A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A QUEDA DA MONARQUIA. REPUBLICANISMO Republicanos crescem Republicanos do RJ → Representação política dos cidadãos → Federação PRP (Partido Republicano.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A QUEDA DA MONARQUIA. REPUBLICANISMO Republicanos crescem Republicanos do RJ → Representação política dos cidadãos → Federação PRP (Partido Republicano."— Transcrição da apresentação:

1 A QUEDA DA MONARQUIA

2 REPUBLICANISMO Republicanos crescem Republicanos do RJ → Representação política dos cidadãos → Federação PRP (Partido Republicano Paulista) ∟1873 ∟ Burguesia cafeeira ∟ Federação x Império

3 REPUBLICANISMO Queixas do PRP ∟ Quadro numérico baixo na câmara ∟ Contribuição ao governo central sem retorno Principais Republicanos ∟ MG ∟ SP

4 IGREJA X ESTADO 1870 – Tensão ∟ Patrono → Imperador → Constituição de 1824 ∟ Vaticano quer mandar → Ultramontanismo → Controlar a Igreja ∟ 1875 → Bispo de Olinda → Não maçons nas irmandades → Bispo aprisionado por D.Pedro II

5 MILITARES Feijó → Reduz o exército → Guarda Nacional → Evitar pequenos Bonapartes Exército → Baixa remuneração → Lentidão nas promoções → Elite no exército? Não! → Academia Militar - RS → Críticas → Fim da escravidão → + educação → + indústrias → + estradas de ferro

6 MILITARES Pós-guerra do Paraguai ( ) ∟ Corporação poderosa ∟ Militares militares x militares políticos (Floriano) (Caxias) ∟ República

7 MILITARES Positivismo ∟ Augusto Comte → Ditadura republicana ∟ Para os militares → Executivo forte e intervencionista → Modernizar o país → Separação da Igreja → Educação técnica → Ciências → Desenvolvimento industrial

8 REFORMISMO DO IMPÉRIO 1881 – Lei saraiva ∟ Reforma eleitoral ∟ Voto direto ∟ Renda mínima ∟ 1882 → Alfabetizado → Não-católicos → Brasileiros naturalizados → Libertos

9 POLÍTICOS X MILITARES Restrições aos militares Junho de 1887 → Clube dos militares → RS → Defesa dos militares → Deodoro → Republicanos → 11/11/1889 ∟ Rui Barbosa, Benjamim Constant, Aristides Lobo, Quintino Bocaiúva e Deodoro ∟ Derrubam o ministro da guerra ∟ 15/11/1889 → Fim da monarquia

10 BALANÇO GERAL PRP MILITARES IGREJA ABOLIÇÃO FIM DA MONARQUIA

11 BALANÇO GERAL → Doença do Imperador ∟ Afastamento da política ∟ Prestígio pessoal ∟ Sem ele → Conflitos entre as elites → Fim da monarquia

12 BALANÇO GERAL ANALFABETOS 1872 MULHERES 86% 99,9% ESCRAVOS 80% LIVRES

13 BALANÇO GERAL ECONOMIA % INDÚSTRIAS 80% AGRICULTURA 13% SERVIÇOS (1/2 DOMÉSTICAS)

14 UNICAMP Após a queda da monarquia, a República tentou ligar-se à memória da abolição. Seu principal argumento era a recusa do Exército em capturar os escravos fugidos. Reivindicava-se, assim, o reconhecimento dos republicanos militares como atores da abolição e redentores da pátria livre. Nas comemorações oficiais da abolição, o 13 de maio e o 15 de novembro eram apresentados como datas complementares de um mesmo processo de modernização do país, abrindo as portas do Brasil ao progresso e à civilização. De modo complementar, ligava-se o sistema monárquico à escravidão e ao atraso do país. (Adaptado de Robert Daibert Jr., “Guerra de Versões”. Revista de História da Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro, jun Acessado em 30/09/2012.) a) Explique por que o regime republicano associou a monarquia à escravidão. b) Como a questão militar contribuiu para o fim do Império do Brasil?

15 UNESP 2014 A proclamação da República não é um ato fortuito, nem obra do acaso, como chegaram a insinuar os monarquistas; não é tampouco o fruto inesperado de uma parada militar. Os militares não foram meros instrumentos dos civis, nem foi um ato de indisciplina que os levou a liderar o movimento da manhã de 15 de novembro, como tem sido dito às vezes. Alguns deles tinham sólidas convicções republicanas e já vinham conspirando há algum tempo [...]. Imbuídos de ideias republicanas, estavam convencidos de que resolveriam os problemas brasileiros liquidando a Monarquia e instalando a República. (Emilia Viotti da Costa. Da monarquia à república, 1987.) O texto identifica a proclamação da Republica como resultado a) da unidade dos militares, que agiram de forma coerente e constante na luta contra o poder civil que prevalecia durante o Império. b) da fragilidade do comando exercido pelo Imperador frente as rebeliões republicanas que agitaram o pais nas ultimas décadas do Império. c) de um projeto militar de assumir o comando do Estado brasileiro e implantar uma ditadura armada, afastando os civis da vida politica. d) da disseminação de ideais republicanos e salvacionistas nos meios militares, que articularam a ação de derrubada da Monarquia. e) de uma conspiração de civis, que recorreram aos militares para derrubar a Monarquia e assumir o controle do Estado brasileiro.

16 O Segundo Reinado Na briga pelo poder deram o Golpe os liberais. Anteciparam o poder de Dom Pedro o maioral. Nas eleições do cacete o fraco tem de ceder. O conservador ganhou depois o liberal voltou. A partir de então veio a Tarifa Alves Branco Depois veio o Aberdeen e o inglês nada brando Eusébio de Queirós, o café, a Lei de Terras. A imigração começando e a Praieira terminando. Na região Platina a geopolítica vai decidir. O Solano quer as terras pra poder se expandir. Quando ele invade então vira um problema. O exército que era tenro agora está bem crescendo. A República está nascendo e o Império decaindo. A escravidão descendo e o republicanismo subindo. Sem a escravidão não tem a sustentação. Quando o marechal chegar a monarquia vai terminar.


Carregar ppt "A QUEDA DA MONARQUIA. REPUBLICANISMO Republicanos crescem Republicanos do RJ → Representação política dos cidadãos → Federação PRP (Partido Republicano."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google