A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Use Case Use Cases (Casos de Uso). Use Case Objetivos l Introduzir a necessidade de elicitação de requisitos l Apresentar várias técnicas de elicitação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Use Case Use Cases (Casos de Uso). Use Case Objetivos l Introduzir a necessidade de elicitação de requisitos l Apresentar várias técnicas de elicitação."— Transcrição da apresentação:

1 Use Case Use Cases (Casos de Uso)

2 Use Case Objetivos l Introduzir a necessidade de elicitação de requisitos l Apresentar várias técnicas de elicitação l Descrever em detalhe a técnica de Use Case

3 Use Case Uma caso real! l O Sistema que queremos deve fazer isto, isto..., e nesse caso também isto; l Sim, Sim estou anotando; l Conversei com os usuários e basicamente este é o Sistema que teremos que desenvolver; l Sim chefe; l Ótimo, começaremos a especificar os requisitos imediatamente;

4 Use Case ELICITAÇÃO DE REQUISITOS MOTIVAÇÃO (Cont....)... Quatro Meses Depois... l Srs. Usuários, após o emprego das mais modernas técnicas de especificação, produzimos este documento que descreve minuciosamente o Sistema; l Ótimo! Bom! Hum!... é um documento com 300 páginas e todos estes gráficos, tabelas. Enfim, vamos analisá-lo e voltamos a falar;

5 Use Case ELICITAÇÃO DE REQUISITOS MOTIVAÇÃO (Cont....)... Depois de um mês e meio... l Sr. Analista, nosso pessoal analisou com cuidado o documento. Tivemos muita dificuldade e dúvidas em entendê-lo. Mas o que percebemos é que NÃO FOMOS CORRETAMENTE ENTENDIDOS!!! l Como não? Tudo que aí está, foi fruto de nosso entendimento pessoal. REALMENTE VOCÊS NÃO SABEM O QUE QUEREM!!!

6 Use Case Elicitação de Requisitos l ELICITAR: descobrir, tornar explícito, obter o máximo de informações para o conhecimento do objeto em questão l Cabe à elicitação a tarefa de identificar os fatos que compõem os requisitos do Sistema, de forma a prover o mais correto e mais completo entendimento do que é demandado daquele software

7 Use Case Elicitação de Requisitos: Dificuldades l Usuários podem não ter uma idéia precisa do sistema por eles requerido; l Usuários têm dificuldades para descreverem seu conhecimento sobre o domínio do problema; l Usuários e Analistas têm diferentes pontos de vista do problema (por terem diferentes formações); l Usuários podem antipatizar-se com o novo sistema e se negarem a participar da elicitação (ou mesmo fornecer informações errôneas).

8 Use Case Atividades da Elicitação l Entendimento do domínio da aplicação –O conhecimento do domínio da aplicação é o conhecimento geral ond eo sistema será aplicado. l Entendimento do problema –Os detalhes dos problemas específicos do problema do cliente onde o sistema será aplicado deve ser entendido.

9 Use Case Atividades da Elicitação l Entendimento do negócio –Você deve entender como os sistemas interagem e contribuem de forma geral com os objetivos de negócio. l Entendimento das necessidades e limitações dos stakeholders do sistema –Você deve entender, em detalhe, as necessidades específicas das pessoas que requerem suporte do sistema no seu trabalho.

10 Use Case Técnicas de elicitação l Entrevista l Leitura de documentos l Questionários l Análise de protocolos l Participação ativa dos usuários l Use Cases e Cenários (UML) l Métodos Soft Systems l Observações e análise sociais l Reuso de requisitos

11 Use Case l O profissional deve selecionar as técnicas a serem utilizadas e estabelecer de que maneira elas serão integradas l É importante utilizar uma técnica de modelagem de apoio para que os fatos elicitados fiquem corretamente representados para futuro tratamento l A escolha das técnicas e seu esquema de integração dependerá do problema e da equipe participante Elicitação de Requisitos

12 Use Case Técnicas específicas de elicitação

13 Use Case Entrevistas l O engenheiro de requisitos ou analista discute o sistema com diferentes stakeholders e obtêm um entendimento dos requisitos. l Vantagens: contato direto com o usuário e validação imediata l Desvantagens: conhecimento tácito e diferenças de cultura

14 Use Case Entrevistas: tipos l Entrevistas fechadas. O engenheiro de requisitos busca respostas para um conjunto de questões pré-definidas l Entrevistas abertas. Não há uma agenda pré- definida e o engenheiro de requisitos discute, de forma aberta, o que o stakeholders quer do sistema. l Tutorial: o cliente está no comando - aula

