A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

29/09/2011 São-Paulo 29 de setembro de 2011 ADEFRANCE Seminário international A A Questão Federativa e a Governança Metropolitana São-Paulo - 28, 20 e.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "29/09/2011 São-Paulo 29 de setembro de 2011 ADEFRANCE Seminário international A A Questão Federativa e a Governança Metropolitana São-Paulo - 28, 20 e."— Transcrição da apresentação:

1 29/09/2011 São-Paulo 29 de setembro de 2011 ADEFRANCE Seminário international A A Questão Federativa e a Governança Metropolitana São-Paulo - 28, 20 e 30 de Setembro de 2011

2 29/09/ Le Grand Paris

3 29/09/ O Grand Paris: vantagens… 12 milhões de habitantes estudantes PIB de 553 Bilhões de euros investigadores … e fragilidades Um déficit de moradia Uma taxa de crescimento demasiado fraca Um desequilíbrio entre o centro e o subúrbio Subinvestimento nos transportes

4 29/09/ Um diagnóstico compartilhado e uma prioridade presidencial. em Dezembro de 2007, o Presidente Nicolas Sarkozy lança “a consulta internacional” das 10 equipes de arquitetos urbanistas que levará ao AIGP. Em março de 2008, ele cria o ministério da Grande Paris que confia a Christian Blanc. Em abril de 2009, este revela o seu projeto para o Grand Paris. A lei de 3 de junho de 2010 sobre o Grand Paris estabelece uma série de medidas inovadoras e cria a “Sociedade du Grand Paris”

5 29/09/  Organizar uma metrópole unida e multipolar.  Ligar o Grand Paris aos portos, aos aeroportos, às estações TGV e juntar oferta e demanda de empregos.  Construir novas habitações a cada ano, com prioridade para os setores cuja atratividade será determinada pelo novo metrô.  Reforçar a identidade dos territórios com uma assinatura econômica forte, apoiada nos clusters de excelência e ligações entre eles.  Favorecer ao desenvolvimento sustentável da metrópole. As ambições do Grand Paris

6 29/09/ /07/ Um projeto global O transporte público O desenvolvimento urbano O desenvolvimento econômico

7 29/09/ O método “A visão deve preceder o projeto e o projeto deve conduzir à escolha da governança”. Identificar os territórios do projeto e determinar a sua estratégia. O transporte como vetor do desenvolvimento urbano e econômico e o reequilíbrio da metrópole. A associação estreita entre prefeitos. Um tempo para a definição do projeto e um tempo de orquestração para melhorá-lo.

8 29/09/ Confluence Seine-Oise Roissy - Villepinte - Tremblay Est de la Seine-Saint-Denis Est parisien Cité Descartes Sud de Paris Paris - Saclay Paris - La Défense La Plaine Saint-Denis Paris - Le Bourget Os Territórios do Grand Paris

9 29/09/ Características da rede de transporte  170 kms  3 milhões de passageiros por dia  Mais de 60 kms/hora de velocidade  Ritmo de um trem a cada 90 segundos  Interconexão com a rede existente  57 estações

10 29/09/

11 29/09/  Centralidades urbanas.  O ordenamento em redor das estações As estações do Grand Paris  Atividades comerciais para os passageiros  Lugares de vida e arquiteturas simbólicas dos territórios

12 29/09/ A Sociedade do Grand Paris Instituição pública de administração privada. Objetivo principal: conceber e realizar a futura rede. Missão de desenvolvimento e de construção. Participação nos contratos de desenvolvimento territorial.

13 29/09/ Custo e financiamento 20,5 bilhões de euros e recurso de empréstimo 4 bilhões em capital trazidos pelo Estado 400 milhões de euros de receitas fiscais anuais, a partir de 2011 Ganhos de capital de operações imobiliárias Receitas comerciais, especialmente nas estações Taxa de uso da infraestrutura

14 29/09/ concepçãoconstrução Esquema global Pesquisas públicas Conclusão do debate público Abertura das primeiras seções ▼ Abertura de toda a rede Calendário de realização Lei do Grande Paris

15 29/09/ s atores do Grand Paris As estruturas políticas locais: municípios, intermunicipalidades, departamentos (divisão administrativa do território francês), região. Os diferentes serviços do Estado: a Prefeitura de Região, os ministérios, as prefeituras dos departamentos, os EPA (estabelecimentos públicos de desenvolvimento) etc O caso específico do município de Paris e a Região Île-de-France: qual legitimidade para falar em nome do Grand Paris ? O STIF (Syndicat des Transports d'Île-de-France), autoridade organizadora dos transportes na região: da confrontação à cooperação. Os grandes operadores (RFF – Réseau Ferré de France, SNCF - Société Nationale des Chemins de fer français, RATP - Régie Autonome des Transports Parisiens …) Todos esses atores são associados no projeto da Sociedade do Grand Paris

16 29/09/ /07/


Carregar ppt "29/09/2011 São-Paulo 29 de setembro de 2011 ADEFRANCE Seminário international A A Questão Federativa e a Governança Metropolitana São-Paulo - 28, 20 e."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google