A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Constituem o mundo espiritual, como nós constituímos durante a nossa vida, o mundo corporal. Resumimos os pontos principais da doutrina que nos transmitiram:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Constituem o mundo espiritual, como nós constituímos durante a nossa vida, o mundo corporal. Resumimos os pontos principais da doutrina que nos transmitiram:"— Transcrição da apresentação:

1

2 Constituem o mundo espiritual, como nós constituímos durante a nossa vida, o mundo corporal. Resumimos os pontos principais da doutrina que nos transmitiram: Os seres que se manifestam designam-se a si mesmos, como dissemos pelo nome de Espíritos ou Gênios, e dizem, alguns pelo menos, que viveram como homens na Terra.

3 Deus

4 Deus é eterno Deus

5 Deus é imutável Deus

6 Deus Deus é eterno Deus é imutável Deus é imaterial

7 Deus Deus é eterno Deus é imutável Deus é imaterial Deus é único

8 Deus Deus é eterno Deus é imutável Deus é imaterial Deus é único Deus é todo-poderoso

9 Deus Deus é eterno Deus é imutável Deus é imaterial Deus é único Deus é todo-poderoso Deus é soberanamente justo e bom

10 Criou o Universo, que compreende todos os seres animados e inanimados, materiais e imateriais. Os seres materiais constituem o mundo visível ou corporal e os seres imateriais o mundo invisível ou espírita, ou seja, dos Espíritos. O mundo espírita é o mundo normal, primitivo, eterno, preexistente e sobrevivente a tudo. O mundo corporal é secundário; pode deixar de existir ou nunca ter existido, sem alterar a essência do mundo espírita.

11 Deus Deus é eterno Deus é imutável Deus é imaterial Deus é único Deus é todo-poderoso Deus é soberanamente justo e bom Resumo da Doutrina dos Espíritos

12 ESPÍRITOS Os Espíritos revestem temporaria- mente um invólucro material perecível e sua destruição pela morte os devolve à liberdade.

13 Alma (...) o Espiritismo repousa inteiramente sobre a existência da alma e o seu estado após a morte. (Kardec LE: Int. VII)

14 Há outra palavra sobre a qual igualmente devemos entender-nos, porque é uma das chaves de toda doutrina moral e tem suscitado numerosas controvérsias, por falta de uma acepção bem determinada; é a palavra alma..  Os fenômenos espíritas têm por agente a alma.  As leis morais se aplicam à alma.  Algumas bases doutrinárias do Espiritismo têm por princípio a existência da alma: Imortalidade da alma, reencarnação, mediunidade Se um conceito equivocado de “alma for utilizado, toda a construção da filosofia espírita fica comprometida.

15 Materialismo: A alma é o princípio da vida orgânica material; não tem existência própria e se extingue com a vida. Nesse sentido e por comparação, dizem de um instrumento quebrado, que não produz mais som, que ele não tem alma. De acordo com esta opinião, a alma seria um efeito e não uma causa.

16 Panteísmo: A alma é o princípio da inteligência, agente universal de que cada ser absorve uma porção. Segundo estes, não haveria em todo o universo senão uma única alma, distribuindo fagulhas para os diversos seres inteligentes, durante a vida; após a morte, cada fagulha volta à fonte comum, confundindo-se no todo, como os córregos e os rios retornam ao mar de onde saíram.

17 Espiritualismo: A alma é um ser moral, distinto, independente da matéria e que conserva a sua individualidade após a morte. Esta concepção é incontestavelmente a mais comum, porque, sob um nome ou outro, a ideia desse ser que sobrevive ao corpo se encontra em estado de crença instintiva, e independente de qualquer ensinamento, entre todos os povos, qualquer que seja o seu grau de civilização. A alma é causa e não efeito.

