A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Eletricidade Básica Prof. Raul Diaz Rosas CORRENTE ELÉTRICA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Eletricidade Básica Prof. Raul Diaz Rosas CORRENTE ELÉTRICA."— Transcrição da apresentação:

1

2 Eletricidade Básica Prof. Raul Diaz Rosas

3 CORRENTE ELÉTRICA

4

5 NÊUTRONS: NÃO POSSUEM CARGAS ELÉTRICAS PRÓTONS: POSSUEM CARGAS POSITIVAS ELÉTRONS: POSSUEM CARGAS NEGATIVAS

6 N N ELEMENTOS NEUTROS OU SEM CARGA, NADA ACONTECE.

7 - - CARGAS IGUAIS:

8 - -

9 + - CARGAS DIFERENTES:

10 + -

11 UM ÁTOMO POSSUI VÁRIAS ÓRBITAS, CADA ÓRBITA CONTÉM UMA QUANTIDADE DE ELÉTRONS.

12 ÁTOMOS COM : POUCOS ELÉTRONS NA ÚLTIMA CAMADA SÃO CONDUTORES. TÊM FACILIDADE DE PERDER ELÉTRONS.

13 ÁTOMOS COM : MUITOS ELÉTRONS NA ÚLTIMA CAMADA SÃO ISOLANTES. TEM FACILIDADE DE RECEBER ELÉTRONS.

14 EXEMPLO PRÁTICO ÁTOMO DE SELÊNIO ( Mica ) ÁTOMO DE SELÊNIO ( Mica ) ÁTOMO DE COBRE

15 NO ÁTOMO DE UM MATERIAL (CONSIDERADO CONDUTOR), OS ELÉTRONS DA ÚLTIMA CAMADA (ELÉTRONS LIVRES), FICAM TROCANDO CONSTANTEMENTE DE ÁTOMO.

16 SE APROXIMARMOS UM PÓLO POSITIVO DE UM LADO E UM NEGATIVO DE OUTRO:

17 + -

18 ESTES ELÉTRONS PASSAM A TER UM MOVIMENTO ORDENADO, DANDO ORIGEM À CORRENTE ELÉTRICA. + -

19 UNIDADE DE MEDIDA DA CORRENTE ELÉTRICA AMPÈRE (A).

20 MÚLTIPLOS E SUBMÚLTIPLOS

21 PARA VALORES ELEVADOS, UTILIZAMOS OS MÚLTIPLOS E PARA VALORES MUITO BAIXOS, OS SUBMÚLTIPLOS

22 A kA MA GA nA AA mA Para descer um degrau, caminhe com a vírgula 3 casas à direita Para subir um degrau, caminhe com a vírgula 3 casas à esquerda

23 0,023 0, =23 mAA =62,5 mAA =0,2 kA A =6,6 kA A

24 CORRENTE ELÉTRICA - É O MOVIMENTO ORDENADO DOS ELÉTRONS NO INTERIOR DE UM CONDUTOR. SÍMBOLO - I (Intensidade de Corrente Elétrica) UNIDADE - AMPÈR ( A )

25 COMO OBTER UMA CORRENTE ELÉTRICA?

26 PARA OBTERMOS UMA CORRENTE ELÉTRICA PRECISAMOS DE UM CIRCUITO ELÉTRICO

27 PARA OBTERMOS UM CIRCUITO ELÉTRICO, SÃO NECESSÁRIOS TRÊS ELEMENTOS: PARA OBTERMOS UM CIRCUITO ELÉTRICO, SÃO NECESSÁRIOS TRÊS ELEMENTOS:

28 SÃO ELES:

29 GERADOR,

30 SÃO ELES: GERADOR, CONDUTOR E

31 SÃO ELES: GERADOR, CONDUTOR E CARGA.

32 GERADOR Orienta o movimento dos elétrons CONDUTOR Assegura a transmissão da corrente elétrica. CARGA Utiliza a corrente elétrica (transforma em trabalho)

33 Para que haja corrente elétrica é necessário que o circuito esteja fechado. Gerador Carga

34 Introduzimos um interruptor para abrir e fechar o circuito Gerador Carga

35 Gerador Carga ABERTO

36 Gerador Carga FECHADO

37 Gerador Carga ABERTO

38 Gerador Carga FECHADO

39 CORRENTE ALTERNADA

40 A CORRENTE ELÉTRICA QUE ESTUDAMOS ATÉ AGORA FOI A CORRENTE CONTÍNUA (I) (t) CC NÃO MUDA DE SENTIDO NO DECORRER DO TEMPO

