A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1831: foi criada uma lei que proibia a vinda de novos escravos para o Brasil. Porém, o governo não fiscalizava a chegada de navios negreiros. Debate interno.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1831: foi criada uma lei que proibia a vinda de novos escravos para o Brasil. Porém, o governo não fiscalizava a chegada de navios negreiros. Debate interno."— Transcrição da apresentação:

1

2 1831: foi criada uma lei que proibia a vinda de novos escravos para o Brasil. Porém, o governo não fiscalizava a chegada de navios negreiros. Debate interno sobre a escravidão: A maioria dos fazendeiros defendia a continuidade da escravidão.

3 Uma parcela dos fazendeiros propunha a utilização de mão de obra vinda da Europa. 1850: o governo criou uma nova lei que proibia o tráfico que, dessa vez, foi fiscalizado pelos órgãos competentes do governo. 1871: foi criada a lei do Ventre Livre determinando que todos os filhos de escravas nascidos a partir daquela data seriam livres.

4 Revoltas coletivas em fazendas de diversos municípios produtores de café. Atos de rebeldia em que escravos entravam em confronto com a polícia. Os escravos fugiam em pequenos grupos para as matas e quilombos.

5 Existiam grupos que defendiam a liberdade dos escravos: jornalistas, advogados, intelectuais e outros representantes das camadas educadas e letradas. Esses intelectuais promoviam comícios a favor da abolição dos escravos.

6 1885: criação da lei do Sexagenário – determinava a libertação dos escravos com mais de 65 anos. A lei não beneficiava os escravos, que ficavam desamparados na velhice, pois desobrigava os fazendeiros dos gastos com o sustento desses idosos.

7 1888: foi decretada uma lei que acabava com a escravidão no Brasil. Assinada em 13 de maio de 1888 pela princesa Isabel, filha de D.Pedro II. Marginalização dos escravos que foram abandonados a própria sorte.

8 Conflitos entre o Brasil e o Uruguai contribuíram com uma crise entre o governo paraguaio e o brasileiro. 1865: formação da Tríplice Aliança (Brasil, Argentina e Uruguai), contra o Paraguai. As tropas aliadas contavam com empréstimos ingleses para as compras de armas e equipamentos militares.

9 : confronto entre o exército paraguaio e as tropas da Tríplice Aliança. 1870: a Tríplice Aliança vence o confronto e a maioria dos homens adultos paraguaios foram mortos. A Inglaterra apoia os vencedores e mantêm sua influência econômica na região. Os militares brasileiros ganharam prestígio e influência interna.

10 Os oficiais do exército passaram a reivindicar: melhores salários, melhores armas e condições de trabalho. Descontentamento de muitos oficiais com o regime imperial.

11 Não concordavam que os recursos gerados pelo café fossem destinados a sustentar elites rurais de outras províncias. Barões do Café (Vale do Paraíba): estavam descontentes com a lei Áurea (1888) e responsabilizavam o governo pelos prejuízos que teriam com a libertação dos escravos. Reivindicavam uma indenização.

12 1870: criação de partidos e associações republicanas em todo o Brasil. Federalismo: autonomia das províncias em relação ao governo central para tomar decisões sobre seus problemas internos.

13 Apoio das camadas médias urbanas: intelectuais que consideravam o sistema monárquico um obstáculo ao crescimento do Brasil. Militares: aderiram à ideia de república, acreditando que a instauração desse regime significaria o fim da corrupção e a ampliação dos militares no cenário político.

14 Os membros do Partido Republicano Paulista e os Republicanos do Rio de Janeiro se uniram aos militares para derrubar a monarquia. Em 15 de novembro de 1889, tropas lideradas pelo marechal Deodoro da Fonseca dissolveram uma reunião do ministério imperial. A família real foi obrigada a renunciar e deixar o Brasil.

15 Toledo, Eliete; Dreguer, Ricardo. História. Editora: Atual. São Paulo, Projeto Araribá - História. Editora: Moderna. São Paulo, Campos, Flavio de; Miranda, Renan Garcia. A Escrita da História. Editora: Escala Educacional. São Paulo, Cotrim, Gilberto. História global e geral. Editora: Saraiva. São Paulo, 2007.


Carregar ppt "1831: foi criada uma lei que proibia a vinda de novos escravos para o Brasil. Porém, o governo não fiscalizava a chegada de navios negreiros. Debate interno."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google