A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aterro do Flamengo Arthur Rangel Rafael Medrano Rodrigo Rocha Sergio U. Julio Bello.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aterro do Flamengo Arthur Rangel Rafael Medrano Rodrigo Rocha Sergio U. Julio Bello."— Transcrição da apresentação:

1 Aterro do Flamengo Arthur Rangel Rafael Medrano Rodrigo Rocha Sergio U. Julio Bello

2 Aterro do Flamengo Projeto : Parque do Flamengo Ano do projeto : 1954 a 1959 Início das Obras: 1961 Projeto Urbanístico e Arquitetônico : Affonso Eduardo Reidy Projeto Paisagístico : Roberto Burle Marx Local : Cidade do Rio de Janeiro – RJ. Área de intervenção : O aterro da orla da baía de Guanabara - entre o Aeroporto Santos Dumont e a enseada de Botafogo. Extensão : 7 quilômetros de extensão e metros quadrados

3 Aterro do FlamengoImplantação Histórico: O aterro propriamente dito é feito com material proveniente do desmonte do morro de Santo Antônio, cujas obras começam entre 1952 e 1954, na administração do prefeito Dulcídio Cardoso, e são concluídas em 1958, na administração de Francisco Negrão de Lima. O desmonte do morro, o grande aterro que acompanha o traçado da antiga avenida Beira-Mar e a construção do parque são concebidos de modo integrado, embora realizados em períodos distintos. 1962/65 – obras do Aterro do Flamengo (6ºaterro) e inauguração da Marina da Glória (1970)

4 Aterro do FlamengoEvolução de Projeto

5 Aterro do Flamengo O aterro do Flamengo é concebido dentro de uma série de iniciativas que visam resolver o problema viário no Rio de Janeiro. Entre 1950 e 1960, a cidade conhece explosão metropolitana significativa, alimentada por intensos fluxos migratórios. A expansão física da malha urbana se acelera no período e com ela aumentam as distâncias entre o centro e as áreas suburbanas. Datam dessa época o crescimento das favelas e o processo acelerado de verticalização da zona sul, com conseqüente adensamento populacional.

6 Aterro do FlamengoImplantação O colapso do sistema viário e as dificuldades crescentes de acesso ao centro impõem o aprimoramento das vias de circulação. A febre de construção de viadutos e novas avenidas no governo Carlos Lacerda ( ), no Rio de Janeiro - por exemplo, o túnel Santa Bárbara e o túnel Rebouças, o prolongamento da avenida Maracanã, a Rodoviária Novo Rio e a conclusão da via expressa do aterro com a urbanização do parque do Flamengo, expressa o afã de resolver a questão, que mobiliza administradores, arquitetos e urbanistas.

7 Aterro do FlamengoPanorâmica Affonso Reidy participa de diversos desses projetos de urbanização, desde 1929, quando trabalha com Alfred Agache ( ) na elaboração do plano diretor da cidade. Nos anos 1940 envolve-se com soluções para a área central da cidade e com a urbanização da área resultante do desmonte do morro de Santo Antônio. Nesse momento, a circulação, as articulações das zonas comerciais e residenciais, assim como as ligações da zona sul com o centro, são os principais desafios para o urbanista. O aterro e o parque do Flamengo estão entre as principais realizações de Reidy na cidade. Ele não apenas concebeu o projeto em sua integridade como é o responsável pelo projeto do MAM/RJ, pela passarela em frente ao museu, pelo coreto e pelo pavilhão de jogos.

8 Aterro do FlamengoImplantação No conjunto do aterro do Flamengo, por sua vez, encontram-se alguns dos mais importantes projetos paisagísticos de Burle Marx. A praça Salgado Filho, uma das primeiras obras do paisagista, se destaca por reunir diferentes espécies naturais, pela concepção do piso mesclando pedra e gramado e pelo banco de pedra sinuoso acompanhando os canteiros. Os jardins ao redor do MAM/RJ apresentam outro perfil: traçado quadrangular, linhas retas e canteiros ortogonais, definindo, segundo alguns estudiosos, uma fase mais construtiva de sua arte paisagista. O parque Brigadeiro Eduardo Gomes (1961), no qual trabalham Reidy, Jorge Moreira, Carlos Werneck de Carvalho e Hélio Mamede, se caracteriza pela articulação de projetos paisagísticos para pequenos recantos e para amplas áreas ajardinadas ao longo das vias expressas do aterro do Flamengo. Em 1999, o aterro é restaurado e revitalizado pelo escritório Burle Marx & Cia. Ltda.

9 Aterro do FlamengoFotos

10 Aterro do FlamengoFotos

11 Aterro do FlamengoFotos

12 Aterro do Flamengo Bibliografía Coleção Estudos Cariocas - Textos Fernando Tabora “Aterro do Flamengo e Brasilia” Burle Marx e o Jardim moderno Brasileiro Fotos “Aterro do Flamengo” – “Aterro do Flamengo –


Carregar ppt "Aterro do Flamengo Arthur Rangel Rafael Medrano Rodrigo Rocha Sergio U. Julio Bello."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google