A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Com Pedro Seguindo a Jesus Os passos decisivos. Com Pedro Seguindo a Jesus • Seguir a Jesus como os apóstolos constitui a realização do desejo de todo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Com Pedro Seguindo a Jesus Os passos decisivos. Com Pedro Seguindo a Jesus • Seguir a Jesus como os apóstolos constitui a realização do desejo de todo."— Transcrição da apresentação:

1 Com Pedro Seguindo a Jesus Os passos decisivos

2 Com Pedro Seguindo a Jesus • Seguir a Jesus como os apóstolos constitui a realização do desejo de todo cristão. • Requer conhecer as etapas a serem percorridas. • Entre as várias pessoas que seguiram Jesus, a figura de Pedro é a mais interessante. • Cada um deve aprender a fazer a sua estrada, e realizar os mesmos passos dado por Pedro.

3 Com Pedro Seguindo a Jesus Pedro, futuro pescador de homens. A Palavra: Lc 5, Sam 3, O chamado de Pedro Toda pessoa ao longo do tempo sempre toma posição a vida. 1.Como viver a própria vida? • A vida como um bem de consumo. • A vida como vocação. O chamado de Pedro Toda pessoa ao longo do tempo sempre toma posição a vida. 1.Como viver a própria vida? • A vida como um bem de consumo. • A vida como vocação. Capítulo 1º Parte 1ª - Jesus e a multidão (vv.1-3) Parte 2ª - Jesus e os pescadores com os dois barcos (vv. 3-7) Parte 3ª - Jesus e Pedro (vv.8-11

4 Com Pedro Seguindo a Jesus Jesus e a multidão. Mesmo após estes contatos, Pedro não havia tomado nenhum compromisso a mais, nenhum envolvimento com Jesus.

5 Com Pedro Seguindo a Jesus Jesus e a multidão

6 Com Pedro Seguindo a Jesus Jesus e a multidão

7 Com Pedro Seguindo a Jesus Jesus e a multidão Os precedentes entre Pedro e Jesus [Jo 1,40-42]  Jesus olhou Simão o suficiente para saber que ele seria um dia o chefe visível da Igreja.  Simão olhou Jesus e se deixou entender que Jesus se torna a estrada pela qual o profeta entra e toma contato com a realidade.  Chamado pelo nome: “Tu és Simão”. Sentir-se chamado pelo nome é algo maravilhoso.  Troca do nome: um nome-missão. “Serás chamado Cefas” (pedra, rocha). - Mudar o nome é mudar a pessoa, a sua identidade moral.

8 Com Pedro Seguindo a Jesus Jesus e a multidão Jesus toma iniciativa e entra no barco [Lc 5,3] Ao pedir licença para entrar no barco, Jesus pede a Simão para afastar-se um pouco da terra. O fato de Pedro estar perto de Jesus, lhe dá a entender que também tem responsabilidade nos ensinamentos do próprio Jesus. Jesus toma iniciativa e entra no barco [Lc 5,3] Ao pedir licença para entrar no barco, Jesus pede a Simão para afastar-se um pouco da terra. O fato de Pedro estar perto de Jesus, lhe dá a entender que também tem responsabilidade nos ensinamentos do próprio Jesus.

9 Com Pedro Seguindo a Jesus Jesus e a multidão Avaliação a)Quando posso dizer que Jesus entrou no barco da minha vida? b)Como reagi então? c)O que eu fiz da sua presença em minha vida? Pedro, ouvinte de Jesus • Pedro escuta e reflete: • O caminho pessoal de Pedro começa com um ato concreto de disponibilidade com Jesus. Pedro, ouvinte de Jesus • Pedro escuta e reflete: • O caminho pessoal de Pedro começa com um ato concreto de disponibilidade com Jesus. Reação de Pedro • Pedro coloca o barco a disposição de Jesus. • A multidão o está esmagando. Porque não ajudar? • Sou feliz quando tenho oportunidade em fazer o bem. Reação de Pedro • Pedro coloca o barco a disposição de Jesus. • A multidão o está esmagando. Porque não ajudar? • Sou feliz quando tenho oportunidade em fazer o bem. Para nós Jesus não é um desconhecido • Jesus quer falar a nós pessoalmente. • Jesus está dentro de nós. A sua Palavra é carregada de promessas, as mais estranhas, diferentes do normal. • Como demonstrar Jesus no dia a dia sem se importar com que os outros vão falar? Para nós Jesus não é um desconhecido • Jesus quer falar a nós pessoalmente. • Jesus está dentro de nós. A sua Palavra é carregada de promessas, as mais estranhas, diferentes do normal. • Como demonstrar Jesus no dia a dia sem se importar com que os outros vão falar? Por um lado um projeto sobre si ao seu modo e do outro a proposta e a promessa de Jesus. Talvez arriscamos: com quais êxitos?