15 Use Case Essencial das entrevistas l Entrevistadores devem estar de “cabeça aberta” e não fazer a entrevista com noções pré-concebidas sobre o que é necessário l Informar aos stakeholders o ponto inicial da discussão. Isto pode ser uma questão, uma proposta de requisitos ou um sistema existente l Entrevistadores devem estar cientes da política organizacional - muitos requisitos reais podem não serem discutidos devido as implicações políticas

16 Use Case Leitura de Documentos l Abstrações l Vocabulário da aplicação l Vantagens: facilidade de acesso e volume de informações l Desvantagens: dispersão das informações e volume de trabalho

17 Use Case Questionários l Quando existe conhecimento sobre o problema e grande número de clientes l Dão idéia definida sobre como certos aspectos universo de informação/software são percebidos l Possibilitam análises estatísticas l Vantagens: padronização das perguntas e tratamento estatístico das respostas l Desvantagens: limitação do universo de respostas e pouca iteração

18 Use Case Análise de Protocolos l Consiste em analisar o trabalho de determinada pessoa através de verbalização l Objetivo: estabelecer a racionalidade utilizada na execução de tarefas l Vantagens: possibilidade de elicitar fatos não facilmente observáveis e permitir melhor entendimento dos fatos l Desvantagens: desempenho do entrevistado e “o que se diz é diferente do que se faz”

19 Use Case Participação Ativa dos Usuários l Incorporação dos usuários ao grupo de desenvolvimento l Os usuários precisam aprender as linguagens de modelagem utilizadas para ler as descrições e criticá-las l Integração dos usuários com os desenvolvedore na modelagem do sistema l Vantagens: envolvimento dos clientes e usuários l Desvantagens: treinamento dos usuários e falsa impressão da eficácia do sistema

20 Use Case Diagramas de Use Cases l Servem facilitam o entendimento de um sistema mostrando a sua “visão externa” l São usados para modelar o contexto de um sistema, subsistema ou classe l São uma das maneiras mais comuns de documentar os requisitos do sistema –Delimitam o Sistema –Definem a funcionalidade do sistema

21 Use Case l É uma forma específica de uso do sistema através da execução de alguma funcionalidade do sistema. l Use Cases descrevem o que acontece dentro do sistema. l Ajudam muito na comunicação entre clientes e os desenvolvedores.

22 Use Case Caso de Uso l Uma unidade coerente de funcionalidade provida por uma classificador (um sistema, subsistema ou classe) manifestado por uma sequência de mensagens trocadas entre o sistema e um ou mais usuários externos (representados como atores), junto com as ações executadas pelo sistema.

23 Use Case Use cases l Um use case é a especificação de sequências de ações que um sistema, subsistema, ou classe pode realizar, interagindo com um dos atores l Descrição de um conjunto de sequências de ações, incluindo variantes, que o sistema executa para produzir um resultado observável para um ator. l Use cases podem incluir sequências alternativas, ou sequências excepcionais (de erro)

24 Use Case Use Case: Representação gráfica Matricular aluno Solicitar histórico Verificar pré-requisitos l A coleção de use cases deverá especificar todas as formas existentes de uso do sistema.

25 Use Case l Mostra apenas o que o sistema faz, e não como. l Captura o comportamento pretendido para um sistema, sem a necessidade de especificar como esse comportamento será implementado. l Diagramas de interação podem ser usados para especificar com um use case será implementado (ou realizado).

26 Use Case Use Case inclue: l Uma linha de comportamento normal em resposta a um pedido do usuário l Possíveis variantes da sequência normal, tais como: – sequências alternativas, –comportamento excepcional e –tratamento de erro.

27 Use Case Atores l O sistema será descrito através de vários use cases que são executados por um número de atores l Atores constituem as entidades do ambiente do sistema l São pessoas ou outros subsistemas que interagem com o sistema em desenvolvimento

28 Use Case Atores

29 Use Case Atores: Especialização l É possível definir tipos gerais de atores e especializá-los usando o relacionamento de especialização

30 Use Case Diagramas de Use Case l Uma associação entre um ator e um use case indica que há uma comunicação, possivelmente com envio e recepção de mensagens

31 Use Case Diagramas de Use cases > Histórico do semestre atual Solicitar histórico de do curso Solicitar histórico > Verificar dependências Matricular aluno > Sistema de controle de pre-requisitos

32 Use Case Exemplo (máquina de reciclar) Um sistema de software é desenvolvido para controlar um máquina para reciclar garrafas, latas e gradeados. –A máquina poderá ser usado por vários usuários ao mesmo tempo. –Cada usuário poderá retornar os três tipos de ítem na mesma ocasião. –O sistema deverá ser capaz de distinguir entre diferentes tipos e tamanhos de garrafas e latas. –O sistema deve registar o número e tipo de itens colocado por cada usuários. –Quando solicitado, o sistema deverá ser capaz de imprimir um recibo com: o número de itens depositados, o valor dos item devolvidos, e o valor pago ao usuário.

