A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Grécia Antiga. "As gerações futuras nos admirarão, como a presente nos admira agora... Imponentes são de fato as marcas e os monumentos que deixamos...

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Grécia Antiga. "As gerações futuras nos admirarão, como a presente nos admira agora... Imponentes são de fato as marcas e os monumentos que deixamos..."— Transcrição da apresentação:

1 A Grécia Antiga

2 "As gerações futuras nos admirarão, como a presente nos admira agora... Imponentes são de fato as marcas e os monumentos que deixamos... " (Péricles, século V a.C.). De fato, a Grécia está Viva. Todos nós somos um pouco gregos.

3 Chamavam a Grécia de Hélade; Chamavam-se Helenos

4 A Grécia Antiga - Divisão

5 Território montanhoso: formado por 80% de montanhas e 20% de planícies, aproximadamente.

6 Território bastante recortado pelo mar

7 Condições geográficas e a vida dos gregos Os gregos foram profundamente influenciados pelas condições geográficas da Grécia. As dificuldades na comunicação levou as várias comunidades gregas ao isolamento e à formação de cidades independentes. A fragmentação geográfica da Grécia levou a formação das cidades-estados. Os gregos sempre viveram em cidades-estados. Cada cidade tinha o seu governo e suas próprias leis. O que unia os gregos era a proximidade geográfica (nenhuma cidade ficava distante de outras cidades) e a cultura (os gregos falavam a mesma língua, acreditavam nos mesmos deuses...)

8

9 Período Pré-Homérico Civilização Cretense, na Ilha de Creta – Cnossos provavelmente foi a capital. Os reis eram chamados minos. Civilização Micênica, no Continente. Os aqueus entraram em contato com os cretenses, assimilaram seus conhecimentos e os conquistaram. Fundaram a cidade de Micenas. Por volta do ano 1200 a. C., três povos invadiram a Grécia: os jônios e os eólios dominaram a Grécia Continental (fundaram Atenas e Tébas, respectivamente); os dórios invadiram e dominaram o Peloponeso, conquistaram a Civilização Micênica e fundaram Esparta.

10 Período Homérico A Ilíada e a Odisséia são as fontes históricas principais para o estudo deste período. Os gregos viviam em comunidades chamadas Genos – Grandes grupos familiares, cujos membros eram descendentes de um mesmo antepassado. Neste período ocorreu a colonização grega: os gregos fundaram colônias em diversas regiões no litoral do Mar Negro, na Itália, na Sicília, no Sul da França... As colônias gregas deviam: – Receber parte da população grega. – Produzir mercadorias para serem vendidas para os gregos

11 Os gregos fundaram colônias em várias regiões

12 Período Arcaico Ocorreu a desintegração dos genos e o aparecimento de desigualdades sociais. Uns ficaram com muitas terras, outros com poucas terras e outros ficaram sem terra. Com o tempo, algumas pessoas foram se empobrecendo. Muitas foram transformadas em escravas. O chefe de um genos mais poderoso começou a dominar outros genos. Vários genos deram origem a uma tribo... Várias tribos a uma fratria... Várias fratrias a uma pólis (cidade- Estado).

13 A formação das cidades-estados

14 As cidades-estados Cada cidade-Estado tinha o seu governo e as suas próprias leis. Podemos destacar as seguintes cidades-estados: Atenas, Esparta, Corinto, Tebas, Mileto... As cidades-estados gregas, em geral, evoluíram da monarquia para a oligarquia. Atenas evoluiu da monarquia para a oligarquia, depois para a tirania, e, por fim, para a democracia.

15 O Escravismo Os gregos tornaram-se escravistas: a imensa maioria dos trabalhos era realizada por escravos. A escravidão era vista como algo natural, normal. Havia também a escravidão por dívida. Os filhos de escravos também eram escravos. Mas os gregos conseguiam escravos principalmente através das guerras. São características da escravidão: o escravo é transformado em mercadoria (comprada e vendida); o escravo é transformado num instrumento (um instrumento falante, diferente de um animal ou de um implemento – instrumento semi-falante ou mudo). O trabalho do escravo é obtido através da força, sem nenhuma remuneração; o escravo tem vontades, mas realiza sempre a vontade de seu dono (e não a sua); a violência contra o escravo, que acontece sempre. A escravidão era justificada. Segundo Aristóteles, a natureza criou alguns para serem livres e outros para seres escravos. As propriedades são uma reunião de instrumentos e o escravo é uma propriedade instrumental animada. O uso dos escravos e dos animais é aproximadamente o mesmo.

16 Período Clássico Foi o período de maior desenvolvimento da civilização grega. A “Idade de Ouro” da Grécia. Duas cidades se destacaram: Atenas e Esparta, que eram bastante diferentes – uma era democrática, a outra era oligárquica. Ocorreram as guerras médicas (contra os persas), a Guerra do Peloponeso (entre Atenas e Esparta e respectivas aliadas, ou seja, entre a Liga de Delos x Liga do Peloponeso, de 431 a 404 a. C.). Com esta guerra, ocorreu a destruição e o consequente enfraquecimento da Grécia. Isto possibilitou a conquista do mundo grego pelos Macedônios, liderados por Filipe II, em 338 a. C.). Filipe II conseguiu o que os gregos jamais conseguiram: a unificação política da Grécia.

17 Atenas – Fundada pelos jônios X Esparta – Fundada pelos dórios Cidade dos filósofos, poetas... Democracia*(demos = povo + cracia = poder) Órgãos: Eclésia (todos os cidadãos com mais de 18 anos) votava as leis, tomava todas as decisões, eleger os 10 estrategos para executar as leis; Bulé ou Conselho dos 500 preparava as leis, Helieia responsável pela justiça. Quem ameaçava a democracia era condenado ao Ostracismo pela Eclésia. Sociedade: Eupátridas, Metecos e Escravos. Economia comercial. Educação : visava formar um cidadão. * Machista e escravista. Cidade dos guerreiros Oligarquia (oligo = poucos + arquia = governo) Órgãos: Ápela (espartanos com mais de 30 anos) escolhia os membros da Gerúsia e os éforos, votava as leis sem discutir; Gerúsia (28 anciãos + 2 reis), propunha as leis, decidia guerras...), Eforato (5 membros) fiscalizava o cumprimento das leis, podia convocar a Ápela e a Gerúsia. Sociedade: Esparciatas, Periecos e Hilotas. Economia agrícola. Educação: visava formar um guerreiro.

18 Período Helenístico Os gregos viviam dominados pelos macedônios. Alexandre Magno, filho de Filipe II, construiu um gigantesco Império. Com Alexandre Magno, apaixonado pela cultura grega, ocorreu a difusão da cultura grega pelo mundo. Alexandre incentivava o casamento de seus soldados, com cultura grega, com mulheres orientais. Com a fusão entre a Cultura Grega (Helênica) com culturas orientais, ocorreu a formação da Cultura Helenística. A Cultura Helênica era idealista, a helenística, realista. Alexandre fundou várias cidades chamadas de Alexandria. A mais famosa era a do Egito. Em 146 a. C., o Império Macedônio foi conquistado pelos romanos. Na verdade, gregos e romanos se conquistaram: Roma conquistou a Grécia militarmente; a Grécia conquistou Roma culturalmente.

19 Obra Helênica e Obra Helenística


Carregar ppt "A Grécia Antiga. "As gerações futuras nos admirarão, como a presente nos admira agora... Imponentes são de fato as marcas e os monumentos que deixamos..."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google