10 Com Pedro Seguindo a Jesus Entrem no fundo e lancem as redes

11 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda Jesus e os pescadores com os dois barcos “Avança mais para o fundo e lançai as redes” “Quando acabou de falar, disse a Simão: ‘Avança mais para o fundo, e ali lançai vossas redes para a pesca’.” (Lc 5,4) O seu barco Qual a sua resposta? a) Atualmente lhe é necessário ou sente-se convidado a ir mais para o fundo movido por que?. b)Avançar mais para o fundo de quais metas significativas? c)Jogar as redes em direção de quais suas profundezas

12 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda -1º Movimento Jesus e os pescadores com os dois barcos “Avança mais para o fundo e lançai as redes” Concretamente o que pede Jesus? Propõe três movimentos: 1º movimento : Avança mais para o fundo Principais secas que devemos nos afastar: 1.A mentira, as falsidades, tudo o que prende a luz. 2.As dependências afetivas, as formas de escravidão 3.O erotismo que tem um fim a si mesmo... 4.A dureza de coração... 5.A passividade, a preguiça, a inferioridade,... 6.As várias formas de medo,... 7.O ódio, a vingança, a inveja, o ciúme,... 8.O apego as coisas,... 9.A superficialidade, a perca de tempo profissional, A indiferença para com Deus,... a)Avalie de 1 a 10 a incisividade de cada seca na sua vida. b)Quais são as principais secas das quais preciso me afastar mais? c)Como me afastar?

13 2ª Atividade

14 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda – 2º Movimento Jesus e os pescadores com os dois barcos “Avança mais para o fundo e lançai as redes” Concretamente o que pede Jesus? Propõe três movimentos: 2º movimento : Vá onde a água é mais profunda Afaste-se de uma meta de valor, em direção da sua existência e dos outros. As áreas que devemos lançar as redes 1.A área dos dons próprios e da vida,... 2.A área dos limites conscientes e inconscientes,... 3.A área das potencialidades, dos grandes desejos da vida,... 4.A área da confiança, da esperança, da coragem, 5.A área do amor verdadeiro, da bondade,... 6.A área da verdade, da luz... 7.A área do bem e do mal físico e psíquico,... 8.A área da fonte da alegria verdadeira e duradoura, 9.A área da verdadeira liberdade ou da escravidão, A área da justiça confiável, A área da fraternidade, da solidariedade,...

15 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda – 2º Movimento Jesus e os pescadores com os dois barcos “Avança mais para o fundo e lançai as redes” Concretamente o que pede Jesus? Propõe três movimentos: Avaliação a)Em direção de quais profundezas estás chamados a ir? Escreva as três mais necessárias. b)Na sua vida quanto e como são viáveis estes caminhos em direção das profundezas de ti, de Deus e dos outros, quanto as percorres realmente ou quanto ficas boiando como uma cortiça na água, as vezes rodando como ao redor de um turbilhão? c)Quanto e como sabe passar da crônica dos fatos ao seu senso escondido, sabendo tirar uma dimensão em profundeza?

16 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda – 3º Movimento Jesus e os pescadores com os dois barcos “Avança mais para o fundo e lançai as redes” Concretamente o que pede Jesus? Propõe três movimentos: 3º movimento : Lançai as redes O que precisa lançar na própria vida para poder pescar? Em que é necessário lançar-se para poder pescar? As direções da confiança: 1.A confiança genuína em Deus que chama e não decepciona nunca. 2.A sadia confiança em si mesmo como dom de Deus, 3.A justa confiança nos outros como companheiros de estrada, 4.A justa confiança nos superiores como mediação... 5.A sadia confiança na vida... 6.A sadia confiança na vocação,...

