A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DEUTSCHKURS Para Brasileiros NÍVEL A1 Apresentação 011 LILI MARLEEN Marcelo Freitas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DEUTSCHKURS Para Brasileiros NÍVEL A1 Apresentação 011 LILI MARLEEN Marcelo Freitas."— Transcrição da apresentação:

1

2 DEUTSCHKURS Para Brasileiros NÍVEL A1 Apresentação 011 LILI MARLEEN Marcelo Freitas

3 LILI MARLEEN Lili Marleen era apenas um poema de 3 estrofes escrito por Hans Leip, um soldado alemão da 1ª Guerra Mundial, em O título original era „Das Mädchen unter der Laterne“ (A garota sob o poste ou luminária). Em 1937 Leip escreveu um livro de poesias, adicionou mais duas estrofes e publicou o texto sob o título de „Das Lied eines jungen Soldaten Wachpostens“ (A canção do jovem soldado sentinela). Em 1938 Norbert Schultze transformou as cinco estrofes em música e a repetição do nome Lili Marleen ao final de cada estrofe acabou por fixar o nome da canção como Lili Marleen. Trata-se de uma canção muito simples cuja melodia se repete ao longo da letra. Talvez por isso ela literalmente „grudava“ no ouvido e era repetida facilmente pelo público. É uma canção nostálgica que fala de uma garota (ou duas:) e da incerteza do reencontro sob a luz da luminária em frente ao quartel. Não se sabe se Lili e Marleen eram duas moças ou um nome composto. A opinião prevalente é a de que Leip tinha duas namoradas e que as encontrava sob a luminária alternadamente. Durante a 2ª Guerra Mundial Lili Marleen tranformou-se no hino dos soldados e todos sabiam cantá- la. Os chefes de guerra alemães, a princípio, não gostaram do espírito sentimental que ela conferia aos soldados e a música chegou a ser proibida. Em 1941, ao ser difundida pela Rádio Belgrado, uma rádio alemã de longo alcance baseada na Sérvia, sempre às 21:55h no encerramento das transmissões, a música suspendia os combates por alguns minutos, pois todos os soldados paravam para ouvir o rádio. A canção provou ser um alívio necessário para a dureza da guerra e acabou sendo liberada pelo comando alemão, que inclusive encomendou uma versão militarizada da música com tambores ao fundo. Lili Marlene não era ouvida apenas pelos alemães. Os Aliados adoravam a canção, mesmo cantada na língua do inimigo, e também sintonizavam a Rádio Belgrado para ouvi-la. Logo fizeram uma versão em inglês (Tommie Connor, 1944) e em diversas outras línguas. A canção tornou-se universal e não somente alemã, mas sem dúvida ela é melhor apreciada em seu idioma original, sorte dos que estudam alemão.

4 QUEM CANTAVA LILI MARLEEN? Embora seja uma canção tipicamente masculina e dirigida aos soldados, Lili Marleen foi quase sempre gravada por vozes femininas. Aparentemente os soldados em batalha ansiavam por ouvir uma voz de mulher e assim a música teve melhor aceitação. A primeira cantora a gravar Lili Marleen foi Lale Andersen, que a gravou um mês antes do início da guerra em O sucesso somente veio com a transmissão pela Rádio Belgrado em 1941, já em pleno conflito. Devido ao tom melancólico da canção, Goebels a proibiu e impediu Lale Andersen de se apresentar por um período. O apelo da tropa, no entanto, transformou Lale Andersen em uma estrela cujo sucesso ultrapassou as fronteiras alemãs sendo ouvida igualmente pelos Aliados. Lale gravou a versão completa do poema com 5 estrofes e depois, a pedido do comando nazista, gravou uma versão em tom marcial com uma bateria militar ao fundo. A imagem da garota esperando sob a luminária tornou-se recorrente nos souvenirs europeus, uma referência a Lili Marleen. A História de Lale foi adaptada para o cinema pelo diretor alemão Rainer Werner Fassbinder no já clássico filme Lili Marleen. Homenagem a Lale Andersen e à canção que a consagrou, na cidade de Langeoog no noroeste da Alemanha, de frente para o Mar do Norte, onde Lale viveu seus últimos dias até 1972.