33 Use Case Exemplo (máquina de reciclar). –O sistema também será usado por um operador. O operador precisa de uma impressão diária com os itens depositados durante o dia. A listagem de incluir um número para cada item. –O operador do sistema também precisa de uma operação para modificar a informação de itens armazenada no sistema. Por exemplo, o valores dos itens depositados. –Quando um item ficar preso no sistema, o sistema deve alertar o operador ligando um alarme.

34 Use Case Atores l Primeiro é preciso identificar os usuários do sistema, que serão chamados de atores. l Um ator é um tipo ou categoria de usuário. l Um ator poderá representar um pessoa ou outro sistema interagindo com o sistema a ser desenvolvido.

35 Use Case Atores e seus papéis l Uma pessoa pode instanciar (fazer o papel) de diferentes atores l Atores definem os papéis que os usuários podem fazer l Atores modelam qualquer coisa que precise trocar informações com o sistema. l Atores podem modelar usuários humanos mas também podem modelar outros sistemas que se comunicam o sistema em desenvolvimento

36 Use Case Identificação de Atores l Atores são externos ao sistema l Para a identificação de todos os atores de um sistema poderá ser necessário várias iterações. l Diretrizes: –Pergunte a você próprio por que o sistema está sendo desenvolvido? –Quem serão as pessoas que o sistema ajudará?

37 Use Case l Diretrizes: –Quais serão os outros sistemas que precisarão interagir com o novo sistema? –Agentes que usam o sistema diretamente (ou seu trabalho diários) são chamados de Atores Principais –Agentes principais estão associados com uma ou mais tarefas do sistema Identificação de Atores

38 Use Case l Atores que estão relacionados com a supervisão e manutenção do sistema são chamados de agentes secundários l Atores do sistema de reciclagem : –O cliente –O operador l Eles são entidades do ambiente do sistema, que interagem com ele. Identificação de Atores

39 Use Case Interação dos Atores l O cliente interage com sistema: –depositando itens na máquina –recebendo um recibo da máquina l O operador interagem com sistema: : –Recebendo os relatórios diários dos depósitos realizados –Mantendo o banco de dados de itens

40 Use Case Papéis l Atores além de pessoas ou subsistemas, podem ser papéis desempenhados por uma mesma pessoa, ou subsistema. l No exemplo, ocasionalmente o operador poderá depositar suas próprias garrafas na máquina. Neste caso ele atuará no papel de cliente.

41 Use Case Use Cases do Sistema de Reciclagem l Após identificação dos agentes o próximo passo é a identificação dos use cases. l Os atores são fundamentais para a descoberta dos use cases. Cada ator irá executar vários use cases no sistema. l Cada use case será um curso completo de eventos iniciados pelo ator e especificará as interações que ocorrerão entre o ator e o sistema.

42 Use Case Identificação de use cases l Primeiro passo, examinar os requisitos do ponto de vista dos usuários. l Perguntas úteis; –Quais são as principais tarefas de cada ator? –O ator precisa ler/escrever/modificar alguma informação do sistema? –O ator precisará informar ao sistema as mudanças ocorridas no exterior? –O ator quer ser informado sobre mudanças inesperadas?

43 Use Case Use Cases do Sistema de Reciclagem l Cliente –Deve ser capaz de retornar items (latas, garrafas). O use case será Retornar item. –Este use case deverá incluir todos os eventos até o recibo ser emitido.

44 Use Case Use Cases do Sistema de Reciclagem l Operador –Deve ser capaz de receber um relatório diário de todos os itens depositados. Use case Gerar relatório. –Deve ser também capaz de modificar informações do sistema, por exemplo o valor de cada item depositado. Use case, Mudar item.

45 Use Case Descrições do Use case l Use Case Retornar item Fluxo principal de eventos: Será iniciado pelo cliente quando ele/ela retornar os itens. O sistema manterá uma contagem atualizada dos tipos de itens e seus valores diários. Quando o cliente depositar os seus itens, ele/ela irá pressionar o botão recibo para obter o recibo. O recibo impresso irá listar os itens depositados, seus totais e o valor a ser pago ao cliente.

