A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SITUAÇÃO DA HANSENÍASE Maria Elizabet Lovera Consultora do Grupo Tarefa -Hanseníase MS/UNESCO– PR.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SITUAÇÃO DA HANSENÍASE Maria Elizabet Lovera Consultora do Grupo Tarefa -Hanseníase MS/UNESCO– PR."— Transcrição da apresentação:

1 SITUAÇÃO DA HANSENÍASE Maria Elizabet Lovera Consultora do Grupo Tarefa -Hanseníase MS/UNESCO– PR

2 Deformidades físicas A marca da “lepra”

3 PARANÁ, FEVEREIRO DE 2005

4 ?

5

6

7 Transmissão versus Resistência

8

9  O homem é conhecido como única fonte de infecção  Os pac MB transmitem hanseníase ANTES de iniciar o tratamento específico  Período de de incubação – 2 a 5 anos em média  A eliminação e a porta de entrada dos bacilos, se faz pelas vias aéreas superiores.

10 Hanseníase - Patogenia Doente Bacilífero sem tratamento Borderline Sadio Tuberculóide Virchowiana 90% não adoecem 10% adoecem   Indeterminada   

11

12

13 BACILOSCOPIA

14 Poliquimioterapia, 1982 A certeza da cura da infecção

15 EXAME DE CONTATOS As pessoas que viveram com você, antes do tratamento, também podem ter sido contaminadas. Mas isso não quer dizer que todos vão adoecer,mesmo assim elas devem ser avaliadas e conhecer os sinais da doença. É importante fazer a vacina BCG.

16

17 Prevenção de incapacidades A cura com dignidade

18

19

20

21 Detecção de CN de hanseníase em 17 países que notificaram, 2003 a 2005 Fonte: OMS

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38 OBRIGADA!


Carregar ppt "SITUAÇÃO DA HANSENÍASE Maria Elizabet Lovera Consultora do Grupo Tarefa -Hanseníase MS/UNESCO– PR."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google