A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Metodologia de Monitoramento e Avaliação. Volume: aproximadamente 12,8 milhões de euros/ano do governo alemão; aproximadamente 416 milhões de euros do.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Metodologia de Monitoramento e Avaliação. Volume: aproximadamente 12,8 milhões de euros/ano do governo alemão; aproximadamente 416 milhões de euros do."— Transcrição da apresentação:

1 Metodologia de Monitoramento e Avaliação

2 Volume: aproximadamente 12,8 milhões de euros/ano do governo alemão; aproximadamente 416 milhões de euros do governo alemão desde do início da Cooperação Técnica. Parceiros: Ministérios, Secretarias e Órgãos Federais e Estaduais Volume: aproximadamente 12,8 milhões de euros/ano do governo alemão; aproximadamente 416 milhões de euros do governo alemão desde do início da Cooperação Técnica. Parceiros: Ministérios, Secretarias e Órgãos Federais e Estaduais Os Programas Cooperação Técnica: As instituições participantes:

3 Desde 2000, há duas áreas prioritárias na CooperaçãoTécnica entre a República Federativa do Brasil e a República Federal da Alemanha: Proteção do Meio Ambiente e Manejo Sustentável dos Recursos Naturais Desenvolvimento Regional Integrado em Áreas Menos Favorecidas No âmbito das duas áreas prioritárias são executadas, atualmente, quatro programas. Em 24 projetos, a contribuição alemã ocorre diretamente pela GTZ e nove projetos são executado por firmas consultoras. Áreas Prioritárias da Cooperação Técnica

4 Gestão Ambiental Urbana e Industrial (Desde 1983) Desenvolvimento Local Sustentável -DLS (Desde 1988) Desenvolvimento Regional Sustentável (Desde 1989) Programa Piloto para a conservação das Florestas Tropicais do Brasil - PPG-7 (Desde 1995) Projetos Setoriais Fortalecimento do Programa Nacional de DST – AIDS, no Brasil (Desde 2002) Panorama dos Programas Programas e Projetos Setoriais

5 A discussão sobre Monitoramento e Avaliação na cooperação técnica surgiu em 1960, mas apenas na década de 80 o tema foi realmente incorporado à Gestão de Projetos visando melhorar a sua execução. Ferramenta da Gestão de Projetos que mensura: Qualidade e quantidade dos serviços prestados pelo projeto Grau de aceitação e aproveitamento destas prestações por parte dos grupos alvos Visão da Avaliação pela GTZ

6 Tornar transparentes as tarefas e responsabilidades e estabelecer mecanismos de retroalimentação de informações entre as partes envolvidas na realização de projetos; Elucidar os efeitos positivos, despertando assim a disposição e a motivação para a continuação das atividades; Criar uma base de informações pautadas em experiências reais para a tomada de decisões centrais acerca dos objetivos e dos procedimentos a serem adotados; Criar transparência no que diz respeito ao processo, decisões individuais e ao alcance dos objetivos.

7 Outras Abordagens Avaliação como um processo de negociação Avaliação como um instrumento de divulgação Avaliação como Instrumento de aprendizagem institucional

8 Desenvolvimento Sustentável Bahia

9 Um bom sistema de Monitoramento depende necessariamente de um bom sistema de Planejamento ZOOP (Planejamento de Projetos Orientado por Objetivos) -Matriz de Planejamento do Projeto -Plano Operacional Matriz de Marco Lógico - Perfil dos municípios - Perfil dos Agricultores Familiares - Dados colhidos de orgãos oficiais

10 Agricultores familiares praticam a auto- gestão, apoiados pelos programas governamentais / não governamentais e pelas diferentes instituições. Objetivo do Projeto