46 Use Case Descrições do Use case l Use Case Gerar relatório Fluxo principal de eventos: Será iniciado pelo operador quando ele precisar da listagem dos itens retornados no dia. O sistema imprimirá o tipo, quantidade de cada item e o total. l Use case Mudar item Fluxo principal de eventos Será inciado pelo operador para modificar a informação do item no sistema. Ele será capaz de alterar o valor a ser pago pelo item.

47 Use Case Diagrama de Use Case Gerar Relatório Retornar Item Mudar Item Cliente Operador

48 Use Case Expressão de variantes de use case l Nem sempre é óbvio decidir se uma funcionalidade corresponde a um novo use cases. As vezes trata-se de uma variação de um mesmo use case –Se as diferenças forem pequenas elas podem ser descritas através de variantes de um mesmo use case –Se as diferenças são grandes elas devem ser descritas como use cases separados.

49 Use Case Expressão de variantes de use case l Fluxo principal de eventos –Descreva a sequência normal de eventos de um use case. l Fluxo excepcional de eventos –Descreva as variações dos cursos básicos de eventos (ex. Erros).

50 Use Case Expressão de variantes l Use Case Retornar item Fluxo principal de eventos: …... Quando o cliente depositar os seus itens, ele/ela irá pressionar o botão recibo para obter o recibo. O recibo impresso irá listar os itens depositados, seus totais e o valor a ser pago ao cliente. Fluxo excepcional de eventos Quando o cliente retorna um item ele é medido pelo sistema. A medição é usada para determinar que tipo de lata, garrafa ou gradeado foi depositado. Se aceito o total do cliente será incrementado. Se não for aceito, apresentar mensagem ´NÃO É VALIDA´.

51 Use Case Adição de detalhes l Use Case Retornar item Fluxo principal de eventos: Quando o cliente depositar os seus itens, ele/ela irá pressionar o botão recibo para obter o recibo. O recibo impresso irá listar : nome do item número de itens retornados valor do item total para este item Soma total a ser paga ao cliente

52 Use Case Organizando Use Cases l Generalização l Inclusão l Extensão

53 Use Case Generalização de Use Case l Relaciona um Use Case especializado a um mais geral l O filho herda os atributos, operações e sequências de comportamento dos pais l O filho pode adicionar e redefinir o comportamento do pai l O filho pode substituir o pai em qualquer lugar que ele aparece

54 Use Case Generalização de Use Case l O use case filho pode adicionar comportamento incremental através da inserção de sequências adicionais de ações em pontos arbitrários da sequência do pai l Pode modificar alguma das operações e sequências herdadas (cuidado!!) l Relacionamentos de inclusão e extensão do use case filho também modificam o use case do pai

55 Use Case Generalização de Use Cases l É possível abstrair comportamentos de use cases. Nomalmente a similaridade entre use cases é identificada após a construção do use case. l Os use cases Checar password e Scan de retina ambos servem para validar o usuário. l Identificar um use case abstrato Validar usuário para realizar esta validação.

56 Use Case Generalização Validar usuário Checar passwordScan da retina

57 Use Case Inclusão de use cases l O use case base incorpora explicitamente o comportamento de outro use case no local especificado na base. l O use case incluído nunca estará sozinho, somente será instanciado de um use case base que o incluirá. l Usado para evitar a descrição do mesmo fluxo de eventos várias vezes.

58 Use Case Inclusão Validar Conta use case incluído (servidor) > Sessão de ATM use case base (cliente) Identificar Cliente >

59 Use Case Use Case: Sessão de ATM mostre anúncio do dia inclue Identificar Cliente inclue Validar Conta imprimir cabeçalho do recibo log out Use Case de Inclusão: Identificar Cliente pegue o nome do cliente inclue Verificar Identidade if falha de verificação then abort a sessão obtenha número da conta do cliente Use Case de Inclusão: Validar Conta estabeleça conexão com banco de dados de contas otenha status e limite da conta

60 Use Case Inclusão de Use Case : Def. l Inclusão da sequência de comportamento do use case servidor na sequência de interação do use case cliente, sob controle do use case cliente, no local que o cliente especifica sua descrição

61 Use Case Inclusão de Use Case l Descreve uma sequência adicional de comportamento que será inserida na instância de use case que está executando o use base base l O mesmo use case de inclusão pode ser inserido em múltiplos use case base l A inclusão representa comportamento encapsulado que potencialmente poderá ser reusado em outros use case base

