A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Durante as diferentes invasões da Babilônia, o código foi deslocado para a cidade de Susa (no Irã atual) por volta de 1200 a. C. Foi nessa cidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Durante as diferentes invasões da Babilônia, o código foi deslocado para a cidade de Susa (no Irã atual) por volta de 1200 a. C. Foi nessa cidade."— Transcrição da apresentação:

1

2

3

4

5

6

7 Durante as diferentes invasões da Babilônia, o código foi deslocado para a cidade de Susa (no Irã atual) por volta de 1200 a. C. Foi nessa cidade que ele foi descoberto, em dezembro de 1901, pela expedição dirigida por Jacques de Morgan. O abade Jean-Vincent Scheil traduziu a totalidade do código após o retorno a Paris, onde hoje ele pode ser admirado no Museu do Louvre, na sala 3 do Departamento de Antiguidades Orientais O monólito com o Código de Hamurabi.

8 Os egípcios era norteados pela religiosidade, pela crença em deuses e por acreditarem na vida após a morte.

9

10 • Hieróglifos: considerados uma escrita sagrada; • Hierática: uma escrita mais simples, utilizada pela nobreza e pelos sacerdotes; • Demótica: uma escrita popular.

11 No Egito Antigo, os escribas tinham uma importante função e ocupavam lugar de destaque na sociedade egípcia, pois eram conhecedores da escrita demótica e dos hieróglifos. Eram eles que escreviam sobre a vida dos faraós, registravam a cobrança de impostos e copiavam textos sagrados. Os escribas usavam o papiro para escrever dados e textos ou registravam nas paredes internas das pirâmides.

12  Conservação e solidez;  Perpetuidade;  Regularidade geométrica;  Apropriação de elementos da natureza;  Enigmabilidade e inacessibilidade.  As construções mais significativas da arte egípcia são as pirâmides, esfinges, túmulos e os templos monumentais

13 Os túmulos apresentam-se em três categorias:  Pirâmide: túmulo real, destinado ao faraó;  Mastaba: túmulo para a nobreza e os sacerdotes;  Hipogeu: túmulo destinado às pessoas comuns do povo.

14

15

16 Quéops, Quéfren e Miquerinos

17

18

19 Abu Simbel

20

21

22

23

24  Havia um outro aspecto, conhecido como peso da alma. As pessoas mais importantes eram representadas em tamanho maior. Assim, o Faraó era sempre maior do que sua esposa. Em seguida a esses, pela ordem de tamanho, vinham os sacerdotes, os escribas, os soldados e finalmente o resto do povo. Por isso transmite-se a idéia de que os faraós eram figuras gigantescas, o que nem sempre era verdade.

25  Hierarquização – maior importância social, maior seu tamanho na representação pictórica. Seguindo ordem de grandeza; rei, mulher do rei, sacerdote, mulher do sacerdote, soldado e povo;  Figuras femininas pintada de ocre, masculinas de vermelho;  Desconhecimento da profundidade;  Pintura chapada, aplicando-se uma cor de cada vez, volume;  Uso da Lei da Frontalidade, que estabelece a representação da figura com o tronco e olho de frente; cabeça, pernas e pés de perfil.

26

27  Cabeças e pés vistos de perfil;  Olhos mostrados frontalmente;  Metade superior dos ombros e tronco de frente;  Braços e pernas apresentados por inteiro, de perfil.

28

29

30

31  A pedra calcária e a madeira eram os principais materiais com que as esculturas dessa época eram realizadas. Esculturas em relevo também eram muito comuns. A escultura em relevo servia a dois propósitos fundamentais: glorificar o faraó (feita nos muros dos templos) e preparar o espírito em seu caminho até a eternidade (feita nas tumbas).

32

33

34

35


Carregar ppt "Durante as diferentes invasões da Babilônia, o código foi deslocado para a cidade de Susa (no Irã atual) por volta de 1200 a. C. Foi nessa cidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google