A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Câncer e Trabalho - Mitos e Verdades- Elver Andrade Moronte Médico do Trabalho Novembro 2008.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Câncer e Trabalho - Mitos e Verdades- Elver Andrade Moronte Médico do Trabalho Novembro 2008."— Transcrição da apresentação:

1 Câncer e Trabalho - Mitos e Verdades- Elver Andrade Moronte Médico do Trabalho Novembro 2008

2 Neoplasia, câncer, tumor Doenças caracterizadas pelo crescimento celular desordenado Tumores, invasão ( próximo ), metástase ( distante )

3 Oncogênese Fatores endógenos (genéticos) Fatores exógenos ( ambientais/ infecciosos/ ocupacional ) IARC – Agência Internacional para Pesquisa Sobre o Câncer (OMS) 88 agentes 23 principalmente em ambientes de trabalho 13 em processos de trabalho IARC 2005

4 Mecanismos de Carcinogênese Substâncias Iniciadoras: causam mutações no DNA (ex: amianto) Substâncias Promotoras: estimulam a replicação celular (aumenta a probabilidade de mutações) (ex: níquel)

5

6 Estimativas INCA (Instituto Nacional do Câncer):  60% a 90% provavelmente por fatores ambientais  30% dos casos não é possível identificar agentes causadores  Origem ocupacional: 4% a 40% dos cânceres (grande variação!!)

7 Complexidade do Tema Multifatorial ( agentes endógenos, exógenos ) Exposições múltiplas ( vários agentes diferentes ) Período de latência LONGO – Tumores sólidos: 20 a 50 anos – Neoplasias do sangue: 4 a 5 anos (avaliação retrospectiva da exposição)

8 Histórico – Câncer e trabalho Século XVIII (Inglaterra) – Percival Pott Câncer de escroto Limpadores de chaminé

9

10 Legislação Brasileira Proibição de exposição para 4 substâncias cancerígenas: 4-amino-difenil; benzidina; beta-naftilamina; 4-nitrodifenil ) “Linites de tolerância”: (benzeno, sílica, amianto,...) Existe exposição “segura”???

11 Exposição ocupacional Substância isolada Contaminação ex: BTX (benzeno/ Tolueno/ Xileno) Mistura complexas de substâncias ex: Amianto: pedra sabão; talcos

12 Fator Genético Interação (ou não) com fatores genéticos (Aumenta o risco de ocorrência)

13 Outros Fatores Interações: hábitos de vida ( ex: tabagismo/ etilismo ) e características individuais ( ex: idade e gênero ) – RS: Maior incidência de Câncer de laringe Câncer de laringe: – Etilismo/ tabagismo – Homens/ Mulheres : 7:1 Câncer de pulmão: – Homens/ Mulheres : 3:1

14 TEMPO de Exposição Latência Exposição ( carcinogênicos )Diagnóstico Início das alterações Dose Acumulada

15 IARC – Ramos de risco Indústria do alumínio Fabricação e reparo de calçados/ couro Indústria de Móveis e Marcenaria Tratamento do couro Fundição de ferro e aço Indústria da borracha (...)

16 Classificação IARC Grupo Evidências 1 É carcinogênico para humanos (105) 2A Provavelmente carcinogênico para humanos (66) 2B Possivelmente carcinogênico para humanos (248) 3 Não é classificável para carcinogenicidade em humanos (515) 4 Provavelmente não carcinogênico em humanos (1)

17 Câncer de cavidade nasal fatores de exposição ocupacional Radiações ionizantes Cromo VI Níquel Poeira de madeira Indústria do couro Poeiras orgânicas ( ind. têxtil e padarias )

18 Câncer de pele fatores de exposição ocupacional Arsênio Alcatrão, piche, xisto Radiações ionizantes Radiação Ultravioleta (Solar) Óleos Minerais lubrificantes

19 Leucemias fatores de exposição ocupacional Benzeno Radiações ionizantes Agentes antineoplásicos Agrotóxicos ( clorados )

20 Câncer de pulmão fatores de exposição ocupacional Arsênio Asbesto (Amianto) Berílio Cádmio Cromo VI Cloreto de Vinila ( PVC ) Sílica Radiação ionizante Níquel Formol Alumínio (fundição) Névoa de óleos

21 Amianto Anfibólio, crisotila,... Contaminante em outros produtos (talco/ pedra sabão) Uso seguro (???) Limite de exposição (???) Mesotelioma maligno de pleura Câncer em filhos de trabalhadores (uniforme)

22 Amianto NormasValores de exposição “aceitáveis” NR 15 (Anexo n ° 12) 2,0 fibras por cm ³ de ar ACGIH 0,1 fibras por cm ³ de ar Convenção coletiva (2007/2009)0,1 fibras por cm ³ de ar

23 Mesotelioma Maligno de pleura

24 Vigilância em Saúde do trabalhador Higiene ocupacional (??) Convenção OIT n ° 139 (1991) Políticas Públicas – Amianto – Benzeno na gasolina – Agrotóxicos (organoclorados) Atuação do SUS – CEREST – Epidemiologia – Vigilância em saúde

25 Vigilância em Saúde do trabalhador 1.Substituir processos com substâncias e agentes cancerígenos por outras menos nocivas 2.Reduzir o n º de trabalhadores expostos 3.Medidas de proteção 4.Informar o trabalhador dos riscos 5.Monitoramento médico

26 Referências Doenças Relacionadas ao Trabalho – Manual de procedimentos para serviços de saúde (MS/OPAS/OMS)

27 Obrigado!


Carregar ppt "Câncer e Trabalho - Mitos e Verdades- Elver Andrade Moronte Médico do Trabalho Novembro 2008."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google