A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Robert Bériault Tradução por Luís de Sousa O PICO DO PETRÓLEO E O DESTINO DA HUMANIDADE Capítulo 7 – Como o Crescimento se Alimenta do Crescimento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Robert Bériault Tradução por Luís de Sousa O PICO DO PETRÓLEO E O DESTINO DA HUMANIDADE Capítulo 7 – Como o Crescimento se Alimenta do Crescimento."— Transcrição da apresentação:

1 Robert Bériault Tradução por Luís de Sousa O PICO DO PETRÓLEO E O DESTINO DA HUMANIDADE Capítulo 7 – Como o Crescimento se Alimenta do Crescimento

2 É impressionante como uma população pode crescer e antes que dês conta, está fora de controle.

3 É verdade. Isso leva-nos à historia do crescimento exponencial…

4 No mês de Fevereiro as instituições financeiras do Canadá clamam pelas nossas poupanças  Invariavelmente mostram-nos o dinheiro que teríamos se comecásse-mos a investir quando erámos novos

5 O que nos ensinam são as maravilhas do crescimento exponencial  Basicamente é a capacidade de ganhar juros sobre juros  Matematicamente é chamado de crescimento exponencial Curva Exponencial

6 Com o crescimento exponencial o crescimento do ano passado vai fazer o crescimento desta ano maior Estes dólares ganhos com os juros do anos passado… …vão ganhar dólares este anos que irão ganhar mais dólares no futuro. Este ano Ano passado Capital inicial JurosFinal do ano

7 Eles mostram-nos um gráfico como este: Depois de 50 anos de crescimento exponencial, os $1000 de investmento valem agora $ Há muitos coisas que crescem exponencialmente, incluindo a população ANOS DE INVESTIMENTO VALOR COMULATIVO DO INVESTIMENTO $1000 INVESTIDOS POR 50 ANOS A 8%

8 Para ilustrar o poder do crescimento exponencial: …supõe que em 1608, quando Samuel de Champlain fundou a cidade do Quebec, se esqueceu de $1 numa conta poupança com uma taxa de juro anual de 5%: Bom, se conseguisses provar que eras o seu único descendente directo, herdarias a fabulosa quantia de $258,316,252

9 As populações de seres vivos tamvém crescem exponecialmente Os individuos nascidos na última geração vão produzir descendência, que no futuro irá também produzir a sua descendência Global Human Population Growth Crescimento da População Humana MILHARES DE MILHÕES

10 O perigo do crescimento exponencial  Todos os seres vivos vivem num espaço limitado, quer seja num tubo de ensaio de um laboratório, numa ilha, numa floresta, ou num planeta.  Haverá sempre um elemento que porá um limite ao crescimento.  Normalmente o limite ao crescimento é o alimento, mas também pode ser água, ar ou a incapacidade do organismo se desfazer dos seu próprios resíduos

11 O perigo do crescimento exponencial  A maioria dos seres vivos vivem em equilíbrio com as suas fontes de alimento e os seus predadores.  Mas se um organismo se acha repentinamente num ambiente de alimento ambundante, reproduz-se até ter consumido todo o alimento, ultrapassando a capacidade de carga do seu espaço. Subsquentemente a população quebra.

12 Vamos ver um exemplo Supõe que és um biólogo São 11 horas E inoculas uma bactéria num prato de Petri Lembra-te de que não existem predadores. O organismo vai reproduzir-se até ter egotado o nutriente.

13 Este é o teu pequeno espécimen. No nosso cenário a nossa pequena bactéria divide-se a cada minuto Por outras palavras, A população do prato de Petri duplica a cada minuto

14  As bacterias reproduzem-se por divisão.  Cada bacteria divide-se em duas.  E estas duas em quatro, etc.  A cada minuto no nosso exemplo o nº duplica. Estas pequenas criaturas não estão à escala para as podermos ver

15 E no nosso exemplo as bactérias enchem o prato em 60 minutos Quatro bacterias O prato está cheio O nutriente esgotou-se Observar o prato

16 Uma pergunta difícil: Que horas serão quando o prato estiver a meio? Bacteria horas

17 Se respondestes 11:59 acertaste! Bacteria Olhem, mais uma dobragem e o prato está cheio! horas

18 Espantosamente, cinco minutos antes do meio-dia: …se fosses uma bactéria no prato não terias a mínima ideia de que dentro de cinco divisões tu e os teus companheiros ficariam sem nutrientes! 97% do espaço está vazio!

19 Se alguém tivesse avisado os insulares da Ilha da Páscoa para limitar a sua população com três quartos das arvóres de pé… …seria chamado de profeta multhusiano - Teria sido ridicularizado …o que aconteceu a Paul e Anne Erlich em 1968 The Population Bomb, Paul e Anne Erlich

20 Quando metade das árvores ainda estavam de pé: Um velho Rapa Nui deve ter contemplado o vale do cima de uma montanha Ter-se-ia lembrado da paisagem da sua juventude, quando existiam apenas algumas clareiras E ficaria siderado ao perceber que os insulares tinham que deixar de destruir os seus sistemas de suporte à vida

21 When half the trees were still standing Ele tentaria avisar o seu povo que não poderia continuar a cortar árvores daquela forma. Podemos imaginar a resposta dos madeireiros: “Trabalho primeiro, árvores depois!” Os escultores: “A construcção de estátuas é o cerne da nossa civilização”. Os líderes religiosos: “As mulheres Rapa Nui têm de ter mais crianças para construirmos mais estátuas para os deuses”. Os políticos: “Precisamos de mais pessoas para termos crescimento económico e podermos cuidar dos idosos”.