5 E MARLENE DIETRICH? Marlene Dietrich era uma atriz alemã do cinema mudo com grande sucesso nos anos 20 e 30. Transferiu-se para Holywood onde fez carreira como atriz e se naturalizou americana em Ela possuía uma forte posição política anti-nazista e retornou à Europa durante a 2ª Guerra Mundial como „Entertainer“ das forças aliadas, apresentando-se para os soldados em todas as frentes de batalha. Devido à sua beleza exótica ela era um verdadeiro símbolo sexual. Dietrich era uma figura polêmica na Alemanha, pois sendo alemã se colocou ao lado dos Aliados. Como a canção Lili Marleen era muito popular entre os soldados aliados, nada mais natural que uma estrela do cinema americano, que ademais falava alemão, a gravasse. Marlene Dietrich gravou Lili Marleen tanto na versão em alemão como em inglês a pedido dos órgãos de propaganda americanos. No pós-guerra ela recebeu as mais altas condecorações nos Estados Unidos e na França, sendo considerada uma heroína de guerra por serviços prestados. Sua versão de Lili Marleen acabou mais conhecida no ocidente do que a de Lale Andersen. Ela canta apenas 4 estrofes. Sua maneira de cantar é um pouco mais suave e sensual e tinha ao seu lado o cinema e a propaganda americana. Ao contrário do que se imagina, o título na canção não tem relação com o nome de Marlene que é a simples junção de seus dois nomes „Marie Magdalene“.

6 DO QUE FALA A CANÇÃO? Fala de saudade, da incerteza quanto ao futuro em um tempo de guerra. É basicamente uma canção de amor. O soldado se despediu de sua amada em frente ao portão do quartel sob a luz de um lampião onde costumavam se encontrar. Essa lembrança o acompanha nos campos de batalha e ele a idealiza de tal forma que se torna um sonho. Ele anseia reencontrar sua amada no mesmo local quando a guerra acabar e tudo voltar a ser como era antes.

7 ANOTE AS PALAVRAS FALTANTES (Utilizamos uma versão de Marlene Dietrich com apenas 4 estrofes) Bei der vor dem großen Tor Steht eine und steht sie noch davor Da wollen wir uns Bei der wollen wir stehen Wie Lili Marleen, wie Lili Marleen Unsere beiden sah‘n wie einer aus Daß wir lieb uns hatten, daß sah man gleich daraus Und alle soll‘n es seh‘n Wenn wir bei der stehen Wie Lili Marleen, wie Lili Marleen Deine kennt sie, deinen Gang Alle brennt sie, doch mich vergaß sie lang Und sollten mir ein geschehen Wer wird bei der stehen Mit dir Lili Marleen, mit dir Lili Marleen? Aus dem tiefen, aus der Erde Küßt mich wie im dein verliebter Mund Wenn sich die späten drehn Wer wird bei der stehen Mit dir Lili Marleen, mit dir Lili Marleen?

8 PALAVRAS FALTANTES Kaserne = caserna, quartel, local onde ficam alojados os soldados. Laterne = luminária, lampião, poste de luz. Wiedersehen = reencontrar. einst = uma vez, outrora. Schatten = sombra, silhueta. Leute = pessoas. Schritte = passos schönen = belo. Abend = noite. Leid = lamento, dor, tristeza, infelicidade. Raume = espaço sideral, o céu. Grund = terra, chão. Traume = sonho. Nebel = neblina, névoa, nevoeiro.

9 A LETRA COMPLETA (Há pequenas variações da letra nas várias gravações) Bei der Kaserne vor dem großen Tor Steht eine Laterne und steht sie noch davor Da wollen wir uns wiedersehen Bei der Laterne wollen wir stehen Wie einst Lili Marleen, wie einst Lili Marleen Unsere beiden Schatten sah‘n wie einer aus Daß wir lieb uns hatten, daß sah man gleich daraus Und alle Leute soll‘n es seh‘n Wenn wir bei der Laterne stehen Wie einst Lili Marleen, wie einst Lili Marleen Deine Schritte kennt sie, deinen schönen Gang Alle Abend brennt sie, doch mich vergaß sie lang Und sollten mir ein Leid geschehen Wer wird bei der Laterne stehen Mit dir Lili Marleen, mit dir Lili Marleen? Aus dem tiefen Raume, aus der Erde Grund Küßt mich wie im Traume dein verliebter Mund Wenn sich die späten Nebel drehen Wer wird bei der Laterne stehen Mit dir Lili Marleen, mit dir Lili Marleen?

