A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FUNDO INTERASSISTENCIAL DA CONSCIENCIOLOGIA Um Projeto da AIEC Associação Internacional para Expansão da Conscienciologia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FUNDO INTERASSISTENCIAL DA CONSCIENCIOLOGIA Um Projeto da AIEC Associação Internacional para Expansão da Conscienciologia."— Transcrição da apresentação:

1 FUNDO INTERASSISTENCIAL DA CONSCIENCIOLOGIA Um Projeto da AIEC Associação Internacional para Expansão da Conscienciologia

2 O Documento  O Que é o “Fundo”  Organização  Planejamento  Captação de Recursos  Investimentos  Investimentos e Utilização  Administração do Fundo  Transparência 2

3 O Que é o “Fundo” 3  O Fundo Interassistencial da Conscienciologia, tem como objetivo ser um fundo de investimentos financeiros e imobiliários da AIEC  O Fundo será baseado em renda financeira e valorização patrimônial  O objetivo do Fundo é criar um “colchão” de recursos com liquidez e renda para utilização futura em IC’s e em projetos da conscienciologia

4 Organização 4  O Fundo deverá iniciar do zero, com CNPJ próprio e sem interferências de holopensenes que desvirtuem o processo  O Fundo deverá prever em seu estatuto de fundação, e regimento interno, cláusulas próprias que norteiem a boa utilização dos seus recursos, e que priorize sua perpetuação em prol dos objetivos da conscienciologia

5 Organização 5  Uma Pessoa Jurídica própria e específica terá:  Um holopensene específico focado no patrimônio futuro para o projeto da Conscienciologia  Isolamento de algum possível problema do passado (fiscal, tributário, trabalhista, etc) que possa comprometer o seu patrimônio caso esteja dentro do CNPJ de alguma IC  Gestão paralela cujo regimento determinará a forma de uso dos recursos acumulados no médio e longo prazo

6 Organização 6  A utilização dos resultado financeiros oriundos dos investimentos deverão constar no regimento instituído pelos gestores da Pessoa Jurídica  O regimento deverá abordar em seu texto normativo os tempos relativos ao período de encorpamento do fundo e a partir de quando poderão ser utilizados os recursos resultantes dos investimentos do Fundo

7 Planejamento 7 UtilizaçãoInvestimentosCaptaçãoAdministração

8 Captação de Recursos 8  Recursos Financeiros  Recursos doados por voluntários na fundação  Recursos doados por voluntários ao longo do tempo  Recursos Imobiliários  Recursos doados por voluntários

9 Captação de Recursos 9  Primeiro momento:  O Fundo terá como partida doações individuais de um grupo de voluntários diretamente na conta da PJ do Fundo  Proposta de captação de R$ 10 mi  Toda captação realizada terá regularização tributária efetuada;

10 Captação de Recursos 10  Segundo momento:  O Fundo deverá ter um portal on-line específico permitindo que voluntários ou colaborares possam doar valores de forma automatizada em qualquer tempo  Deve-se manter a política de busca de grandes investidores para o engrandecimento do Fundo;  Toda captação realizada terá regularização tributária efetuada;

11 Captação de Recursos 11  Terceiro momento:  Captar doações de imóveis junto aos colaboradores e voluntários da cognópolis cujo patrimônio não terá herdeiros  Esses imóveis poderão ser doados em vida com usufruto vitalício da dupla evolutiva  Esses imóveis fariam parte do Fundo provendo renda futura alugando para voluntários futuros

12 Investimentos 12 PeríodoDefiniçãoAnos Fase 1Curto Prazo0 - 5 Fase 2Médio Prazo Fase 3Longo Prazo> 15

13 Investimentos 13  O Fundo deverá buscar diversos tipos de investimentos estruturados  Investimentos com foco na rentabilidade com níveis diferenciados de liquidez  Investimentos baseados em renda e evolução patrimonial

14 Investimentos 14  Fase 1 – Investimentos iniciais  Parte do investimento inicial captado deve ser direcionado prevendo geração de renda (FI, Letras, etc)  E parte do investimento inicial captado deve ser direcionado prevendo valorização do capital (Ações listasdas em BV)

15 Investimentos 15  Fase 1 – Investimentos iniciais  Deve-se buscar rendimentos acima dos índices de correção monetária vigentes;  Utilizar parte do investimento em risco moderado;  Política de reinvestimento total e imediato dos rendimentos obtidos.  Foco na ampliação da base de recursos financeiros aplicados

16 Investimentos 16  Fase 1 – Investimentos iniciais  Proposta de partida da carteira:

17 Investimentos 17 Fundos Imobiliários Ações de Empresas Letras Fundo RENDA  Fase 1 – Investimentos iniciais  Proposta da dinâmica:

18 Reinvestimentos e Utilização 18  Fase 2 – Investimentos e Utilização  Início da utilização dos recursos excedentes, ou seja, disponibilizar recursos provenientes da renda gerada pelos investimentos realizados pelo fundo; FundoRenda+ Excedente Correção Fundo

19 Reinvestimentos e Utilização 19  Fase 2 – Investimentos e Utilização  Adotar uma tabela de utilização progressiva dos recursos disponíveis de forma a garantir a perpetuidade do Fundo  A tabela deverá ser instituída no período anterior (fase 1) para não haver contaminação pensênica das fases;

20 Investimentos e Utilização 20  A Tabela Progressiva:  Contemplar orçamento annual de forma progressiva a partir do período de disponibilidade financeira (Fase 2)  Apenas os recursos obtidos considerados excedentes deverão ser disponibilizados  A tabela pode, e deve, ter seus critérios revisitados periodicamente, abrindo possibilidades de exceção  Possíveis exceções deve ser tratadas como exceções

21 Investimentos e Utilização 21  Proposta de Tabela Progressiva PeríodoAnoExcedente Fase 10 – 5 o - Fase 26 o – 8 o 20% 9 o – 11 o 30% 12 o – 14 o 40% 15 o 50% Fase 3Política própria60%

22 Investimentos e Utilização 22  Fase 3  Plena utilização dos recursos disponíveis para IC’s ou iniciativas para a expansão da conscienciologia;  As regras de utilização devem apontar para o uso de recursos excedentes provenientes da renda gerada pelos investimentos realizados pelo fundo;  A quantidade de recurso disponível deverá será definada de forma a garantir a perpetuidade do investimento;

23 Transparência 23  O Fundo deverá permitir o acompanhamento dos investimentos pelos colaboradores acessando o portal  As regras de visualização e que tipo de informações serão disponibilizadas deverão ser discutidas e editadas no regimento para não expor valores e políticas de investimento (evitar assédios)  A possibilidade de acompanhamento do rendimento é importante para dar credibilidade aos voluntários fundistas, incentivando assim novas doações

24  Presidente (1)  Secretário (1)  Conselho curador (9)  Assessoria Técnica  Reunião a cada 3 meses 24


Carregar ppt "FUNDO INTERASSISTENCIAL DA CONSCIENCIOLOGIA Um Projeto da AIEC Associação Internacional para Expansão da Conscienciologia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google