A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Emprego e Função Sintática dos Pronomes Relativos Profª Luciana de Paula Osório Ensino Fundamental 9º ano.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Emprego e Função Sintática dos Pronomes Relativos Profª Luciana de Paula Osório Ensino Fundamental 9º ano."— Transcrição da apresentação:

1 Emprego e Função Sintática dos Pronomes Relativos Profª Luciana de Paula Osório Ensino Fundamental 9º ano

2 Pronomes relativos • São aqueles que retomam um substantivo (ou um pronome) anterior a eles, substituindo-o no início da oração seguinte. Exemplo: Exemplo: O jogo será no domingo. O jogo decidirá o campeonato. • Reunindo as duas orações em um só período composto, temos: O jogo que decidirá o campeonato será no domingo. • Observe que, nesse exemplo, a segunda oração se intercala na primeira, pois o pronome sempre tem que ficar próximo do seu antecedente.

3 Para que saber? Conhecer o papel desempenhados pelos relativos é importante porque: 1.Esses pronomes exercem um papel fundamental nas relações de vínculo e coesão entre as partes da frase; pré- requisito 2. Sua identificação na estrutura da frase é um pré- requisito para o estudo das orações subordinadas adjetivas.

4 O quadro a seguir apresenta os pronomes relativos • Variáveis • o/a qual; os/as quais • Cujo(s); cuja(s) • Quanto(s); quanta(s) • Invariáveis • Que • Quem • Onde / aonde

5 Características e empregos dos pronomes relativos A dupla função dos pronomes relativos Os relativos caracterizam-se pelo duplo papel que, simultaneamente, desempenham na estrutura da frase: • Substituem um termo antecedente (nome ou Pronome); • Iniciam sempre uma nova oração. • Vocês, que sempre nos criticaram, agora pedem nosso apoio 2ª oração 1ª oração

6 Pronome relativo precedido de preposição Em certos casos, é necessário introduzir uma preposição antes do pronome relativo. A preposição a ser empregada é, geralmente, exigida por um verbo ou por um nome presente na oração iniciada pelo relativo.  Em certos casos, é necessário introduzir uma preposição antes do pronome relativo. A preposição a ser empregada é, geralmente, exigida por um verbo ou por um nome presente na oração iniciada pelo relativo. Veja nestas frases: A = preposição Que= pronome relativo Referem= verbo  A preposição a é exigida pelo verbo: referir-se a alguma coisa. Não é esse o lugar a que eles se referem?

7 Relativo que Quanto a esse pronome, deve-se observar o seguinte: a)Pode ser empregado para retomar palavra que designa pessoa ou coisa e é substituível por o qual, a qual, os quais,aos quais.  Conheço a cidade que você visitou ontem.  Conheço a cidade a qual você visitou ontem. b) Pode ser empregado nos casos em que não há exigência de preposição (como no exemplo anterior), ou depois de preposição de uma única sílaba (a, com, de, em, por, etc)  É muito valiosa a amizade das pessoas em que confiamos.

8 Relativo que c) Se a preposição tiver mais de uma sílaba (perante, sobre etc), o relativo “que” deve ser substituído por “o/a qual”, “os/as quais”.  A notícia segundo a qual ele havia viajado é falsa. d) O relativo “que” pode ter como antecedente (termo retomado) os pronomes demonstrativos o, a, os, as. Veja estes exemplos.  Dentre as propostas, escolhi as que mais interessavam à escola.  Quando está nervoso, ninguém entende o que ele fala. (pronome demonstrativo “as”= aquelas/ “o”= aquilo)

9 Relativo quem  Só pode ser empregado quando o antecedente nomeia uma pessoa (ou um ser personificado). Exemplos:  Estes são os atletas a quem entregaremos os prêmios.  Desejo esclarecer que não foi ela quem nos prejudicou.  O funcionário a quem entreguei o envelope faltou hoje.

10 Relativo cujo(s), cuja(s)  Esse pronome sempre estabelece uma relação de posse e é empregado entre dois substantivos. Exemplos:  Serão atendidas as pessoas cujos nomes constem na lista. substantivo substantivo  Pessoas cujos nomes = nomes das pessoas – ideia de posse.  Função sintática desse relativo: Adjunto adnominal

11 Pronome onde / aonde  Essas duas formas de pronomes relativos só podem ser empregadas para indicar lugar e têm usos diferentes. Veja: Onde indica “lugar em que”. Exemplo:  Visitarei a cidade onde nasci. (lugar fixo = em que) Aonde indica “lugar a que”. Exemplo:  Conheço a cidade aonde você irá. (lugar em movimento = a que)

12 Relativo quanto(s) / quanta(s)  A palavra quanto (e suas variações) funciona como relativo quando é empregada depois dos indefinidos tudo, todo(s), toda(s), tanto(s), tanta(s).  Você fará os exercícios tantas vezes quantas forem necessárias.  Ele já comprou tudo quanto precisará durante a viagem.