10 PREPOSIÇÕES Quatro preposições aparecem na letra: BEI, VOR, MIT e AUS. BEI – Utilizada aqui para marcar um lugar, significa „perto de“. Não há uma posição específica, apenas indica que está próximo. A preposição bei pede sempre Dativo. Aparece na letra nos seguintes versos: „bei der Kaserne“ e „bei der Laterne“. Tanto Kaserne quanto Laterne são palavras feminias (die), porém aparecem aqui com o artigo DER pois ambas são regidas pela preposição bei que pede dativo. O artigo no dativo para o feminino é der. VOR – Também marca um lugar, mas especificamente. Significa „em frente a“ e é uma preposição de lugar que pode pedir akkusativo ou dativo (weschselpräpositionen) dependendo do sentido do verbo. Se o verbo denotar deslocamento cabe akkusativo, se o sentido for de permanência cabe dativo. Aparece nos seguintes versos: „vor dem großen Tor e steht sie noch davor“. Nesses versos o autor está tratando da Laterne que fica (steht) na frente do quartel. Como o verbo stehen denota permanência, a preposição vor regerá o dativo. Por isso a utilização do artigo DEM para a palavra masculina Tor. Em davor, agrega-se a particula „da“ em frente a vor, para indicar que a Laterne está lá (da) na frente. MIT – Significa „com“ e é uma preposição que sempre pede dativo. Aparece na letra na frase “mit dir Lili Marleen“. Após MIT vem o pronome pessoal de 2ª pessoa declinado no Dativo, DIR. AUS – Indica procedência e aparece na música na frase „Aus dem tiefen Raume, aus der Erde Grund“. Alguma coisa, no caso a imagem da boca da amada, vem do profundo céu e da terra. Aus é uma preposição que pede sempre Dativo. Por isso o artigo DEM para a palavra masculina Raume e o artigo DER para a palavra feminina Erde.

11 VERBOS STEHEN – Significa estar, permanecer, ficar em algum lugar, em geral numa posição vertical, em pé. É um verbo central na música, pois a Laterne fica em frente ao quartel e os casal ficava sob a luz da Laterne. Aparece na letra nas seguintes frases: Steht eine Laterne – Aqui numa inversão com o verso anterior. A frase completa em uma ordem natural para nós seria Eine Laterne steht bei der Kaserne. Significando que uma Laterne fica lá, parada, na frente do portão do quartel. Na frase o verbo aparece conjungado na terceira pessoa do singular pois o autor trata a Laterne como sie (ela). A conjugação do verbo stehen é: ich stehe, du stehst, er/sie steht, wir stehen, ihr steht, sie stehen. Bei der Laterne wollen wir stehen. As pessoas, no caso nós (wir) também ficamos (stehen) em algum lugar, no caso eles querem ficar junto à Laterne.

12 VERBOS WOLLEN – É o verbo querer. Aparece na letra nas seguintes frases: Da wollen wir uns wiedersehen – Da (lá) junto à Laterne, nós queremos nos rever. A conjugação do verbo wollen é a seguinte: Ich will, du willst, er will, wir wollen, ihr wollt, sie wollen. Bei der Laterne wollen wir stehen. Nós queremos ficar junto à Laterne. WIEDERSEHEN – Muito popular na expressão „aufwiedersehen“ que significa adeus ou até a vista. É composto do advérbio wieder (novamente) e do verbo sehen (ver). Uma tradução mais exata seria rever, o que pode ser feito pessoalmente ou, hoje em dia, pela webcam. Reencontrar também cabe bem, pois as pessoas em geral querem se ver pessoalemente, ou se encontrar. Aparece na letra acompanhado do pronome UNS que é o pronome oblíquo referente à primeira pessoa do plural (wir) e dá a esse verbo uma forma reflexiva de reciprocidade „nos revermos“.

13 VERBOS AUSSEHEN – Trata-se de um derivado do verbo sehen (ver) e traduzindo para o português significa ser visto de certa maneira ou parecer. Talvez seja difícil vê-lo na música pois ele aparece no passado (präteritum) conjugado na terceira pessoa do plural e separado do prefixo. A conjugação correta é Sahen, mas o autor colocou um apóstrofo para facilitar a métrica da música. Unsere beiden Schatten sah‘n wie einer aus (nossas sombras/silhuetas parecem uma só) SEHEN – Aparece no segundo verso da segunda estrofe no Präteritum e na terceira pessoa do singular (sah) para combinar com o pronome indefinido MAN que indica as pessoas em geral, a gente, e que, como em português é sempre de terceira pessoa do singular. daß sah man gleich daraus. (que as pessoas vêem assim) Já no verso seguinte aparece no infinitivo (sehen), aqui também com apóstrofo no lugar do E em razão da métrica da canção. Nesse caso ele é o verbo principal acompanhado do auxiliar „sollen“ que indica dever. Und alle Leute sollen es sehen (E todos devem ver).

