A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FRATERNIDADE E VIDA NO PLANETA: A CRIAÇÃO GEME EM DORES DE PARTO (Rm.8,22)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FRATERNIDADE E VIDA NO PLANETA: A CRIAÇÃO GEME EM DORES DE PARTO (Rm.8,22)"— Transcrição da apresentação:

1 FRATERNIDADE E VIDA NO PLANETA: A CRIAÇÃO GEME EM DORES DE PARTO (Rm.8,22)

2 FATOS CONCRETOS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS Aumento e intensidade das catástrofes relacionadas com o clima: temporais, furações, secas etc.

3 Aumento do nível dos mares e desgelo das calotas polares, influenciando as orlas marítimas.

4 Aumento das áreas de desertificação.

5 DADOS DAS CIÊNCIAS REDUÇÃO progressiva das áreas geográficas dos nossos biomas e ecossistemas.

6 EXTINÇÃO de espécies aumenta a cada ano. O motivo hoje é diferente, se compararmos com outras eras e períodos geológicos.

7 Alguns fatores do aumento de extinção => Destruição dos biomas e ecossistemas => Queimadas e desmatamentos.

8 => Aumento de temperatura que provoca: pouca variação térmica, aumento de vírus patógenos, diminuição da taxa de crescimento de árvores. => Absorção excessiva de CO2, afetando principalmente as florestas.

9 => Oceanos mais ácidos (deterioração de corais e conchas de moluscos).

10 BIOINVASÃO: Cresce globalmente o número de espécies invasoras exóticas, pelo aumento de temperatura, destruição dos ecossistemas e modificações nos solos.

11 Dessincronização entre plantas e animais

12 PREOCUPAÇÕES SÓCIO-POLÍTICAS =>Conferência de Estocolmo, 1972 =>RIO-92: CMMAD =>Conferência de KYOTO, 1997 =>RIO + 10 (2002): África do Sul =>BALI,Indonésia(2007):Mudanças climáticas =>BONA,Alemanha (2009) =>COPENHAGUE, Dinamarca (2009) =>CANCÚN, México (2010)

13 PREOCUPAÇÕES RELIGIOSAS DA CNBB Missão profética e solidária da Igreja Católica: Denunciar, Propor, Mobilizar CF-1979: Preserve o que é de todos CF-2004: Fraternidade e água CF-2007: Fraternidade e Amazônia CF-2011: Fraternidade e Vida no Planeta

14 PREOCUPAÇÕES ÉTICAS COM AS QUESTÕES AMBIENTAIS, SOCIAIS E RELIGIOSAS Resgate da cosmovisão integradora: Tradição Bíblica Manifestativa (Salmos e Sapienciais): O ser humano é visto intimamente ligado ao Criador e as criaturas. A salvação do ser humano e a salvação do cosmos aparecem inseparavelmente unidas.

15 Crise antropológica: a)Esvaziamento da dimensão plural da liberdade humana (H-D-N) b)Ênfase exagerada na dimensão da singularidade da liberdade, gerando: Individualismo, Desvalorização da natureza, Rupturas nas relações socioambientais, perda da dimensão transcendente da vida etc.

16 Rupturas antropológicas com Deus e a natureza (Gn.3,4,6,7).

17 Ética dos olhares: a) Romper com os olhares mecanicistas e utilitaristas da natureza.

18 b) Priorizar os olhares teleológicos sobre a natureza(além do material, do utilitário, do objeto), teológicos (relação Criador e Criaturas) e místicos (contemplativo, transcendente, amoroso).

19 Alianças entre Criador e criaturas (Gn.9,8-17, Hb.8,7-13 e 9,1-23).

20 Ética da iniqüidade: Acostumar com os erros e insistir nos modelos insustentáveis. A humanidade perde, pois as reações negativas da natureza são mais fortes.

21 Ética da reciprocidade: “Tratar o outro e a natureza como você gostaria de ser tratado”. Princípios: Respeito, Justiça, Limites, Modelos Sustentáveis etc.

22 Ética do cuidado: “Conhecer mais para preservar melhor.” “Defender com amor as vidas ameaçadas”. “Equilibrar melhor as relações Pathos(sensibilidade) e logos (razão).

23 Ética do diálogo intercultural e interreligioso. Diante das mudanças climáticas nos próximos anos, a sociedade vai precisar de: adaptação e mitigação. Para tanto temos que melhorar e ampliar o diálogo entre fé e ciência, o diálogo interreligioso e intercultural.

24 Testemunhar a sustentabilidade nos templos religiosos e comunidades: consumo de água, energia, reciclagem do lixo, plantio ao redor do templo. (Foto: R.Capriles,Eco.21, 2008). Testemunhar a sustentabilidade templos religiosos

25 POR QUE A CRIAÇÃO GEME EM DORES DE PARTO (Rm.8,22) ? => Porque esvaziamos o sentido mais profundo da nossa relação com mundo criado. => Porque esquecemos que toda a criação tem uma dimensão imanente e transcendente. => Porque quebramos as cadeias biológicas das profundas relações entre os seres vivos com o meio ambiente. => Porque tratamos a natureza como objeto e não como sujeito de valores, direitos e deveres. => Porque desmatamos, queimamos e destruímos os biomas e ecossistemas.

26 => Porque extinguimos muitas espécies e colocamos muitas outras em estado vital de vulnerabilidade. => Porque, com a nossa visão mecanicista e utilitarista da natureza, manipulamos e exploramos excessivamente os recursos da natureza. => Porque esquecemos que não somos donos e proprietários da natureza, mas meros administradores do mundo que o Criador colocou em nossas mãos. => Porque não compreendemos que os problemas ambientais estão relacionados com as questões sociais e teológicas. => Porque não percebemos que existe uma profunda relação entre o Criador e as Criaturas. => Porque precisamos entender que a criação sofre, mas espera ser libertada da escravidão...(Rm.8,21).


Carregar ppt "FRATERNIDADE E VIDA NO PLANETA: A CRIAÇÃO GEME EM DORES DE PARTO (Rm.8,22)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google