11 Metodologia No início da 2º fase do Projeto (2001) foi elaborada uma matriz de planejamento até janeiro de 2005, na qual foram definidos os objetivos, pressupostos e os indicadores de impactos. Indicador como um sinal ou evidência que aponta para o cumprimento dos objetivos. ex: Até 1/2005, 30% (63) das comunidades rurais mostram uma atividade positiva em relação aos serviços públicos através de um número crescente de reuniões e solicitações

12 Metodologia

13 Metodologia Avaliação externa realizada por consultores ( GTZ, UEFS, UFBA, UFRJ) Avaliação anual durante Oficina de Planejamento

14 O M&A realizado pelo Projeto é orientado à obtenção de impactos Impactos Efeitos de um projeto em termos de mudanças econômicas, sócioculturais, técnicas, institucionais ou ambientais. Impactos não são apenas positivos, podem ser também efeitos secundários negativos que podem surgir junto com as mudanças intencionadas Metodologia

15 Impacto: A pobreza na região é reduzida. Proveito 3 -Segundo estimativa dos próprios membros das famílias de agricultores, as suas condições de vida melhoraram Proveito 2 - Um rendimento monetário é obtido através da produção agrícola nas famílias de agricultores alcançadas pelo Projeto Proveito 1 - Os índices de produção agrícola aumentam Aproveitamento - Os agricultores adotam métodos aperfeiçoados Prestação -Os serviços de extensão rural divulga os métodos de produção aperfeiçoados Atividade - O projeto elabora métodos de produção melhor adaptados às condições ecológicas Lacuna na análise dos impactos As inter-relações observáveis de causa e efeito tornam-se mais nítidas O número e a complexidade dos fatores de influência externos aumentam Metodologia

16 Políticas Públicas...Lacuna na Análise de Impactos

17 Organização: Surgimento de um sentimento de coletividade nas comunidades; Maior participação nas atividades comunitárias e produtivas; Maior tomada de iniciativa das comunidades para a melhoria de suas condições; Surgimento de novas lideranças comunitárias; Aumento da auto-estima e consciência dos direitos e deveres de cidadão; Ampliação do nível de participação da população nos programas estaduais, melhorando a sua qualidade na fase de implementação; Impactos do Projeto

18 Geração de emprego e renda: Surgimento de grupos de agricultores/agricultoras para a produção artesanal de doces, mel, redes, cestos, tapetes, etc, e a sua inserção em programas governamentais (Família Produtiva, Minha Roça, Cabra Forte, Flores da Bahia, Produzir II, etc.) Cooperativismo e associativismo: Abertura de agências de cooperativa de crédito nos municípios de Rio Real e Nova Fátima com o apoio do Prorenda; Capacitação de gerentes em cooperação com o SICOOB; Capacitação de técnicos em cooperativismo e associativismo; Impactos do Projeto

19 Assistência Técnica e Extensão Rural: Introdução e validação de métodos participativos para diagnóstico, planejamento, avaliação e monitoramento de projetos comunitários; Formação de um novo perfil de um técnico extensionista como agente de desenvolvimento local; Contribuição para uma nova visão de ATER na EBDA. Impactos do Projeto

20 60 comunidades beneficiadas em 21 municípios baianos, famílias atendidas. Mais de pessoas capacitadas nos cursos, oficinas, seminários e palestras realizadas pelo Projeto 40 grupos produtivos formados Aumento do número de jovens participando nas associações comunitárias em 30% Impactos do Projeto

21 Distinção dos impactos como resultantes, especificamente, da atuação do Projeto Concepção do M&A como um sistema global que deve possuir uma infinidade de dados Entendimento do M&A como uma solução padronizada aplicável à realidades distintas Conscientizar todos os envolvidos sobre a necessidade de registro de informações. (cultura avaliativa) Controle X Diálogo Dificuldades no processo de MEA

22 Informações: Rodrigo Soares Consultor GTZ Correio eletrônico:


Carregar ppt "Metodologia de Monitoramento e Avaliação. Volume: aproximadamente 12,8 milhões de euros/ano do governo alemão; aproximadamente 416 milhões de euros do."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google