41 A CORRENTE ALTERNADA VARIA SEUS VALORES EM FUNÇÃO DO TEMPO PERCORRE OS CONDUTORES NOS DOIS SENTIDOS

42 (t) (I) I – AUMENTAI – DIMINUI I – INVERTE E CRESCEI – DECRESCE + -

43 AB ESTE TIPO DE CORRENTE É A MAIS UTILIZADA + - (t)0 1 CICLO O NÚMERO DE CICLOS EM 1 SEGUNDO É A FREQUÊNCIA ELÉTRICA

44 A UNIDADE DE MEDIDA DA FREQUÊNCIA É HERTZ (Hz) OU CICLOS POR SEGUNDO + - (t)0 f = 5 Hz 1 segundo

45 (t) Tempo (s) PERÍODO É O TEMPO GASTO PARA COMPLETAR UM CICLO E É MEDIDO EM SEGUNDOS (s) T = 1 f

46 TENSÃO ELÉTRICA

47 FAREMOS UMA ANALOGIA COM UM CIRCUITO HIDRAÚLICO

48 TEMOS UMA DIFERENÇA DE NÍVEL D’ÁGUA Se abrirmos o registro

49

50

51 ...NÃO HÁ MAIS DESNÍVEL.

52 PARA TERMOS UM MOVIMENTO DE ÁGUA, É NECESSÁRIO UM DESNÍVEL DE ÁGUA (PRESSÃO). O MESMO ACONTECE COM OS ELÉTRONS. PARA QUE ELES SE MOVIMENTEM, É NECESSÁRIO TERMOS UMA PRESSÃO ELÉTRICA. PARA TERMOS UM MOVIMENTO DE ÁGUA, É NECESSÁRIO UM DESNÍVEL DE ÁGUA (PRESSÃO). O MESMO ACONTECE COM OS ELÉTRONS. PARA QUE ELES SE MOVIMENTEM, É NECESSÁRIO TERMOS UMA PRESSÃO ELÉTRICA.

53 À PRESSÃO EXERCIDA SOBRE OS ELÉTRONS, CHAMAMOS DE TENSÃO ELÉTRICA OU ddp (Diferença de potencial). À PRESSÃO EXERCIDA SOBRE OS ELÉTRONS, CHAMAMOS DE TENSÃO ELÉTRICA OU ddp (Diferença de potencial).

54 UNIDADE DE MEDIDA DA TENSÃO ELÉTRICA VOLT (V).

55 TENSÃO ELÉTRICA - É A PRESSÃO EXERCIDA SOBRE OS ELÉTRONS LIVRES PARA QUE ESTES SE MOVIMENTEM NO INTERIOR DE UM CONDUTOR. SÍMBOLO - V UNIDADE - VOLTS (V)

56 MÚLTIPLOS E SUBMÚLTIPLOS

57 PARA VALORES ELEVADOS, UTILIZAMOS OS MÚLTIPLOS E PARA VALORES MUITO BAIXOS, OS SUBMÚLTIPLOS

58 V kV MV GV nV VV mV

59 ,22 0,127 =13,8 kVV =34,5 kVV =220 V kV =127 V kV

60 RESISTÊNCIA ELÉTRICA

61 A OPOSIÇÃO OFERECIDA À PASSAGEM DA CORRENTE ELÉTRICA CHAMAMOS DE RESISTÊNCIA ELÉTRICA

62 TODAS AS CARGAS POSSUEM UMA RESISTÊNCIA

63 TODAS AS CARGAS POSSUEM UMA RESISTÊNCIA QUE REPRESENTAREMOS ASSIM

64 UNIDADE DE MEDIDA DA RESISTÊNCIA ELÉTRICA OHM (  ).

65 RESISTÊNCIA ELÉTRICA - É A OPOSIÇÃO OFERECIDA À PASSAGEM DA CORRENTE ELÉTRICA SÍMBOLO - R UNIDADE - OHM (  )

66 1 OHM É A RESISTÊNCIA QUE PERMITE A PASSAGEM DE 1 AMPÈRE QUANDO SUBMETIDA A TENSÃO DE 1 VOLT

67 MÚLTIPLOS E SUBMÚLTIPLOS

68 PARA VALORES ELEVADOS, UTILIZAMOS OS MÚLTIPLOS E PARA VALORES MUITO BAIXOS, OS SUBMÚLTIPLOS

69

70  kk MM GG nn  mm Para descer um degrau, caminhe com a vírgula 3 casas à direita Para subir um degrau, caminhe com a vírgula 3 casas à esquerda


Carregar ppt "Eletricidade Básica Prof. Raul Diaz Rosas CORRENTE ELÉTRICA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google