A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pronomes Relativos. - Que: substitui coisas ou pessoas. Pode sempre ser substituído por o qual, a qual, os quais, as quais. Ex. A casa é magnífica. Moro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pronomes Relativos. - Que: substitui coisas ou pessoas. Pode sempre ser substituído por o qual, a qual, os quais, as quais. Ex. A casa é magnífica. Moro."— Transcrição da apresentação:

1 Pronomes Relativos

2 - Que: substitui coisas ou pessoas. Pode sempre ser substituído por o qual, a qual, os quais, as quais. Ex. A casa é magnífica. Moro na casa. A casa /em que moro/ é magnífica. A casa /na qual moro/ é magnífica. - -Quem: substitui pessoas. Pode sempre ser substituído por o qual, a qual, os quais, as quais. Ex. As pessoas nos conhecem de fato. Convivemos com as pessoas. As pessoas /com que convivemos/ nos conhecem de fato. As pessoas /com as quais convivemos/ nos conhecem de fato.

3 - -Onde: Substitui lugares, logo, funciona como Ad. Adv. de lugar. Pode ser substituído por em que. Dependendo da regência do verbo posterior pode receber a preposição ficando: aonde ou donde. Ex. A casa /onde moro/ é magnífica. A casa /em que moro/ é magnífica. A cidade /donde venho/ é Londrina. (A cidade é londrina. Venho da cidade.) A cidade /aonde vou toda semana/ é Cuiabá. (A cidade é Cuiabá. Toda semana vou à cidade.)

4 - Cujo: indicador de posse: é antecedido pelo possuidor e sucedido pelo possuído: algo de alguém = alguém cujo algo O artigo definido que antecede o substantivo possuído se contrai ao pronome cujo: cujo + o = cujo; cujo + a = cuja; cujo + os = cujos; cujo + as = cujas. Ex. - O deputado elegeu-se prefeito. Duvido da honestidade do deputado. - -O deputado /de cuja honestidade duvido/ elegeu-se prefeito. - -Quanto: usado quando antecedido de tudo, todos, todas. Ex. Fale tudo quanto quiser falar Venham todos quantos puderem

5 Orações Subordinadas Adjetivas

6 - -Oração subordinada adjetiva restritiva: como o nome já diz, sua função é restringir, delimitar o sentido da oração principal. A oração subordinada adjetiva restritiva não é separada por vírgula. - Os amigos que não trabalham o influenciam mal. O sujeito do verbo influenciar é Os amigos que não trabalham. A oração que não trabalham é adjetiva restritiva. Significa que há os amigos que trabalham e os que não trabalham e que somente estes o influenciam. - Oração subordinada adjetiva explicativa: A oração subordinada adjetiva explicativa tem a função de caracterizar, explicitar algo sobre a oração principal. Esta oração sempre está entre vírgulas. - Os amigos, que não trabalham, o influenciam mal. O sujeito do verbo influenciar é Os amigos; a oração que não trabalham é adjetiva explicativa. Significa que todos os amigos o influenciam mal, pois eles não trabalham.

7 Interprete as seguintes frases: - A filha dele que estuda fora vai casar-se. - A filha dele, que estuda fora, vai casar-se. - A janela do quarto, através da qual ele jogou a menina, tinha marcas estranhas. - A janela do quarto através da qual ele jogou a menina tinha marcas estranhas.

8 - A filha dele que estuda fora vai casar-se. Ele tem uma filha que estuda fora e outra(s) que não estuda(m) fora; somente aquela vai casar-se. - A filha dele, que estuda fora, vai casar-se. Ele tem somente uma filha; ela estuda fora e vai casar-se. - A janela do quarto, através da qual ele jogou a menina, tinha marcas estranhas. Ele jogou a menina através da única janela do quarto; a janela tinha marcas estranhas. - A janela do quarto através da qual ele jogou a menina tinha marcas estranhas. Ele jogou a menina através de uma das janelas do quarto; somente esta janela tinha marcas estranhas.


Carregar ppt "Pronomes Relativos. - Que: substitui coisas ou pessoas. Pode sempre ser substituído por o qual, a qual, os quais, as quais. Ex. A casa é magnífica. Moro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google