Geralmente ocorre cegueira. Experimentação Animal – Deontologia 2010

6 Teste de Draize Inconvenientes: 1. A espessura, estrutura do tecido e bioquímica da córnea do coelho e do humano são diferentes; 2. Os coelhos têm ductos lacrimais pouco desenvolvidos (quase não produzem lágrimas); 3. Resultados de testes são sujeitos às interpretações ambíguas; o que aparenta ser um dano grave para um técnico pode parecer brando para um outro. Experimentação Animal – Deontologia 2010

7

8

9 Alternativas  Simulações por computador  Utilização de cultura de células para estudos de toxicidade e irritação  Voluntários humanos Experimentação Animal – Deontologia 2010

10 As leis existem? É difícil estimar o número de animais utilizados em experimentação para produtos comerciais, visto que as empresas não são obrigadas a divulgar quaisquer números. Não cumpre a Directiva 86/609/CEE do Conselho de 24 de Novembro de 1986 Não se usam analgésicos e os animais têm que ser fortemente imobilizados. É comum partirem o pescoço ou a coluna ao tentarem fugir. Não cumpre as alíneas a), d) e e) do Artigo 5g. Correspondente à Directiva Para toxicologia – teste DL 50 – animais sofrem convulsões, paralisia, ferimentos internos, diarreia, vómitos e dificuldades respiratórias. Não cumpre a quarta alínea do Artigo 7g., correspondente à Directiva Experimentação Animal – Deontologia 2010

11 Então…  Porque testamos medicamentos em animais?  As investigações utilizam cada vez mais animais?  As experiências causam dor aos animais?  Porque utilizamos animais para a maioria das experiências?  Como poderemos ter a certeza que os animais abandonados não são utilizados em pesquisas?  Como poderemos aprender com as pesquisas em animais e ajudar os humanos?  Porque é que os veterinários, que são supostamente para tratar animais doentes, fazem muitas vezes experiências neles?  Será que realmente temos direito à experimentação em animais? E sobre os direitos dos animais o que defendemos? Experimentação Animal – Deontologia 2010

12 Importância da Experimentação animal  Permite descobrir métodos mais eficazes para diagnóstico e tratamento de doenças nos humanos e animais.  Garantir a segurança de novos tratamentos e procedimentos médicos.  Vacinas  Transplantes  Técnicas cirúrgicas Não é por acaso que a maior parte dos detentores do prémio Nobel, nas ciências biológicas, realizam as suas investigações com animais. Experimentação Animal – Deontologia 2010

13 Contudo…  A imprensa e os grupos activistas têm tentado distorcer os factos sobre a pesquisa com animais: – Dor infligida nos animais – Os médicos já sabem o suficiente – Tecnologia moderna que pode substituir o uso de animais Experimentação Animal – Deontologia 2010

14 Espécies utilizadas  Gatos (Sida, glaucoma, toxoplasmose…)  Porcos (osteoporose, artrites, doenças cardíacas…)  Chinchilas (infecções do ouvido médio)  Cães (transplante de medula óssea, anemia, quimioterapia…)  Enguias eléctricas (estudos neurobiológicos…)  Furões (influenza…)  Rãs, peixes, répteis e aves (vacina do tétano, malária, estudos neurobiológicos…)  Porquinhos da Índia (estudos nutricionais, deficiência de vitamina C)  Lagostas (Sífilis, Parkinson, doenças motoras…)  Primatas (Vacinas, obesidade, arteriosclerose…)  Coelhos (teste de cosméticos, glaucoma, colesterol…)  Ratos (vacinas, terapia genética, tratamentos de fertilidade…)  Ovelhas (shunts arteriovenosos)  Marmotas (hepatite B, cancro do fígado) Experimentação Animal – Deontologia 2010

15 Cuidados com os animais  Alimentos, água e estimulação social  Protecção e condições de ambiente controladas  Vacinação contra doenças mais comuns  Gaiolas com conforto e segurança  Enriquecimento ambiental Experimentação Animal – Deontologia 2010

16 Equipa de investigação  Investigador principal  Co-investigadores  Técnicos de investigação  Veterinário de animais de laboratório  Técnico de laboratório animal Experimentação Animal – Deontologia 2010

17 Benefícios para os humanos  Aumento da esperança média de vida  Vacinas (tétano, poliomielite, difteria, sarampo, hepatite…)  Descoberta da causa da diabetes (cães)  Tratamento cirúrgico de doenças cardíacas (cães)  Transplantes de órgãos Será que a investigação animal já ajudou a sua família? Experimentação Animal – Deontologia 2010

18 Benefícios para os animais  Vacinas para parvovirose canina, leucemia felina, raiva, etc.  Tratamentos para doenças. Será que a investigação animal já ajudou o seu animal? Experimentação Animal – Deontologia 2010

19 Exploração dos animais:  Filmes de grande sucesso  Circos  Práticas sociais (touradas, garraiadas).  Experimentação científica, representa apenas a forma mais racional e reduzida de uso. É uma via de mão dupla, uma vez que os estudos feitos com animais beneficiam o ser humano e também os animais. Experimentação Animal – Deontologia 2010

20 Concluindo … Experimentação Animal – Deontologia 2010

21 Trabalho realizado por:  Ana Vieira  Débora Martins  Eva Cleto  Filipe Dias  Paulo Bróis Experimentação Animal – Deontologia 2010


Carregar ppt "Experimentação animal Utilização dos animais em pesquisas científicas Mestrado Integrado em Medicina Veterinária Disciplina de Deontologia 18 de Junho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google