13  Comprei um carro. O carro é lançamento. Que, Quem, Qual, Onde, Cujo, Quanto  Comprei um carro que é lançamento. (o qual)

14  Comprei um carro novo. Gosto muito do carro novo.  Comprei um carro novo de que gosto muito. (do qual)  Namoro uma menina. O pai da menina é delegado.  Namoro uma menina cujo pai é delegado.

15  A lei era justa. Lutávamos pela aprovação da lei.  A  A lei por cuja aprovação lutávamos era justa.  As opiniões são polêmicas. Concordo com as opiniões.  As opiniões com as quais concordo são polêmicas.

16 Função do Pronome Relativo  Para sabermos a função sintática que o pronome relativo desempenha na oração, basta substituí-lo por seu antecedente (palavra que é substituída pelo pronome) e verificar que função ela teria na oração adjetiva:  Gostei do vestido /que você estava usando.  Gostei do vestido /que você estava usando. (Você estava usando o vestido.)  No exemplo acima, vestido seria o objeto direto da oração adjetiva; portanto, o pronome que tem a função de objeto direto.

17  Comprei o vestido /que estava em liquidação.  Comprei o vestido /que estava em liquidação. (O vestido estava em liquidação)  No caso acima, vestido seria o sujeito da oração adjetiva. Assim, a função do pronome que é de sujeito.  A loja /em que comprei o vestido/ estava em liquidação.  A loja /em que comprei o vestido/ estava em liquidação. (Comprei o vestido na loja)  No exemplo acima, na loja seria adjunto adverbial de lugar. Portanto, o pronome que funciona como adjunto adverbial de lugar.

18  Os vestidos /cujas cores eram mais atraentes/ foram vendidos logo. (As cores dos vestidos.)  Nesta oração, dos vestidos seria um adjunto adnominal. Assim, a função do pronome cujas é de adjunto adnominal. Esta é a garota /que nós vimos na TV. Esta é a garota /que nós vimos na TV. (Nós vimos a garota naTV.)  No caso acima, a garota seria o objeto direto da oração adjetiva. Assim, a função do pronome que é de objeto direto.

19  O livro /de que preciso /é este.  O livro /de que preciso /é este. (Preciso do livro.)  Nesta oração, o livro seria um objeto indireto. Assim, a função do pronome que é de objeto indireto.  Voltarei a ser a boa aluna /que eu era. (Eu era boa aluna.)  No exemplo acima, boa aluna seria predicativo do sujeito. Portanto, o pronome que funciona como predicativo do sujeito.

20 Pronome Relativo Cujo  O pronome relativo cujo é empregado em circunstâncias diferentes dos demais pronomes relativos.  Ele liga dois termos estabelecendo entre eles uma relação de posse.  Marcelo,/ cuja casa foi reformada,/quer comprar móveis. Desmembrando as orações temos:  Marcelo quer comprar móveis.  A casa de Marcelo foi reformada.

21  Na frase anterior a expressão de Marcelo, que o pronome cujo substitui, é um adjunto adnominal. Como o pronome cujo sempre acompanha um nome, sua função é de adjunto adnominal.  O pronome relativo cujo é variável e concorda em gênero e número com o termo que o sucede.  Nunca há artigo após o pronome cujo.

22 Pronome Relativo Onde  Como o pronome relativo onde substitui um antecedente que indica lugar, sua função sintática é sempre de adjunto adverbial de lugar.  Pronome Relativo onde é empregado somente para indicar um lugar concreto, nunca uma situação.  A escola/ onde estudo/ é excelente. (Estudo na escola)

23  Se o termo antecedente for uma situação, e não um lugar, recomenda-se empregar em que:  Aquela foi uma disputa/ em que todos saíram perdendo. (Todos saíram perdendo na disputa)  Neste caso, o antecedente disputa indica um ambiente (contexto) abstrato, mas também assume a função de Adjunto Adverbial.


Carregar ppt "Emprego e Função Sintática dos Pronomes Relativos Profª Luciana de Paula Osório Ensino Fundamental 9º ano."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google