17 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda – 3º Movimento Jesus e os pescadores com os dois barcos “Avança mais para o fundo e lançai as redes” Concretamente o que pede Jesus? Propõe três movimentos: Avaliação a)Quais são os atos de confiança que Jesus te pediu neste tempo? b)Em qual realidade você é chamado a se calar por dentro, além da superfície, na profundeza? Veja as áreas mais necessárias. c)Qual gesto de confiança consegue fazer mais e qual menos? d)Como desbloquear a desconfiança? e)Há uma identidade de si que realmente precisa favorecer. Esta manifesta-se através dos seus sete dons principais, os seus sete limites, as suas sete potencialidades. Precisa conhecê-los e cultivá-los.?

18 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda Jesus e os pescadores com os dois barcos Avaliação a)Como você vive as suas experiências de limite e fracasso? b)Como reage perante quem lhe faz notar isto? c)Quais são as reações construtivas e não construtivas? “Trabalhamos a noite inteira... mas pela tua palavra” Simão responde: “Mestre, trabalhamos a noite inteira e não pegamos nada” (Lc 5,5)

19 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda - Jesus e os pescadores com os dois barcos Enfrentar as resistências que sufocam a vida Tem algo que bloqueia momentaneamente Pedro, prende-o no “status quo”, o faz estagnar, aprisiona-o, impede-lhe de abrir-se plenamente a.A frustação significativa: “Sim, mas...” I.No campo afetivo: II.No campo escolástico ou profissional: III.No campo moral: IV.No campo espiritual: V.No campo social Avaliação: a.Especifique as três últimas frustações significativas que experimentou. b.Quais enfrentou construtivamente e em base ao que diz isto? c.Quais não enfrentou construtivamente e em base ao que diz isto?

20 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda Jesus e os pescadores com os dois barcos b. Toda frustação leva a pessoa perante a mais possibilidades I.A renuncia auto defensiva, o ressentimento contra a vida,.... II.Uma procura de compensações ilusórias... III.A aceitação, o reinvestimento realista e confiante,.. Avaliação: a.Quais foram as 3 ou 4 frustações significativas destes últimos seis ou doze meses? b.Como reagiu? c.O que provocaram em ti d.Como torná-las frutíferas?

21 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda Jesus e os pescadores com os dois barcos c. Os enfrentamentos carentes das frustações e o formar- se das resistências em proceder plenamente na vida Os sinais que indicam uma ou mais resistências: 1.A tristeza, a miséria moral e espiritual. 2.A desvalorização de si e dos outros,... 3.A supervalorização de si e dos outros... 4.A dúvida cínica, o suspeito nos outros... 5.A passividade, a apatia, o vitimismo. 6.A droga, o alcoolismo. 7.As compulsões a serem repetidas,... 8.As rigidez sob as aparências apostólicas,... Avaliação: a.Especifique 3 resistências que freiam mais sua vida ? b.Com quais resultados?

22 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda Jesus e os pescadores com os dois barcos d. Jesus perante a frustação pede uma atitude realista e ativa, confiante e responsável, uma atitude não remissiva ou derrotista. Avaliação: a.“Sim, mas? Quais são as suas resistência perante Jesus e a sua proposta? b.Do que tenho medo perante a proposta de Jesus?

23 3ª Atividade

24 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda Jesus e os pescadores com os dois barcos Avaliação: a.Quais são meus cansaços vazios, as minhas desconfianças? b.Quando e perante quem as experimentei? Afadigar-se Diz Paulo: “Cansei muito mais do que estes outros pseudoapóstolos”. O verbo foi transferido do cansaço físico ao cansaço apostólico.

25 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda Jesus e os pescadores com os dois barcos A confiança básica: “Mas na sua Palavra lançarei as redes” Eis o momento delicado em que Pedro joga a si mesmo. Encontra-se perante um trevo: • Se Pedro ceder a este cansaço, desiste da oferta de Jesus e fica por fora, como o jovem rico; • Se, no entanto, Pedro decide jogar-se, em arriscar um pouco, mesmo cansado, e disser “joguemo-nos e vamos”, eis ali a pessoa que supera a prova de confiança. “Na sua palavra lançarei as redes”, designa a atitude do homem crente perante Deus. “Na sua palavra confio”, Aqui, Pedro cessa de ser o pequeno episódio privado. Sai dos cálculos e joga-se na palavra do Senhor

26 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda Jesus e os pescadores com os dois barcos Características do evangelizador: a capacidade de arriscar Esta é uma da típicas características que Jesus procura no evangelizador e uma das pequenas provas com que Jesus o testa. Avaliação ; a.Quanto fui um calculador fechado? b.Em que? c.Perante quem? d.Com quais resultados? Realmente a qualidade da pessoa mostra-se mesmo nestes momentos: é questão de arriscar um pouco...