18 O espírito é o princípio inteligente Nos animais e no homem há espírito Que é o espírito? O princípio inteligente do Universo. (LE – questão 23)

19 “Como podemos definir os Espíritos? Podemos dizer que os Espíritos são os seres inteligentes da Criação. (...) NOTA – A palavra Espírito é aqui empregada para designar as individualidades dos seres extracorpóreos e não mais o elemento inteligente Universal.” (LE – questão 76) “Os Espíritos são individualizações do princípio inteligente, como os corpos são individualizações do princípio material” (LE – questão 79)

20 “O homem possui, como sua particularidade, a alma ou Espírito, centelha divina que lhe dá o senso moral e um alcance intelectual que os animais não possuem (...)” Espírito ≠ espírito Espírito é o espírito humano Só o ser humano possui Espírito

21 Do mundo espírita Os seres materiais constituem o mundo visível ou corpóreo e os seres imateriais, o mundo invisível ou espírita, isto é, dos Espíritos. O mundo corporal é secundário; poderia deixar de existir, ou não ter jamais existido, sem que por isso se alterasse a essência do mundo espírita. O mundo espírita é o mundo normal, primitivo, eterno, preexistente e sobrevivente a tudo.

22 Do ser espiritual e do perispírito O laço ou perispírito, que une o corpo e o Espírito, é uma espécie de envoltório semimaterial. A morte é a destruição do envoltório mais grosseiro. o Espírito conserva o segundo, que lhe constitui um corpo etéreo, invisível para nós no estado normal, porém que pode tornar-se acidentalmente visível e mesmo tangível, como sucede no fenômeno das aparições. O Espírito não é, pois, um ser abstrato, indefinido, só possível de conceber-se pelo pensamento. É um ser real, circunscrito, que, em certos casos, se torna apreciável pela vista, pelo ouvido e pelo tato.

23 O perispírito torna o Espírito um ser limitado, circunscrito

24 Há no homem três coisas: 1º, o corpo ou ser material análoga aos animais e animado pelo mesmo princípio vital; 2º, a alma ou ser imaterial, Espírito encarnado; 3º, o laço que prende a alma ao corpo, princípio intermediário entre a matéria e o Espírito. Há de se ter atenção à nomenclatura kardequiana:  “Vivo” / “Morto” – homem (personalidade) Uma vez morto o corpo, é desfeita a trindade e o homem morre  “Encarnado”/ “Não-encarnado” – Espírito (individualidade) O Espírito encarnado no homem é imortal CorpoPerispíritoEspírito Homem

25 (...) por ocasião da morte, o perispírito se desprende mais ou menos lentamente do corpo. “O Espírito, para quem, este [o corpo], carente de vida, se torna inútil, deixa-o, como se deixa uma casa em ruínas, ou uma roupa imprestável. “ (GE: Cap. XI, item 13) Perispírito Espírito Fluido vital Corpo Se extingue Deixa o corpo Morre Se desprende do corpo

26 Da evolução dos espíritos Os Espíritos pertencem a diferentes classes e não são iguais, nem em poder nem inteligência, saber ou moralidade. Os da primeira ordem são os Espíritos Superiores que se distinguem pela perfeição, pelos conhecimentos e pela proximidade de Deus, a pureza dos sentimentos e o amor do bem: são os anjos ou Espíritos puros. As demais classes se distanciam mais e mais dessa perfeição.

27 Os das classes inferiores são inclinados às nossas paixões: o ódio, a inveja, o ciúme, o orgulho, etc., e se comprazem no mal. Há também os que não são nem muito bons, nem muito maus; antes perturbadores e intrigantes do que perversos. A malícia e a inconsequência parecem ser as suas características: são os Espíritos estouvados ou levianos. Os Espíritos não ocupam perpetuamente a mesma ordem. Todos se melhoram passando pelos diferentes graus da hierarquia espírita.


Carregar ppt "Constituem o mundo espiritual, como nós constituímos durante a nossa vida, o mundo corporal. Resumimos os pontos principais da doutrina que nos transmitiram:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google