A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Dificuldades da Língua Portuguesa Prof a.: Lúcia Brasil.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Dificuldades da Língua Portuguesa Prof a.: Lúcia Brasil."— Transcrição da apresentação:

1 Dificuldades da Língua Portuguesa Prof a.: Lúcia Brasil

2 1. A / há Emprega-se a na indicação de tempo futuro; emprega-se há na indicação de tempo passado. Ex.: Eu não a vejo há muito tempo. Ex.: Ela voltará daqui a um ano. 2. A fim de / afim A fim de é uma locução prepositiva, que indica finalidade; afim é adjetivo e significa semelhante. Ex.: Voltei a fim de resolver esse problema. Ex.: Os dois tinham interesses afins. 3. Catorze / quatorze As duas formas estão corretas.

3 4. À toa / À-toa À toa é uma locução adverbial de modo, significa sem destino, a esmo, ao acaso, sem fazer nada, sem rumo; à-toa é um adjetivo invariável e significa inútil, desprezível. Ex.: Aquele advogado era um sujeitinho à-toa e precipitado. Ex.: Todas as noites andava à toa pelas ruas da cidade. 5. Acerca de / há cerca de Acerca de é uma locução prepositiva e corresponde a a respeito de; há cerca de equivale a há aproximadamente. Ex.: Falou-me acerca de seus problemas. Ex.: Há cerca de dois anos não o vejo em Campo Grande. 6. Ao invés de / em vez de Ao invés de significa ao contrário de; em vez de equivale a em lugar de. Ex.: Ao invés de baixar, a taxa de juros subiu neste mês. Ex.: Em vez de nos ajudar, ele nos prejudicou bastante.

4 7. Aonde / onde Usa-se aonde com verbos dinâmicos, isto é que dão idéia de movimento, equivale a para onde; usa-se onde, com verbos que não expressam a idéia de movimento. Ex.: Aonde ele vai assim tão cedo? Ex.: Onde você nasceu? 8. Do ou de o? Dele ou de ele? Junto ou separado? O sujeito não pode ser antecedido de preposição. Por isso o artigo que acompa- nha o mandachuva da oração é proibido de se casar com o de e outras irmãzi- nhas. Ex.: Este é o momento certo de o governador falar. 9. Mas / mais Mas é uma conjunção coordenativa adversativa (expressa uma idéia contrária, oposta). Ex: Ele pretendia apoiá-la, mas desistiu. Mais indica quantidade, é o contrário de menos. Ex.: Converse menos e trabalhe mais.

5 10. Mal / mau A palavra mal classifica-se como: advérbio de modo – contrário de bem, equivale a incorretamente. Ex.: O contrato estava mal redigido. substantivo – contrário de bem, pode vir antecedido de artigo, adjetivo ou pro- nome. Ex.: O mal dele é acreditar em tudo que lhe falam. conjunção subordinativa adverbial temporal – equivale a assim que, logo que. Ex.: Mal cheguei, começaram as comemorações. prefixo – mal-educado, malcriado, mal-humorado, etc. Observação: Há exigência do uso do hífen quando o prefixo mal for sucedido de Uma palavra que se inicie com vogal ou com a letra h.

6 Mau é adjetivo e, portanto, modifica um substantivo. Ex.: Ela está sempre de mau humor. 11. SENÃO E SE NÃO Use senão quando equivaler a: do contrário, de outro modo, mas sim, exceto, salvo se, a não ser, Ex: Luta, senão estás perdido Ex: Não era ouro, nem prata, senão ferro. Ex: Ninguém senão os irmãos dele, compareceram à festa. defeito, falha Ex: Não encontrei um senão em seu trabalho. Se não Use se não em frases que indicam condição, alternativa, incerteza, dúvida: Ex: Se não for possível, me avise. (condição) Havia dois jogadores, se não três. (incerteza)

7 12. Dia a dia / dia-a-dia "Dia a dia" (sem hífen) é advérbio, isto é, modifica um verbo; significa "diariamente": Ex: Ele melhora dia a dia. "Dia-a-dia" (com hífen) é substantivo; significa "cotidiano": Ex: O meu dia-a-dia é muito estressante.


Carregar ppt "Dificuldades da Língua Portuguesa Prof a.: Lúcia Brasil."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google