27 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda – 3º Movimento Jesus e os pescadores com os dois barcos CalculadorInvestidor sábio Perfeccionismo Risco construtivo Perante a vida Um problema: o que consente arriscar? Pedro cumpre o passo fora do barco para jogar-se no lago. Pedro é tocado por Jesus na sua disponibilidade e ter aquela capacidade de risco na qual Jesus o exercerá cada vez mais para a frente

28 4ª Atividade

29 Com Pedro Seguindo a Jesus Parte segunda Jesus e os pescadores com os dois barcos A lógica impossível de Deus “É inútil e estúpido pescar de dia”. Todavia, o espaço do impossível é mesmo aquele de Deus. “Treina-nos, Senhor, em jogar-nos no impossível, porque dentro do impossível há a tua graça e a tua presença. (Pe Luiz Espinal S.J;) Avaliação: a.Quais são os meus impossíveis presumidos? Quais são os meus bloqueios? b.Agora podem ser vistos diversamente.

30 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda Jesus e os pescadores com os dois barcos Na sua palavra A ligação entre os vários momentos é constituída pela palavra de Deus. No início Jesus anuncia a palavra de Deus ao povo que se aglomera na margem. É na palavra de Jesus que Pedro lança as redes em águas mais profundas. É ainda na palavra de Jesus que Pedro deixa tudo com os companheiros e segue Jesus. A palavra de Jesus, que um instante antes realizou a pesca milagrosa, agora muda a vida de Pedro.

31 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda Jesus e os pescadores com os dois barcos 1-Lanço as redes quando tenho o coração afastado das riquezas, isto é, do poder, do saber. 1-Não lanço as redes quando vivo conforme um apego excessivo, idolátrico ao que tenho, às minhas ideias, ao papel, a imagem... 2-Lanço as redes quando nos vários sofrimentos os reconheço, os aceito, os carrego e os supero como parte da vida. 2-Não lanço as redes quando nos vários sofrimentos me revolto ou me fecho em mim mesmo. 3-Lanço as redes quando sou manso e humilde, conciliador, não brigo por coisas fúteis. Busco antes de tudo o que une, do o 1º passo. 3-Não lanço as redes quando sou iroso, ressentido, negativo, hipercrítico, agressivo passivo ou ativo, melindroso. 4-Lanço as redes quando sou atento e compromissado na justiça entre as pessoas e grupos,... 4-Não lanço as redes quando sou injusto nas relações e nos bens, engano em modo mascarado, faço discriminações. 5-Lanço as redes quando sou misericordioso, perdoo realmente as injustiças sofridas. Tomo a iniciativa para um reencontro. 5-Não lanço as redes quando sou briguento, detalhista, amarro ao dedo as injustiças sofridas, deixo de cumprimentar alguém,... Avaliação das redes lançadas

32 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda Jesus e os pescadores com os dois barcos 6-Lanço as redes quando sou puro de coração, nos pensamentos e nas ações, transparente, digo pão ao pão e vinho ao vinho. 6-Não lanço as redes quando sou impuro no corpo e no coração, sou uma pessoa de vida dupla, ambíguo, sombrio. 7-Lanço as redes quando sou promotor da paz, procuro o que une em vez do que divide, sublinho o positivo do outro. 7-Não lanço as redes quando sou rancoroso, exaspero as coisas negativas, tento demolir o outro, sou movido pela inveja, pelo ciúme,... 8-Lanço as redes quando aceito as provas da vida por fidelidade ao testemunho do evangelho, de Jesus e da Igreja. 8-Não lanço as redes quando me deixo vencer pelo respeito humano, envergonho-me do evangelho, Avalia na escala de 1 a 10 a presença em ti de cada traça de confiança e de desconfiança. Em seguida faça as duas somas distintamente. Qual colocação resulta majoritária? E com quais consequências? Avaliação das redes lançadas