14 VERBOS LIEBHABEN – É outro jeito de amar, literalmente ter amor. Aparece uma vez e conjugado no Präteritum, na primeira pessoa do plural. Daß wir lieb uns hatten (que o amor que nós nos tínhamos) KENNEN - Deine Schritte kennt sie. Quem é ela? Sie ist die Laterne. O autor trata a Laterne como sie (ela). Ela conhece os seus passos (Schritte) e o seu belo caminhar deinen schönen Gang. BRENNEN – Significa queimar. Sie brennt (Ela queima). Como as Laternes de antigamente eram a gás, ela queimava para iluminar. Alle Abend brennt sie. A Laterne queima a noite toda. VERGESSEN – Esquecer. Ele aparece no Präteritum (vergaß). A Laterne esqueceu dele há muito tempo. doch mich vergaß sie lang. SOLLEN – Já vimos que ele aparece na 2ª estrofe und alle Leute soll‘n es seh‘n (E todos devem ver). Ele volta a aparecer na 3ª estrofe und sollten mir ein Leid geschehen. Aqui no Pratäritum. Se algo ruim (Leid) tivesse que me acontecer...

15 VERBOS GESCHEHEN – Acontecer. O que poderia acontecer? Uma desgraça, uma coisa triste (ein Leid). Embora Leid indique terceira pessoa do singular o verbo geschehen não o acompanha, pois o auxiliar sollen já está na terceira pessoa, aqui no präteritum (sollte). O mesmo ocorre em português na locução „algo poderia me acontecer“. O verbo poder está conjugado na terceira pessoa, mas o verbo principal permaence no infinitivo. Und sollten mir ein Leid geschehen. WERDEN – O verbo werden significa tornar-se. Sua conjugação é: ich werde, du wirst, er wird. Como as coisas que se transformam transformaram-se para o futuro ele é usado como verbo auxiliar para compor o futuro em alemão. Ex. Ich werde es tun (Eu farei isso) ou Er wird es tun (ele fará isso). Na música ele aparece em forma de pergunta Wer wird bei der Laterne stehen mit dir Lili Marleen? Então o wird é o auxiliar para fazer o futuro do verbo principal, que nessa frase é o stehen. Quem ficará com você sob a Laterne Lili?

16 VERBOS KÜSSEN – Beijar. O autor sonha que a adorada boca de sua amada o beija. A boca é terceira pessoa do singular e se conjuga sie küßt. Küßt mich wie im Traume dein verliebter Mund. DREHEN – Significa virar. A Neblina (der Nebel) vira por sobre a cidade. Significa que ela cobre o lugar. Wenn sich die späten Nebel drehen. O verbo aqui está no infinitivo com efeito de futuro pois se trata do subjuntivo. Quando a neblina tardia cair.

17 OUTRAS GRAVAÇÕES Siga o link do Youtube para ouvir a gravação original na voz de Lale Andersen, com 5 estrofes: (Se houver falha no link, basta selecionar o endereço na barra do navegador e teclar enter) No Link seguinte a versão militarizada solicitada pelo comando alemão e gravada pela própria Lale Andersen. Observe que ela parece cantar contrariada, um pouco triste. Ela havia saído de um período de depressão pelo afastamento dos palcos determinado por Goebels. No próximo link a letra completa com as 5 estrofes e mais traduções e versões para diversas línguas:

18 REFERÊNCIAS Este material é um trabalho escolar realizado por um aluno do Instituto Goethe de Curitiba-PR, Brasil e não possui fins lucrativos ou intenção de distribuição. No entanto, pode ser repassado livremente para os interessados no aprendizado da língua alemã. Evidentemente, o material não substitui um bom professor. As fontes de pesquisa para a realização desse trabalho provêm de consulta a sites da internet e das informações recebidas em aula. Abaixo seguem os links para os sites consultados, cuja menção serve como crédito para as informações e imagens utilizadas:


Carregar ppt "DEUTSCHKURS Para Brasileiros NÍVEL A1 Apresentação 011 LILI MARLEEN Marcelo Freitas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google