62 Use Case Inclusão de use case: Avançado l O use case base (cliente) não poderá acessar os atributos do use case de inclusão (servidor) l O use case de inclusão (servidor) poderá acessar atributos e operações use case base (cliente), para obter valores e comunicar resultados l Os valores dos atributos do use case de inclusão (servidor) não persistem entre execuções l A inclusão é executada apenas uma vez

63 Use Case Extensão de use case l A extensão de um use case base por um use case de extensão especifica como o comportamento definido pelo use case de extensão pode ser inserido no comportamento do use case base. l O use case de extensão modifica incrementalmente o use case base de uma forma modular

64 Use Case Extensão de use case l Exemplo: quando um item ficar preso o sistema deverá emitir um alarme l Isto poderá ser descrito como um use case que estende o use case Retornar item

65 Use Case Extensão de use case Retornar item Item preso > Quando um item ficar preso o alarme é ativado para chamar o operador. Quando operador remover o item preso o alarme é desligado e o cliente poderá continuar a retornar itens.

66 Use Case Extensão de use case l Usado para modelar extensão de outros use cases completos: –Para modelar partes opcionais de use cases –Para modelar cursos alternativos e complexos que raramente ocorrem, como Item Preso –Para modelar sub-cursos que são executados somente em certos casos

67 Use Case Extensão de use case l Para modelar modelar a situação onde vários diferentes use cases podem ser inseridos em um use case (pontos de extensão) l O use case base implicitamente incorpora o comportamento do use case na localização especificada.

68 Use Case Extensão: Pontos de Extensão > (set prioridade) Fazer Pedido Pontos de extensão set prioridade Fazer Pedido Urgente Use Case Fazer Pedido Fluxo principal de eventos: inclue (Validar usuário). Receber do usuário os itens do pedido. (set prioridade). Submeter o pedido para processamento. > Validar usuário

69 Use Case Extensão: Pontos de Extensão Sessão de ATM pontos de extensão transação possível detalhes do recibo abortável Use Case: Sessão de ATM mostre anúncio do dia inclue Identificar Cliente ! uma região inclue Validar Conta ! (ponto de extensão aqui) imprimir cabeçalho do recibo -! (outro ponto de extensão) log out

70 Use Case Extensão de use case: Avançado l Cada ponto de extensão precisa ser definido no use case base. l Quando a execução da instância do use case alcança o local do use case referenciado pelo ponto de extensão e a condição da extensão é satisfeita, a execução é transferida para a sequência do segmento de extensão. Quanto terminada, o controle volta para o use case original

71 Use Case Extensão de use case: Avançado l A extensão implicitamente modifica o comportamento do use case base l Os efeitos da do use case de extensão são adicionados aos efeitos do use case base quando da sua instanciação

72 Use Case Extensão de use case: Avançado l O relacionamento de extensão pode ter uma condição, uma expressão em termos de atributos do use case base, ou a ocorrência de eventos tais como a recepção de um sinal l Se não há condição se assume que ela é verdadeira l A extensão poder ser executada mais de uma vez, se a condição permanecer verdadeira

73 Use Case Agenda

74 Use Case Celular

75 Use Case Dicas: Modelando o Contexto do Sistema l Identifique os atores que cercam o sistema –Quais grupos precisam de ajuda do sistema para executarem suas tarefas –Quais os grupos necessários para executarem as funções do sistema –Quais grupos interagem com hardware externo ou outros sistemas de software –Quais grupos executam funções secundárias de administração e manutenção

76 Use Case Dicas: Modelando o Contexto do Sistema l Organize os atores que são similares em uma hierarquia de generalização / especialização. l Quando ajudar a compreensão, faça um esteriótipo para o ator l Use os atores no diagrama de use cases e especifique os caminhos de comunicação entre atores e use cases do sistema.

77 Use Case Dicas: Modelando Requisitos do Sistema l Estabeleça o contexto do sistema através da identificação dos atores que o cercam l Para cada ator, considere o comportamento que eles esperam o requerem que o sistema produza l De um nome aos comportamentos comuns (Usecase) l Fatore comportamentos comuns em novos use cases que serão usados por outros

78 Use Case Dicas: Modelando Requisitos do Sistema l Fatore comportamento variante em novos use cases que estendem a fluxo principal de eventos l Modele os use cases, atores e seus relacionamentos através de diagramas de use case l Adorne os use cases com notas que descrevem requisitos não funcionais (algumas destes se aplicam ao sistema como um todo).


Carregar ppt "Use Case Use Cases (Casos de Uso). Use Case Objetivos l Introduzir a necessidade de elicitação de requisitos l Apresentar várias técnicas de elicitação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google