33 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte segunda Jesus e os pescadores com os dois barcos A confiança verdadeira leva a experiência da desmedida Trata-se da capacidade de maravilhar-se e de intuir algo além do imediato. “Agindo assim, pegaram tamanha quantidade de peixes que as redes se rompiam. Fizeram sinal aos companheiros do outro barco, para que viessem ajudá-los. Eles vieram e encheram os dois barcos a ponto de quase afundarem”. (Lc 5, 6-7) A pesca foi tamanha que pode ser considerada milagrosa. A experiência da desmedida oferece a Pedro a intuição do divino. Aquela pesca acontecida daquela maneira, seguindo aquela palavra, dá a Simão uma ideia mais concreta das dimensões do Homem que estava-lhe em frente, e da força de sua palavra. O agir do Senhor não torna Pedro emarginado e inútil. É Pedro quem pesca! A sua vida é arremessada. É uma revelação a Pedro e seus companheiros. Avaliação a.Há uma desmedida que interroga. Quais desmedidas? Quando e onde as sentiu? b.O que foi que sentiu?-c. Quais efeitos emergiram?- d. Quais apelos provocaram?

34 5ª Atividade

35 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte Terceira Jesus e Pedro “Vendo isso, Simão Pedro caiu de joelhos diante de Jesus, dizendo: ‘Afasta-te de mim, Senhor, porque sou um pecador’. Ele e todos os que estavam com ele ficaram espantados com a quantidade de peixes que tinham pescado. O mesmo ocorreu a Tiago e João, filhos de Zebedeu e sócios de Simão”. (Lc 5, 8-10) A reação de Pedro perante a abundância é surpreendente A verdade de si como pecador, sua distância de Deus. Pedro descobre em si mesmo a sua pequenez. Cai a auto confiança. Agora reconhece a sua identidade mais profunda. Por isto pede a Jesus para se afastar. Simão sente-se um pecador. Pedro e Jesus cara a cara

36 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte Terceira Jesus e Pedro “Vendo isso, Simão Pedro caiu de joelhos diante de Jesus, dizendo: ‘Afasta-te de mim, Senhor, porque sou um pecador’. Ele e todos os que estavam com ele ficaram espantados com a quantidade de peixes que tinham pescado. O mesmo ocorreu a Tiago e João, filhos de Zebedeu e sócios de Simão”. (Lc 5, 8-10) Pedro no entanto aproxima-se de Jesus. Quais são os sentimentos de Simão Pedro? É importante observar que o ajoelhar-se de Pedro é a mesma reação dos vários personagens bíblicos perante a manifestação de Deus (cf. Is 6,5; Ex 33,20)

37 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte Terceira Jesus e Pedro Pedro e nós: Pedro arriscou? Não é fácil dizê-lo, mas é importante que tenha arriscado, abriu sua vida para novas perspectivas. O verdadeiro Pedro é outro. Jesus educa Pedro à confiança e chama-o : “Jesus disse a Simão: ‘Não tenhas medo! De agora em diante serás pescador de homens!’.” )Lc 5,10b) O que fortemente marca neste agir de Jesus para com Pedro são a doçura e confiança demonstrada por Jesus. As etapas da reviravolta interior de Pedro: 1.De um Pedro um pouco vaidoso de si, Jesus fez um homem que soube jogar-se na confiança; 2.Deste homem confiante fez um homem que soube reconhecer espontaneamente a própria pobreza; 3.Deste homem humilhado na sua pobreza faz um homem carregado da sua confiança.

38 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte Terceira Jesus e Pedro Seguir Jesus com decisão e plenitude: “Eles levaram os barcos para a margem, deixaram tudo e seguiram Jesus”. (Lc 5,11) A palavra de Jesus, “Segui-me”, junta-se para Simão com a outra: “Chamar-te-ás Cefas” (Jo 1, 42). Simão aguarda agora algo de novo. E o novo apareceu. A curiosidade, a fé, o convite sugestivo, não lhe oferecem mais nenhuma saída. Pedro não responde com palavras. Responde com fatos: Deixa as redes; Deixa a casa; Deixa os parentes; Deixa tudo. Agora começa sua missão; aquela de falar por todos e decidir por todos. É assim que Simão encaminha-se para se tornar Pedro.