22 What time is it on Earth… Que horas são na Terra …agora que usámos metade das árvores e do petróleo? Irá a nossa civilização repetir o trágico destino dos Rapa Nui ? MILHARES DE MILHÕES

23 Assim que uma população excede a sua capacidade de carga:  Continua a crescer até o que o recurso limitante se esgote.  Segue-se uma rápida quebra na população através da fome, doenças e conflitos.  Se o ambiente não tiver sido irreparavelmente atingido, a população voltará a crescer.  Se as mudanças forem irreversíveis a população ou se extingue ou sobrevive a um nível mais baixo, dado que a capacidade de carga diminuiu.

24 Achas que a Terra chegou a esse ponto?

25 Não existe uma resposta clara a essa questão. Ecologistas e outros ciêntistas têm vindo a estudar este problema. Calculam que que já excedemos a capacidade de carga da Terra por um factor de dois a quatro. Podes procurar no Google por alguns dos grandes nomes nesta área William Rees William R. Catton Jr. Paul R. Erlich Garret J. Hardin Dennis and Donella Meadows Kenneth Smail Mathis Wackernagel

26 Carrying capacity range Entrámos em sobrecarga com 2.5 mil milhões em 1950 Outras ciêntistas estimam que a capacidade de carga na nossa sociedade industrial não ultrapasse os 500 milhões. Sobrecarga desde 1950 Dentro da Capacidade de Carga estimada Crescimento da População Humana MILHARES DE MILHÕES

27 Três cenários possíveis Cenário 1 Este teria tido lugar caso a população tivesse sido estabilizada assim que atingíssemos a capacidade de carga. Este cenário já não é possível Gráfico de: “Limites do Cresimento – A revisão dos 30 anos”, Dennis e Donella Meadows Cenário 1. Capacidade de Carga Tempo

28 Três cenários possíveis Cenário 2 Este cenário seria possível se não tivéssemos prejudicado irreparavelmente a biosfera e começassemos a diminuir agora a população. Uma vez estabilizada a população passariamos de uma economia em crescimento para uma economia estável. Gráfico de: “Limites do Cresimento – A revisão dos 30 anos”, Dennis e Donella Meadows Cenário 2. Capacidade de Carga Tempo

29 Livros que explicam como podemos chegar ao Cenário 2  Plan B: Salvar um Planeta sob pressão e uma Civilização em perigo por Lester R. BrownLester R. Brown  Limites do Crescimento: A Revisão dos 30 Anos por Donella H. Meadows, Jorgen Randers, Dennis L. MeadowsDonella H. MeadowsJorgen RandersDennis L. Meadows

30 Três cenários possíveis Cenário 3 Nada fazemos. Aproximamo- nos do topo da curva. Depois do topo, a nossa população vai cair. Provavelmente para algo entre 2.5 mil milhões e 500 milhões. Se não tomarmos fortes medidas para travar o crescimento, a Natureza tirará a decisão das nossas mãos e fá- lo-á por nós. Gráfico de: “Limites do Cresimento – A revisão dos 30 anos”, Dennis e Donella Meadows Cenário 3. Capacidade de Carga Tempo População

31 A esta altura, deixa-me dizer:  Adicionamos 75 milhões de pessoas ao planeta todos os anos.  Oitenta cidades do tamanho de Otava têm de ser abrigadas, vestidas e alimentadas, todos os anos.  Isto equivale a 2 ½ Canadás por ano.

32 O sistema de suporte à vida está a desaparecer: O solo, a fundação da agricultura está a desaperecer em todo o mundo Os aquíferos estão a ser drenados As florestas estão a desaperecer O pescado está a ser dizimado A biodiversidade está a extinguir-se Os rios estão a secar

33 Uma tarte que desaparece: Já tem que ser dividida por mais de 6 mil milhões e agora dividada por mais fatias todos os dias!!!

34 Temos de procurar respostas às questões:  Causámos danos irreparáveis nos nossos sistemas de suporte à vida?  Temos ainda tempo?  Vamos parar o crescimento da população antes de chegarmos ao mesmo destino da Ilha da Páscoa?

35 Como chegámos nós a esta situação? O capítulo 8 vai debruçar-se sobre as acções que nos trouxeram à beira da catástrofe. Clica aqui para escolheres o Capítulo


Carregar ppt "Robert Bériault Tradução por Luís de Sousa O PICO DO PETRÓLEO E O DESTINO DA HUMANIDADE Capítulo 7 – Como o Crescimento se Alimenta do Crescimento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google