39 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte Terceira Jesus e Pedro Nós perante o chamado de Pedro: Os elementos dinâmicos da vocação: I.“Quem és tu Senhor?” II.A proposta III.A promessa IV.“Quem sou eu para...” V.Os destinatários

40 6ª Atividade

41 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte Terceira Jesus e Pedro Necessidade de um encontro pessoal com Jesus “Pedro, o que foi para você Jesus naquele momento?” “...Chamou-me simplesmente; fez-me uma proposta, sacudiu-me com um programa preciso: “Vem, será pescador de homens”. O que compreendi naquele momento inesquecível é que havia na minha frente a possibilidade de realizar um grande empreendimento, um empreendimento que dizia respeito a Deus, no qual valia a pena jogar-se”.

42 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte Terceira Jesus e Pedro Partilha: Pedro, futuro pescador de homens • Pôr-se na pele de Pedro 1.O que estou experimentando? 2.Em que setor da minha vida deveria ir para águas mais profundas porque preso, paralisado, inconcludente, estéril? 3.O que respondo? 4. Qual posição eu tomo? • A experiência de Jesus no seu barco 1.Reconhece-se na posição de Pedro? Em quais aspectos se reconhece melhor? 2.Também você está fazendo uma experiência de “ocupação” de sua vida por parte de Jesus Cristo? Como vive esta experiência? 3.Toma em si o apelo de Jesus para confiar nele, abandonando as suas seguranças, os seus projetos? Como estás vivendo este apelo? 4.Nunca arriscou um pouco por Jesus? O que ganhou disto tudo? Quais frutos lhe trouxe? Vale a pena arriscar por ele? Podes testemunhar que a Palavra de Jesus é verdadeira, não engana, que realmente realiza o que promete (pense em alguma experiência de dom, de serviço, de risco... Para os outros por causa de Jesus)? 5.Se já deixou algo de consistente por Jesus, o que poderia testemunhar de já ter encontrado na rede?

43 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte Terceira Jesus e Pedro Partilha: Pedro, futuro pescador de homens • A experiência de um cansaço vão, mas de um “ir para águas mais profundas” com sucesso 1.Quando isto aconteceu e de qual experiência trata-se? 2.O que foi que experimentou realizando-a? 3.O que foi que a tornou possível dentro de ti? E no que diz respeito aos outros, isto é, quais foram os fatores que a facilitaram? 4.Quais foram os frutos para você e para os outros? 5.O que esta experiência lhe faz entrever acerca do desenho de Deus sobre você, acerca da sua identidade e vocação, acerca do rosto de Deus? 6.Estas indicações o que dizem para a sua vida, isto é, ao que o convidam?

44 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo I - Parte Terceira Jesus e Pedro Partilha: Pedro, futuro pescador de homens • Para uma averiguação do trabalho realizado: 1.Enquanto transmitia e escutava as comunicações dos outros, o que experimentava? Quais ressonâncias sentia? 2.O que se fez mais claro acerca do tema do intercâmbio? 3.Quais perguntas surgiram dentro de mim e que gostaria aprofundar? 4.Quais passos de crescimento sinto-me convidado em dar para concretizar quanto se fez mais claro?

45 Com Pedro Seguindo a Jesus A Palavra: Mt 14, A Confiança e a Vocação 1.Quem sou eu? Quem és tu Senhor? Capítulo II Pedro quem és realmente?

46 Com Pedro Seguindo a Jesus Capítulo II – Parte primeira Pedro quem és realmente? O discípulo chamado a aprender a confiar “Logo em seguida, Jesus mandou que os discípulos entrassem no barco e fossem adiante dele para o outro lado do mar, enquanto ele despediria as multidões. Depois de despedi-las, subiu à montanha, a sós, para orar. Anoiteceu, e Jesus continuava lá, sozinho”. (Mt 14, 22-23) A travessia do lago como prova de aprendizado


Carregar ppt "Com Pedro Seguindo a Jesus Os passos decisivos. Com Pedro Seguindo a Jesus • Seguir a Jesus como os apóstolos constitui a realização do desejo de todo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google